AMARSUL ESTABELECE PARCERIA COM Associação Industrial e Comercial do Café 16 DE ABRIL, 2024

AMARSUL ESTABELECE PARCERIA COM Associação Industrial e Comercial do Café

Projeto de Reciclagem de Cápsulas de Café

 

A Amarsul estabeleceu um protocolo de colaboração com a Associação Industrial e Comercial do Café (AICC) e o Município de Almada para promover o Projeto de Reciclagem de Cápsulas de Café.

 

O projeto-piloto de recolha e reciclagem de cápsulas de café é uma iniciativa de proteção ambiental e estímulo à economia circular, que visa estabelecer e implementar as condições necessárias para assegurar a reciclagem destes resíduos, pretendendo não só abranger os resíduos gerados pelas cápsulas de café das empresas do setor, mas também de outros operadores, e, dessa forma, colmatar a falha de mercado que atualmente se verifica na reciclagem dos mesmos.

 

O projeto, promovido por seis empresas torrefatoras que operam em Portugal, (Delta Cafés, José Maria Vieira, Massimo Zanetti, Nestlé, Newcoffee e UCC), que representam 13 marcas de café, pretende desviar de aterro materiais com alto potencial de reciclagem.

 

Os munícipes de Almada podem, a partir de agora, depositar as suas cápsulas de café no Ecocentro da Amarsul, localizado na Quinta da Matosa, na Sobreda, onde serão recebidas e armazenadas para seguirem posteriormente para reciclagem. Através desta colaboração, a Amarsul alia à sua missão ambiental, a sustentabilidade e a economia circular, em prol de um bem maior, ao dar oportunidade a todos os consumidores, de reciclarem e depositarem as suas cápsulas usadas, em locais adequados.

AMARSUL ESTABELECE PARCERIA COM Associação Industrial e Comercial do Café 16 DE ABRIL, 2024

AMARSUL ESTABELECE PARCERIA COM Associação Industrial e Comercial do Café

Projeto de Reciclagem de Cápsulas de Café

 

A Amarsul estabeleceu um protocolo de colaboração com a Associação Industrial e Comercial do Café (AICC) e o Município de Almada para promover o Projeto de Reciclagem de Cápsulas de Café.

 

O projeto-piloto de recolha e reciclagem de cápsulas de café é uma iniciativa de proteção ambiental e estímulo à economia circular, que visa estabelecer e implementar as condições necessárias para assegurar a reciclagem destes resíduos, pretendendo não só abranger os resíduos gerados pelas cápsulas de café das empresas do setor, mas também de outros operadores, e, dessa forma, colmatar a falha de mercado que atualmente se verifica na reciclagem dos mesmos.

 

O projeto, promovido por seis empresas torrefatoras que operam em Portugal, (Delta Cafés, José Maria Vieira, Massimo Zanetti, Nestlé, Newcoffee e UCC), que representam 13 marcas de café, pretende desviar de aterro materiais com alto potencial de reciclagem.

 

Os munícipes de Almada podem, a partir de agora, depositar as suas cápsulas de café no Ecocentro da Amarsul, localizado na Quinta da Matosa, na Sobreda, onde serão recebidas e armazenadas para seguirem posteriormente para reciclagem. Através desta colaboração, a Amarsul alia à sua missão ambiental, a sustentabilidade e a economia circular, em prol de um bem maior, ao dar oportunidade a todos os consumidores, de reciclarem e depositarem as suas cápsulas usadas, em locais adequados.

Valorsul substitui frota de ligeiros por veículos 100% elétricos 16 de abril de 2024

Eletrificação da frota de ligeiros reforça o compromisso com a proteção do ambiente, evitando a emissão de 90 toneladas de dióxido de carbono (CO2) equivalente para a atmosfera.

 

A Valorsul, empresa responsável pelo tratamento e valorização de resíduos urbanos da zona de Lisboa e Região Oeste, está a substituir a frota de ligeiros por viaturas 100% elétricas, planeando estender a medida a todas as viaturas ligeiras ao serviço da empresa.

 

Neste sentido, estão a ser instalados postos de carregamento elétrico para abastecimento de viaturas nas unidades da Valorsul. Até ao momento foram substituídos 30 veículos a combustão por viaturas elétricas, o que permitirá evitar a emissão de 90 toneladas de dióxido de carbono (CO2) equivalente para a atmosfera, por ano.

 

Enquanto empresa do Grupo EGF /Mota Engil, a Valorsul é abrangida pelo Plano Estratégico – Building 26, em que se estabeleceram compromissos claros ao nível da sustentabilidade, impacto ambiental e eficiência. Estes compromissos têm em conta a situação global vivida e marcada pela transição energética, a crescente conversão dos veículos a combustão para veículos elétricos e o contexto inflacionista, o que veio despoletar a atualização da política de gestão de viaturas do Grupo.

 

"A Valorsul tem na sua génese valorizar o ambiente e contribuir para um Planeta mais sustentável. A nossa atividade já tem essa missão, mas também a incorporamos nos nossos processos de gestão, pelo que temos vindo a implementar medidas concretas no sentido de contribuirmos efetivamente para a redução de emissões de CO2. A substituição dos nossos veículos ligeiros de passageiros por veículos 100% elétricos, no âmbito alargado do plano estratégico do Grupo, vai permitir atingir esses objetivos e contribuir assim para a estratégia de descarbonização das economias mundiais", realça a CEO da Valorsul, Marta Neves.

 

É propósito da Valorsul, e do Grupo EGF/Mota Engil, valorizar o ambiente de forma efetiva e contribuir para um amanhã melhor.

CAMPANHAS DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL DA EGF BATEM RECORD 02 DE ABRIL, 2024

13,7 mil toneladas

Campanhas de educação ambiental da EGF batem record de recolha de embalagens

 

 

Ecovalor, Toneladas de Ajuda, EcoEventos, EcoPraias e Mercado a Reciclar. Em 2023, foram atribuídos 883 358€ para ajuda social.

 

As campanhas de comunicação e educação ambiental, promovidas pela EGF, em 2023, voltaram a atingir recordes nas toneladas de embalagens recolhidas, subindo 49% na quantidade de materiais recicláveis e 39% no número de pessoas impactadas, em relação ao ano anterior, e atingindo a maior quantidade de material reciclável de sempre.

 

No total, foram recolhidas 13,7 mil toneladas de embalagens no acumulado das cinco campanhas: Ecovalor, Toneladas de Ajuda, EcoEventos, EcoPraias e Mercado a Reciclar, que são desenvolvidas pelas empresas do Grupo EGF para vários públicos e promovem a reciclagem sempre e em qualquer lugar. Estas campanhas permitem medir a quantidade de embalagens separadas para reciclagem e aferir os seus resultados diretos nas quantidades recolhidas. 

 

Das 13,7 mil toneladas de embalagens recolhidas, 7.564 toneladas foram papel e cartão, 3.601 toneladas plástico e metal e 2.541 toneladas de vidro. A recolha de vidro, no caso concreto das campanhas ambientais, teve um aumento de 100%, face a 2022, o papel e cartão um aumento de 38% e o plástico e metal de 45%. Estes números refletem o investimento da EGF e das suas concessionárias na sensibilização ambiental e o compromisso das comunidades com o ambiente, o que resulta na resposta positiva ao desafio lançado por cada uma das campanhas.

 

A EGF e as suas concessionárias, no global, contribuíram com 883.358€ para ajuda social, através dos prémios associados a estas campanhas, um valor que destaca o seu papel como entidades que contribuem para a melhoria das condições de vida das várias comunidades dentro das suas áreas de intervenção.

 

ECOVALOR 2022/2023

O programa Ecovalor é desenvolvido para as comunidades escolares. Entre ações de sensibilização, visitas às várias instalações das empresas do Grupo EGF e o concurso “Recicla e Ganha”, o programa mobiliza as escolas para a reciclagem das embalagens.

As escolas que participam no concurso “Recicla e Ganha” concorrem para um prémio monetário que é atribuído em função do seu desempenho na recolha de embalagens. Os prémios atribuídos pelas concessionárias da EGF são utilizados para a aquisição de equipamentos ou melhorias estruturais de recreios, por exemplo. Em 2023 foram atribuídos 199.737€ no âmbito deste concurso.

No concurso “Recicla e Ganha” participaram 1.155 escolas, desde o Jardim de Infância ao Ensino Secundário, abrangendo 351.345 alunos.  Juntas, estas escolas, conseguiram recolher 4.975 toneladas de materiais para reciclagem: 2.639 de cartão e papel, 1009 de vidro e 1.327 de plástico e metal, o que representa um aumento de 41% no total das toneladas recolhidas.

TOP 3

No TOP 3 nacional das escolas participantes neste concurso, destacou-se em primeiro lugar a EB 2/3 D. Martim Fernandes, de Albufeira, com 44 toneladas recolhidas e entregues na Algar.  No segundo lugar ficou o Centro Escolar de Chainça, em Abrantes, que pertence à área de atuação da Valnor, e em que foram recolhidas 42 toneladas. O terceiro lugar, com 31,5 toneladas, foi atribuído à Escola do Monte, em Vila Nova de Gaia, que integra a área da Suldouro.

 

TONELADAS DE AJUDA 2023

Aliando a causa ambiental à social, a campanha Toneladas de Ajuda destina-se a Instituições Privadas de Solidariedade Social (IPSS). Cada instituição participante entrega, na empresa do Grupo EGF da sua zona, material reciclável que, depois, é convertido num valor monetário em seu benefício. Também qualquer pessoa pode ajudar uma instituição e entregar material para reciclar nas empresas e escolher a IPSS para a qual quer doar o material.

No ano passado participaram 304 IPSS que conseguiram recolher 4.830 toneladas de embalagens, um crescimento de mais de 13% de recicláveis entregues: 3.539 de papel e cartão, 147 de vidro e 1.143 de plástico e metal, que se traduziram em 657.261€ de prémios entregues.

TOP 3

As três IPSS que mais contribuíram foram a APPACDM Trofa com 491 toneladas; na área da Resinorte, o Banco Alimentar do Algarve com 471 toneladas, pertencente à Algar; e o Banco Alimentar de Setúbal com 229 toneladas, na zona de atuação da Amarsul.

 

ECOEVENTOS 2023

A campanha Ecoeventos destina-se, como sugere o nome, a eventos que podem ser culturais, desportivos ou recreativos, e que se comprometem a fazer a responsável gestão de resíduos aí produzidos. No caso desta campanha, as empresas ajudam, in loco, nos eventos inscritos com a logística da recolha das embalagens nos recintos, a recolha seletiva e a sensibilização dos comerciantes e do público.

Em 2023 participaram 335 eventos, mais 35% que na edição anterior, que abrangeram 13,3 milhões de pessoas e registou-se um aumento bastante significativo de 342% de toneladas de embalagens recolhidas, que se pode atribuir à realização da Jornada Mundial da Juventude. Foram separadas para reciclar 2.853 toneladas de embalagens: 943 toneladas de papel e cartão, 983 toneladas de vidro e 926 toneladas de plástico e metal, que se materializaram em 26.360€ de prémios atribuídos.

TOP 3

Com 1.840 toneladas e 373 toneladas ficaram na liderança com mais quantidades de recicláveis a Jornada Mundial da Juventude, de Lisboa (Valorsul) e de Leiria (Valorlis), respetivamente, seguidas do Boom Festival (Valnor), um já conhecido vencedor de outras edições, com 142 toneladas.

 

ECOPRAIAS 2023

Ecopraias é a campanha da EGF com a premissa que mesmo de férias, todos temos de fazer o nosso papel no que respeita à reciclagem. Equipas de monitores percorrem as praias e sensibilizam os banhistas para separarem o lixo que produzem durante o tempo que estão no areal.

No Verão de 2023, participaram nesta campanha 49 praias, a grande maioria da região de Setúbal e da área da Amarsul, onde foram impactadas 59.108 pessoas que separaram nos ecopontos de praia 4.830 toneladas de embalagens – 164 de papel e cartão, 251 de vidro e 90 de plástico e metal.

 

MERCADO A RECICLAR 2023

O Mercado a Reciclar desafia comerciantes e fregueses a mudarem de hábitos e participarem na reciclagem. Os mercados são locais onde se produzem grandes quantidades de resíduos recicláveis e é na criação de condições para a sua correta separação, a par da sensibilização dos seus públicos, que a campanha atua. Foram, em 2023, abrangidos 28 mercados, e houve um aumento de mais 3 mercados face a 2022, mas a quantidade de toneladas recolhidas cresceu 93%, o que correspondeu a 280 toneladas de embalagens separadas e encaminhadas para tratamento.

EGF ABRE PORTAS DAS CONCESSIONÁRIAS 15 DE MARÇO, 2024

EGF ABRE PORTAS DAS CONCESSIONÁRIAS

Esta iniciativa é uma oportunidade única para dar a conhecer às comunidades locais as nossas instalações e saber mais sobre os processos de tratamento e valorização de resíduos.

 

As empresas do Grupo EGF abrem as suas portas no dia 23 de março, dia em que se assinala a Hora do Planeta, com o intuito de aproximar as comunidades locais. Estas visitas permitem dar a conhecer aos cidadãos os processos relacionados com a recolha e valorização de resíduos urbanos e sensibilizar para as boas práticas ambientais e a reciclagem.

 

Neste dia, em que as empresas do Grupo EGF estarão de portas abertas ao público, será possível perceber o que acontece aos resíduos depois de serem colocados nos respetivos contentores, desconstruir mitos sobre a reciclagem e esclarecer as regras para a correta separação de resíduos.

 

Esta iniciativa traduz o compromisso da EGF e das suas concessionárias, que têm como prioridade na sua atividade a prestação de um serviço público de excelência a favor de toda a comunidade e da sustentabilidade ambiental.

 

 

A Inscrição é gratuita e limitada às vagas existentes. Para participar nesta iniciativa, saiba quais são as instalações e os horários disponíveis e inscreva-se:

 

 

  • Para visitar as empresas: ALGAR; ERSUC; RESINORTE; RESIESTRELA; RESULIMA; SULDOURO; VALNOR; VALORMINHO – contacte a Linha da Reciclagem – 800 911 400 (chamada gratuita) ou envie e-mail para: atendimento@linhadareciclagem.pt

 

 

  • Para visitar a VALORSUL, envie email para comunicacao@valorsul.pt com indicação da instalação que pretende visitar, do número total de visitantes (número de adultos e número de crianças) e horário pretendido

 

Informações para a visita:

  • É OBRIGATÓRIO o uso de calçado fechado e raso e roupa confortável.
  • Durante a visita serão disponibilizados equipamentos de proteção individual.
  • Os participantes podem levar resíduos recicláveis (papel/cartão, plástico/metal/pacotes de bebida e vidro).

 

Instalações e Horários disponíveis

Horário

 

Sobre a Hora do Planeta:

A iniciativa Hora do Planeta existe há 17 anos e é organizada pela WWF, desde 2007. Milhares de cidades em todo o mundo aderem anualmente a esta iniciativa e apagam as luzes de monumentos e casas por todo o mundo. E também por todo o mundo muitos milhares de pessoas aderem a este “apagão”, que hoje é também a luta contra as alterações climáticas e no sentido do cumprimento do Acordo de Paris em 2030.

Mais informação em https://horadoplaneta.pt/

RESINORTE ABRE NOVO ECOCENTRO NO MUNICÍPIO DA TROFA 15 de MARÇO, 2024

O município da Trofa conta agora com um novo ecocentro ao dispor dos Trofenses!

 

A RESINORTE abriu um novo ecocentro no município da Trofa. Este equipamento está agora ao dispor da população, aumentando assim a capacidade de receção de várias tipologias de resíduos.

 

Este equipamento está instalado na Rua Novas Empresas, Santiago de Bougado e funciona de terça a sábado das 9:30h às 13:00h e das 14:00h às 18:30h.

 

Esta nova instalação constitui uma mais-valia para os cidadãos e empresas da região envolvente. Por um lado, será uma mais-valia para a redução dos resíduos abandonados na via pública e por outro, este novo equipamento permitirá às empresas da envolvente entregar e depositar facilmente os seus resíduos valorizáveis, contribuindo assim para uma maior comodidade e aumento das quantidades de resíduos enviados para reciclagem em Portugal.

 

Para o esclarecimento de dúvidas do que depositar nos ecocentros da RESINORTE, qualquer cidadão poderá contactar gratuitamente a Linha da Reciclagem através do número 800 911 400.

Recolha seletiva aumentou 5% em 2023 14 DE MARÇO, 2024

Aumentou a recolha seletiva total e diminuiu a indiferenciada

 

 

A EGF, empresa responsável pelo tratamento e valorização de resíduos urbanos em 174 municípios de Portugal Continental e de 60% da população registou, em 2023, um aumento de 5% na recolha seletiva total, onde se incluem embalagens, madeira, biorresíduos e monstros.

 

A recolha seletiva de papel e cartão, proveniente do ecoponto azul, registou um aumento de 1.3%, e a recolha de plástico e metal, proveniente do amarelo, um aumento de 3.3%, espelhando o contínuo investimento por parte da EGF em aumentar a capacidade de recolha das suas concessionárias, através dos ecopontos, da recolha doméstica porta-a-porta e da recolha junto do comércio. A recolha seletiva de vidro contraria a tendência de crescimento, um facto ainda em estudo, que indicia a alteração de hábitos de consumo que poderão justificar os -2.4% de embalagens de vidro recolhidas em 2023. 

 

Regista-se também um decréscimo da receção de resíduos indiferenciados de -1,3% - uma redução ainda pouco significativa face aos objetivos de prevenção de resíduos, mas que já ilustram uma tendência descendente.

 

Recolha de biorresíduos aumentou 24%

A recolha seletiva de biorresíduos regista um crescimento relevante de 24%, sendo de realçar que esta é uma recolha que se encontra numa fase inicial em todo o país. Estes valores correspondem a 100 dos 174 municípios da área de intervenção das concessionárias da EGF que entregaram verdes ou restos alimentares para valorização, num total de 100 mil toneladas.

 

A valorização, no contexto de biorresíduos, é orgânica. Estes podem ser valorizados de duas formas, na produção de energia, através do biogás produzido, ou de compostagem.

 

 

Sobre a EGF

A EGF é uma empresa europeia de referência no setor ambiental e líder no tratamento e valorização de resíduos em Portugal. Integrada no Grupo MOTA-ENGIL, é responsável por assegurar o tratamento e valorização de resíduos, da forma ambientalmente mais correta e economicamente sustentável, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida e do ambiente.

A gestão dos sistemas de tratamento e valorização de resíduos é feita através de 11 empresas concessionárias (Algar, Amarsul, Ersuc, Resiestrela, Resinorte, Resulima, Suldouro, Valorlis, Valorminho, Valnor, Valorsul), constituídas em parceria com os municípios servidos, que processam anualmente cerca de 3,3 milhões de toneladas de resíduos urbanos (RU), servindo uma população de 6,2 milhões de pessoas distribuídas por 174 municípios, numa área equivalente a 60% do território em Portugal.

RE-SOURCE 2023 | Valorlis é parceira de projetos da mais Alta Tecnologia e de Inteligência Artificial 23 DE FEVEREIRO, 2024

RE-SOURCE 2023

Valorlis é parceira de projetos da mais Alta Tecnologia e de Inteligência Artificial

 

A Valorlis é parceira de dois projetos que responderam aos desafios feitos pela terceira edição do programa de inovação colaborativa Re-Source. O Re-Source resulta da cooperação entre a Sociedade Ponto Verde e a Beta-i e é um programa de inovação digital aberta à procura de soluções criativas para problemas reais que o setor das embalagens e resíduos de embalagens enfrenta.

 

Entre os 12 projetos inovadores do Re-Source 2023, há a destacar dois que contam com a parceria da Valorlis:

 

Trashify Tech@ Valorlis

Trashify (Startup)

Valorlis (Parceiro)

Objetivo: O piloto visa contribuir para aumentar a eficiência e a precisão do processo de triagem e, ao mesmo tempo, permitir uma caracterização precisa do material. A tecnologia fornece análise de fluxo de resíduos (caracterização de resíduos) em tempo quase real.

 

Danu Robotic@ Valorlis

Danu Robotics (Startup)

Valorlis (Parceiro)

Objetivo: O piloto visa o desenvolvimento e instalação da uma tecnologia que consiste num sistema de visão computacional (IA) altamente preciso, num sistema operativo central de elevado desempenho e num sistema robótico de picking multi-agente.

 

Mais sobre a 3ª edição do Re-Source e os projetos selecionados em:

  • https://www.jornaldenegocios.pt/c-studio/detalhe/re-source-da-sociedade-ponto-verde-inova-na-gestao-de-residuos
  • https://www.ambientemagazine.com/sociedade-ponto-verde-e-beta-i-juntas-pela-inovacao-na-gestao-de-residuos/

 

Sobre a Valorlis

A Valorlis empresa que gere a recolha seletiva e o tratamento de resíduos urbanos dos municípios de Batalha, Leiria, Marinha Grande, Ourém, Pombal e Porto de Mós, continua a apostar na sensibilização junto da comunidade, de modo a garantir um adequado funcionamento do sistema de gestão de resíduos urbanos da região.

Amarsul participa na 3ª edição do Re-Source 22 de fevereiro, 2024 22 DE FEVEREIRO, 2024

AMARSUL PARTICIPA NA 3ª EDIÇÃO DO RE-SOURCE

 

Decorreu no passado dia 20, o encontro do Re_Source 3.0, a 3ª edição do programa global de inovação aberta da Sociedade Ponto Verde com a Beta-i collaborative innovation, focado na economia circular e disrupção digital da gestão dos resíduos de embalagem.


A Amarsul foi convidada a participar nesta edição, tendo sido representada pelo José Bandeira da Área de Recolha Seletiva no painel “Innovation in Sorting and Waste Collection Processes”.


Foram referidos os principais desafios e as mais valias alcançadas com a implementação do projeto piloto realizado com a LIXO.


Este projeto, consistiu na instalação de câmaras em 4 veículos de recolha seletiva, que permitem identificar os contaminantes recolhidos, através de um algoritmo de IA, assim como a sua localização.

 

Sobre a Amarsul

A Amarsul é responsável pelo tratamento e valorização dos resíduos urbanos dos 9 municípios da Península de Setúbal: Alcochete, Almada, Barreiro, Moita, Montijo, Palmela, Seixal, Sesimbra e Setúbal.

 

Em 2022, a Amarsul tratou 461 mil toneladas de resíduos tendo valorizado 46 mil toneladas de recicláveis, em 10 instalações. A empresa conta com a colaboração de cerca de 400 trabalhadores, que servem diariamente os 800 mil habitantes da península. 

 

A Amarsul procede também à valorização energética dos resíduos, a partir da extração do biogás, produzindo anualmente cerca de 20 GWh de energia elétrica, a qual é injetada na Rede Elétrica Nacional. Produziu ainda, 9 mil toneladas de corretivos orgânicos que foram aplicados em culturas arbóreas e arbustivas, nomeadamente pomares, olivais, vinhas e espécies silvícolas. Estes corretivos de solos são obtidos através da valorização orgânica dos biorresíduos recebidos, quer os provenientes da recolha indiferenciada quer da recolha seletiva, em condições rigorosamente controladas.

ALGAR em destaque nas parcerias com projetos da 3ª edição do Programa RE-SOURCE 21 DE FEVEREIRO, 2024

ALGAR aposta na inovação na gestão de resíduos de embalagem

 

 

O Re-Source é um programa inovador, que resulta da cooperação entre a Sociedade Ponto Verde e a Beta-i, e que desafia à inovação, criatividade e digitalização na gestão de resíduos de embalagem.

 

Foi com este propósito que a Algar integrou, como parceira de desenvolvimento, dois projetos na 3ª edição:

 

Braço robótico na triagem de embalagens do sotavento

Danu Robotics (Startup)

Algar (Parceiro)

Objetivo: o piloto visa a implementação de um braço robótico alimentado por um sistema de inteligência artificial na linha de triagem, para a separação de resíduos de embalagem.

 

Ferramenta de inteligência artificial para a colocação de contentores

NILG.AI (Startup)

Algar (Parceiro)

Objetivo: o piloto visa o desenvolvimento de uma ferramenta de inteligência artificial que terá em conta regras definidas para a colocação de novos ecopontos.

 

Mais sobre a edição de 2023 do Re-Source e os projetos selecionados em:

 

 

Sobre a ALGAR

A Algar - Valorização e Tratamento de Resíduos Sólidos, S.A., é a entidade responsável, no Algarve, pelo sistema integrado de recolha seletiva, transferência, triagem dos materiais destinados à reciclagem, aproveitamento energético do biogás produzido em aterro sanitário, compostagem de resíduos verdes e o tratamento dos resíduos sólidos urbanos depositados em aterro sanitário, produzidos nos Municípios de Albufeira, Alcoutim, Aljezur, Castro Marim, Faro, Lagoa, Lagos, Loulé, Monchique, Olhão, Portimão, São Brás de Alportel, Silves, Tavira, Vila do Bispo e Vila Real de Santo António.

 

 

AMARSUL RECOLHE 296 TONELADAS DE MATERIAIS RECICLÁVEIS 20 DE FEVEREIRO, 2024

AMARSUL RECOLHE 296 TONELADAS DE MATERIAIS RECICLÁVEIS
172 escolas da região abrangidas pelo Ecovalor

 

A 5ª edição do Programa Ecovalor, na área da abrangência da Amarsul, contou com a participação de 172 estabelecimentos de ensino, impactando um universo de 70.713 alunos.

 

Na edição referente ao ano letivo 2022/23, o Programa recebeu um total de 296 toneladas de resíduos recicláveis, das quais 101 foram de embalagens plásticas e metálicas, 182de papel/cartão e 13de vidro, representando um aumento de 55t face ao ano letivo anterior.

 

O Programa Ecovalor tem como objetivo promover as boas práticas ambientais, distinguindo os estabelecimentos e instituições de ensino que separam maiores quantidades de materiais recicláveis em 3 concursos Recicla e Ganha: Amarelo, Azul e Verde. O top 3 das escolas que mais separaram na última edição é constituído por: em primeiro lugar a escola EB 2,3 Carlos Ribeiro (Seixal), em segundo a Escola Secundária Santo André (Barreiro) e em terceiro lugar a Egas Moniz - Cooperativa de Ensino, CRL (Almada).

 

O empenho dos alunos, professores, auxiliares, famílias e de toda a comunidade educativa, traduziu-se em mais de 11.000€ em prémios de participação atribuídos às escolas e instituições aderentes, da Península de Setúbal. Para incrementar a adesão ao Programa, a Amarsul disponibiliza aos estabelecimentos de ensino inscritos, equipamentos para a deposição seletiva de materiais, nomeadamente, ecobags para as salas de aula, contentores de 120l e sacos para as zonas exteriores do recinto escolar. Estão ainda contempladas ações de formação ambiental gratuitas, para os vários níveis escolares, onde se abordam os temas dos resíduos urbanos, nomeadamente as regras da reciclagem, as boas práticas na gestão de resíduos e a forma como se recolhem e tratam os resíduos.

 

Com o Programa Ecovalor, a Amarsul garante que os resíduos recicláveis recolhidos voltam ao ciclo de produção e transformam-se em matéria-prima, premiando em simultâneo, as escolas pelo bom desempenho ambiental.

 

Mais informações sobre o Programa Ecovalor podem ser consultadas aqui

 

Sobre a Amarsul

A Amarsul é responsável pelo tratamento e valorização dos resíduos urbanos dos 9 municípios da Península de Setúbal: Alcochete, Almada, Barreiro, Moita, Montijo, Palmela, Seixal, Sesimbra e Setúbal.

Em 2022, a Amarsul tratou 461 mil toneladas de resíduos tendo valorizado 46 mil toneladas de recicláveis, em 10 instalações. A empresa conta com a colaboração de cerca de 400 trabalhadores, que servem diariamente os 800 mil habitantes da península. 

A Amarsul procede também à valorização energética dos resíduos, a partir da extração do biogás, produzindo anualmente cerca de 20 GWh de energia elétrica, a qual é injetada na Rede Elétrica Nacional.

Produziu ainda, 9 mil toneladas de corretivos orgânicos que foram aplicados em culturas arbóreas e arbustivas, nomeadamente pomares, olivais, vinhas e espécies silvícolas. Estes corretivos de solos são obtidos através da valorização orgânica dos biorresíduos recebidos, quer os provenientes da recolha indiferenciada quer da recolha seletiva, em condições rigorosamente controladas.

 

Mais informação em https://www.amarsul.pt

 

 

RESINORTE REVITALIZA ECOCENTRO DE RIBA DE AVE 06 DE FEVEREIRO, 2024

O Ecocentro de Riba de Ave conta agora com uma nova imagem, um novo horário e também uma nova porta de entrada!

A Rua do Monte, Guardizela é agora a porta de entrada do renovado Ecocentro de Riba de Ave que passou a funcionar de terça a sábado das 9:30h às 13:00h e das 14:00h às 18:30h.

 

A revitalização deste Ecocentro constitui uma mais-valia para os cidadãos e empresas da região envolvente, sendo mais um passo para a diminuição dos resíduos abandonados na via pública e por consequência no aumento da reciclagem, contribuindo assim para o aumento dos quantitativos de reciclagem em Portugal.

 

Desta forma, é agora possível depositar os seus resíduos ao sábado durante todo o dia, permitindo assim uma maior comodidade para os seus utilizadores, sendo a utilização desta infraestrutura completamente gratuita.

 

Em caso de dúvidas sobre o que depositar nos ecocentros da RESINORTE, qualquer cidadão poderá contactar gratuitamente a Linha da Reciclagem através do 800 911 400.

 

Sobre a Resinorte

A RESINORTE é responsável pelo tratamento e valorização de resíduos urbanos de 35 municípios do norte central: Alijó, Amarante, Armamar, Baião, Boticas, Cabeceiras de Basto, Celorico de Basto, Chaves, Cinfães, Fafe, Guimarães, Lamego, Marco de Canaveses, Mesão Frio, Moimenta da Beira, Mondim de Basto, Montalegre, Murça, Penedono, Peso da Régua, Resende, Ribeira de Pena, Sabrosa, Santa Marta de Penaguião, Santo Tirso, São João da Pesqueira, Sernancelhe, Tabuaço, Tarouca, Trofa, Valpaços, Vila Nova de Famalicão, Vila Pouca de Aguiar, Vila Real e Vizela.

A Resinorte serve uma população de aproximadamente 1 milhão de habitantes e recebe para tratamento aproximadamente 350 mil toneladas de resíduos urbanos por ano.

 

GRANDE VENCEDOR DA 6.ª EDIÇÃO DA ESCOLA AMIGA DA CRIANÇA: REINVENTAR A COSER O PLANETA! 24 DE JANEIRO, 2024

Grande vencedor é também 1º na categoria Sustentabilidade

 

O grande vencedor da 6ª edição da Escola Amiga da Criança, que conta com a parceria da EGF, foi o projeto “Reinventar a Coser o Planeta”, que que venceu também a categoria Sustentabilidade. Parabéns ao Agrupamento de Escolas Virgínia Moura Guimarães pelo projeto apresentado e implementado com o objetivo de minimizar o desperdício têxtil, sensibilizar para as consequências do consumo desenfreado e de promover a Economia Circular.

 

Neste link, está disponível um pequeno vídeo que apresenta o projeto “Reinventar a Coser o Planeta”: https://youtu.be/5tO_iuMXscI?t=305.

 

No blog da Escola Amiga da Criança, Eduardo Sá escreve sobre este projeto vencedor: https://tiny.auladigital.leya.com/CBjog.

 

A Escola Amiga vencedora recebe 5000€ em livros LeYa. E as escolas vencedoras, de cada categoria recebem1000€ em livros LeYa e prémio adicional dos parceiros desta iniciativa.

 

A EGF apoia em especial a categoria SUSTENTABILIDADE através da oferta de prémios extra ao vencedor:

 

Com esta parceria, a EGF dá continuidade ao apoio e promoção da Educação nas escolas para uma cidadania ambientalmente responsável e sustentável.

 

Estes são os projetos vencedores em cada categoria da Escola Amiga da Criança 2023/2024:

  1. Alimentação e Estilo de Vida Saudável: Projeto Escola como DEV(s). – Agrupamento de Escolas D. António Taipa – Freamunde
  2. Cidadania e Inclusão: Projeto Louis Braille e a ilha do Lixo. – Escola EB1/JI Azeda – Setúbal
  3. Digital: Projeto Robótica – Exploração para uma vida melhor. – Escola EB Nº4 – Setúbal
  4. Envolvimento da Família: Projeto Escolas Dislexia Day by Day. - + de 100 escolas de Lisboa
  5. Espaço Escolar: Projeto Desafio da viagem pelo mundo de todos. Vivemos uma viagem em equipa, cheia de aventuras e descoberta. – Escola EB 2,3 Dr. Costa Matos – Vila Nova de Gaia
  6. Literacias: Projeto Livro e Curta-Metragem de Animação “Sentir com Cesário Verde”. – Agrupamento de Linda-a Velha e Queijas – Queijas
  7. Vencedor da categoria Sustentabilidade e grande vencedor da 6.ª edição da Escola Amiga: Projeto Reinventar a Coser o Planeta! – Agrupamento de Escolas Virgínia Moura – Guimarães

 

Dos projetos vencedores, cinco são de escolas inseridas na área da EGF, servidas pelas suas concessionárias. Nas categorias Cidadania e Inclusão e Digital, pela Amarsul. Envolvimento da Família pela Valorsul. Espaço Escolar pela Suldouro. Sustentabilidade pela Resinorte.

 

O resumo de todos os projetos vencedores pode ser visto aqui: https://www.youtube.com/watch?v=5tO_iuMXscI

 

 

EGF e Fundação do Futebol unidos por uma Final Four sustentável 22 DE JANEIRO, 2024

Semana do Futebol Profissional volta a ser um Ecoevento onde serão promovidas boas práticas ambientais

 

Pela segunda época consecutiva, a EGF e a Fundação do Futebol – Liga Portugal convertem a Final Four da Allianz CUP num Ecoevento, que está a decorrer em Leiria, até ao dia 27 de janeiro.

 

Mais que três jogos de Futebol onde se irá consagrar o novo Campeão de Inverno, a Final Four é também uma semana plena de entretenimento e atividades que prometem dar um colorido muito especial à cidade do Lis e envolver toda a comunidade local, sendo, simultaneamente, um Ecoevento.

 

Durante esta semana, serão muitas as ativações de sensibilização ambiental promovidas pela EGF e pela Valorlis, responsável pela contentorização na área na Fan Zone, que estarão disponíveis a toda a comunidade no stand da Fundação do Futebol – Liga Portugal neste mesmo espaço, situado em pleno coração de Leiria.

 

Em dias de jogo, o Estádio Municipal de Leiria – Dr. Magalhães Pessoa contará com um reforço de contentorização de reciclagem, para que todo espetáculo futebolístico conte com um forte compromisso de sustentabilidade ambiental, como é apanágio da Fundação do Futebol.

 

Importa referir, ainda, que no dia 26 de janeiro será criada por alunos da Escola Secundária Domingos Sequeira, junto ao Estádio Municipal de Leiria, uma instalação artística feita com materiais reciclados recolhidos ao longo destes dias. Essa mesma instalação será depois exibida no dia mais aguardado por todos: a grande final, a 27 de janeiro.

 

Na aplicação Recycle Bingo, o jogo da EGF que incentiva e premeia as boas práticas ambientais, estará disponível uma missão especial e exclusiva para todos os utilizadores ao longo desta semana dedicada ao Futebol Profissional.

 

Este Ecoevento decorre no âmbito do protocolo de cooperação para a Sustentabilidade entre a EGF e a Fundação do Futebol, que prevê a organização e promoção conjunta de eventos e iniciativas relacionados com as respetivas áreas de atuação.

 

Estão, por isso, reunidos todos os condimentos para que esta seja uma grande festa do Futebol Profissional e com total respeito pelos seus compromissos ambientais!

 

 

Sobre a EGF:

A EGF é uma empresa europeia de referência no setor ambiental e líder no tratamento e valorização de resíduos em Portugal. Integrada no Grupo MOTA-ENGIL, é responsável por assegurar o tratamento e valorização de resíduos, da forma ambientalmente mais correta e economicamente sustentável, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida e do ambiente.

A gestão dos sistemas de tratamento e valorização de resíduos é feita através de 11 empresas concessionárias (Algar, Amarsul, Ersuc, Resiestrela, Resinorte, Resulima, Suldouro, Valorlis, Valorminho, Valnor, Valorsul), constituídas em parceria com os municípios servidos, que processam anualmente cerca de 3,3 milhões de toneladas de resíduos urbanos (RU), servindo uma população de 6,3 milhões de pessoas distribuídas por 174 municípios, numa área equivalente a 60% do território em Portugal.

 

Sobre a VALORLIS

A VALORLIS é a empresa que gere a recolha seletiva e o tratamento de resíduos urbanos dos municípios de Batalha, Leiria, Marinha Grande, Ourém, Pombal e Porto de Mós e continua a apostar na sensibilização junto da comunidade, de modo a garantir um adequado funcionamento do sistema de gestão de resíduos urbanos da região.

 

Sobre a Fundação do Futebol – Liga Portugal:

A Fundação do Futebol tem como objetivo utilizar a notoriedade do Futebol, dos seus intervenientes e das competições profissionais em prol da Responsabilidade Social e da promoção da Sustentabilidade Ecológica, por um Futebol positivo e tolerante tendo em vista uma sociedade mais inclusiva e equitativa.

Tudo isto sendo uma entidade de referência nacional e internacional na área da Responsabilidade Social empresarial e no âmbito do Futebol Profissional, desenvolvendo ações criadoras de valor para a Sociedade Civil, através dos valores do Futebol.

Mais informações em: https://fundacaodofutebol.ligaportugal.pt/

 

 

Valorsul dinamiza nova campanha de sensibilização “Mercado a Reciclar” em parceria com a CM Lisboa 09 DE JANEIRO, 2024

Campanha arrancou ontem na Feira do Relógio, em Lisboa, e contou com a presença do Vereador da Câmara Municipal de Lisboa, Ângelo Pereira, e do Administrador da Valorsul, Armando Militão.

 

A Valorsul, empresa responsável pelo tratamento e valorização de resíduos urbanos da zona de Lisboa e Região Oeste, lançou ontem, dia 7 de janeiro, a nova campanha de sensibilização ambiental “Mercado a Reciclar”, em parceria com a Câmara Municipal de Lisboa, num dos mercados mais emblemáticos e antigos da capital, a Feira do Relógio. Esta campanha inovadora tem como objetivo incentivar feirantes e clientes para a separação dos recicláveis em feiras e mercados, o que irá permitir o seu encaminhamento para reciclagem, evitando a dispersão e promovendo a sua valorização e transformação em recursos.

 

Durante a manhã de ontem, uma comitiva composta por membros da Administração da Valorsul e da Câmara Municipal de Lisboa esteve no recinto da feira procurando sensibilizar, através da cedência de ecobags, sacos, magnéticos e material informativo, para a correta separação dos recicláveis e o seu encaminhamento para os ecopontos disponibilizados no local.

 

“Os mercados são locais de produção significativa de resíduos, nomeadamente de cartão e plástico, que podem e devem ser direcionados para os nossos centros de triagem para serem valorizados e encaminhados para reciclagem. Continuamos empenhados, em conjunto com os municípios nossos parceiros, neste esforço coletivo de aumentar a taxa na valorização de resíduos e utilização de materiais recicláveis”, destaca Armando Militão, Administrador da Valorsul.

 

“Este tipo de sensibilizações é de extrema importância para a continuação do trabalho que temos vindo a desenvolver para aumentar a taxa de reciclagem de resíduos na nossa cidade. Em 2023, a taxa de recolha seletiva foi de 28,4%, ou seja, pelo 2º ano consecutivo Lisboa aumentou a quantidade de resíduos reciclados", sublinha o Vereador Ângelo Pereira, responsável pelo pelouro da Higiene Urbana da Câmara Municipal de Lisboa.

 

Esta campanha “Mercado a Reciclar” surge na dinâmica de proximidade da Valorsul com os seus municípios associados, na resolução de problemas comuns e na contribuição para uma cidadania ativa no domínio do desenvolvimento sustentável, estando prevista a implementação da ação em outros mercados da área de intervenção da empresa.

 

Após monitorização da iniciativa, a Valorsul pretende atribuir o galardão de “Mercado a Reciclar” aos mercados aderentes que se destaquem pelo compromisso de redução do impacto ambiental, promovendo a gestão adequada dos resíduos.

 

 

2023 FOI UM ANO DE EXCELÊNCIA PARA A RESINORTE! 05 DE JANEIRO, 2024

Durante o ano de 2023 vários acontecimentos, nos mais diversos setores da empresa, deixaram um sentimento de orgulho no trabalho desenvolvido.

 

Destes acontecimentos, destacamos alguns que deixaram marcas positivas na empresa, que permitiram o crescimento da equipa e que projetam o que de melhor se faz na Resinorte.

 

  • Aquisição de 12 viaturas de recolha seletiva novas que vieram reforçar a frota da Resinorte.
  • Redução em 50% dos acidentes de trabalho, comparativamente ao ano anterior.
  • Realização das Jornadas Técnicas da Resinorte, em Pedras Salgadas.
  • Finalista no Grande Prémio da Associação Portuguesa de Comunicação de Empresa, na categoria de Estratégia Global de Comunicação Corporativa, com a rubrica “À Quinta temos Visita!”.
  • Requalificação e melhoria das diversa Unidades de Produção da Resinorte.

 

Entramos em 2024 com motivação para que se repitam, e sejam mais ainda, os acontecimentos e projetos que no seu final sejam também razão de orgulho no desempenho desta empresa.

200 KG | “RECOLHA SOLIDÁRIA DE ROUPAS E BRINQUEDOS USADOS” 29 DE DEZEMBRO, 2023

A Semana Europeia da Prevenção de Resíduos (SEPR), decorreu este ano de 18 a 26 de novembro e teve como temática central as “Embalagens – Não te deixes embrulhar!”

 

A utilização de embalagens facilita a conservação e transporte de alimentos, mas a quantidade de embalagens que são produzidas e que se transformam em resíduos, tornou-se num problema ambiental.

 

A SEPR alerta para o uso excessivo de embalagens e incentiva a mudança de hábitos, promovendo a reutilização de embalagens e a adoção de práticas mais sustentáveis, de forma

a reduzir o consumo excessivo. O objetivo da iniciativa foi alertar a população para a necessidade da sociedade promover ações que sustentem uma economia circular.

 

A Algar e a ENTREAJUDA associaram-se à SEPR para promover a campanha anual “Recolha Solidária de Roupas e Brinquedos Usados”. A iniciativa terminou no dia 30 de novembro e todos os materiais angariados, em bom estado de conservação, foram entregues a famílias, com dificuldades financeiras, apoiadas pela referida Instituição de Solidariedade Social.

 

A Algar rececionou inúmeras ofertas de roupas e brinquedos. Com o contributo de todos foi possível angariar e entregar 200 kg de roupas e brinquedos. A Algar agradece a todos os que manifestaram a sua solidariedade e quiseram contribuir a favor da ENTREAJUDA, para ajudar quem mais precisa!

 

 

A Ginja de Natal é um Ecoevento 22 DE DEZEMBRO

A Ginja do Natal’23 irá realizar-se no dia 24 de dezembro, no Largo do Mercado 1º de Maio, no Barreiro.

 

A Ginja do Natal’23 é um evento espontâneo em que a população se une num brinde à amizade.

E uma vez mais a tradição sai às ruas para celebrar o Natal com uma ginginha.

 

A Amarsul associa-se aos festejos da Ginja do Natal’23 e apoia esta iniciativa como Ecoevento, através da cedência de ecopontos para a reciclagem, recolha seletiva dos recicláveis e entrega de valor de contrapartida para apoio da Refood.

 

Todas as embalagens produzidas durante este Ecoevento serão separadas e encaminhadas para reciclagem nas instalações da Amarsul.

 

A ideia é festejar o Natal com a Ginjinha, mas sem esquecer de colocar as embalagens de plástico, metal e vidro nos Ecopontos corretos, disponíveis no recinto e cedidos pela Amarsul.

 

Quanto maior a quantidade encaminhada para reciclagem maior será o donativo entregue à Refood, no âmbito deste Ecoevento, certificado pela Amarsul.

 

Um Ecoevento é um evento que assegura as boas práticas de gestão de resíduos e que pode ajudar uma instituição de solidariedade social de acordo com as quantidades de recicláveis que aí são separadas. Saiba mais aqui: https://www.amarsul.pt/pt/sustentabilidade/educacao-ambiental/ecoeventos/.

 

 

O impacto do turismo nas cidades e no bem-estar. Dois lados da mesma moeda. 28 DE NOVEMBRO, 2023

Negócios Sustentabilidade 20|30

Talk ESG - O Futuro é Agora | Social Talk #3

 

A iniciativa Negócios Sustentabilidade 20|30, promove as Talk ESG - O Futuro é Agora. Foi neste âmbito que Emídio Pinheiro, CEO da EGF, participou na Social Talk “O impacto do turismo nas cidades e no bem-estar. Dois lados da mesma moeda”.

 

“Mais turismo significa mais pessoas a circular nas cidades, a consumir mais água e energia e a produzir mais resíduos. É uma relação direta.” Afirma Emídio Pinheiro, sobre o impacto dos turistas nas cidades. Acrescentando ainda que “isso põe uma pressão muito grande na infraestrutura que está montada para recolher e tratar e essa pressão é cada vez maior".

 

São questões que a maioria das pessoas não se coloca, mas na verdade, situações como esta do turismo interferem com o que está dimensionado para servir um certo número de habitantes e quantidade de produção de resíduos, por exemplo.

 

Esta e outras questões que se colocam devido à pressão do turismo são analisadas numa conversa entre Sérgio Guerreiro, Diretor-coordenador da Direção de Gestão de Conhecimento, do Turismo de Portugal, Nuno Piteira Lopes, vereador da Câmara Municipal de Cascais, José Theotónio, CEO do Pestana Hotel Group e Emídio Pinheiro, Presidente do Conselho de Administração da EGF.

 

Assista a esta conversa sobre sustentabilidade em: https://www.jornaldenegocios.pt/sustentabilidade/detalhe/20231127-0843-turismo-impulsionou-as-cidades-portuguesas-nos-ultimos-20-anos

 

EGF MARCA PRESENÇA NO 17º FÓRUM RESÍDUOS 28 DE NOVEMBRO, 2023

17º FÓRUM RESÍDUOS

27 e 28 de novembro

 

Já se afirmou como o grande encontro anual do setor dos resíduos urbanos e é um dos maiores eventos de referência do Setor em Portugal, o Fórum dos Resíduos viu decorrer este ano a sua 17ª edição.

 

O alinhamento das sessões do 17º FÓRUM RESÍDUOS tocou os vários temas prioritários para a gestão de resíduos e iniciou com o tópico: PERSU 2030: METAS MUNICIPAIS, PLANOS DE AÇÃO E PRIORIDADES PARA O INVESTIMENTO.

 

Emídio Pinheiro, Presidente do Conselho de Administração da EGF foi um dos oradores incontornáveis deste debate que contou como Keynote Speaker com Ana Cristina Carrola, Vogal do Conselho Diretivo da Agência Portuguesa do Ambiente (APA) e teve como pontos chave:

  • Quais as preocupações e dificuldades de SGRU e municípios na elaboração dos PAPERSU?
  • Que reflexão fazem dos investimentos necessários para cumprir as metas inscritas no PERSU 2030 publicado?
  • Como vai ser feita a monitorização e acompanhamento do PERSU 2030?

O ponto de partida é conhecido, as metas são exigentes e há que implementar as estratégias locais que permitam a sua execução a nível municipal e consequentemente a nível nacional. A EGF representa 60% do país em termos de tratamento de resíduos urbanos e está apta a dar o seu contributo. É de fóruns como este que podem sair novas oportunidades e melhorias de ação.

No decorrer deste 17º FÓRUM RESÍDUOS, foram tratados temas fundamentais para o futuro da gestão de resíduos urbanos em Portugal em sessões que a EGF teve oportunidade de participar.

 

Inês Baeta Neves, Diretora de Inovação e Desenvolvimento da EGF, na tarde do primeiro dia deste evento, foi oradora na sessão: VALORIZAÇÃO ENERGÉTICA DOS RESÍDUOS: A OPORTUNIDADE DO BIOMETANO, onde foi destacada a relevância da fração orgânica dos resíduos urbanos na produção de biometano e de todo o potencial associado. Os pontos chave focados variaram entre:

  • Que potencial existe de produção de biometano a partir de resíduos urbanos?
  • Quais os principais obstáculos e limitações ao rápido desenvolvimento deste mercado?
  • Que incentivos e apoios devem ser previstos para dinamizar esta produção no setor dos resíduos?
  • Que projetos estão já em curso e com que perspetivas?
  • Quais as melhores opções tecnológicas para fazer a purificação do biogás? 
  • Que oportunidades se identificam de parcerias fora da rede urbana para a produção de biometano?

Rita Gonçalves, Diretora de Regulação da EGF, na manhã do segundo dia, esteve presente como oradora na sessão ECOVALORES E VALORES DE CONTRAPARTIDA: FINANCIAR O CUMPRIMENTO DE METAS COM CUSTOS EFICIENTES sobre a revisão dos valores de contrapartida e determinação dos ecovalores, face à necessidade do financiamento dos sistemas. Aqui os pontos chave residiram sobre:

  • Qual a proposta final de atualização dos valores de contrapartida?
  • Que análise fazem os diferentes stakeholders envolvidos na cadeia do SIGRE desta atualização?
  • Como se pretendem integrar os custos associados à limpeza urbana?
  • Que mudanças na determinação dos valores de prestação financeira decorrem da nova versão do UNILEX? São suficientes para potenciar o cumprimento das metas? 

Saiba mais em https://ambienteonline.pt/17-forum-residuos.

 

 

ERSUC e Município de Coimbra avançam com recolha de resíduos para reciclar à porta do cidadão 24 DE NOVEMBRO, 2023

A ERSUC e a Câmara Municipal (CM) de Coimbra apresentaram hoje, dia 24 de novembro, o projeto piloto de recolha seletiva de resíduos para reciclar no modelo porta-a-porta no concelho de Coimbra. A ERSUC vai iniciar a recolha seletiva porta-a-porta em 8.333 moradias do concelho, sendo que, neste primeiro momento, a campanha só se irá realizar em algumas freguesias da zona Norte, avançando posteriormente a sua expansão a outros locais. A apresentação contou com a presença do presidente da CM de Coimbra, José Manuel Silva, do vereador do Ambiente, Carlos Matias Lopes, e do presidente do Conselho de Administração da ERSUC, Miguel Lisboa.

 

Este projeto irá contribuir para uma melhor gestão dos resíduos domésticos, através do encaminhamento desses resíduos para as fileiras da reutilização e da reciclagem. Na sua fase inicial, irá incidir sobre 8.333 moradias, agregadas em dois circuitos distribuídos pela União de Freguesias Souselas e Botão, União de Freguesias Trouxemil e Torre de Vilela, União de Freguesias de Antuzede e Vil de Matos, Freguesia de Brasfemes e União de Freguesias de Eiras e S. Paulo de Frades. Depois, o objetivo é que este projeto se estenda ao resto do concelho, de forma que Coimbra possa caminhar para ser um “município zero resíduos”, tal como referiu o presidente da autarquia, José Manuel Silva.

 

Com o objetivo de mobilizar a população, a ERSUC vai distribuir de forma gratuita contentores de 120 litros para a reciclagem de papel/cartão (tampa azul), embalagens de plástico/metal/pacotes de bebida (tampa amarela) e embalagens de vidro (tampa verde), a localizações que tenham condições para integrar o modelo de recolha seletiva porta-a-porta. Os contentores são depois recolhidos pela ERSUC, de acordo com um calendário semanal estabelecido. Este calendário identifica a tipologia de resíduo recolhido, o dia e a hora da recolha de cada recipiente.

 

A par da entrega de contentores e da distribuição do calendário de recolha, a ERSUC vai ainda sensibilizar a população para a importância da reciclagem e para a adoção de comportamentos sustentáveis, através de uma equipa que vai percorrer o território de desenvolvimento do projeto.

 

Esta iniciativa traduz um investimento de 561.727 euros em 24.999 contentores de 120 litros, e de 902.500 euros com a aquisição de 5 viaturas de 19 toneladas, num investimento global de 1.464.227 euros.

 

O desenvolvimento deste projeto reforça o compromisso da ERSUC de continuar a aumentar as quantidades de resíduos recicláveis recolhidos seletivamente na região, com o apoio da população, juntas de freguesia e municípios, para, em conjunto, alcançarem as metas nacionais de envio de resíduos para reciclagem.

 

EGF APOIA ESCOLA AMIGA DA CRIANÇA EM ESTUDO SOBRE FELICIDADE E BEM-ESTAR NAS ESCOLAS PORTUGUESAS 21 DE NOVEMBRO, 2023

EGF APOIA ESCOLA AMIGA DA CRIANÇA EM ESTUDO SOBRE FELICIDADE E BEM-ESTAR NAS ESCOLAS PORTUGUESAS

 

A EGF e a Escola Amiga da Criança promovem, pela primeira vez, um estudo inovador que avalia a felicidade e o bem-estar de alunos e professores nas escolas portuguesas. A iniciativa, que juntou a LeYa à Faculdade de Educação e Psicologia da Universidade Católica Portuguesa, à Católica Porto Business School, ao Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade de Lisboa, ao Instituto de Saúde Ambiental/Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, e à equipa Aventura Social, em parceria com a Escola Amiga da Criança (LeYa Educação, CONFAP e Eduardo Sá), acaba de lançar o estudo “Bem-estar e felicidade nas escolas portuguesas” que se baseia na realização, no último ano letivo, de inquéritos a mais de cinco mil professores e a mais de três mil alunos de todos os níveis de ensino.

 

O estudo pretendeu caraterizar a perceção de felicidade dos alunos e professores portugueses na escola, atendendo às dimensões de bem-estar geral, bem-estar na escola e esperança, e, ainda, identificar, por um lado, a influência dos contextos e/ou ecossistemas (escola, colegas e família) e, por outro, a importância que a perceção de um desenvolvimento sustentável do planeta tem na perceção de felicidade.

 

Emídio Pinheiro, Presidente do Conselho de Administração da EGF, afirma: “Acreditamos na educação e no seu potencial de mudança quanto aos temas de sustentabilidade ambiental. E acreditamos também que é preciso estudar e aceder a informação que nos oriente na melhor tomada de decisão”.

 

Neste âmbito, os professores têm maiores preocupações de sustentabilidade e ambientais do que os alunos. Contudo, os alunos apresentam, no geral, valores de felicidade superiores aos dos professores. Há uma diferença substancial entre as expetativas dos alunos quanto ao seu bem-estar hoje e aquele que esperam alcançar dentro de 5 anos; em menor grau, também os professores esperam alcançar maior bem-estar dentro de 5 anos.

O lançamento do estudo acontece enquanto decorre a Semana Europeia de Prevenção de Resíduos que, este ano, tem como mote “EMBALAGENS | NÃO TE DEIXES EMBRULHAR!”, com diferentes ações em toda a Europa, nas quais a EGF participa há muitos anos.

 

Consulte as conclusões do estudo “Bem-estar e felicidade nas escolas portuguesas” no PDF

 

 

SEPR 2023 | EMBALAGENS: NÃO TE DEIXES EMBRULHAR! 20 DE NOVEMBRO, 2023

Grupo EGF associa-se à 15ª edição da
Semana Europeia da Prevenção de Resíduos

 

A Semana Europeia da Prevenção de Resíduos (SEPR) 2023 / European Week for Waste Reduction (EWWR) 2023 está a decorrer de 18 a 26 de novembro de 2023 com o tema central: Embalagens: Não te deixes embrulhar!


Em todas as edições da SEPR é escolhido um tema central para chamar a atenção e sensibilizar os europeus, para que ganhem consciência ambiental e alterem comportamentos devido à importância da temática em questão.


As EMBALAGENS são o tema central da SEPR pela segunda vez!
Então porquê a escolha deste tema para chamar a atenção na 15ª edição da SEPR?

O porquê está no facto deste tipo de resíduos ser um dos que mais utiliza matérias-primas e representar 36% dos resíduos sólidos urbanos. Um dos exemplos foi o crescimento do comércio online contribuiu para o aumento do consumo de embalagens, por vezes, desnecessárias e que podiam ser evitadas.


Uma das principais razões para não se conseguir cumprir as metas da reciclagem é a baixa recolha seletiva das embalagens de plástico. Esta situação mostra a importância de promover a prevenção/redução dos resíduos de embalagem pois a reciclagem sozinha não está a conseguir ser a solução.


Para além do tema de cada ano, a SEPR tem sempre os seguintes temas base:


• Ações de Limpeza, que podem ser feitas em vários locais (praias, rios, encostas de ribeiras, parques, florestas e outros espaços identificados como sendo necessária intervenção para limpeza, incluindo ações de limpeza submarina, etc). Inclui também Plogging (ações de limpeza que decorrem durante caminhada ou corrida, com recolha de lixo nos espaços onde acontecem).


• Reutilização e preparação para reutilização.

• Prevenção de resíduos e redução na origem (evitar a sua produção).

• Triagem e Reciclagem de Resíduos.


A missão da SEPR é cumprida através de ações de comunicação e sensibilização sobre o tema central - Embalagens: Não te deixes embrulhar! em várias localizações no país e um pouco por toda a Europa.

 

O Grupo EGF incorpora na sua missão a prevenção na gestão de resíduos urbanos e associa-se mais uma vez à SEPR com 48 ações dedicadas aos temas da SEPR que vão mobilizar várias entidades, só com um objetivo, criar cidadãos ativos e conscientes ambientalmente, capazes de decisões que promovam um futuro sustentável para todos.

 

Estas são as ações da EGF:

Ações EGF SEPR 2023

 

Sobre a SEPR:

A SEPR todos os anos centra-se num aspeto diferente, para chamar a atenção para situações com alto impacto relacionadas com os nossos hábitos de consumo insustentáveis enquanto sociedade.

Mais informações em: https://ewwr.eu/por/ e https://ewwr.eu/

SEPR 2023: https://ewwr.eu/actions-db/ - aqui podem consultar as ações que vão decorrer e aquelas em que é possível participar.

 

 

 

ERSUC e Câmara de Aveiro avançam com recolha de resíduos para reciclar à porta do cidadão 14 DE NOVEMBRO, 2023

A ERSUC, concessionária da EGF e responsável pela recolha, tratamento e valorização de resíduos urbanos do Litoral Centro, e a Câmara Municipal de Aveiro iniciaram dia 13 de novembro, o projeto-piloto de recolha seletiva de resíduos para reciclagem, no modelo porta-a-porta, no Município de Aveiro. Trata-se de um investimento estratégico da Câmara de Aveiro, que permitirá uma melhor gestão dos resíduos e reforçar o encaminhamento correto dos diferentes tipos de resíduos.

 

Num primeiro momento, a campanha irá realizar-se em 5.559 moradias, avançando posteriormente a sua expansão a todo o Município.

 

Para mobilizar a população, a ERSUC irá distribuir, de forma gratuita, contentores de 120 litros para a reciclagem de papel/cartão (tampa azul), embalagens de plástico/metal/pacotes de bebida (tampa amarela) e embalagens de vidro (tampa verde). Com os contentores, cujos resíduos serão depois recolhidos pela empresa, será também entregue um calendário, com a indicação do dia e hora da recolha de cada caixote.

 

A par da entrega de contentores e do calendário de recolha, a ERSUC vai ainda sensibilizar a população, projeto para a importância da reciclagem e para a adoção de comportamentos sustentáveis, através de uma equipa que vai percorrer as ruas abrangidas pelo Porta-a-Porta.

 

“Este projeto-piloto é mais uma aposta da Câmara Municipal de Aveiro, que há vários anos tem vindo a trabalhar para tornar o Município cada vez mais sustentável. Esta recolha porta-a-porta começa agora em quase seis mil moradias, mas irá brevemente abranger mais habitações, e esperamos o contributo de todos para tornar Aveiro um Município cada vez mais responsável a nível ambiental”, afirma o Presidente da Câmara de Aveiro, José Ribau Esteves.

 

O desenvolvimento deste projeto-piloto reforça o compromisso da ERSUC em continuar a aumentar as quantidades de resíduos recicláveis recolhidos seletivamente na região de Aveiro, com o apoio da população, juntas de freguesia e municípios, para, em conjunto, alcançarem as metas nacionais de envio de resíduos para reciclagem.

 

Esta iniciativa da ERSUC e da Câmara Municipal de Aveiro traduz-se num investimento de 916.232 euros: 374.732 euros para a compra de 16.677 contentores de 120 litros e 541.500 euros para a aquisição de três viaturas de 19 toneladas para a recolha.

 

Em junho, a Câmara Municipal de Aveiro tinha já ativado a operação “Sem Sobras”, que faz a recolha seletiva porta-a-porta de biorresíduos para utilizadores não domésticos do canal HORECA (hotelaria, restauração e cafés), cantinas de estabelecimentos de ensino, IPSS, entre outros locais. Posteriormente, em setembro, foi ativada, na localidade de São Jacinto o projeto de Compostagem Doméstica, com a distribuição de 500 kits de compostagem em moradias que disponham de jardim ou horta.

 

EGF renova parceria com a Fundação do Futebol 31 DE OUTUBRO, 2023

EGF renova parceria com a Fundação do Futebol

 

Novo acordo foi firmado para mais um ano de trabalhos

com foco na sustentabilidade ambiental do Futebol Profissional

  

 

A EGF e Fundação do Futebol – Liga de Portugal, renovaram o protocolo de cooperação para a área da Sustentabilidade, reconhecendo que a parceria de sucesso permitiu ao Futebol Profissional dar passos sólidos na gestão de resíduos.

 

A parceria, em vigor desde 2022, já promoveu a colocação de 72 contentores para a separação seletiva de resíduos junto aos bancos das equipas técnicas, nos 36 estádios onde se disputam jogos das competições organizadas pela Liga Portugal.

 

A assinatura da renovação de parceria contou com a Mascote da Liga Portugal – “O Ligas” foi até à EGF e entregou o contrato que marca mais um ano de aposta na sustentabilidade ambiental no futebol português.

 

Este é o grande mote para a extensão da parceria que se tem revelado um enorme sucesso para ambas as partes: o desenvolvimento de novos projetos na área da Sustentabilidade, em concreto na gestão de resíduos, que sejam estimulantes para que todos os Clubes se continuem a associar e a participar de forma inequívoca.

 

A Liga Portugal pretende manter a colaboração da EGF em todos os eventos organizados pelo organismo que tutela o Futebol Profissional, de forma a torná-los mais sustentáveis e a passar uma mensagem clara a todos os adeptos: O Futebol Profissional caminha de mãos dadas com a Sustentabilidade!

 

 

 

 

 

Linha de Reciclagem assinala dois anos 27 DE OUTUBRO, 2023

Linha de Reciclagem assinala dois anos

Serviço de atendimento gratuito dedicado aos cidadãos

 

A Linha da Reciclagem do Grupo EGF, um serviço de atendimento público, gratuito e nacional dedicado a dar respostas e soluções aos cidadãos quanto às suas dúvidas relacionadas com a recolha e tratamento de resíduos urbanos assinala hoje dois anos.

 

Lançada em 27 de outubro de 2021, a Linha da Reciclagem já recebeu mais de 81.500 contactos, conseguindo ultrapassar só este ano mais de 46 mil contactos, realizados sobretudo via telefone, email ou website. Apoiada numa equipa de profissionais especializados que dão resposta à população de todo o país, a Linha da Reciclagem é um canal de contacto para o qual o cidadão pode ligar de forma gratuita, com a certeza de que do outro lado está um operador pronto a ajudar a resolver o problema que tem em mãos.

 

A inovação da Linha da Reciclagem está nos processos e na forma expedita como as 11 empresas concessionárias da EGF se articulam para dar resposta a uma necessidade com poucas soluções nacionais – se alguém tem resíduos para entregar e não sabe onde; quais os procedimentos; dúvidas sobre reciclagem; e todo um conjunto de outras questões que este serviço pode ajudar a resolver.

 

No seguimento da necessidade crescente, por parte dos cidadãos, em adotar comportamentos ambientais adequados e de terem disponível um canal de contacto simples e cómodo, a EGF tem planos para o próximo ano que trazem mais funcionalidades interativas e utilização de inteligência artificial, nomeadamente na ligação dos contactos por parte dos cidadãos e a gestão das rotas dinâmicas implementadas em todo o Grupo, que permitirão uma gestão de resíduos mais eficiente.

 

Em apenas dois anos de atividade, a Linha da Reciclagem foi já distinguida com o Grande Prémio APCE 2021, na categoria de Multimédia Externo: Website, blog e apps externas; e com a Menção Honrosa do Prémio de Reconhecimento de Práticas em Responsabilidade Social e Sustentabilidade, da APEE, na categoria do Objetivo 11 de Desenvolvimento Sustentável (ODS), estabelecido pela Organização das Nações Unidas até 2030: Cidades e Comunidades Sustentáveis.

 

A Linha da Reciclagem funciona gratuitamente, de segunda a sexta-feira, das 9h00 às 19h00, através dos seguintes contactos: Telefone: 800 911 400; email: atendimento@linhadareciclagem.pt, website: www.linhadareciclagem.pt ou pelas redes sociais no Facebook, Linkedin e Instagram.

 

Clique aqui para assistir ao vídeo oficial da Linha da Reciclagem - https://vimeo.com/878316162?share=copy

EGF promove participação pública nos PAPERSU 2030 24 DE OUTUBRO, 2023

Planos de Ação para a Aplicação do

Plano Estratégico para os Resíduos Urbanos 2030

 

EGF PROMOVE PARTICIPAÇÃO PÚBLICA NOS PAPERSU

 

 

A EGF e as 11 concessionárias do Grupo promovem a participação pública nos PAPERSU, que se encontram em desenvolvimento – os Planos de Ação para a Aplicação do Plano Estratégico para os Resíduos Urbanos 2030 em cada região.

 

O papel dos cidadãos é fundamental para o sucesso das políticas e das medidas a implementar, e é com este foco que a EGF apela à participação dos cidadãos enquanto gestores de recursos que colaboram no processo de decisão. A participação é feita através do website da EGF em https://www.egf.pt/pt/sustentabilidade/papersu/ (link direto) ou de cada concessionária, até ao dia 10 de novembro de 2023. É no website que se encontra o formulário de participação pública onde cada cidadão poderá deixar as suas sugestões.

 

 

METAS AMBIENTAIS EXIGENTES

 

As Metas Ambientais Europeias a que Portugal está sujeito entre 2030 e 2035 são muito exigentes. A Meta de Reciclagem implica atingir entre 60% e 65% do total dos resíduos urbanos existentes, e a Meta de Deposição em Aterro em 2035 não poderá ultrapassar os 10% da totalidade dos resíduos urbanos tratados, o que naturalmente impõe uma alteração profunda aos hábitos da população portuguesa. Em 2021, em Portugal, 56% dos resíduos foram depositados em Aterro e a Meta de Reciclagem atingiu os 32%, e esta é a referência de partida a nível nacional.

 

 

 

Sobre a EGF:

A EGF é uma empresa europeia de referência no setor ambiental e líder no tratamento e valorização de resíduos em Portugal. Integrada no Grupo MOTA-ENGIL, é responsável por assegurar o tratamento e valorização de resíduos, da forma ambientalmente mais correta e economicamente sustentável, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida e do ambiente.

A gestão dos sistemas de tratamento e valorização de resíduos é feita através de 11 empresas concessionárias (Algar, Amarsul, Ersuc, Resiestrela, Resinorte, Resulima, Suldouro, Valorlis, Valorminho, Valnor, Valorsul), constituídas em parceria com os municípios servidos, que processam anualmente cerca de 3,3 milhões de toneladas de resíduos urbanos (RU), servindo uma população de 6,3 milhões de pessoas distribuídas por 174 municípios, numa área equivalente a 60% do território em Portugal.

 

 

 

PRÉMIO DE SUSTENTABILIDADE PARA PROGRAMA ECOVALOR 19 DE OUTUBRO, 2023

Menção Honrosa na Categoria ODS 11 - Cidades e Comunidades Sustentáveis

Reconhece o trabalho já realizado

e o potencial de desenvolvimento do projeto apresentado

 

 

No passado dia 17 de outubro, realizou-se a Cerimónia de Entrega de Reconhecimentos da 9ª Edição do Reconhecimento de Práticas em Responsabilidade Social e Sustentabilidade da APEE - Associação Portuguesa de Ética Empresarial. Esta iniciativa distinguiu a EGF e as suas concessionárias: Algar, Amarsul, Ersuc, Resiestrela, Resinorte, Resulima, Suldouro, Valorlis, Valorminho, Valnor e Valorsul, no Eixo II - Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, com uma Menção Honrosa, no ODS 11 – Cidades e Comunidades Sustentáveis, atribuída ao Programa Ecovalor.

 

O Programa Ecovalor promove boas práticas ambientais sobre resíduos urbanos nas escolas e o seu pilar é o concurso “Recicla e Ganha”, em que as estas recebem um valor monetário anual em função da quantidade de embalagens separadas para reciclar. A sua oferta integra também ações de sensibilização ambiental e visitas às instalações.

 

Em 2022, o programa envolveu cerca de 302.000 alunos de 1.029 escolas, que receberam 178.131,00€ por terem separado 3.566 toneladas de recicláveis: 1.876 t de papel/cartão, 526 t de vidro e 1.118 t de plástico/metal.

 

 

Este ano letivo, o Programa Ecovalor tem a sua 22ª edição a decorrer em escolas dos 174 Municípios da área servida pelas 11 concessionárias da EGF. Para mais informações e inscrições contactar a Linha da Reciclagem através do 800 911 400 (chamada gratuita) ou do email atendimento@linhadareciclagem.pt.

 

 

Programa Ecovalor reforça sensibilização ambiental em escolas de todo o país e apresenta nova imagem 10 DE OUTUBRO, 2023

Nova edição do programa de boas práticas ambientais da EGF

 

O programa de promoção de boas práticas ambientais em escolas de todo o país, que premeia quem apresenta melhor desempenho na reciclagem – o Ecovalor – regressa para mais um ano letivo e com uma nova imagem.

 

Focada nas pessoas que participam no projeto ambiental, a nova imagem do Ecovalor destaca as pessoas que participam no programa, desde o ensino primário até ao secundário. Com uma mensagem simples, mas direta, assente em “Recicla e Ganha”. “Nas escolas reciclar dá prémios” ou “Com o Programa Ecovalor, reciclar é ganhar”, as mensagens do programa pretendem reforçar a sensibilização ambiental da comunidade escolar para a prática diária da reciclagem.

 

Emídio Pinheiro, Presidente do Conselho de Administração da EGF, destaca “o contributo do programa Ecovalor, para a promoção das boas práticas ambientais e para a valorização da importância da reciclagem de resíduos, com desempenhos crescentes e significativos de ano para ano”.

 

Promovido em todo o país pela EGF, o Programa Ecovalor destina-se a todas as comunidades escolares dos 174 municípios que integram a área de intervenção das 11 concessionárias da empresa, que pretendam candidatar-se, através da Linha da Reciclagem, para o desenvolvimento de atividades de educação e sensibilização ambiental dedicadas ao tema dos resíduos urbanos.

 

Todas as comunidades escolares, desde alunos, professores, auxiliares e famílias, têm a oportunidade de participar em atividades que promovem as vantagens das boas práticas ambientais no âmbito da valorização dos resíduos urbanos, motivando, através do contacto direto, alterações de comportamentos que permitam melhorar o desempenho ambiental dos municípios.

 

No ano letivo anterior participaram 1.029 escolas, desde o Jardim de Infância ao Ensino Secundário, no concurso “Recicla e Ganha”, conseguindo recolher 3.520 toneladas de materiais para reciclagem: 1.876 de cartão e papel, 526 de vidro e 1.118 de plástico e metal. A EGF, através das suas 11 concessionárias, atribuiu ainda um valor global de 178.131€ em prémios no ano passado. O prémio foi utilizado em função das necessidades do estabelecimento escolar, nomeadamente para a aquisição de equipamentos para a aula de Educação Física, quadros interativos, materiais pedagógicos ou pequenas obras no recinto.

 

No âmbito deste programa, a EGF promove ainda ações de sensibilização, visitas de estudo às concessionárias e o concurso “Recicla e Ganha”, que, com candidaturas abertas até ao dia 31 de dezembro, mobiliza as comunidades escolares para a separação das embalagens e premeia o bom desempenho na recolha de embalagens. Promove também a campanha “Escola Electrão”, focada na recolha de pilhas e equipamentos elétricos usados também nos estabelecimentos de ensino e é parceira da 7ª edição da Escola Amiga da Criança.

 

Este programa tem ainda variações quanto à logística de recolha (adaptada a cada região) e ofertas específicas por zonas do país, dinamizadas pelas concessionárias da EGF.

 

Mais informações e inscrições através da Linha da Reciclagem:

Telefone gratuito: 800 911 400

Email: atendimento@linhadareciclagem.pt

Website: www.linhadareciclagem.pt

“Escola Electrão” associa-se ao Programa Ecovalor da EGF para impulsionar reciclagem de embalagens, pilhas e equipamentos elétricos nas escolas 25 DE SETEMBRO, 2023

25 de setembro – Dia Nacional da Sustentabilidade

 

Electrão e EGF unem esforços para fortalecer sensibilização ambiental e aumentar recolhas  

 

A campanha “Escola Electrão”, focada na recolha de pilhas e equipamentos elétricos usados, vai associar-se ao concurso “Recicla e Ganha”, uma iniciativa do Programa Ecovalor da EGF, direcionada para a recolha de embalagens nos estabelecimentos de ensino. Electrão e EGF unem assim esforços para reforçar as ações de sensibilização junto da comunidade e impulsionar a reciclagem.

 

Esta procura de sinergias é anunciada esta segunda-feira, 25 de setembro, Dia Nacional da Sustentabilidade, data em que a Organização das Nações Unidas deu a conhecer os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) a atingir em 2030. Os ODS incluem metas como a produção e consumo sustentáveis (ODS 12), proteção da vida terrestre (ODS 15) e todas as parcerias para a implementação destes objetivos (ODS 17).

 

“Com esta procura de sinergias entre as duas campanhas queremos intensificar a sensibilização ambiental e garantir melhores resultados de recolhas de embalagens, pilhas e equipamentos elétricos usados. Só reaproveitando os recursos que já existem podemos tornar a nossa Economia cada vez mais Circular, menos dependente da extração de novos materiais e mais sustentável”, sublinha o Diretor-Geral do Electrão, Ricardo Furtado.

 

Para Emídio Pinheiro, Presidente do Conselho de Administração da EGF, “esta parceria é uma mais-valia para todas as partes, que desta forma oferece a mais escolas uma solução cómoda e eficaz de encaminhamento de resíduos, permitindo a sua transformação em recursos”.

 

A campanha “Escola Electrão”, que entra na 13ª edição neste ano letivo de 2023/2024, envolvendo mais de 400 escolas, é um projeto do Electrão que tem por objetivo sensibilizar e envolver professores, alunos, funcionários, pais e toda comunidade, em geral, no esforço da reciclagem, com a recolha de pilhas e equipamentos elétricos usados ao longo do ano letivo.  Como contrapartida pelo seu envolvimento as escolas aderentes podem receber vales para a compra de novos equipamentos elétricos com base num sistema de pontos atribuídos em função da quantidade de resíduos recolhidos.

 

O concurso de reciclagem “Recicla e Ganha”, que integra o programa Ecovalor da EGF, envolve mais de 1000 escolas nos 174 municípios servidos pelas empresas do grupo EGF. Tem como objetivo promover boas práticas ambientais em estabelecimentos de ensino em todo o país, premiando aquelas que apresentam melhor desempenho na reciclagem das embalagens usadas. As escolas também recebem prémios monetários como forma de reconhecimento do bom desempenho na quantidade de embalagens separadas para reciclar.

 

Na última edição da “Escola Electrão” foram recolhidas mais de 300 toneladas de pilhas e equipamentos elétricos nos vários estabelecimentos de ensino aderentes à campanha. No último ano, no universo das 11 concessionárias EGF, o concurso “Recicla e Ganha” reuniu 3.520 toneladas de materiais para reciclagem:  1.876 toneladas de papel/cartão, 526 toneladas de vidro e 1.118 toneladas de plástico/metal/pacotes de bebida.

 

 

Secretário de Estado do Ambiente visita a nova Linha de Tratamento de Biorresíduos da Valorlis 20 DE SETEMBRO, 2023

A Valorlis recebeu a visita do Secretário de Estado do Ambiente, Hugo Polido Pires, à nova Linha de Tratamento de Biorresíduos da Valorlis, atualmente em serviço experimental e com conclusão prevista para o final do mês de setembro.

 

Esta linha dedicada à valorização orgânica dos biorresíduos, a recolher seletivamente pelos Municípios, terá capacidade de tratamento de 25 mil toneladas por ano.

 

O investimento na nova infraestrutura foi de 6,7 milhões de euros, cofinanciado pelo POSEUR. Este investimento faz parte da estratégia para o cumprimento das Metas Europeias de Reciclagem e desvio de resíduos orgânicos de aterro sanitário, e irá alavancar a Valorlis e os seus Municípios para atingirem os exigentes objetivos ambientais de forma eficiente, melhorando o serviço prestado à população da área de intervenção da Valorlis.

 

Para Luís Masiello, Presidente do Conselho de Administração da Valorlis, “É, para nós, um enorme prazer receber a visita do Sr. Secretário de Estado Hugo Polido Pires e restantes entidades oficiais, nas nossas instalações, e dar-lhe a conhecer o investimento feito na Linha de Tratamento de Bioressíduos. Esta linha dedicada permitirá o tratamento de 25 mil toneladas de biorresíduos por ano, um investimento absolutamente necessário para avançarmos nos compromissos assumidos pelo País. Este investimento trouxe-nos uma maior capacidade de servir os municípios envolventes e trabalhar para cumprir as metas europeias de reciclagem.”

 

 

Sobre a VALORLIS

A Valorlis, empresa que gere a recolha seletiva e o tratamento de resíduos urbanos dos municípios de Batalha, Leiria, Marinha Grande, Ourém, Pombal e Porto de Mós, continua a apostar na sensibilização junto da comunidade, de modo a garantir um adequado funcionamento do sistema de gestão de resíduos urbanos da região.

Em 2022, a Valorlis tratou 132 milhares de toneladas de resíduos tendo valorizado 17 mil toneladas de recicláveis. A empresa conta com a colaboração de cerca de 150 trabalhadores, que servem diariamente os 302 mil habitantes da sua área de intervenção. 

 

A Valorlis procede também à valorização energética dos resíduos, a partir da extração do biogás, produzindo anualmente cerca de 10 GWh de energia elétrica, a qual é injetada na Rede Elétrica Nacional. Produziu ainda, 2 mil toneladas de corretivos orgânicos que foram aplicados em culturas arbóreas e arbustivas, nomeadamente pomares, olivais, vinhas e espécies silvícolas.

 

Informações: Cidália Martins | Telemóvel: 939 576 042 | E-mail: cidalia.martins@valorlis.pt

 

EGF É PARCEIRA FUNDADORA DO PROJETO GREEN eFACT 19 DE SETEMBRO, 2023

Projeto está entre as novidades anunciadas

no 28º aniversário do SAPO

 

Em parceria com a EGF, Green eFact apresenta conteúdos relevantes

e de forma acessível sobre resíduos urbanos

 

O projeto Green eFact  nasce da vontade dos seus promotores de reforçar a Literacia Interativa de qualidade em áreas tão determinantes para o futuro como as Alterações Climáticas, a Sustentabilidade e a Energia.

 

Este é um projeto de informação que vai contribuir para a cultura ambiental das suas audiências, com a consciência de que a crise climática e a necessária alteração de hábitos e modelos de produção e consumo são os temas mais urgentes da atualidade.

 

A EGF não podia deixar de se associar a uma iniciativa desta natureza, materializando esta parceria no seu apoio ao projeto e no desenvolvimento de um projeto especial, disponível na página do Green eFact, com conteúdos específicos sobre resíduos urbanos: https://greenefact.sapo.pt/pagina-patrocinada/egf/.

 

O Green eFact está entre as novidades anunciadas para assinalar o 28º aniversário do SAPO que, em comunicado sobre o tema, refere o reforço e consolidação da rede de parceiros, em que se incluem novos parceiros de conteúdos em diversas áreas.

 

Na área da Sustentabilidade, a EGF é parceira fundadora deste projeto inovador, que tem a capacidade de fazer chegar a mensagem em larga escala ao cidadão, para divulgar conteúdos sobre resíduos urbanos que permitam alimentar a consciência e cultura ambientais que são tão necessárias para haja uma mudança de comportamentos.

 

 

Sobre a EGF:

A EGF é uma empresa europeia de referência no setor ambiental e líder no tratamento e valorização de resíduos em Portugal. Integrada no Grupo MOTA-ENGIL, é responsável por assegurar o tratamento e valorização de resíduos, da forma ambientalmente mais correta e economicamente sustentável, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida e do ambiente.

A gestão dos sistemas de tratamento e valorização de resíduos é feita através de 11 empresas concessionárias (Algar, Amarsul, Ersuc, Resiestrela, Resinorte, Resulima, Suldouro, Valorlis, Valorminho, Valnor, Valorsul), constituídas em parceria com os municípios servidos, que processam anualmente cerca de 3,3 milhões de toneladas de resíduos urbanos (RU), servindo uma população de 6,3 milhões de pessoas distribuídas por 174 municípios, numa área equivalente a 60% do território em Portugal.

 

Mais informação em https://www.egf.pt/

 

 

  

Valorsul marca presença no MEO Kalorama com campanha de sensibilização para a reciclagem 31 DE AGOSTO, 2023

Valorsul, MEO Kalorama e CML estabelecem parceria no âmbito da sustentabilidade ambiental, transformando o festival de música num dos maiores EcoEventos do país

 

A Valorsul, empresa responsável pelo tratamento e valorização de resíduos urbanos da zona de Lisboa e Região Oeste, é, pelo 2º ano consecutivo, um dos parceiros do MEO Kalorama na área da sustentabilidade, sendo este um dos pilares do festival de verão que decorre de 31 de agosto a 2 de setembro, no Parque da Belavista, em Lisboa.

 

A Valorsul marca presença nos 3 dias do evento com equipas de sensibilização, que percorrerão o recinto com o objetivo de sensibilizar os festivaleiros e os estabelecimentos comerciais para o novo ciclo que as embalagens podem ganhar ao serem colocadas nos corretos contentores, que vão estar estrategicamente disponíveis para a separação dos 5 fluxos (indiferenciado, papel/cartão, plástico/metal, vidro e biorresíduos) com o apoio da Câmara Municipal de Lisboa (CML).

 

A Valorsul pretende alertar para a sustentabilidade ambiental e para a nova vida que é possível dar aos resíduos, procurando, desta forma, cumprir o propósito de tornar este festival o mais sustentável possível e promover, junto dos jovens, uma cidadania ativa no domínio do desenvolvimento sustentável e na construção de uma sociedade mais eficiente na utilização dos seus recursos.

 

Ação “Fora da caixa, dentro do ecoponto”

Também em estreita parceria com a CML, a Valorsul e o MEO Kalorama lançam nesta edição do festival uma iniciativa inovadora – “Fora da caixa, dentro do ecoponto” – que associa os três pilares do evento em torno da música, da arte e da sustentabilidade. Ao longo dos 3 dias do festival, 30 contentores em fim de vida serão decorados ao vivo e, posteriormente, oferecidos ao Grupo Comunitário do Bairro da Flamenga, em Marvila, que os distribuirá por várias entidades locais. A Pitanga é a artista plástica convidada para a 1ª edição desta iniciativa, uma vez que muitas das suas obras já refletem a sua preocupação em conciliar a ilustração e a arte urbana com questões ambientais e de reflexão sobre sustentabilidade, utilizando materiais reciclados e tintas menos poluentes.

 

Ângelo Pereira, Vereador responsável pelo pelouro da Higiene Urbana da Câmara Municipal de Lisboa, informa ainda que “O Município está sempre disponível para apoiar ações que promovem a sustentabilidade e reciclagem. Além dos 30 contentores que vão ser decorados e entregues ao Grupo Comunitário do Bairro da Flamenga, o Município vai disponibilizar mil contentores e três compactadores, bem como recolher os resíduos durante os três dias do festival e limpar o recinto no final do evento. Para tal, vamos ter circuitos e equipas alocadas ao MEO Kalorama, à semelhança do ano passado. A Câmara Municipal de Lisboa está comprometida em reduzir o impacto ambiental e promover uma cultura de responsabilidade em todos os eventos na cidade. Como sempre, apelamos a todos para a adoção de práticas sustentáveis, nomeadamente a separação de resíduos.”

 

No que diz respeito aos valores de contrapartida oferecidos pela Valorsul, referentes ao material reciclável recolhido no festival, serão entregues à Associação Jorge Pina, contribuindo, desta forma, para a aquisição de uma carrinha de transporte comunitário.

 

“Os festivais de música, como o MEO Kalorama, são o palco privilegiado para passarmos a mensagem da sustentabilidade e da reciclagem junto dum público cada vez mais atento e dedicado a estas temáticas, mas também às causas sociais, à arte e à cultura. Esta parceria e cooperação com a organização do festival e com a CML faz todo o sentido para juntos chegarmos mais longe com o propósito de aumentar a taxa da reciclagem e tornar o nosso Planeta mais sustentável e habitável para todos”, destaca Susana Silva, Diretora de Comunicação e Sensibilização da Valorsul.

 

“Desde a primeira edição que o MEO Kalorama conseguiu resultados de que nos orgulhamos muito. Em 2022 conseguimos chegar ao fim do evento com zero resíduos em aterro e com uma taxa de reciclagem de mais de 60%, em que o indiferenciado ainda serviu para gerar energia. Estes resultados só foram possíveis em parceria - a Valorsul teve um papel muito relevante, desde o trabalho de sensibilização dos operadores dos espaços dentro do recinto, até à oferta de tratamento de resíduos. Ser um ‘EcoEvento’ é também um motivo de orgulho e mostra que estamos no caminho certo”, sublinha ainda Dora Palma, Diretora de Sustentabilidade do MEO Kalorama. 

 

 

Sobre a Valorsul

A Valorsul é responsável pelo tratamento e valorização de resíduos urbanos de 19 municípios da zona de Lisboa e região Oeste: Alcobaça, Alenquer, Amadora, Arruda dos Vinhos, Azambuja, Bombarral, Cadaval, Caldas da Rainha, Lisboa, Loures, Lourinhã, Nazaré, Óbidos, Odivelas, Peniche, Rio Maior, Sobral de Monte Agraço, Torres Vedras, Vila Franca de Xira. A Valorsul valoriza 15% de todo o lixo doméstico produzido em Portugal, servindo 1,6 milhões de habitantes. A Valorsul produz e exporta para a rede elétrica 2% dos consumos domésticos nacionais.

 

 

Recolha de plástico cresce 16% durante a JMJ face ao mesmo período de 2022 11 DE AGOSTO, 2023

Valorsul rececionou, de 1 a 8 de agosto, mais 81 toneladas de embalagens de plástico e metal comparativamente ao período homólogo. Indiferenciado mantém valores.

 

A Valorsul, empresa responsável pelo tratamento e valorização de resíduos urbanos da zona de Lisboa e Região Oeste, e um dos parceiros da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) Lisboa 2023 para a área da Sustentabilidade, registou um aumento significativo de 16% na receção de embalagens de plástico e metal, de 1 a 8 de agosto, face ao mesmo período do ano passado, nos cinco municípios da Grande Lisboa (Lisboa, Loures, Odivelas, Amadora e Vila Franca de Xira). Já no que refere à receção de resíduos urbanos indiferenciados, os valores mantiveram-se praticamente inalterados.

 

Quando analisados, apenas os municípios de Lisboa e Loures, palco dos grandes eventos da JMJ com maior afluência de peregrinos, apurou-se um aumento de 22% na receção de material reciclável do ecoponto amarelo (plástico e metal) nos seis dias de jornada e ainda nos dias 7 e 8 de agosto (dedicados à limpeza do Campo da Graça / Parque Tejo), comparativamente com o período homólogo. Da mesma forma, não se registou qualquer variação na receção de resíduos urbanos indiferenciados na Central de Valorização Energética da Valorsul.

 

Resultados apenas possíveis graças ao trabalho prévio de cooperação entre várias entidades, nomeadamente com os municípios de Lisboa e de Loures e com o Comité Organizador da JMJ, na gestão e contenção da produção de resíduos, assim como na sensibilização para a correta separação dos resíduos e reforço de contentorização em todos os recintos onde estiveram a decorrer eventos, evidenciando assim o empenho e o compromisso de tornar esta Jornada a mais Sustentável de sempre.

 

Com o Quim Toca a Reciclar 9 DE AGOSTO, 2023

Quim Barreiros é protagonista de campanha da EGF

“Com o Quim Toca a Reciclar”

 

O artista português Quim Barreiros é o protagonista da campanha da EGF “Com o Quim toca a reciclar”.

 

Inspirada na nova música do Quim Barreiros “Lixo Zero”, a EGF desenvolveu uma campanha de comunicação em torno deste universo, que promove boas práticas ambientais e incentiva à reciclagem.

 

A campanha “Com o Quim toca a reciclar” vai estar disponível no site institucional e nas redes sociais  da EGF e das suas 11 concessionárias, de Norte a Sul do país, bem como na aplicação Recycle Bingo, com destaque para a música “Lixo Zero” que promove bons comportamentos ambientais. Na aplicação, o cidadão vai encontrar o Quim Barreiros como nova personagem e mestre da reciclagem, e um sábio que se chama “Lixo Zero” e com os quais os utilizadores poderão jogar em realidade aumentada.

 

Procurando alcançar de forma abrangente vários públicos através da música, a campanha “Com o Quim Toca a Reciclar” pretende alertar para a necessidade de se implementar boas práticas ambientais no dia-a-dia, desafiando os cidadãos a reciclarem sempre e em qualquer lugar.

 

Oiça a música "Lixo Zero" aqui: https://www.youtube.com/watch?v=tKGKLx-ZTcw

 

Linha da Reciclagem – Novo Horário 31 DE JULHO, 2023

Linha da Reciclagem – Novo Horário

A partir do dia 1 de agosto a Linha da Reciclagem tem um novo horário.

A linha de atendimento ao cliente passará a funcionar de segunda a sexta-feira, das 9h00 às 19h00.

Do outro lado da linha encontrará operadores experientes que o vão ajudar com todas as dúvidas e questões para as quais precise de ajuda e que estejam relacionados com os resíduos e recursos que gerimos todos os dias.

 

A Linha da Reciclagem é um serviço de atendimento PÚBLICO, GRATUITO e NACIONAL que foi criado para dar respostas eficazes ao cidadão, nomeadamente para responder a dúvidas, pedidos de informação, sugestões, reclamações, elogios e pedidos de serviço relacionados com a recolha e tratamento de resíduos urbanos.

 

Este serviço do Grupo EGF tem disponíveis os seguintes contactos:

 

CONTACTOS LINHA DA RECICLAGEM

Telefone Gratuito: 800 911 400

Email: atendimento@linhadareciclagem.pt

Horário: segunda a sexta-feira, entre as 09h00 e as 19h00

 

Para mais informações sobre esta iniciativa, consulte o website www.linhadareciclagem.pt

Relatório de Sustentabilidade Mota-Engil 2022 28 DE JULHO, 2023

Relatório de Sustentabilidade Mota-Engil 2022

Sob o mote “Paradigm Shift – Actions for a Sustainable future”, a Mota Engil publicou o Relatório de Sustentabilidade de 2022, publicação para a qual a EGF e as várias Concessionárias contribuíram com informação específica sobre a sua atividade.

 

Nesta publicação é possível encontrar informação Ambiental, Social e Económica específica sobre a atividade de tratamento e valorização de resíduos, entre outra informação útil nos vários setores em que o Grupo Mota-Engil atua.

 

 

 

Para mais informações e download:

Relatório de Sustentabilidade 2022

Tabela GRI

Vídeo

Valorsul apela à reciclagem durante a JMJ Lisboa 2023 com nova campanha 26 DE JULHO, 2023

“Uma Boa Ação Muda o Mundo” é o mote da campanha que apela às práticas sustentáveis durante a semana da Jornada Mundial da Juventude

 

A Valorsul, empresa responsável pelo tratamento e valorização de resíduos urbanos nos 19 Municípios da zona de Lisboa e Região Oeste, que serve 1,6 milhões de habitantes, acaba de lançar uma nova campanha institucional no âmbito da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) Lisboa 2023, com o objetivo de sensibilizar os peregrinos para a redução, reutilização e reciclagem dos resíduos, procurando minimizar o impacto ecológico da sua presença em Lisboa através da adoção de práticas sustentáveis.     

Uma boa ação muda o mundo. Pratica a tua! Recicla!” é o mote da nova campanha, que arranca hoje e que combina uma intervenção na fachada da Valorsul, com dinâmicas digitais que destacam o empenho e o compromisso com a Sustentabilidade, fazendo coincidir de forma única os valores da empresa e da JMJ.

 

A campanha tem como protagonistas os trabalhadores da Valorsul, que todos os dias praticam boas ações, seja na recolha, na separação ou na valorização dos resíduos que chegam diariamente às instalações, e que assumirão um papel ainda mais fundamental na semana da JMJ, pelo incremento de produção de embalagens e resíduos esperado nesse período.

 

Com esta campanha, a empresa quer ir ainda mais longe e estender as boas ações a todos, ao comportamento individual e de grupo, em relação às práticas de produção e deposição de resíduos, através de voluntários que irão marcar presença em Belém e no Parque Tejo, de 1 a 6 de agosto, com foco na sensibilização e consciencialização dos peregrinos para que todos contribuam com pequenos gestos.

 

«A Valorsul é um dos parceiros da JMJ para a área da sustentabilidade, pelo que assumimos o compromisso de dinamizar iniciativas que deixem um legado duradouro em todos os que participam nesta jornada e que reflitam os nossos valores comuns, para juntos construirmos a Jornada mais sustentável de sempre”, sublinha Susana Silva, Diretora de Comunicação e Sensibilização da Valorsul. “Quisemos também valorizar os trabalhadores e as suas boas ações, como uma forma de reconhecimento pelo importante papel que as nossas pessoas desenvolvem diariamente em prol de um futuro melhor.”

Resiestrela comemora 15 anos 23 DE JULHO, 2023

Resiestrela comemora 15 anos.

São 15 anos que representam anos de muito trabalho, muita dedicação de todos os colaboradores da Resiestrela e por isso marcámos este dia para comemorar o nosso sucesso e todas as conquistas que foram alcançadas, por acreditarmos que o nosso trabalho é um serviço essencial para o bem-estar e qualidade de vida de 184.457 habitantes, distribuídos pelos municípios de Almeida, Belmonte, Celorico da Beira, Covilhã, Figueira de Castelo Rodrigo, Fornos de Algodres, Fundão, Guarda, Manteigas, Meda, Penamacor, Pinhel Sabugal e Trancoso.

 

Todas as nossas conquistas devem-se a cada um dos colaboradores que diariamente vestem a camisola da empresa e que dedicam horas e horas das vossas vidas para assegurarmos que todos os resíduos rececionados sejam valorizados e encaminhados para reciclagem.

 

O sucesso da nossa empresa é a prova da competência de toda a equipa, da harmonia, unidade de esforços e de cumprimentos dos objetivos.

A Resiestrela, é uma empresa dinâmica e em crescimento. É uma empresa jovem. Conta com um quadro de jovens, mas experientes colaboradores, que quotidianamente asseguraram com dedicação o tratamento e valorização dos resíduos.

 

Independentemente da sua juventude, a Resiestrela, conta com a experiência de gestão do grupo EGF S.A, empresa com um papel estruturante, dinamizador e de inovação no sector da valorização e tratamento dos resíduos sólidos em Portugal. Juntos conseguiremos que a Resiestrela seja uma referência empresarial na Cova da Beira e na Beira Interior Norte, contribuindo de forma efetiva para o desenvolvimento sustentável e melhoria de condições económicas e de qualidade de vida da nossa região.

 

Com um forte sentido de responsabilidade e de missão continuaremos a assumir o nosso compromisso de gerir o Sistema Multimunicipal de Triagem, Recolha Seletiva, Valorização e Tratamento de Resíduos Sólidos Urbanos da Cova da Beira, adotando soluções adequadas de tratamento e valorização dos resíduos sólidos urbanos, contribuindo para o desenvolvimento sustentável da região, valorizando a qualidade de vida das pessoas, assegurando que os resíduos produzidos são utilizados como recursos ou encaminhados para o destino mais adequado, o que permitirá, num futuro que estamos a construir, garantir uma melhoria da qualidade de vida para as populações vindouras.

 

Nuno Heitor, administrador delegado da Resiestrela, refere “ celebramos estes nossos 15 anos de trabalho, agradecendo a dedicação de toda a equipe da Resiestrela, de todas as famílias que separam os resíduos recicláveis, aos Presidentes e técnicos dos 14 municípios, a todos os estabelecimentos de ensino, instituições, associações, IPSS, estabelecimentos comerciais, empresas e serviços que colocam as embalagens nos ecopontos e a todos os clientes do serviço de recolha porta a porta, pois são um exemplo de cidadania, dedicando-se a uma causa ambiental com entusiasmo por um bem maior.

 

O futuro do nosso planeta e o futuro das gerações vindouras”.

Conversas Resulima e Valorminho 18 DE JULHO, 2023

Decorreu no passado dia 14 de julho a primeira edição das Conversas Valorminho/Resulima, onde foram abordados diferentes temas, como a sustentabilidade, o PERSU 2030 e a comunicação interna e externa.

 

Este encontro contou com a presença da Administração da Valorminho/Resulima e constituiu-se como um importante momento de aprendizagem, partilha e fortalecimento dos laços que unem os profissionais da Valorminho e da Resulima.

 

Contamos com o empenho e alegria de todos na construção de uma Valorminho e de uma Resulima cada vez mais fortes, que garantem a valorização de resíduos da forma mais sustentável, assegurando padrões ambientais exigentes, práticas sociais exemplares e a criação de valor.

Conferências Água&Ambiente 2023 | Biorresíduos | Reciclagem&Valorização 28 DE JUNHO, 2023

As Conferências Água&Ambiente 2023 contam com o apoio EGF e estão a decorrer em Santa Maria da Feira, nos dias 27 e 28 de junho.


Foi a Conferência Biorresíduos que, ontem, deu início a estas intervenções que incluem também a Conferência Reciclagem e Valorização, hoje, dia 28.


Integraram o Painel II - "Monitorização e Transparência" Maria José Sebastião, Responsável da Área de Valorização Orgânica, da Amarsul e Sérgio Lopes, Coordenador de Produção da Estação de Tratamento e Valorização Orgânica, da Valorsul, que fizeram as suas intervenções sob o tema “Valorização Orgânica e sua Rastreabilidade”, na qual abordaram os pontos-chave: a importância da monitorização das instalações e da demonstração de resultados; boas práticas para processos eficientes; a operação das instalações para obter um composto de qualidade.


Já Miguel Nunes, Responsável da Área Técnica e I&D, da Algar, fez parte do Painel III - "Produto de Qualidade" e a sua participação esteve subordinada à Comercialização de Corretivos Orgânicos, passado pelos pontos-chave: restrições e limitações à aplicação de composto no solo e a comercialização do composto: a experiência de quem o faz — dificuldades e oportunidades.


O tema dos Biorresíduos domina o debate sobre os resíduos dada a obrigatoriedade da sua recolha seletiva e circularidade. A EGF está disponível para colaborar com os municípios e para contribuir no processo de tratamento e valorização destes resíduos por forma a superar este desafio.

Neste segundo dia das Conferências Água&Ambiente 2023, a Conferência Reciclagem&Valorização trouxe para a ordem do dia os desafios e oportunidades da indústria recicladora e o seu contributo para se atingir as metas de reciclagem.

 

Neste âmbito surge a participação de José Coelho, Administrador Executivo da Suldouro, participou como orador no Painel II – “Metas Comunitárias da Reciclagem – A visão da Indústria Recicladora” e a sua intervenção identificou oportunidades e pontos-chave no tema “O papel dos Sistemas de Gestão de Resíduos Urbanos na reutilização e reciclagem”.

 

Integravam ao mesmo tempo o Painel IV vários especialistas que abordaram temas pertinentes para este debate e cujo programa poderá ser consultado aqui.

 

O objetivo é debater a reciclagem em Portugal e para tal ouvir entidades gestoras e recicladores, municípios, operadores e recicladores. A EGF pretende contribuir para este objetivo e para o alcançar das exigentes metas de reciclagem, continuando por isso a associar-se e a promover iniciativas que o permitam.

 

 

Ecovalor, Toneladas de Ajuda, EcoEventos, EcoPraias e Mercado a Reciclar | Campanhas EGF 2022 atingem valores record 05 DE JUNHO, 2023

A EGF promove, anualmente, cinco campanhas ambientais que apostam na diversificação da educação e comunicação ambiental junto de vários públicos.

 

As campanhas - Ecovalor, Toneladas de Ajuda, EcoEventos, EcoPraias e Mercado a Reciclar – permitem alcançar vários públicos e desafiar os cidadãos a reciclarem tudo, sempre e em qualquer lugar. Em todas elas, é possível quantificar as embalagens recicladas e medir resultados, e no caso das campanhas Toneladas de Ajuda e do Ecovalor está ainda associada uma vertente de apoio social muito significativa.

 

No total das cinco campanhas, que abrangeram todo o território nacional continental, foram recolhidas, em 2022, 9.200 toneladas de embalagens. 2.484 toneladas de plástico e metal, o equivalente a 50 aviões Airbus 320; 1.272 toneladas de vidro que dão para fabricar 334.737 novas garrafas de 0.75l; 5.465 toneladas de papel e cartão, equivalente a 81.975 árvores.

 

 

PROGRAMA ECOVALOR 2021/2022

O Programa  Ecovalor foi desenhado a pensar na comunidade escolar. Desenvolve ações de sensibilização, visitas de estudo às concessionárias da EGF e promove o concurso “Separa e Ganha”, que mobiliza as comunidades escolares para a separação das embalagens.

 

Cada escola que participa recebe um prémio monetário em função do bom desempenho na recolha de embalagens. A EGF, através das suas onze concessionárias, atribuiu um valor global de 178.131€ em prémios em 2022. Cada prémio foi utilizado em função das necessidades de cada unidade escolar – aquisição de equipamentos para a aula de Educação Física, quadros interativos, materiais pedagógicos, pequenas obras, por exemplo.

 

No concurso “Separa e Ganha” participaram, no passado ano letivo, 1.029 escolas do Jardim de Infância ao Ensino Secundário. Juntas, conseguiram recolher 3.520 toneladas de materiais para reciclagem: 1.876 de cartão e papel, 526 de vidro e 1.118 de plástico e metal.

 

 

 

 

 

TONELADAS DE AJUDA 2022

A campanha Toneladas de Ajuda, alia a causa ambiental à social e tem como público-alvo Instituições Privadas de Solidariedade Social, (IPSS). O material reciclável entregue por cada instituição equivale a um montante monetário que, posteriormente, reverte para ajuda social, a campanha estabelece também uma parceria com alguns Bancos Alimentares.

 

Em 2022, 267 IPSS participaram na iniciativa e conseguiram recolher para reciclar 4.279 toneladas de materiais: 3.172 toneladas de papel e cartão, 103 de vidro e 1.004 de plástico e metal que se converteram em 516.387€ doados pelas concessionárias EGF para ajuda social.

 

 

 

 

ECOEVENTOS 2022

A campanha Ecoeventos destina-se às entidades que organizam eventos culturais, desportivos ou recreativos e que assumem o compromisso de gerir adequadamente os resíduos durante os mesmos. O compromisso com as boas práticas ambientais, ligadas à redução e reutilização de resíduos, é também uma característica dos Ecoeventos.

 

Cada concessionária ajuda, localmente, o evento inscrito com a logística da recolha de material, a recolha seletiva, procura sensibilizar os organizadores, disponibiliza material informativo e sinalética para a deposição de resíduos bem como assegura a sua comunicação ao público do evento.

 

Em 2022 participaram 248 eventos e recolheram-se 646 toneladas de resíduos para reciclar.

 

 

 

 

ECOPRAIAS 2022

Ecopraias é a campanha que  visa sensibilizar os banhistas para a utilização dos ecopontos espalhados pelos areais, evitando o depósito de lixo na costa e a poluição do mar. Equipas de monitores percorrem as praias e disponibilizam aos veraneantes sacos para a separação do lixo na praia.

 

Participaram, em 2022, 46 praias, de 10 municípios, e no total foram depositadas 463 toneladas de material para reciclar nos ecopontos, referentes a 158t de papel e cartão, 244t de vidro,  61t de plástico e metal. A recolha destas embalagens aconteceu em toda a época balnear de 2022.

 

 *A apresentação de resultados é feita por município.

 

 

 

MERCADO A RECICLAR 2022

Destinada a Feiras e Mercados, a campanha Mercado a Reciclar procura sensibilizar a população sobre a importância da correta deposição em locais onde, habitualmente, se produzem grandes quantidades de resíduos recicláveis. A criação de condições para a correta deposição passa por ceder ecobags, sacos e ações de sensibilização juntos dos comerciantes. As ações nos mercados e feiras são levadas a cabo em articulação com os Municípios ou Juntas de Freguesia.

 

Foram abrangidos 25 mercados em 2022 e recolhidas 145 toneladas de material para reciclar.

 

 

 

 

Sobre a EGF:

A EGF é uma empresa europeia de referência no setor ambiental e líder no tratamento e valorização de resíduos em Portugal. Integrada no Grupo MOTA-ENGIL, é responsável por assegurar o tratamento e valorização de resíduos, da forma ambientalmente mais correta e economicamente sustentável, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida e do ambiente.

A gestão dos sistemas de tratamento e valorização de resíduos é feita através de 11 empresas concessionárias (Algar, Amarsul, Ersuc, Resiestrela, Resinorte, Resulima, Suldouro, Valorlis, Valorminho, Valnor, Valorsul), constituídas em parceria com os municípios servidos, que processam anualmente cerca de 3,3 milhões de toneladas de resíduos urbanos (RU), servindo uma população de 6,3 milhões de pessoas distribuídas por 174 municípios, numa área equivalente a 60% do território em Portugal.

Mais informação em https://www.egf.pt/

 

Informações: Ana Loureiro |Telemóvel: 968601711 | E-mail: ana.loureiro@egf.pt

 

 

ISWA EM PORTUGAL | A EGF acolheu e dinamizou esta semana as atividades de duas comitivas da ISWA - International Solid Waste Association 27 DE MAIO, 2023

O Conselho de Administração, no qual os membros nacionais são representados por Ana Loureiro, em nome da APESB e com o apoio da EGF, reuniram em Portugal esta semana e debateram o futuro da associação e as suas participações nos próximos eventos mundiais. A ISWA é a voz do setor de gestão de resíduos e recursos nos vários fóruns estratégicos de discussão mundiais, no que diz respeito às alterações climáticas, sustentabilidade ou gestão de recursos no planeta.

 

O primeiro dia foi reservado para uma reunião com a ERSAR, iniciativa que contou também com a presença de elementos da APESB. Este encontro foi uma oportunidade de partilha de conhecimentos técnicos, de debater sobre soluções inovadoras e sustentáveis na gestão de resíduos urbanos, com o objetivo de perceber qual poderá ser o papel e a estratégia da regulação para potenciar uma maior eficácia das entidades gestoras.

 

Também esta semana, a EGF recebeu uma comitiva do Working Group on Communication da ISWA, que estiveram em Portugal com o objetivo de aprofundar e debater as tendências mais recentes na gestão de resíduos.

 

Entre os dias 22 e 23 de maio, este grupo de trabalho teve oportunidade de reunir e de realizar visitas temáticas. Visitaram duas instalações da Valorsul: a Central de Valorização Energética e o Centro de Triagem, no Lumiar. Passaram pelo local onde terá lugar a Jornada Mundial da Juventude 2023, onde todo o espaço está a ser reconvertido para o efeito com rigorosos critérios de sustentabilidade; e ficaram a conhecer o Centro de Educação Ambiental da Câmara Municipal de Loures, situado no Parque Urbano de Santa Iria de Azóia, um antigo aterro sanitário e o primeiro do país. A visita à Linha da Reciclagem, um serviço do Grupo EGF, permitiu dar a conhecer este projeto inovador de um serviço de atendimento público, gratuito e nacional.

 

 

Dia da Reciclagem | EGF promove experiência virtual 17 DE MAIO, 2023

Para assinalar o Dia da Reciclagem, que se comemora hoje, e contribuir para uma maior sensibilização ambiental da população, a EGF apresenta Visitas Virtuais às suas diferentes unidades de tratamento e valorização de resíduos urbanos, disponíveis online no website da EGF e das suas 11 concessionárias.

 

Procurando alertar o cidadão para o seu papel enquanto gestor de recursos, as Visitas Virtuais às unidades da EGF pretendem partilhar a experiência nos diferentes processos, valorizando o percurso do tratamento de resíduos, desde que o lixo é recolhido até à sua transformação.

 

Ao longo das Visitas Virtuais é possível conhecer todo o processo de tratamento e valorização de resíduos, desde a recolha nos ecopontos de rua ou porta a porta, passando pelo seu tratamento nas diferentes as unidades e, posteriormente, à sua triagem, reciclagem e transformação em novos produtos, promovendo a economia circular.

 

Disponíveis com locução em Português e Inglês, as Visitas Virtuais mostram muitos espaços das instalações filmados em 360º e permitem viajar por cinco diferentes centrais de tratamento de resíduos, nomeadamente: centros de triagem, centrais de valorização orgânica e de tratamento mecânico e biológico, central de valorização energética da Valorsul e aterros sanitários.

 

Com esta iniciativa, a EGF reforça a sua missão de educação ambiental, mostra o que acontece ao lixo dos Portugueses e promove a adoção de comportamentos ambientais adequados de prevenção, reutilização e reciclagem.

 

As Visitas Virtuais estão disponíveis no site EGF e das onze concessionárias, através do link.

 

Sobre a EGF

A EGF é uma empresa europeia de referência no setor ambiental e líder no tratamento e valorização de resíduos em Portugal. Integrada no Grupo MOTA-ENGIL, é responsável por assegurar o tratamento e valorização de resíduos, da forma ambientalmente mais correta e economicamente sustentável, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida e do ambiente.

A gestão dos sistemas de tratamento e valorização de resíduos é feita através de 11 empresas concessionárias (Algar, Amarsul, Ersuc, Resiestrela, Resinorte, Resulima, Suldouro, Valorlis, Valorminho, Valnor, Valorsul), constituídas em parceria com os municípios servidos, que processam anualmente cerca de 3,3 milhões de toneladas de resíduos urbanos (RU), servindo uma população de 6,2 milhões de pessoas distribuídas por 174 municípios, numa área equivalente a 60% do território em Portugal.

Mais informação em https://www.egf.pt/

 

Informações: Ana Loureiro |Telemóvel: 968601711 | E-mail: ana.loureiro@egf.pt

 

Valorsul e Lipor apresentam caminhos para atingir neutralidade carbónica até 2050 15 DE MAIO, 2023

Empresas organizam Conferência sobre a Utilização de Carbono nas Centrais de Valorização Energética e caminhos para atingir as metas do Acordo de Paris

 

 

A Valorsul e a Lipor organizaram uma Conferência para debater, com os principais especialistas internacionais, a problemática da Captura, do Armazenamento e a Utilização de Carbono gerado nas Centrais de Valorização Energética, tendo por objetivo atingir a neutralidade carbónica até 2050.

 

O debate realizou-se hoje em Lisboa e contou com a presença do Ministro do Ambiente e Ação Climática, Duarte Cordeiro. A sessão contou ainda com as presenças de José Manuel Ribeiro, Presidente do Conselho de Administração da Lipor, Marta Neves, Presidente da Comissão Executiva da Valorsul, e Nuno Lacasta, Presidente do Conselho Diretivo da Agência Portuguesa do Ambiente.

 

O Acordo de Paris, firmado na Conferência das Nações Unidas sobre Alterações Climáticas em 2015, estabeleceu o compromisso de rumar à neutralidade carbónica até 2050, com a finalidade de travar as alterações climáticas e prevenir consequências nefastas para o Planeta. Em debate estiveram os caminhos, as soluções e os compromissos para colocar em prática, por Organizações e Estados nos próximos anos.

 

A Valorsul desde o início da sua constituição que trabalha diariamente com este desígnio, tendo sido pioneira na utilização de viaturas pesadas para transporte de resíduos movidas a gás natural, assim como na valorização do fluxo seletivo de biorresíduos, que tem ganho cada vez mais destaque ao nível ambiental pelo facto de contribuir largamente para a redução das emissões de CO2 equivalente. Continua também a trabalhar na transição da atual cadeia de valor de resíduos para uma cadeia de valor de recursos, maximizando a reintrodução de materiais na economia, e a procurar encontrar soluções de baixo carbono para as futuras centrais de tratamentos e sistemas de recolha e de transporte da empresa.

 

Segundo Marta Neves, Presidente da Comissão Executiva da Valorsul, “É da máxima urgência que pensemos como vamos trabalhar todos em conjunto neste setor, para alcançar estas importantes metas do Acordo de Paris, que devem ser uma preocupação comum de organizações privadas, organismos públicos e cidadãos. Os objetivos que temos de alcançar fazem já parte da estratégia da Valorsul. Os caminhos, esses sim, são os que hoje estamos a discutir com elevado nível técnico."

 

Na Lipor, há um claro objetivo de descarbonização das atividades operacionais de Valorização dos Resíduos Urbanos, produzidos na região do Grande Porto.

Para além de outras iniciativas e Projetos em marcha, a questão da Captura do CO2 produzido na Central de Valorização Energética da Maia é fundamental para a redução significativa da pegada carbónica da LIPOR, para além de representar um importante ativo que permitirá encarar o desenvolvimento de um Projeto de produção de combustíveis sintéticos ecológicos.

 

Para José Manuel Ribeiro, Presidente do Conselho de Administração da Lipor, “naquilo que significa a transformação do atual modelo de negócio da LIPOR, a nossa busca de parcerias para desenvolver produtos de alto valor acrescentado, é uma realidade a que não são alheios projetos de elevada complexidade, mas de altíssimo valor ambiental e até económico, como é o caso da produção de combustíveis ecológicos para o Setor da aviação.”

 

 

A conferência contou com a presença de:

  • Fabio Poretti, Technical & Scientific O_cer, CEWEP – Confederation of European Waste to Energy Plants
  • Johnny Stuen, CCUS, Hydrogen, WtE/EfW and biogas - project development and Execution
  • Rahul Anantharaman, Sintef / TNO – Norwegian Research Institute
  • Alicia Mansour, Strategy & Innovation Veolia, Portugal
  • Christoph Weber, P2X (H&R Gruppe + Mabanaft), Hamburg
  • Pedro Guedes Campos, Smartenergy Portugal
  • Pedro Furtado, REN – Redes Energéticas Nacionais
  • Lídia Pereira, Member of the European Parliament
  • Mark Preston Aragonès, Bellona-Europa | The EU taxonomy and CCSU projects
  • Assunção Cristas, Vieira de Almeida/Nova School of Law | Financing CCSU
  • Sofia Santos, Systemic
  • Kim Brinck, Ramboll
  • Sónia Montón Subías, Technip Energies, Norway

 

Informações gerais

 

Sobre a Lipor:

 

A LIPOR é a entidade responsável pela gestão, valorização e tratamento dos resíduos urbanos produzidos pelos Municípios associados: Espinho, Gondomar, Maia, Matosinhos, Porto, Póvoa de Varzim, Valongo e Vila do Conde.

A LIPOR trata anualmente cerca de 500 mil toneladas de resíduos urbanos produzidos por 1 milhão de habitantes. Sustentada nos modernos conceitos de gestão de RU, a LIPOR desenvolveu uma estratégia integrada de valorização, tratamento e confinamento dos RU, baseada em três componentes principais: Valorização Multimaterial, Valorização Orgânica e Valorização Energética, complementadas por um Aterro Sanitário para receção dos rejeitados e de resíduos previamente preparados.

Ao assumir de forma clara que a gestão de resíduos é realizada na ótica do recurso, a LIPOR firma todos os esforços na sua valorização mais adequada, abordagem esta que tem por base a projeção de um modelo circular de negócios, e é sustentada por projetos demostrativos das práticas circulares de suporte. A atuação da Organização permite consolidar um posicionamento que se preconiza pela criação de valor no ciclo produtivo, caracterizado pela reintrodução do “resíduo” como “recurso” na cadeia de valor.

A nível nacional, a LIPOR pretende ser impulsionadora da temática da Economia Circular, através da partilha de novas estratégias e procura de soluções mais eficazes.

 

Sobre a Valorsul:

A Valorsul é responsável pelo tratamento e valorização de resíduos urbanos de 19 municípios da zona de Lisboa e região Oeste: Alcobaça, Alenquer, Amadora, Arruda dos Vinhos, Azambuja, Bombarral, Cadaval, Caldas da Rainha, Lisboa, Loures, Lourinhã, Nazaré, Óbidos, Odivelas, Peniche, Rio Maior, Sobral de Monte Agraço, Torres Vedras, Vila Franca de Xira. A Valorsul valoriza 15% de todo o lixo doméstico produzido em Portugal, servindo 1,6 milhões de habitantes. A Valorsul produz e exporta para a rede elétrica 2% dos consumos domésticos nacionais.

 

Contactos com a imprensa

Valorsul:

Susana Silva - Comunicação e Sensibilização - Valorsul, SA

Tel. 219535900 Telemóvel: 961021722 E-mail: susana.silva@valorsul.pt

 

 

Algar é a vencedora da primeira edição do concurso lançado pelo Electrão para distinguir campanhas de sensibilização 04 DE MAIO, 2023

Prémio no valor de 10 mil euros distingue a iniciativa “Separa e Ganha”

 

A Algar é a vencedora da primeira edição do concurso lançado pelo Electrão, em 2022, para distinguir as iniciativas de sensibilização, comunicação e educação desenvolvidas pelos Sistemas de Gestão de Resíduos Urbanos (SGRU) de forma a incentivar a separação e correto encaminhamento de pilhas e equipamentos elétricos usados para reciclagem.

 

O prémio, no valor de 10 mil euros, foi atribuído à Algar pela dinamização da campanha “Separa e Ganha”, que consiste numa competição entre escolas, que promove a reciclagem na região do Algarve.


O objetivo do prémio lançado pelo Electrão é promover uma colaboração mais estreita com os Sistemas de Gestão de Resíduos Urbanos, que são determinantes para o sucesso da recolha e reciclagem, dada a proximidade que têm com o cidadão.

 

O prémio pretende distinguir campanhas inovadoras, desenvolvidas pelos SGRU, promovendo ao mesmo tempo a disponibilização de soluções diferenciadoras que potenciem a recolha de resíduos, nomeadamente pilhas e equipamentos elétricos usados.

 

“Os SGRU que integram a rede Electrão são parceiros de referência na recolha de pilhas e equipamentos elétricos usados. As campanhas de sensibilização, desenvolvidas tendo em conta a especificidades de cada região, podem fazer a diferença na educação ambiental envolvendo ao mesmo tempo uma comunidade mais vasta. O trabalho desenvolvido pela Algar nas escolas é um exemplo disso e os resultados estão à vista”, congratula-se o Diretor Geral do Electrão, Ricardo Furtado.

 

A campanha “Separa e Ganha” da Algar foi lançada no ano letivo de 2012/2013. Ao longo de 10 anos a sensibilizar mais de 188 mil alunos de várias escolas e a promover as boas práticas possibilitou a recolha de mais de 84 toneladas de pilhas e equipamentos elétricos usados.

 

No ano letivo de 2022/2023 a campanha chegou a 137 escolas inscritas alcançando mais de 46 mil alunos. Em parceria com a Escola Electrão este sistema recolheu, em 2022, mais de 23 toneladas de pilhas e equipamentos elétricos usados.

 

Fora do âmbito da campanha a concurso, a Algar recolheu 584 toneladas de pilhas e equipamentos elétricos usados, que foram enviados para reciclagem pelo Electrão, o equivalente a 1,3 quilos por habitante, que contribuíram para os resultados nacionais nestes fluxos.

 

“A Algar, S.A., é a empresa responsável, no Algarve, pela valorização e tratamento dos resíduos Urbanos produzidos na região, presta um serviço público essencial aos cidadãos e a todas as atividades económicas que são alvo da sua abrangência, sendo seu dever sensibilizar todos os cidadãos à adoção de comportamentos ambientais adequados quanto à gestão dos seus recursos e resíduos e facilitar todo o processo de separação de embalagens para reciclar.

 

A parceria, entre a Algar e o Electrão, veio melhorar a separação nas escolas, mas também influenciou a comunidade envolvente, já que as escolas, devido à tradição de reciclagem deste fluxo e das condições de contentorização que dispõem, garantem uma melhor separação e o correto encaminhamento para valorização, passando a população a identificar estes locais como pontos de receção desses resíduos. A contribuição da população residente na envolvência das escolas foi também fundamental, além de reciclarem também ajudaram as escolas a alcançar os melhores resultados para a região.” refere Telma Robim, Administradora Executiva da Algar.

 

 

Sobre a ALGAR

A Algar - Valorização e Tratamento de Resíduos Sólidos, S.A., é a entidade responsável, no Algarve, pelo sistema integrado de recolha seletiva, transferência, triagem dos materiais destinados à reciclagem, aproveitamento energético do biogás produzido em aterro sanitário, compostagem de resíduos verdes e o tratamento dos resíduos sólidos urbanos depositados em aterro sanitário, produzidos nos Municípios de Albufeira, Alcoutim, Aljezur, Castro Marim, Faro, Lagoa, Lagos, Loulé, Monchique, Olhão, Portimão, São Brás de Alportel, Silves, Tavira, Vila do Bispo e Vila Real de Santo António. / A Algar, no âmbito da sua atividade, está disponível para agendar visitas guiadas às suas instalações.

 

Para mais informações: Maria João Carolino | 967758321 | gci@algar.com.pt

 

 

Sobre o Electrão

O Electrão – Associação de Gestão de Resíduos é a entidade responsável por três dos principais sistemas de recolha e reciclagem de resíduos: embalagens, pilhas e equipamentos elétricos usados. Gere uma rede de recolha de equipamentos elétricos e pilhas usadas com mais de 9000 locais de recolha dispersos por todo o território nacional e é também responsável pela reciclagem de embalagens em todo o país. A sua principal missão é assegurar a reciclagem dos resíduos recolhidos, contribuindo para a minimização do impacto ambiental e para um reaproveitamento dos materiais que os constituem promovendo a economia circular. Desenvolve diversas campanhas de comunicação e sensibilização com o objetivo de promover uma maior consciencialização ambiental e uma mudança de comportamentos, de que se destacam o Quartel Electrão, a Escola Electrão, o TransforMAR e o Movimento Faz Pelo Planeta By Electrão.

Valnor investe € 500.000 na reformulação da Estação de Transferência de Elvas 24 DE ABRIL, 2023

A Valnor, a empresa responsável pela gestão responsável, valorização e tratamento dos resíduos urbanos produzidos nos municípios de Abrantes, Alter do Chão, Arronches, Avis, Campo Maior, Castelo Branco, Castelo de Vide, Crato, Elvas, Fronteira, Gavião, Idanha-a-Nova, Mação, Marvão, Monforte, Nisa, Oleiros, Ponte de Sôr, Portalegre, Proença-a-Nova, Sardoal, Sertã, Sousel, Vila de Rei e Vila Velha de Rodão, investe 500.000€, na reformulação da Estação de Transferência de Elvas, afim de otimizar o serviço de transportes de resíduos indiferenciados.

 

O presente investimento preconiza a substituição da solução de compactação de resíduos indiferenciados, permitindo assim otimizar o transporte de resíduos indiferenciados a partir da Estação de Transferência de Elvas substituindo equipamentos que se encontram em operação há 20 anos por uma solução mais eficiente.

 

Para além disso, prevê a aquisição de três semirreboques equipados com piso móvel e volumetria de 90 m3, a aquisição de três unidades hidráulicas para promover a deslocação dos pisos móveis, a construção de três tremonhas de descarga e de Trabalhos de construção civil para adaptação da Estação de Transferência.

 

Os semirreboques constituem uma otimização da solução de transporte em contentor fechado, possibilitando o transporte de cerca de 24 toneladas por frete em detrimento dos contentores fechados, cuja carga máxima será 11 a 12 toneladas.

 

A solução de transporte em alta com semirreboques possibilita que a ET de Elvas seja desde logo reconvertida para receber biorresíduos de recolha seletiva, ficando um dos semirreboques incluídos na presente proposta de investimento destinado para o efeito.

 

Nuno Heitor, Administrador-Delegado da Valnor, salientou que “Esta intervenção, prevista no Plano de Investimentos da Valnor, vai ao encontro, da estratégia de gestão da empresa., com o novo paradigma da gestão de resíduos que tem vindo a assumir, nomeadamente em termos da contribuição para o cumprimento das exigências nacionais e comunitárias para o sector, e de sustentabilidade do Sistema e da Concessão nas suas vertentes ambiental, social e económico-financeira. “

 

 

Para mais informações: Marta Alçada | 939598010 | comunicacao@valnor.pt

Secretário de Estado do Ambiente visita a nova unidade de Tratamento Biológico no Ecoparque de Palmela - Amarsul 29 DE MARÇO, 2023

A Amarsul recebeu a visita do Secretário de Estado do Ambiente, Hugo Polido Pires, à nova unidade de Tratamento Biológico no Ecoparque de Palmela, atualmente em construção. Esta unidade representa um investimento significativo na região que passou a ter capacidade de tratamento para 50 mil toneladas de biorresíduos recolhidos seletivamente.

 

O investimento nesta infraestrutura, que é partilhada pela Amarsul e pela Valorsul, faz parte da estratégia para o cumprimento das Metas Europeias de Reciclagem, sobretudo para o desvio de resíduos orgânicos de aterro sanitário, melhorando o serviço prestado a população da Península de Setúbal.

 

Para Luís Masiello, Presidente do Conselho de Administração da Amarsul, “É, para nós, um enorme prazer receber a visita do Sr. Secretário de Estado Hugo Polido Pires, nas nossas instalações, e guiá-lo na Unidade de Tratamento Biológico. Esta unidade permite o tratamento de 50 mil toneladas de biorresíduos por ano que depois transformamos em composto, era um investimento absolutamente necessário para avançarmos nos compromissos assumidos pelo País. Este investimento trouxe-nos uma maior capacidade de servir os municípios envolventes e trabalhar para cumprir as metas europeias de reciclagem.”

 

O investimento na nova infraestrutura será na ordem dos 17 milhões de euros, cofinanciado pelo POSEUR e pelo BEI. Está implantada numa área de 26 500 m2, e encontra-se em fase avançada de construção. Tem capacidade para receber 50 mil toneladas de resíduos orgânicos por ano, oriundos da recolha seletiva dos Municípios, com uma produção estimada de 8.500 toneladas de composto, por ano, para utilização como corretivo orgânico de terrenos agrícolas.

 

 

+Info: Susana Silva| Telemóvel: 961 021 722 | E-mail: comunicacao@amarsul.pt

 

Sobre a Amarsul

A Amarsul é responsável pelo tratamento e valorização dos resíduos urbanos dos 9 municípios da Península de Setúbal: Alcochete, Almada, Barreiro, Moita, Montijo, Palmela, Seixal, Sesimbra e Setúbal.

 

Em 2022, a Amarsul tratou 461 mil toneladas de resíduos tendo valorizado 46 mil toneladas de recicláveis, em 10 instalações. A empresa conta com a colaboração de cerca de 400 trabalhadores, que servem diariamente os 800 mil habitantes da península. 

 

A Amarsul procede também à valorização energética dos resíduos, a partir da extração do biogás, produzindo anualmente cerca de 20 GWh de energia elétrica, a qual é injetada na Rede Elétrica Nacional. Produziu ainda, 9 mil toneladas de corretivos orgânicos que foram aplicados em culturas arbóreas e arbustivas, nomeadamente pomares, olivais, vinhas e espécies silvícolas. Estes corretivos de solos são obtidos através da valorização orgânica dos bioresíduos recebidos, quer os provenientes da recolha indiferenciada quer da recolha seletiva, em condições rigorosamente controladas.

 

BEI concede empréstimo de €100 milhões à EGF para financiar investimento na gestão de resíduos urbanos em Portugal 23 DE MARÇO, 2023

O empréstimo do BEI apoiará o plano de investimento da EGF de €202 milhões na gestão de resíduos em Portugal no período 2022-2024

 

O Banco Europeu de Investimento (BEI) concedeu um empréstimo de €100 milhões à EGF, empresa responsável pelo tratamento e valorização de resíduos urbanos em 174 municípios e que representa cerca de 60 % da população portuguesa, para apoiar projetos de gestão de resíduos no país. O acordo de empréstimo foi ratificado hoje, em Lisboa.

 

O financiamento concedido permitirá aumentar e melhorar a recolha seletiva de resíduos urbanos e modernizar os centros de triagem e de valorização orgânica. O acordo está fortemente alinhado com o objetivo do BEI de apoiar a ação climática e a sustentabilidade ambiental, além de contribuir para assegurar a conformidade com a regulamentação nacional e da UE em matéria de gestão de resíduos, promovendo uma economia mais circular. Ajudará também a cumprir as metas do recém-anunciado Plano Estratégico Nacional para os Resíduos Urbanos (PERSU 2030). Além disso, uma parte significativa do financiamento autorizado terá benefício em regiões de coesão.

 

Segundo Emídio Pinheiro, presidente do Conselho de Administração da EGF, “O financiamento contratado representa o reconhecimento da mais-valia do plano de investimentos e da capacidade de execução das concessionárias da EGF, de forma darmos o nosso contributo para cumprir os compromissos e metas ambientais estabelecidas para o país”.

 

Ricardo Mourinho Félix, vice-presidente do BEI, disse “A garantia de elevados níveis de qualidade e sustentabilidade na gestão de resíduos urbanos é crucial, não só para salvaguardar a saúde pública e proteger o ambiente, mas também para promover a eficiência na utilização dos recursos e a economia circular. Trata-se de uma área prioritária para o BEI, como demonstra o apoio contínuo prestado ao setor em Portugal, através da concessão de financiamento a longo prazo e da prestação de assistência técnica a projetos públicos e privados de gestão de resíduos que contribuem para a sua modernização”.

 

Apoio contínuo à gestão sustentável de resíduos em Portugal

 

O apoio do BEI à gestão sustentável de resíduos em Portugal tem sido crucial para o reforço e modernização do setor no país. Este é o terceiro empréstimo concedido à EGF. Entre 2019 e 2021, o BEI disponibilizou €75 milhões à EGF, facilitando a construção de novas unidades de valorização de resíduos em todo o país. Nos últimos anos, o BEI comprometeu-se a financiar a implementação da recolha seletiva e de novos processos de valorização de resíduos, bem como para a implantação de novas tecnologias industriais e de instalações mais modernas.

 

Segundo as estimativas do BEI, o valor global afetado ao setor em Portugal desde 1987 está perto de €700 milhões, tendo contribuído para uma atividade de gestão de resíduos mais sustentável no país e para a qualidade de vida dos seus cidadãos.

 

 

Informações gerais

 

Sobre o BEI

O Banco Europeu de Investimento (BEI) é a instituição de crédito a longo prazo da União Europeia detida pelos seus Estados-Membros. Disponibiliza financiamento a longo prazo para investimentos sólidos, a fim de contribuir para os objetivos políticos da UE.

 

O Grupo Banco Europeu de Investimento (Grupo BEI), constituído pelo Banco Europeu de Investimento (BEI) e pelo Fundo Europeu de Investimento (FEI), registou mais um ano de excelentes resultados em Portugal, tendo o financiamento global assinado em 2022 atingido 1,7 mil milhões de euros.

 

Sobre a EGF

A EGF é uma empresa europeia de referência no setor ambiental e líder no tratamento e na valorização de resíduos em Portugal. A EGF é responsável por assegurar o tratamento e a valorização de resíduos, da forma ambientalmente mais correta e economicamente sustentável, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida e do ambiente.

 

A gestão dos sistemas de tratamento e valorização de resíduos é feita através de 11 empresas concessionárias (Algar, Amarsul, Ersuc, Resiestrela, Resinorte, Resulima, Suldouro, Valorlis, Valorminho, Valnor, Valorsul), constituídas em parceria com os municípios servidos, que processam anualmente cerca de 3,3 milhões de toneladas de resíduos urbanos, servindo uma população de 6,2 milhões de pessoas distribuídas por 174 municípios, numa área equivalente a 60 % do território de Portugal.

 

 

Contactos com a imprensa

 

EIB: Maite Cordero | Número de telefone: +34 606 66 82 62 | E-mail: m.corderomunoz@eib.org

Website: www.eib.org/press – Gabinete de Imprensa: +352 4379 21000 – press@eib.org

 

EGF: Ana Loureiro | Número de telemóvel: +351 968 601 711 | E-mail: ana.loureiro@egf.pt

Website: www.egf.pt

 

Resiestrela premiada no concurso “Melhor desempenho, Mais Reciclagem” 27 DE FEVEREIRO, 2023

No âmbito do concurso ”Melhor desempenho, Mais Reciclagem”, promovido pela Sociedade Ponto Verde e a empresa Tetra Pack, a Resiestrela foi um dos sistemas de gestão de resíduos urbanos com uma das maiores taxas de crescimento de retomas para reciclagem de ECAL, no ano de 2022, pelo que foi premiada com um valor monetário que será entregue a uma associação de carácter social.

 

Em 2022, a Resiestrela registou um crescimento de 19% no número de embalagens de cartão para alimentos líquidos (pacotes de leite, de sumo, de natas, etc..), recolhidas e enviadas para reciclagem, face ao ano de 2021.

 

Este prémio é um sinal do trabalho e dedicação de toda a comunidade dos 14 municípios que integram o sistema da Resiestrela, nomeadamente os municípios de Almeida, Belmonte, Celorico da Beira, Covilhã, Figueira de Castelo Rodrigo, Fornos de Algodres, Fundão, Guarda, Manteigas, Meda, Penamacor, Pinhel, Sabugal e Trancoso.

 

É o resultado de muitas ações de comunicação que são implementadas nestes municípios de forma a envolver e responsabilizar para a importância da separação multimaterial.

 

Para além disso, têm sido dinamizadas campanhas de responsabilidade social, dirigidas às escolas e IPSS, bem como campanhas de sensibilização para os clientes do serviço de recolha porta a porta (comércio, empresas e serviços), o que demonstra a importância da participação ativa de toda a comunidade.

 

Salienta-se ainda todo o esforço da equipa da Resiestrela, que trabalha todos os dias com um forte sentido de responsabilidade e de missão, para que que sejam diariamente recolhidos e valorizados os resíduos recicláveis provenientes dos ecopontos, do serviço de recolha porta a porta e dos ecocentros, para que posteriormente sejam triados por tipologia de forma a garantir que todo o material passível de valorização seja encaminhado para reciclagem, não tendo assim como destino final, o aterro sanitário.

 

O nosso objetivo é só um, servir a população dos 14 municípios, de forma a que todos os resíduos produzidos sejam recolhidos e encaminhados para valorização através de processos de reciclagem, contribuindo para a implementação de uma economia circular na região.

 

O administrador-delegado Nuno Heitor reconhece que “Este prémio é o resultado do esforço e dedicação de todos os colaboradores da Resiestrela que diariamente desempenham o seu trabalho, com um forte espírito de serviço e de cidadania”.

Reciclagem cresceu 6% em 2022 26 DE JANEIRO, 2023

Reciclagem cresceu 6% em 2022

Aumentou a reciclagem, diminuiu a produção de resíduos

 

A EGF, empresa responsável pelo tratamento e valorização de resíduos urbanos em 174 municípios de Portugal e de 60% da população portuguesa, registou em 2022 um aumento na recolha seletiva de embalagens (de plástico, metal, cartão e vidro) de 6% face a 2021, num ano em que também se registou um decréscimo da produção total de resíduos em 1%.

A receção com origem na recolha seletiva de embalagens (de plástico, metal, cartão e vidro) foi de 377 mil toneladas, apresentando um crescimento de 6% face ao ano 2021 (em valor absoluto, aproximadamente de 22 mil toneladas). A receção total de resíduos urbanos nas regiões servidas pelas concessionárias da EGF, teve um decréscimo de 1% face ao mesmo período do ano 2021 (em valor absoluto, aproximadamente menos 38 mil toneladas).

 

A maior participação por parte dos cidadãos e o investimento consistente em viaturas, contentores, instalações e educação ambiental, tem permitido à EGF e às suas 11 concessionárias aumentarem a quantidade de material enviado para reciclar.

 

Separação de biorresíduos aumenta

Os restos alimentares e os resíduos de podas e jardins já representam 13% de todas as recolhas seletivas, tendo tendência a aumentar, à medida que os municípios avançam para estas recolhas seletivas. Estes biorresíduos são transformados em corretivos orgânicos, um fertilizante 100% natural utilizado na agricultura. Em 2022 foram produzidas 29.000 toneladas deste produto tão necessário aos solos nacionais, que permite a reter o carbono nos solos e aumentar a retenção da água das chuvas, ajudando a prevenir as alterações climáticas.

 

Resíduos geram eletricidade para abastecer 110 mil famílias

Através de diversas tecnologias, as concessionárias EGF produzem eletricidade a partir dos resíduos comuns e dos resíduos biodegradáveis. Em 2022, foram exportados para a rede 406 GWh, o equivalente aos consumos domésticos de 110 mil famílias portuguesas.

 

Sobre a EGF

A EGF é uma empresa europeia de referência no setor ambiental e líder no tratamento e valorização de resíduos em Portugal. Integrada no Grupo MOTA-ENGIL, é responsável por assegurar o tratamento e valorização de resíduos, da forma ambientalmente mais correta e economicamente sustentável, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida e do ambiente.

A gestão dos sistemas de tratamento e valorização de resíduos é feita através de 11 empresas concessionárias (Algar, Amarsul, Ersuc, Resiestrela, Resinorte, Resulima, Suldouro, Valorlis, Valorminho, Valnor, Valorsul), constituídas em parceria com os municípios servidos, que processam anualmente cerca de 3,3 milhões de toneladas de resíduos urbanos (RU), servindo uma população de 6,2 milhões de pessoas distribuídas por 174 municípios, numa área equivalente a 60% do território em Portugal.

 

Informações: Ana Loureiro |Telemóvel: 968601711 | E-mail: ana.loureiro@egf.pt

A Fundação do Futebol e a EGF promovem boas práticas ambientais A Final Four da Allianz CUP é um EcoEvento 25 DE JANEIRO, 2023

A Fundação do Futebol – Liga Portugal e a EGF, na qualidade de parceiro oficial da sustentabilidade no âmbito da gestão de resíduos das competições profissionais, transformaram a Final Four da Allianz CUP num EcoEvento, tornando a reciclagem numa prioridade para todos.

Entre 21 e 28 de janeiro haverá um reforço da Contentorização, tanto no Estádio Municipal de Leiria como na Fan Zone, localizada no centro da cidade, assim como nas áreas de trabalho, com o objetivo de promover boas práticas ambientais e a reciclagem.

Durante toda a semana, na Fan Zone, estarão presentes Mochileiros que terão a missão de sensibilizar os visitantes do recinto para as boas práticas da sustentabilidade ambiental. Sem esquecer a imagem de marca da campanha Sustentabilidade em Campo: os contentores de reciclagem junto aos bancos de suplentes vão marcar presença no Municipal de Leiria.

Como reforço da campanha de promoção e consciencialização para a reciclagem, o jogo da EGF que incentiva e premeia as boas práticas ambientais, disponível na aplicação Recycle Bingo, terá uma missão especial e exclusiva para todos os utilizadores ao longo desta semana competitiva.   

Esta iniciativa decorre no âmbito do protocolo de cooperação para a Sustentabilidade entre a EGF e a Fundação do Futebol, que prevê a organização e promoção conjunta de eventos e iniciativas relacionados com as respetivas áreas de atuação. Inicialmente, a EGF tinha colocado 72 contentores para a separação seletiva junto ao banco destinado às equipas técnicas.

 

Sobre a Fundação do Futebol – Liga Portugal

 

A Fundação do Futebol – Liga Portugal assume a missão de ser um elo entre os Clubes do Futebol Profissional e a Responsabilidade Social, trabalhando por uma sociedade mais comprometida com a inclusão e a equidade.

 

Nesse sentido, e com a consciência que o Futebol e a Responsabilidade Social devem caminhar na mesma direção e lado a lado, a Fundação do Futebol tomou para si a responsabilidade de utilizar a notoriedade do futebol, e dos seus intervenientes, em prol da Sustentabilidade por um Futebol mais Positivo, Tolerante e Agregador.

 

Sobre a EGF

 

A EGF é uma empresa europeia de referência no setor ambiental e líder no tratamento e valorização de resíduos em Portugal. Integrada no Grupo MOTA-ENGIL, é responsável por assegurar o tratamento e valorização de resíduos, da forma ambientalmente mais correta e economicamente sustentável, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida e do ambiente.

A gestão dos sistemas de tratamento e valorização de resíduos é feita através de 11 empresas concessionárias (Algar, Amarsul, Ersuc, Resiestrela, Resinorte, Resulima, Suldouro, Valorlis, Valorminho, Valnor, Valorsul), constituídas em parceria com os municípios servidos, que processam anualmente cerca de 3,3 milhões de toneladas de resíduos urbanos (RU), servindo uma população de 6,2 milhões de pessoas distribuídas por 174 municípios, numa área equivalente a 60% do território em Portugal.

Mais informação em https://www.egf.pt/

 

Informações: Ana Loureiro |Telemóvel: 968601711 | E-mail: ana.loureiro@egf.pt

Amarsul faz investimento ímpar na construção de nova unidade de Tratamento Biológico no Ecoparque de Palmela 20 DE DEZEMBRO, 2022

A Amarsul faz nova aposta no tratamento e valorização orgânica, ao avançar com a construção de uma nova unidade de tratamento biológico no Ecoparque de Palmela, um investimento significativo na região com o propósito de alcançar as metas estabelecidas no tratamento de biorresíduos, oferecendo uma alternativa válida à deposição de resíduos em aterro, e melhorar, assim, o serviço prestado à população da Península de Setúbal.

 

Com um investimento da ordem dos 18 milhões de euros, a nova infraestrutura, com 26 500 m2, encontra-se já em fase avançada de construção. Terá uma capacidade para receber 50 mil toneladas de resíduos orgânicos por ano, oriundos da recolha seletiva dos Municípios, com uma produção estimada de 8.500 toneladas de composto também ao ano, para utilização como corretivo orgânico de terrenos agrícolas.

 

A sua construção obedece aos mais rigorosos requisitos e certificações, tanto no sistema de impermeabilização, arejamento, como na drenagem e encaminhamento de lixiviados, estando a ser utilizado equipamento, material e tecnologia de ponta, assegurando os padrões ambientais cada vez mais exigentes bem como a utilização das melhores tecnologias disponíveis.

 

No âmbito deste investimento, também a unidade de Tratamento Mecânico, onde são depositados os resíduos indiferenciados, será alvo de uma requalificação, por forma a melhorar o processo de pré-tratamento, processamento e separação da matéria orgânica dos demais resíduos, para posterior encaminhamento para a nova unidade.

 

Estima-se que a nova unidade de Tratamento Biológico entre em funcionamento em meados do próximo ano 2023.

 

+Info: Susana Silva| Telemóvel: 961 021 722 | E-mail: comunicacao@amarsul.pt

 

Sobre a Amarsul

A Amarsul é responsável pelo tratamento e valorização dos resíduos urbanos dos 9 municípios da Península de Setúbal: Alcochete, Almada, Barreiro, Moita, Montijo, Palmela, Seixal, Sesimbra e Setúbal.

 

Em 2021, a Amarsul tratou 464 mil toneladas de resíduos tendo valorizado 45 mil toneladas de recicláveis, em 10 instalações. A empresa conta com a colaboração de cerca de 400 trabalhadores, que servem diariamente os 800 mil habitantes da península. 

 

A Amarsul procede também à valorização energética dos resíduos, a partir da extração do biogás, produzindo anualmente cerca de 17 GWh de energia elétrica, a qual é injetada na Rede Elétrica Nacional. Produziu ainda, 9 mil toneladas de corretivos orgânicos que foram aplicados em culturas arbóreas e arbustivas, nomeadamente pomares, olivais, vinhas e espécies silvícolas. Estes corretivos de solos são obtidos através da valorização orgânica dos bioresíduos recebidos, quer os provenientes da recolha indiferenciada quer da recolha seletiva, em condições rigorosamente controladas.

Ação de Voluntariado - RESINORTE | Um pequeno gesto para nós e uma grande transformação para o Centro Social Manuel António da Mota 16 DE DEZEMBRO, 2022

A solidariedade e o espírito de entreajuda estão presentes durante todo o ano na RESINORTE e na EGF. Mas é no Natal que se faz sentir um maior desejo em ajudar quem precisa, procurando melhorar as condições de vida de quem mais precisa, garantindo que esta quadra natalícia é vivida com mais conforto e bem-estar.

 

Este ano não foi exceção. No âmbito da comemoração dos 75 anos da EGF, A RESINORTE e a EGF marcaram presença numa nobre causa, de cariz social, colaborando na requalificação de vários espaços interiores e exteriores do Centro Social Manuel António da Mota, em Codessoso, Celorico de Basto. Este evento de solidariedade e voluntariado, realizado na manhã desta sexta-feira, contou com a presença do Senhor Presidente da Câmara de Celorico de Basto, Dr. José Peixoto Lima, do Senhor Presidente de Junta de Codessoso, Senhor António Pinheiro, do Senhor Presidente do Conselho de Administração da RESINORTE, Eng. Miguel Lisboa, do Senhor Administrador da RESINORTE Eng. Rui Silva, e vários colaboradores da RESINORTE, que se voluntariaram para esta tão nobre causa.

 

Ademais, e porque esta é uma época tão especial, a RESINORTE presentou os utentes do Centro Social Manuel António da Mota com uma pequena lembrança, esperando, assim, tornar esta quadra mais feliz!

 

Sobre a Resinorte


A RESINORTE é responsável pelo tratamento e valorização de resíduos urbanos de 35 municípios do norte central: Alijó, Amarante, Armamar, Baião, Boticas, Cabeceiras de Basto, Celorico de Basto, Chaves, Cinfães, Fafe, Guimarães, Lamego, Marco de Canaveses, Mesão Frio, Moimenta da Beira, Mondim de Basto, Montalegre, Murça, Penedono, Peso da Régua, Resende, Ribeira de Pena, Sabrosa, Santa Marta de Penaguião, Santo Tirso, São João da Pesqueira, Sernancelhe, Tabuaço, Tarouca, Trofa, Valpaços, Vila Nova de Famalicão, Vila Pouca de Aguiar, Vila Real e Vizela.

A Resinorte serve uma população de aproximadamente 1 milhão de habitantes e recebe para tratamento aproximadamente 350 mil toneladas de resíduos urbanos por ano.

Fundação do Futebol e EGF assinam protocolo | Sustentabilidade no Futebol Profissional 13 DE DEZEMBRO, 2022

A Fundação do Futebol e a EGF assinaram hoje, 13 de dezembro 2022, um protocolo de cooperação para a Sustentabilidade, através da organização e promoção conjunta de eventos e iniciativas relacionados com as respetivas áreas de atuação, o que faz da EGF o parceiro oficial da sustentabilidade no âmbito da gestão de resíduos.

 

Inicialmente esta parceria vai promover, junto dos Clubes, a colocação de 72 contentores para separação seletiva de resíduos junto ao banco destinado às equipas técnicas, nos 36 estádios onde se disputam jogos das competições organizadas pela Liga Portugal.

 

Mas muitos serão os projetos, ações e formações que vão resultar deste protocolo que torna a EGF na parceira oficial da Fundação do Futebol da sustentabilidade no âmbito da gestão de resíduos. Esta parceria com uma empresa premiada e com mais de 75 anos de história, que gere 11 empresas de norte a sul do País, que visa garantir a valorização de resíduos da forma mais sustentável e que se posiciona como farol de inovação e referência ambiental, é um enorme passo no caminho da sustentabilidade, que a Fundação do Futebol procura traçar com o Futebol Profissional português.

 

“Os Clubes de Futebol Profissional têm sido o exemplo em matérias de Sustentabilidade e Responsabilidade Social com o trabalho incansável das Fundações. Esse foi sempre um dos principais objetivos da Liga Portugal. Esta parceria com a EGF, uma empresa de renome na gestão de resíduos, representa mais um passo importante da Fundação do Futebol e do Futebol Profissional em tornar o nosso espetáculo mais sustentável”, afirmou Pedro Proença, Presidente da Liga Portugal.

 

“A EGF e as suas concessionárias orgulham-se de ser parceiros da Fundação do Futebol, para que em conjunto seja possível implementar soluções e sensibilizar os cidadãos na adoção de comportamentos adequados, e para que seja possível reduzir e reciclar os resíduos produzidos, nos estádios, em casa e em todo o lado”, afirmou Emídio Pinheiro, Presidente do Conselho de Administração da EGF.

 

Sobre a Fundação do Futebol – Liga Portugal

 

A Fundação do Futebol – Liga Portugal assume a missão de ser um elo entre os Clubes do Futebol Profissional e a Responsabilidade Social, trabalhando por uma sociedade mais comprometida com a inclusão e a equidade.

 

Nesse sentido, e com a consciência que o Futebol e a Responsabilidade Social devem caminhar na mesma direção e lado a lado, a Fundação do Futebol tomou para si a responsabilidade de utilizar a notoriedade do futebol, e dos seus intervenientes, em prol da Sustentabilidade por um Futebol mais Positivo, Tolerante e Agregador.

 

Sobre a EGF

 

A EGF é uma empresa europeia de referência no setor ambiental e líder no tratamento e valorização de resíduos em Portugal. Integrada no Grupo MOTA-ENGIL, é responsável por assegurar o tratamento e valorização de resíduos, da forma ambientalmente mais correta e economicamente sustentável, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida e do ambiente.

A gestão dos sistemas de tratamento e valorização de resíduos é feita através de 11 empresas concessionárias (Algar, Amarsul, Ersuc, Resiestrela, Resinorte, Resulima, Suldouro, Valorlis, Valorminho, Valnor, Valorsul), constituídas em parceria com os municípios servidos, que processam anualmente cerca de 3,3 milhões de toneladas de resíduos urbanos (RU), servindo uma população de 6,2 milhões de pessoas distribuídas por 174 municípios, numa área equivalente a 60% do território em Portugal.

Mais informação em https://www.egf.pt/

 

Informações: Marisa Nobre |Telemóvel: 913959739 | E-mail: marisa.nobre@egf.pt

Prémio Tágides: pessoas que nos inspiram no combate à corrupção 16 DE DEZEMBRO, 2022

A EGF juntou-se este ano ao ‘Prémio Tágides: pessoas que nos inspiram no combate à corrupção’(https://www.all4integrity.org/premio-tagides/). Para a EGF, como empresa de referência no setor do Ambiente em Portugal, esta parceria é um contributo para, em colaboração com a All4Integrity, apelar à sociedade civil para que se envolva no combate à corrupção em Portugal.

 

Tem lugar no dia 16 de dezembro, às 17 horas, na Fundação Oriente, a cerimónia final do Prémio Tágides onde será distinguido quem nos inspira no combate à corrupção. Este evento, no âmbito do apoio EGF, conta com a presença da Dra. Marta Neves, membro da Comissão Executiva da EGF e do Dr. Emídio Pinheiro, Presidente da Comissão Executiva da EGF.

 

O ‘Prémio Tágides: pessoas que nos inspiram no combate à corrupção’ tem como objetivo identificar, reconhecer, celebrar e premiar projetos, trabalhos e/ou iniciativas de pessoas que se destaquem na promoção de uma cultura de integridade e prevenção e luta contra a corrupção em Portugal, em várias áreas da sociedade.

 

Esta é a lista de 19 finalistas (https://www.all4integrity.org/premio-tagides/finalistas/)  que um painel de 34 jurado(a)s (https://www.all4integrity.org/premio-tagides/juri/) elegeu como principais fontes de inspiração no combate à corrupção em Portugal. Estes 19 finalistas resultaram de dezenas de selecionados que foram nomeados pela sociedade civil.

 

Sobre a EGF

A EGF é uma empresa europeia de referência no setor ambiental e líder no tratamento e valorização de resíduos em Portugal. Integrada no Grupo MOTA-ENGIL, é responsável por assegurar o tratamento e valorização de resíduos, da forma ambientalmente mais correta e economicamente sustentável, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida e do ambiente.

A gestão dos sistemas de tratamento e valorização de resíduos é feita através de 11 empresas concessionárias (Algar, Amarsul, Ersuc, Resiestrela, Resinorte, Resulima, Suldouro, Valorlis, Valorminho, Valnor, Valorsul), constituídas em parceria com os municípios servidos, que processam anualmente cerca de 3,3 milhões de toneladas de resíduos urbanos (RU), servindo uma população de 6,2 milhões de pessoas distribuídas por 174 municípios, numa área equivalente a 60% do território em Portugal.

Mais informação em https://www.egf.pt/.

A Linha da Reciclagem já chegou à Valorsul 13 DE DEZEMBRO, 2022

A Valorsul inicia hoje um novo serviço de contacto e apoio aos cidadãos da sua região – a Linha da Reciclagem, um serviço de atendimento PÚBLICO, GRATUITO e NACIONAL que foi criado para dar respostas eficazes ao cidadão, nomeadamente para responder a dúvidas, pedidos de informação, sugestões, reclamações, elogios e pedidos de serviço relacionados com a recolha e tratamento de resíduos urbanos.

 

Os pedidos de serviço relacionados com a recolha e tratamento de resíduos urbanos, passam agora a estar disponíveis em todas as áreas de atuação das concessionárias Algar, Amarsul, Ersuc, Resiestrela, Resinorte, Resulima, Suldouro, Valnor, Valorlis, Valorminho e Valorsul num total de 174 municípios.

 

Este serviço do Grupo EGF tem disponíveis os seguintes contactos:

 

CONTACTOS LINHA DA RECICLAGEM

Telefone Gratuito: 800 911 400

Website: www.linhadareciclagem.pt

Email: atendimento@linhadareciclagem.pt

 

A linha de atendimento funciona de segunda a sexta-feira, das 9h00 às 20h00, e do outro lado da linha encontrará operadores experientes que o vão ajudar com todas as dúvidas e questões para as quais precise de ajuda e que estejam relacionados com os resíduos e recursos que gerimos todos os dias.

Também poderá utilizar o novo website com informações úteis e de contacto mais fácil e direto, que permitem resolver com eficácia as suas questões.

 

Para mais informações sobre esta iniciativa, consulte o website www.linhadareciclagem.pt

EGF junta-se ao GRACE – Empresas Responsáveis 12 DE DEZEMBRO, 2022

A EGF associou-se ao GRACE – Empresas Responsáveis, uma associação de referência nas áreas da Sustentabilidade e Responsabilidade Social, pelas quais a EGF também alinha a sua atividade.

 

O GRACE tem como missão a promoção e desenvolvimento de uma cultura empresarial sustentável e através desta associação a EGF fará parte de um conjunto de empresas comprometidas em integrar, inovar e inspirar práticas socialmente responsáveis.

 

Para além das vantagens de haver colaboração interempresas, ter integrado esta associação representa a motivação da EGF para a promoção de boas práticas sustentáveis e para o fortalecimento do movimento Empresas Responsáveis.

Prémios ODS Local'22 - Projetos inspiradores em Portugal 07 DE DEZEMBRO, 2022

A Plataforma ODSlocal celebra mais um ano de existência com a 3ª Conferência Anual ODSlocal “Caminhos, Dinâmicas, Futuros” que decorre hoje, dia 7 de dezembro, em Loulé, no Wyndham Grand Hotel, a partir das 14h. Durante este evento serão entregues os Prémios ODSLocal, uma distinção que inclui duas categorias: Práticas Municipais para os ODS e Projetos Locais para os ODS.

 

A EGF está presente nesta iniciativa e patrocina a categoria Projetos Locais para os ODS que pretende distinguir três projetos de organizações da sociedade civil mapeados no portal ODSlocal, a nível nacional, que tenham um impacto positivo no avanço da Agenda 2030, sejam fortemente inspiradores e possuam um elevado potencial de replicabilidade nas categorias de Pessoas, Prosperidade e Planeta.

 

Serão também atribuídos os Selos ODSlocal às autarquias que mais se destacaram neste domínio.

 

Sobre a Plataforma ODSlocal

Plataforma ODSlocal é a designação da iniciativa que visa mobilizar os municípios e outras entidades relevantes para a concretização, a nível local, dos Objectivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) propostos pela Agenda 2030 das Nações Unidas.

Nasceu de uma parceria entre o Conselho Nacional do Ambiente e do Desenvolvimento Sustentável (CNADS), o OBSERVA (ICS-Universidade de Lisboa), o MARE (Universidade Nova de Lisboa), e a 2adapt, e é apoiada pela Fundação “la Caixa”.

Integra um portal online dinâmico que permite visualizar e acompanhar os progressos e contributos de cada município em relação aos ODS.

Mais informação em https://odslocal.pt/.

 

Sobre a EGF

A EGF é uma empresa europeia de referência no setor ambiental e líder no tratamento e valorização de resíduos em Portugal. Integrada no Grupo MOTA-ENGIL, é responsável por assegurar o tratamento e valorização de resíduos, da forma ambientalmente mais correta e economicamente sustentável, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida e do ambiente.

A gestão dos sistemas de tratamento e valorização de resíduos é feita através de 11 empresas concessionárias (Algar, Amarsul, Ersuc, Resiestrela, Resinorte, Resulima, Suldouro, Valorlis, Valorminho, Valnor, Valorsul), constituídas em parceria com os municípios servidos, que processam anualmente cerca de 3,3 milhões de toneladas de resíduos urbanos (RU), servindo uma população de 6,2 milhões de pessoas distribuídas por 174 municípios, numa área equivalente a 60% do território em Portugal.

Mais informação em https://www.egf.pt/

 

Informações: Ana Loureiro |Telemóvel: 968601711 | E-mail: ana.loureiro@egf.pt

Ano Letivo 2022/2023 | EGF INTEGRA ESCOLA AMIGA DA CRIANÇA 05 DE DEZEMBRO, 2022

A EGF integra a Escola Amiga da Criança, sendo um dos parceiros principais desta iniciativa com foco nos temas da Sustentabilidade e Felicidade nas Escolas.

 

A Escola Amiga da Criança e a EGF assinaram um protocolo de cooperação para o ano letivo 2022/2023, no qual se comprometem a colaborar para a promoção e desenvolvimento de estudos científicos sobre questões relacionadas com a escola, as suas pessoas e ecossistemas envolventes.

 

No âmbito desta parceria, a Escola Amiga da Criança e a EGF vão promover um primeiro estudo, que tem prevista a publicação de resultados no 1.º trimestre de 202, que pretende avaliar e caraterizar a Felicidade nas Escolas, com os seguintes objetivos:

 

  • Caracterizar a perceção de felicidade na escola dos alunos e professores portugueses (desde o 2.º CEB ao Ensino Secundário), atendendo às seguintes dimensões: esperança, empenho, pertença, aprendizagem social e emocional e bem-estar. Serão ainda consideradas as dimensões: Sentir bem/propósito; Saúde subjetiva; Exercício saudável; Alimentação saudável (Feel well/Meaning; Subjective health; Move Well; Eat Well, in Marujo & Neto, 2011).
  • Aferir a influência dos climas e/ou ecossistemas (escola, colegas e família) na perceção da felicidade de alunos e professores.
  • Aferir a importância que a perceção de um desenvolvimento sustentável do planeta tem na perceção de felicidade.
  • Criar um observatório, como projeto de longo prazo, para a recolha periódica destes dados, que nos permita comparar os inquiridos aquando do início de um ciclo de estudos e no fim do mesmo.
  • Construir um índice de felicidade das escolas portuguesas, também um projeto a longo prazo.

 

Prémios para as escolas

A Escola Amiga da Criança atribui todos os anos prémios às escolas com os melhores projetos em vários temas, e a EGF assumiu o apoio aos projetos de Sustentabilidade com prémios especiais nesta categoria – a possibilidade de receber a visita de planetários itinerantes e o desenvolvimento de mascotes especiais na APP Recycle BinGo (www.recyclebingo.pt).

 

Esta parceria será ainda promovida no Programa Ecovalor, um programa escolar que o Grupo EGF desenvolve há mais de 20 anos e em parceria com os municípios, que tem como oferta atividades educativas de incentivo às boas práticas ambientais sobre resíduos urbanos, e que inclui ações de sensibilização e formação, workshops, concursos e informação pedagógica para toda a comunidade escolar.

 

As candidaturas decorrem até ao dia 30 de junho de 2023, através do site oficial do projeto https://escolaamiga.pt/, onde também se encontram todas as informações sobre a iniciativa.

 

O projeto vencedor ganha 5.000€ (cinco mil euros) em livros LeYa.

A Escola Amiga da Criança premeia adicionalmente o projeto vencedor de cada categoria com 1000€ em livros LeYa para as bibliotecas das escolas e prémios adicionais por parte dos parceiros envolvidos na iniciativa.

 

Sobre a Escola Amiga da Criança

A Escola Amiga da Criança é a iniciativa conjunta da CONFAP (Confederação Nacional das Associações de Pais), da LeYa e do psicólogo Eduardo Sá, que visa distinguir e reconhecer escolas que concebem e concretizam ideias extraordinárias, contribuindo para um desenvolvimento mais feliz e completo da criança no espaço escolar.

 

A 6.ª edição da iniciativa conta também com o apoio da Fundação Altice, REN, Católica do Porto Business School, a Faculdade de Educação e Psicologia da Universidade Católica Portuguesa, o Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas, a Faculdade de Motricidade Humana da Universidade de Lisboa, a Sociedade Ponto Verde, a Associação Mutualista Montepio, The Inventors, Fábrica Centro Ciência Viva da Universidade de Aveiro, EKUI, Associação ACEGIS, Solfut, Maped, Jardim Zoológico de Lisboa e o Oceanário.

Mais informação em https://escolaamiga.pt/

 

Sobre a EGF

A EGF é uma empresa europeia de referência no setor ambiental e líder no tratamento e valorização de resíduos em Portugal. Integrada no Grupo MOTA-ENGIL, é responsável por assegurar o tratamento e valorização de resíduos, da forma ambientalmente mais correta e economicamente sustentável, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida e do ambiente.

A gestão dos sistemas de tratamento e valorização de resíduos é feita através de 11 empresas concessionárias (Algar, Amarsul, Ersuc, Resiestrela, Resinorte, Resulima, Suldouro, Valorlis, Valorminho, Valnor, Valorsul), constituídas em parceria com os municípios servidos, que processam anualmente cerca de 3,3 milhões de toneladas de resíduos urbanos (RU), servindo uma população de 6,2 milhões de pessoas distribuídas por 174 municípios, numa área equivalente a 60% do território em Portugal.

Mais informação em https://www.egf.pt/

 

Informações: Ana Loureiro |Telemóvel: 968601711 | E-mail: ana.loureiro@egf.pt

 

 

 

 

Procuram-se pessoas que queiram salvar o planeta 30 DE NOVEMBRO, 2022

Arrancou a 2ª edição do “Movimento Faz pelo Planeta”, uma iniciativa da Eletrão, da qual a EGF é parceira. O “Movimento Faz Pelo Planeta By Electrão” vai identificar novos “big changers” que fazem a diferença e que influenciam os outros a adotar comportamentos mais sustentáveis.

 

O projeto pretende, também, contribuir para a construção de uma autêntica comunidade de ativistas ambientais, que são exemplos perfeitos de como é possível pensar globalmente e agir localmente.

 

A candidatura pode ser apresentada diretamente na página oficial da campanha e depois de validada, o candidato pode iniciar a sua divulgação e o público poderá votar naquela com que mais se identificar. Resultarão daqui as cinco candidaturas mais populares para avaliação do júri, que por sua vez irá eleger outras cinco candidaturas para a lista final, de onde serão escolhidos os três vencedores.

 

Prémios para os três grandes vencedores

O primeiro prémio tem associado um valor de 7.500 euros. O segundo vencedor receberá 5.000 euros e para o terceiro ficará reservado um montante de 2.500 euros. Os prémios monetários destinam-se a impulsionar os projetos, tal como previsto no regulamento.

 

As candidaturas podem ser submetidas até março de 2023. A votação decorrerá durante o mês de abril do próximo ano e o anúncio dos vencedores está programado para maio.

 

Vídeo de apresentação do projeto em https://youtu.be/YJC8ocReDjg.

Sarau de poesia e música inspirado na reciclagem | Valorlis entrega prémios aos vencedores do concurso de poesia “Reutilizar Poesia, Reciclar Palavras” 29 DE NOVEMBRO, 2022

Decorreu na passada sexta-feira, nas instalações da Biblioteca Municipal Afonso Lopes Vieira, a cerimónia de entrega de prémios do concurso de poesia “Reutilizar Poesia, Reciclar Palavras” promovido pela Valorlis, com o intuito de incentivar a expressão literária através da escrita de poemas, inspirados no tema da Reciclagem.

 

A cerimónia, contou com a presença de mais de 60 pessoas, entre poetas, familiares, e representantes das instituições participantes no concurso, num sarau de poesia, onde foram declamados os poemas, acompanhados à guitarra pelos alunos da escola de música SAMP e pelo músico Sérgio Bento.

 

Os jurados do concurso, o psicólogo e escritor Paulo José Costa, a bióloga e escritora Carla Veríssimo, ambos poetas e impulsionadores da Poesia e a engenheira do ambiente e Administradora da Valorlis, Marta Loia Guerreiro, entregaram os prémios aos vencedores, reconhecendo a qualidade dos poemas recebidos.

 

Os poetas vencedores foram: 1ª classificada, Tatiana Alves, 2ª classificada, Nídia Nair, 3ª classificada Isabel Moio e foram ainda distinguidos com uma menção Honrosa, os poemas escritos por Henrique Louro e Rita Leitão.

 

Os poemas vencedores, foram impressos num saco reutilizável, personalizado e oferecidos a todos os participantes, juntamente com um ecoponto doméstico. Os poetas vencedores receberam ainda um trofeu e um vale para aquisição de livros, nas livrarias locais.

 

Está a ser preparado um e-book, que compila todos os poemas recebidos e que ficará disponível no website da Valorlis para download.

 

O concurso foi direcionado a amantes de escrita e poesia, residentes nos seis concelhos da área de intervenção da Valorlis, e recebeu 42 poemas, escritos por autores de idades compreendidas entre os 10 e os 86 anos, e ainda de utentes de 7 instituições.

 

Marta Loia Guerreiro, Administradora Executiva da Valorlis, salienta que “esta iniciativa foi um sucesso, com uma boa adesão por parte da população e com uma participação de qualidade manifestada através dos poemas recebidos, que revelaram grande conhecimento dos temas propostos: ambiente, sustentabilidade e reciclagem ”, e acrescenta que “A Valorlis pretende continuar a associar a reciclagem à expressão literária e artística e desta forma incrementar boas práticas de separação e reciclagem junto de um público mais vasto”.

 

A Valorlis agradece a todos os participantes e a todas as instituições e entidades que dinamizaram com entusiasmo este concurso. Um especial agradecimento aos jurados deste concurso Paulo José Costa, e Carla Veríssimo, por terem aceite o convite da Valorlis,  aos alunos da escola de música SAMP e ao músico Sérgio Bento, que em muito enriqueceram esta iniciativa com a sua música.

ARRANQUE DA II EDIÇÃO DA CAMPANHA “MERCADO A RECICLAR” 28 DE NOVEMBRO, 2022

A Amarsul iniciou no dia 6 de novembro, a II Edição da campanha “Mercado a Reciclar”, em parceria com a Junta de Freguesia de Azeitão, no Mercado Mensal de Azeitão - Município de Setúbal.

 

Durante a manhã, uma equipa da Amarsul esteve no Mercado Mensal de Azeitão a sensibilizar e motivar os comerciantes para a correta separação dos recicláveis e entregou 1 kit de reciclagem, composto por sacos coloridos para promover a correta separação de resíduos no recinto, evitando assim, a dispersão dos mesmos. Ao final da tarde, os monitores voltaram ao Mercado para recolher os sacos junto de cada feirante.

 

Com o sucesso da edição anterior, a Amarsul pretende manter o galardão de “Mercado a Reciclar” aos mercados aderentes, que se destacam pelo compromisso de redução do impacte ambiental resultante da sua atividade, promovendo a gestão adequada dos resíduos, bem como promover uma dinâmica de proximidade da Amarsul aos seus municípios, na resolução de problemas comuns, contribuindo assim para uma cidadania ativa no domínio do desenvolvimento sustentável e para a construção de uma sociedade mais eficiente na utilização dos seus recursos.

 

Um “Mercado a Reciclar” representa um mercado com caráter de responsabilidade e preocupação com a sustentabilidade, o que será um elemento diferenciador.

 

Esta campanha conta com o apoio da Sociedade Ponto Verde.

Manhãs da Comercial 25 DE NOVEMBRO, 2022

A Semana Europeia de Prevenção de Resíduos e a Linha da Reciclagem, estiveram em destaque nas Manhãs da Comercial.

 

Entre os dias 21 e 25 de novembro, o Pedro Ribeiro, o Vasco Palmeirim e a Vera Fernandes estiveram a promover e a falar sobre estas temáticas!

 

Muitos ensinamentos sobre como e onde reciclar, educação e prevenção sobre resíduos e mais informações sobre a Linha da Reciclagem.

 

Descubra mais sobre o 800 911 400, o número público, nacional e gratuito que o vai ajudar a saber mais sobre a Reciclagem.

 

Ouça aqui todos os momentos nas Manhãs da Comercial:

 

SEMANA EUROPEIA DA PREVENÇÃO DE RESÍDUOS 2022 18 DE NOVEMBRO, 2022

De 19 a 27 de novembro decorre a Semana Europeia da Prevenção de Resíduos (SEPR), este ano dedicada ao tema “Têxteis – Circulares & Sustentáveis, o Lixo está fora de moda!”.

 

Nesta edição da SEPR, a EGF e as suas 11 concessionárias promovem atividades de sensibilização para a redução dos resíduos, a reutilização de produtos e a reciclagem de materiais.

 

A SEPR 2022 pretende chamar a atenção e criar consciência para a necessidade de trazer mais circularidade ao setor têxtil.

 

O consumo de têxteis na Europa tem o quarto maior impacto no ambiente e alterações climáticas, depois da alimentação, habitação e transportes. E está no top três sobre o uso da água e da terra e entre os cinco primeiros em termos de uso de matérias primas e emissão de gases de efeito estufa.

 

Durante esta semana, cidadãos, organizações privadas, entidades públicas e ONG’s organizam ações que pretendem alertar a sociedade para a realidade do consumo excessivo no setor têxtil e que alternativas existem. Esta iniciativa contempla também ações de prevenção, reutilização e reciclagem que abrangem diversos tipos de resíduos e inclui ainda campanhas de limpeza de vários espaços (praias, margens de rios, ruas, espaços verdes, etc).

 

Para mais informações sobre a Semana Europeia da Prevenção de Resíduos 2022 visite: https://ewwr.eu/por/.

 

A EGF e as suas concessionárias, na SEPR, implementam e apoiam diversas atividades que contribuem para este objetivo da sensibilização para prevenção de resíduos e que assenta também nos 3 R’s: Reduzir, Reutilizar e Reciclar, e estes são a base da alteração dos hábitos da sociedade de consumo.

 

Ao longo da SEPR, a EGF vai estar nas “Manhãs da Comercial”, entre as 9h00 e as 10h00, a promover hábitos de prevenção de resíduos e a Linha da Reciclagem, https://linhadareciclagem.pt/, um serviço de atendimento gratuito que procura dar resposta a todas as questões sobre resíduos urbanos. Os temas que estarão no ar nesta animada emissão são sobre a Semana Europeia da Prevenção de Resíduos e também vão esclarecer alguns dos mitos da reciclagem. 

 

Fique a conhecer as atividades que decorrem, durante esta Semana, promovidas pelas empresas do Grupo em cada região:

AMARSUL CELEBRA 25 ANOS 15 DE NOVEMBRO, 2022

Nascemos em 1997 e estamos cá há 25 anos com o objetivo ambicioso de encontrar uma solução e destino para os milhares de toneladas de resíduos urbanos produzidos na Península de Setúbal.

 

O sistema de tratamento de resíduos urbanos da AMARSUL é uma referência na história da valorização de resíduos urbanos do nosso país.

 

Ao longo destes 25 anos, a AMARSUL investiu no potencial dos resíduos como verdadeiros recursos.

 

O resultado do trabalho desenvolvido este quarto de século é notável: por ano, produzimos energia elétrica para o abastecimento doméstico anual de 16 000 habitantes utilizando como matéria-prima exclusivamente os resíduos; produzimos mais de 9 mil toneladas de composto para a agricultura e 46 mil toneladas de materiais encaminhados para reciclagem.

 

A prioridade da AMARSUL é melhorar o serviço público de gestão de resíduos prestado aos municípios e à população em geral. O nosso futuro continuará a passar por um forte investimento na inovação e no compromisso com os mais elevados padrões de qualidade, passando por estratégias inovadoras de sensibilização, pelo aumento da capacidade de recolha seletiva, pelo eficaz tratamento da matéria orgânica recolhida seletivamente e pela otimização das nossas infraestruturas de tratamento e valorização.

 

O território servido pela AMARSUL abrange uma área geográfica de 9 municípios, na qual residem 808 mil de habitantes. Por ano, recebemos e tratamos 464 mil toneladas de resíduos, valorizando todos os resíduos urbanos produzidos na Península de Setúbal.

SEPR | Recolha Solidária de Roupas e Brinquedos 14 DE NOVEMBRO, 2022

Em 2022, a Semana Europeia da Prevenção de Resíduos (SEPR), decorrerá de 19 a 27 de novembro, e terá como temática central os “Têxteis Circulares & Sustentáveis. ".

 

O objetivo destas iniciativas é alertar para a necessidade de agirmos em conjunto, para prevenir a produção de resíduos, incentivando, por exemplo, o desenvolvimento de ações de solidariedade e colaboração entre pessoas, numa sociedade que deixa de produzir resíduos para promover uma economia circular.  A moda é uma das formas que o ser humano usa para se expressar. Por trás dos tapetes vermelhos, dos desfiles de moda e das vendas, existe uma indústria massiva que emprega mais de 1,5 milhões de pessoas, só na Europa. Mas o outro lado da moeda conta uma história diferente, menos brilhante e muito mais alarmante. A indústria têxtil é um dos setores mais poluentes, com um forte impacte ambiental e social em todas as fases do processo, desde a produção, distribuição, recolha, triagem, reciclagem à gestão final destes resíduos, que na maioria das vezes tem como destino a incineração e o aterro.

 

Todos podemos agir e contribuir para reduzir o desperdício. As possibilidades são imensas!

 

A produção e o consumo sustentáveis só serão possíveis se concedermos aos produtos e/ou objetos, períodos de vida útil alargados. Iniciativas como: reutilização; reparação; aluguer; aquisição de objetos em segunda mão ou a partilha, são medidas que contribuem para reduzir a necessidade de nova produção e, consequentemente, a quantidade de matéria-prima utilizada durante a sua fabricação.

 

A Algar e a ENTRAJUDA associam-se à SEPR, incentivando a prevenção de resíduos, através da promoção de uma campanha de angariação de roupa, calçado de criança e brinquedos usados.

 

Todos os materiais angariados, estando em bom estado de conservação, serão entregues às famílias com dificuldades financeiras, apoiadas pela Instituição de Solidariedade Social ENTRAJUDA.

 

A campanha, intitulada “Recolha Solidária de Roupas e Brinquedos”, vai decorrer em todas as instalações da Algar, (www.algar.com.pt), até final do mês de novembro.

Grupo EGF e Mota-Engil premiados pela APCE 03 DE NOVEMBRO, 2022

O Grupo EGF sagrou-se vencedor em duas categorias do Grande Prémio APCE 2021, com a campanha “O Futuro do Planeta não é Reciclável” e o projeto “Linha da Reciclagem”.

 

O Grande Prémio da Associação Portuguesa de Comunicação de Empresa (APCE) visa premiar anualmente o que de melhor se faz na comunicação em Portugal, através de um júri independente.

 

A campanha “O Futuro do planeta não é reciclável” ganhou o prémio na categoria Sustentabilidade & ESG: Ambiental. A campanha, lançada em outubro de 2020 e cofinanciada pelo POSEUR, sensibilizou a população para a prevenção, reutilização e reciclagem de resíduos urbanos, com mensagens, vídeos, visuais e participação nos media. Este foi um verdadeiro trabalho de equipa, sendo de destacar a participação dos trabalhadores EGF, do POSEUR, das agências Tux&Gill, Tempo Media e M Public Relations. 

 

A Linha da Reciclagem, recebeu o prémio na categoria de Multimédia Externo: Website, blog e apps externas. O serviço de atendimento gratuito, publico e nacional, já recebeu mais de 28.000 contactos em 2022 e tem como objetivo dar respostas e soluções fiáveis e concretas aos cidadãos sobre os resíduos que têm para valorizar. A adesão à Linha da Reciclagem tem sido crescente e a evolução por parte das equipas acompanha as necessidades que vão sendo identificadas nesta jornada, permitindo uma evolução contínua a cada vez mais desafiante.

 

De salientar que o Prémio APCE 2021 na categoria Sustentabilidade & ESG: Relatório de Sustentabilidade, foi atribuído à Mota-Engil + White Way, com o Relatório de Sustentabilidade 2020, sob o mote “Unidos por todos, refletimos o amanhã“. O Relatório de Sustentabilidade de 2020 da Mota Engil, contou com a contribuição de informação específica sobre a atividade da EGF e as várias Concessionárias. Esta publicação contém informação Ambiental, Social e Económica específica sobre a atividade de tratamento e valorização de resíduos, entre outra informação útil nos vários setores em que o Grupo Mota-Engil atua.

 

Durante a Cerimónia do Grande Prémio APCE 2021, foram ainda entregues os troféus das duas edições do Prémio APCE que decorreram durante o período pandémico e cujos vencedores já haviam sido anunciados através de Cerimónia online. Neste caso o Grupo EGF subiu a palco para receber o Grande Prémio APCE 2020, na categoria Campanha Externa Serviços (Sector Terciário), com a campanha da Algar “No Algarve Seja Algarvio: Separe” e o prémio Edição Especial COVID-19 - Campanha Integrada – Serviços (Setor Terciário), com a campanha #PREVENIRCOVID19.

 

Grande Prémio APCE 2021

Multimédia Externo: Website, blog e apps externas

Linha da Reciclagem

 

Sustentabilidade & ESG: Ambiental

Campanha O Futuro do Planeta não é Reciclável

 

Sustentabilidade & ESG: Relatório de Sustentabilidade

Mota-Engil + White Way

Relatório de Sustentabilidade 2020

 

Grande Prémio APCE 2020

Campanha Externa Serviços (Sector Terciário)

 “No Algarve Seja Algarvio: Separe”

 

Edição Especial COVID-19

Campanha Integrada – Serviços (Setor Terciário)

#PREVENIRCOVID19

 

Linha da Reciclagem – Um ano a esclarecer os cidadãos 28 DE OUTUBRO, 2022

A Linha da Reciclagem fez um ano a 27 de outubro e só em 2022 já recebeu mais de 28.000 contactos.

Em dia de aniversário a Linha da Reciclagem recebeu o seu primeiro prémio de “Reconhecimento de Práticas em Responsabilidade Social e Sustentabilidade”.

 

Começou devagar, a dar apoio e a esclarecer os cidadãos do interior do país e, aos poucos, o serviço estendeu-se às 11 concessionárias da EGF. Pretende ser um 112 da reciclagem: é um projeto ambicioso da EGF que procura dar respostas e soluções aos cidadãos quanto às suas dúvidas sobre reciclagem, que se traduzem em pedidos de informação, sugestões e reclamações.

 

São já doze os operadores que respondem aos cidadãos de Norte a Sul do país, uma equipa especializada a responder aos pedidos de ajuda e de informação que chegam à procura de solução. Os contactos entram por email, telefone e website e a forma como são tratados e resolvidos tem como base uma plataforma customizada e que implica com a operação de recolha seletiva e tratamento de unidades de tratamento e valorização de resíduos.

 

A inovação está nos processos e na forma expedita como 12 empresas se articulam para dar resposta a uma necessidade com poucas soluções nacionais – se alguém tem resíduos para entregar e não sabe onde; quais os procedimentos; dúvidas sobre reciclagem; e todo um conjunto de questões que a Linha da Reciclagem pode ajudar a resolver. Muito em breve estará disponível um chatbot de atendimento e, em 2023, ligações entre plataformas que vão permitir uma maior interação com as equipas de recolha de resíduos sempre que existir um problema no terreno para resolver.

 

O objetivo da Linha da Reciclagem é dar respostas e soluções fiáveis e concretas aos cidadãos sobre os resíduos que têm para valorizar. Com base neste objetivo, são várias as vantagens associadas a este serviço, a começar pelo facto de existir uma maior capacidade de resposta à procura crescente por parte dos cidadãos, visto que são cada vez mais as pessoas motivadas para adotar comportamentos ambientais adequados, faltando um canal de contacto simples e cómodo que as pudesse ajudar. A uniformização dos canais de contacto também permite a criação de sinergias, maior coerência das mensagens (e consequente redução de erros) e uma maior eficiência nas respostas. Em suma, este serviço permite ter um único número, um único website e respostas mais eficazes.

 

O serviço iniciou a 27 de outubro de 2021. A adesão à Linha da Reciclagem tem sido crescente e a evolução por parte das equipas acompanha as necessidades que vão sendo identificadas nesta jornada, permitindo uma evolução contínua a cada vez mais desafiante. Em 2022 já foram recebidos mais de 28.000 contactos.

 

Este é um canal de contacto para o qual o cidadão pode ligar de forma gratuita, com a certeza de que do outro lado está um operador pronto a ajudar a resolver o problema que tem em mãos. E é assim que este serviço se afirma, certamente, como um contributo para mais e melhor reciclagem.

 

A EGF é a empresa promotora desta iniciativa, que a concretiza em parceria com as suas 11 concessionárias. No seu conjunto, empresa e concessionárias tratam e valorizam 60% dos resíduos urbanos a nível nacional. Apesar de não prestar serviço de recolha e valorização de resíduos à totalidade do país, a Linha da Reciclagem responde e encaminha todas as questões que lhe são dirigidas para as entidades respetivas (municípios, juntas de freguesia ou outros sistemas de tratamento e valorização de resíduos). O que se pretende é facilitar a vida ao cidadão e orientá-lo nas suas dúvidas e questões.

 

Sobre o Prémio de Reconhecimento de Práticas em Responsabilidade Social e Sustentabilidade.

Promovido pela APEE desde 2015, o prémio distingue a implementação de políticas e modelos de boa governação em organizações dos setores público e privado, com e sem fins lucrativos, que criam valor para as suas partes interessadas e contribuem ativamente para o desenvolvimento sustentável.

A Linha da Reciclagem, recebeu no dia 27 de outubro, o prémio de “Reconhecimentos de Práticas em Responsabilidade Social e Sustentabilidade”, uma iniciativa da Associação Portuguesa de Ética Empresarial (APEE) e da Global Compact Network Portugal. 

 

A Linha da Reciclagem foi distinguida com Menção Honrosa, na categoria do Objetivo 11 de Desenvolvimento Sustentável (ODS), estabelecido pela Organização das Nações Unidas até 2030: Cidades e Comunidades Sustentáveis.

 

Reconhecimentos de Práticas em Responsabilidade Social e Sustentabilidade

EIXO II – OBJETIVOS DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

ODS 11- CIDADES E COMUNIDADES SUSTENTÁVEIS

Menção Honrosa
Prática: Linha da Reciclagem

 

Um Passado com Futuro 24 DE OUTUBRO, 2022

A EGF realizou no passado dia 14 de outubro, a sua Reunião Anual de Líderes tendo como lema “Um Passado com Futuro”.

 

Foi um dia em que se assinalou a história da EGF e os seus 75 anos com os olhos postos no Futuro, tendo como objetivo a apresentação do posicionamento do Grupo EGF quanto aos desafios do país para o cumprimento das ambiciosas metas de prevenção, reciclagem e valorização.

 

A abertura da reunião foi feita por Emidio Pinheiro, Presidente do Conselho de Administração da EGF, e Nuno Moreira da Cruz, CEO NMC e Diretor Executivo e Professor Católica-Lisbon, esteve presente como orador convidado onde abordou o tema da Sustentabilidade como Estratégia.

 

Recorde connosco os melhores momentos deste evento em https://vimeo.com/761565822

 

 

 

 

PRÉMIO NACIONAL DE SUSTENTABILIDADE 20 DE OUTUBRO, 2022

O Jornal de Negócios lança a 3ª edição do Prémio Nacional de Sustentabilidade, um projeto ambicioso, totalmente alinhado com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas. 

 

A EGF patrocina esta 3ª edição do Prémio Nacional de Sustentabilidade, e Emídio Pinheiro, Presidente do Conselho de Administração da EGF, é membro do Júri na categoria Economia Circular.


Nas primeiras duas edições, muitas foram as empresas com atividade económica em Portugal que aceitaram o desafio e participaram em grande número, com candidaturas de grande relevância e qualidade.

Este ano o objetivo é continuar a reconhecer, inspirar, promover e divulgar o trabalho e a atuação das empresas que se juntam à iniciativa pela sustentabilidade global. 

Se a sua empresa ou instituição desenvolveu melhores práticas de sustentabilidade de que se orgulha, candidate-se.

Junte-se ao clube daqueles que se distinguem nas diferentes áreas de sustentabilidade: ambiental, social e governance.

Candidate-se em: https://sustentabilidade.negocios.pt/premio/

EGF | JORNAL DE NEGÓCIOS 14 DE OUTUBRO, 2022

Emídio Pinheiro, Presidente do Conselho de Administração da EGF, esteve à conversa com o Jornal de Negócios sobre Sustentabilidade.

 

A EGF tem objetivos concretos nas áreas ambiental, social e de governação. Para Emídio Pinheiro, “precisamos de uma nova estratégia para os resíduos” e só com a participação ativa dos cidadãos será possível tornar o mundo mais sustentável na área dos resíduos.

 

A EGF é patrocinador da 3ª edição do Prémio Nacional de Sustentabilidade, uma iniciativa do Jornal de Negócios.

 

 

 

Assista à entrevista completa AQUI:  www.youtube.com/watch?v=wpreQwan0HQ&t=23s 

 

Mais informações clique em https://lnkd.in/d2yfiaSX

Ecoeventos de norte a sul do país. 19 DE SETEMBRO, 2022

Os Ecoeventos continuam a marcar presença de norte a sul do país.

 

A EGF e as 11 Concessionárias estão a promover e a apoiar eventos sustentáveis junto dos municípios e das organizações de norte a sul do país.

Festivais de Verão, eventos desportivos, festas e romarias são o primeiro alvo desta campanha que pretende alargar hábitos ambientais adequados em todo o lado.

 

O objetivo é garantir que os organizadores assegurem a adequada gestão de resíduos produzidos nos recintos dos eventos, desde a sua prevenção, reutilização e reciclagem e sensibilizar os participantes a colaborar neste movimento coletivo.

 

Nos últimos meses foram muitos e variados os bons exemplos de EcoEventos: 29ª Concentração Internacional de Motos em Góis (Góis); Festival Sol da Caparica (Costa da Caparica); Festival Paredes de Coura (Paredes de Coura); Meo Kalorama (Lisboa) e Douro & Porto Wine Festival (Lamego); inúmeras festas da cidade, romarias e corridas espalhadas por todo o país.

 

 

Siga as nossas concessionárias nas redes sociais e descubra onde será o próximo Ecoevento, mais perto de si.

 

Mais informações sobre a campanha Ecoeventos em: www.egf.pt/pt/sustentabilidade/educacao-ambiental/ecoeventos

 

 

Representante ISWA 22 DE SETEMBRO, 2022

Ana Loureiro é reeleita Representante da ISWA. 

 

Ana Loureiro, Diretora de Comunicação da EGF - Environment Global Facilities, renovou a sua eleição por mais 2 anos como Representante dos Membros Nacionais no Conselho de Administração da ISWA - International Solid Waste Association.

 

É mais um passo no caminho para fazer do mundo um lugar melhor!

 

Parabéns Ana Loureiro e APESB, representante da ISWA em Portugal!

Valorlis comemora 25 anos de existência 16 DE SETEMBRO, 2022

Valorlis comemora 25 anos de existência

25 anos consigo a fazer parte da solução

 

A Valorlis assinalou 25 anos de existência num almoço convívio com os colaboradores, realizado no passado sábado dia 10 de setembro. Uma celebração onde se honrou o passado e olhou com orgulho para o presente vislumbrando um futuro desafiante e promissor, sob o mote:  Valorlis, 25 anos consigo a fazer parte da solução.

 

Esta comemoração foi assinalada com a apresentação do novo filme institucional da Valorlis, fotografias da história da empresa e a entrega simbólica de lembranças aos colaboradores, como sejam os “cadernos com história” feitos a partir da reutilização de cartazes produzidos ao longo de 25 anos de comunicação com a população.

Criada em 1996, ao longo deste quarto de século a Valorlis encerrou as 4 lixeiras existentes na região, construiu um aterro sanitário para tratamento dos resíduos urbanos, evoluiu para um modelo técnico de valorização dos resíduos urbanos, através de tratamento mecânico e biológico e instalou o sistema de recolha e triagem de resíduos recicláveis, consolidado com sistemas de gestão e aquisição de dados. 

 

Continua a sua evolução aos dias de hoje com a construção de uma nova linha de tratamento de resíduos orgânicos, como sejam os restos de comida, cuja recolha seletiva será implementada num futuro próximo pelos Municípios, e com a expansão da sua atividade de recolha seletiva de embalagens, papel/cartão e vidro.

 

São 25 anos a trabalhar para concretizar os objetivos de melhoria das condições ambientais da região, a prestar um serviço público de qualidade à comunidade, de forma economicamente sustentável, e a assegurar a defesa social dos seus colaboradores.

 

A Valorlis dispõe de mais de 1780 ecopontos distribuídos de forma estratégica em toda a região para a deposição de resíduos recicláveis e, ainda, de uma frota de 21 viaturas operacionais afetas à recolha seletiva e transporte de resíduos. A Valorlis transforma os resíduos em recursos: corretivo para os solos, energia elétrica e novos produtos reciclados.

 

Para o desenvolvimento da sua atividade, a Valorlis conta atualmente com cerca de 150 colaboradores que asseguram o funcionamento das instalações e o tratamento e a valorização anual de 182 mil toneladas de resíduos nas suas instalações.

 

Marta Guerreiro, Administradora Delegada da Valorlis salienta que «O sucesso de uma empresa acontece porque há profissionais competentes que aceitam o desafio de superar os obstáculos e lutam para garantir a melhor gestão dos resíduos tratados pela Valorlis. Estão de parabéns todos os colaboradores e parceiros, que vestem a camisola e desempenham o seu trabalho de forma exemplar, um trabalho conjunto que faz a diferença no dia a dia das populações.”

 

E acrescenta “É um orgulho ser administradora desta empresa e assistir à grande evolução no tratamento dos resíduos na nossa região, assim como à melhoria das condições de trabalho” “A Valorlis vai continuar a apostar na concretização de novas soluções para o tratamento e valorização dos resíduos que incorporem mais-valias sociais e ambientais, contribuindo de forma sustentável para melhorar a qualidade de vida das populações”.

Valorlis reforça a reciclagem 6 DE SETEMBRO, 2022

Valorlis reforça a reciclagem

A Valorlis faz investimento de 1,2 M€ em novas viaturas

 

A Valorlis está a reforçar a atividade de recolha seletiva, através da aquisição de seis novas viaturas de recolha seletiva de ecopontos, um investimento de 1,2 milhões de euros.

 

Três das viaturas previstas já se encontram ao serviço da Valorlis e as restantes serão rececionadas até ao final do ano de 2022, o que permitirá aumentar a frequência de recolha de ecopontos e melhorar a qualidade de serviço prestado às populações.

 

As novas viaturas apresentam uma cabine rebaixada, visando facilitar as operações de recolha e diminuindo o desgaste físico dos colaboradores. Esta medida irá melhorar substancialmente as condições de trabalho dos operadores que diariamente operam os equipamentos, em termos de conforto e de segurança.

 

As viaturas já dispõem do novo sistema de gestão das operações de recolha que assimilará dados e parâmetros em tempo real, através de uma plataforma digital, que no seu todo contribuirá para o apoio à decisão da atividade de recolha seletiva de ecopontos.

 

Para responder de forma eficaz ao crescimento dos resíduos recicláveis de papel/cartão, embalagens plástico/metal e vidro depositadas nos ecopontos, a Valorlis além dos novos equipamentos, está a investir no aumento dos meios humanos, tendo aberto oito novas vagas para operadores, motoristas e técnicos de suporte às operações de recolha seletiva.

 

Marta Guerreiro, Administradora Delegada da Valorlis salienta que “a aquisição de novas viaturas de recolha seletiva vai contribuir para uma melhoria do serviço prestado às populações dos seis concelhos da sua área de intervenção da Valorlis e garantir a valorização de resíduos recicláveis de uma forma mais sustentável”

 

 

Concurso “Reutilizar Poesia, Reciclar Palavras” 8 DE AGOSTO, 2022

“Reutilizar Poesia, Reciclar Palavras”

Valorlis apresenta Concurso de Poesia inspirado na Reciclagem

 

A Valorlis desafia a população a participar no concurso de poesia “Reutilizar Poesia, Reciclar Palavras”, criado com o intuito de despertar a população para a importância da reciclagem através da expressão literária.

 

O concurso é direcionado a amantes de escrita e poesia, maiores de 10 anos, residentes nos seis concelhos da área de intervenção da Valorlis (Batalha, Leiria, Marinha Grande, Ourém, Pombal e Porto de Mós).

 

E que tal ir passear ou às compras e transportar poesia? Os poemas vencedores, serão impressos pela Valorlis, num saco reutilizável, personalizado e farão parte da coleção de sacos com diversas citações.

Sacos reutilizáveis levam na bagagem a mensagem da reciclagem, uma boa opção para colecionar, oferecer ou partilhar.

 

Todos os interessados em participar, devem enviar os trabalhos até ao dia 12 de setembro de 2022, acompanhados da  ficha de inscrição .

 

Consulte o regulamento e participe.

RELATÓRIO DE SUSTENTABILIDADE 2021 1 DE AGOSTO, 2022

RELATÓRIO DE SUSTENTABILIDADE 2021

 

Sob o mote “Acting for a Sustainable Future”, a Mota Engil publicou o Relatório de Sustentabilidade de 2021, publicação para a qual a EGF e as várias Concessionárias contribuíram com informação específica sobre a sua atividade.

Nesta publicação é possível encontrar informação Ambiental, Social e Económica específica sobre a atividade de tratamento e valorização de resíduos, entre outra informação útil nos vários setores em que o Grupo Mota-Engil atua.


Para mais informações e download: Relatório de Sustentabilidade de 2021

EcoPraias 2022 27 DE JULHO, 2022

A campanha EcoPraias já “anda a banhos”!

 

Com a chegada do verão e o aumento de população na época balnear (nos meses compreendidos entre junho e setembro), há um impacto relevante na produção de resíduos e, por isso, uma importante responsabilidade no cumprimento dos objetivos nacionais em matéria de promoção da economia circular e de valorização do território.

 

A Campanha “EcoPraias” tem como foco principal promover ações de sensibilização que alertam a população a reciclar à beira-mar, encaminhando os seus resíduos para os contentores certos e desviando-os dos oceanos e de aterros. A campanha de sensibilização ambiental está a decorrer nas praias das áreas de abrangência das empresas Amarsul e da Valorlis.

 

Participe e contribua para uma praia mais limpa!

 

Amarsul

Nos areais, os participantes nas colónias de férias e restantes banhistas, serão sensibilizados por monitores sobre o tema da separação de recicláveis.

Durante Julho e Agosto, os fãs de Recycle Bingo que fizerem check-in nos Ecopontos localizados à saída das praias abrangidas pela campanha, ganham 6 EcoMoedas e um Badge.

 

Mais informações:

4 a 31 de julho (9h/13h) – durante a semana nas praias marítimas em Almada, Sesimbra e Setúbal.

6 a 28 de agosto (9h/13h) – durante a semana nas praias fluviais: Alcochete (Praia dos Moinhos), Barreiro (Praia de Alburrica), Moita (Praia Gaio-Rosário) e Sesimbra (Lagoa de Albufeira)

 

*Lista de praias abrangidas: Albatroz, Lorosae, Leblon, Bicho d‘Água, The Ocean Beach Bar, Kontiki, Pé Nu, Praia do CDS/Dr. Bernard, Praia do Tarquinio - Paraíso, Praia do Dragão Vermelho, Praia Nova / Espaço 20, Golfinho, Mata, Grão de Areia + Riviera, Casa do Sol + Rainha, Castelo (Manduca + Yamba), Cabana do Pescador (Delmare + Meio Metro), Princesa, Rei (Hula Hula)

Morena (Borda d‘Água), Sereia (Waikiki, Infante (Tartaruga), Bela Vista (casa da Praia, Terminus, Americano (Move On), Aroeira (Beach Bar), Cabana Beach, Rampa, Kailua, Oh, Ti João, Areias da Telha, Bambu

 

Valorlis

A Valorlis marca presença nas praias da região, durante o mês de agosto, com a campanha Eco Praias.  A campanha Eco Praias, realizada em parceria com o Municípios da região, contará com ações de sensibilização destinadas às colónias de férias e restantes veraneantes, nas praias: Praia Fluvial do Agroal (Ourém), Praia de São Pedro de Moel e Praia da Vieira de Leiria (Marinha Grande), Praia do Pedrogão (Leiria) e Praia do Osso da Baleia (Pombal). Os monitores da Valorlis estarão junto à entrada de cada praia a sensibilizar os veraneantes para o tema da reciclagem, convidando a população a separar corretamente os seus resíduos para que, no final da ida à praia, a mesma permaneça limpa e os resíduos produzidos encaminhados para reciclagem.

 

Durante estas ações será promovido o Recycle BinGo, uma aplicação que funciona como um jogo, que pretende premiar o bom desempenho ambiental dos cidadãos. A missão principal é fazer visita ao ecoponto habitual e separar os seus resíduos. Ao fazermos check-in desbloqueamos um conjunto de simpáticos bichinhos, os EcoGifts, com os quais vamos preenchendo os nossos cartões BinGo. As EcoMoedas ganhas podem ser trocadas por prémios, como, vales de desconto no supermercado e muito mais.

Além desta missão principal o Recycle BinGo vai lançando missões especiais, e durante o mês de agosto, ao fazer check-in num dos ecopontos das Ecopraias Valorlis, os utilizadores têm a possibilidade de ganhar o dobro das Ecomoedas que ganham habitualmente. 

 

A Linha da Reciclagem já chegou à Amarsul 04 DE JULHO, 2022

A Amarsul inicia hoje um novo serviço de contacto e apoio aos cidadãos da sua região – a Linha da Reciclagem, um serviço de atendimento PÚBLICO, GRATUITO e NACIONAL que foi criado para dar respostas eficazes ao cidadão, nomeadamente para responder a dúvidas, pedidos de informação, sugestões, reclamações, elogios e pedidos de serviço relacionados com a recolha e tratamento de resíduos urbanos.

 

Os pedidos de serviço relacionados com a recolha e tratamento de resíduos urbanos, passam agora a estar disponíveis em áreas de atuação das concessionárias Algar, Amarsul, Ersuc, Resiestrela, Resinorte, Resulima, Suldouro, Valnor, Valorlis, Valorminho e, num total de 155 municípios, sendo progressivamente ampliado muito em breve.

 

Este serviço do Grupo EGF tem disponíveis os seguintes contactos:

 

CONTACTOS LINHA DA RECICLAGEM

Telefone Gratuito: 800 911 400

Website: www.linhadareciclagem.pt

Email: atendimento@linhadareciclagem.pt

 

A linha de atendimento funciona de segunda a sexta-feira, das 9h00 às 20h00, e do outro lado da linha encontrará operadores experientes que o vão ajudar com todas as dúvidas e questões para as quais precise de ajuda e que estejam relacionados com os resíduos e recursos que gerimos todos os dias.

Também poderá utilizar o novo website com informações úteis e de contacto mais fácil e direto, que permitem resolver com eficácia as suas questões.

 

Para mais informações sobre esta iniciativa, consulte o website www.linhadareciclagem.pt

 

A Linha da Reciclagem chega hoje à Resinorte 6 DE JUNHO, 2022

A Resinorte inicia hoje um novo serviço de contacto e apoio aos cidadãos das suas regiões – a Linha da Reciclagem, um serviço de atendimento PÚBLICO, GRATUITO e NACIONAL que foi criado para dar respostas eficazes ao cidadão, nomeadamente para responder a dúvidas, pedidos de informação, sugestões, reclamações, elogios e pedidos de serviço relacionados com a recolha e tratamento de resíduos urbanos.

 

Os pedidos de serviço relacionados com a recolha e tratamento de resíduos urbanos, passam agora a estar disponíveis nas áreas de atuação das concessionárias Algar, Ersuc, Resiestrela, Resinorte, Resulima, Suldouro, Valnor, Valorlis, Valorminho e, num total de 146 municípios, sendo progressivamente ampliados às restantes concessionárias do Grupo muito em breve.

 

Este serviço do Grupo EGF tem disponíveis os seguintes contactos:

 

CONTACTOS LINHA DA RECICLAGEM

Telefone Gratuito: 800 911 400

Website: www.linhadareciclagem.pt

Email: atendimento@linhadareciclagem.pt

 

A linha de atendimento funciona de segunda a sexta-feira, das 9h00 às 20h00, e do outro lado da linha encontrará operadores experientes que o vão ajudar com todas as dúvidas e questões para as quais precise de ajuda e que estejam relacionados com os resíduos e recursos que gerimos todos os dias.

Também poderá utilizar o novo website com informações úteis e de contacto mais fácil e direto, que permitem resolver com eficácia as suas questões.

 

Para mais informações sobre esta iniciativa, consulte o website www.linhadareciclagem.pt

Dia Mundial do Ambiente 5 DE JUNHO, 2022

A EGF e as suas Concessionárias assinalam o Dia Mundial do Ambiente em vários pontos do país, com iniciativas de educação e sensibilização ambiental em várias localidades.

 

Das várias iniciativas, destacam-se a 2º Corrida do Ambiente, na Resinorte e um pequeno concerto no âmbito do projeto “Plante 1 músico”, na Resiestrela.

 

RESINORTE | 2ª corrida do ambiente

Para assinalar a comemoração do Dia Mundial do Ambiente, a RESINORTE associa-se pelo 2º ano consecutivo ao Clube Atlético de Codessoso, Associação de Atletismo de Braga e Município de Celorico de Basto na organização da 2º Corrida do Ambiente! 

 

Esta corrida decorre dia 4 de junho nas instalações da Resinorte em Codessoso – Celorico de Basto e contará com a presença de vários atletas de renome da modalidade do campeonato regional de estrada.

A prova terá início às 15h15 com a partida para a meia milha adaptada, síndrome de Down e ANDDI, seguindo-se os restantes escalões da classificativa.

Participe!

 

RESIESTRELA | “Plante 1 músico”

 

O dia Mundial do Ambiente é muito importante, sendo comemorado mundialmente com a finalidade de alertar para os problemas ambientais no nosso planeta, como mudanças graves no meio ambiente, poluição e a perda de biodiversidade, e para evitarmos o agravamento destes problemas, cabe a cada um de nós adotar comportamentos ambientalmente corretos.

 

No dia 5 de junho, assista nas redes sociais da Resiestrela a um pequeno concerto gravado na Central de Triagem da Resiestrela, realizado no âmbito do projeto “Plante 1 músico”, do qual a Resiestrela é uma das parceiras da Associação Cultural da Beira Interior.

Um concerto em que o cenário de fundo é composto por fardos de plástico e cartão que foram colocados em redor dos músicos, de forma a proporcionar uma sonoridade única.

Siga a Resiestrela nas redes sociais e veja esta maravilhoso concerto.

 

Podemos deixar uma dica, Reciclar Sempre, Tudo e em todo o Lado, e sabe porquê?

Porque o Futuro do Nosso Planeta Não é Reciclável.

Valorsul inaugura nova Estação de Transferência e Ecocentro de Torres Vedras 16 DE MAIO, 2022

Valorsul inaugura nova Estação de Transferência e Ecocentro de Torres Vedras.

 

A Valorsul, concessionária da EGF, inaugurou hoje no município de Torres Vedras, a nova Estação de Transferência e Ecocentro, que implicou um investimento de cerca de 3 Milhões de Euros e permitirá reduzir mais de 160 mil km/ ano em distâncias percorridas, o que representa uma redução considerável de emissão de gases de efeito de estufa.

 

O evento contou com a presença do Ministro do Ambiente e da Ação Climática, Duarte Cordeiro; da Presidente da Câmara Municipal de Torres Vedras, Laura Rodrigues, do Presidente do Conselho de Administração da EGF, Emídio Pinheiro e da Presidente do Comissão Executiva da Valorsul, Marta Neves.

 

Este investimento resulta de um compromisso entre a Valorsul e o Município de Torres Vedras, desde a fusão com a Resioeste, e assume-se como determinante para a eficiência dos serviços de recolha de resíduos do Município de Torres Vedras que, em 2019, apresentou uma capitação média de recicláveis trifluxo equivalente a 52kg/habitante/ano.

 

A nova Estação de Transferência tem capacidade para receber 35 mil toneladas por ano de resíduos comuns, assim como capacidade de receber no Ecocentro resíduos recicláveis, como madeiras, plásticos, papel e cartão, vidro, sucata metálica, resíduos volumosos e resíduos de jardins, que podem ser entregues pela população.

 

A propósito desta iniciativa, Marta Neves, Presidente da Comissão Executiva da empresa, refere que “a estação de Torres Vedras é mais um passo da Valorsul na aproximação aos municípios, aos cidadãos, tendo sempre a ambição de uma melhor atuação ambiental, seja a nível da reciclagem seja a nível do tratamento dos resíduos urbanos gerados.”

 

Para mais informações sobre esta iniciativa, consulte o website www.valorsul.pt 

Instituições sociais que mais reciclaram em 2021, são premiadas 12 DE MAIO, 2022

Instituições sociais que mais reciclaram em 2021, são premiadas

Mais de 500.000€ em apoios sociais

 

Foram 214 as instituições sociais que participaram na campanha Toneladas de Ajuda em 2021 – a campanha dirigida às instituições sociais e disponível em cerca de 60% do território nacional. Foram mais de 74 mil pessoas que, apesar da pandemia, implementaram boas práticas de redução e reutilização de resíduos e reciclaram 3.779 toneladas de embalagens, superando significativamente os valores de 2020.

 

Todas estas instituições encaminharam para reciclar 2.852 toneladas de papel e cartão, 859 toneladas de plástico, metal e pacotes de bebida e 68 toneladas de vidro. O material separado pelas instituições foi encaminhado para reciclar e cada entidade recebe o seu prémio em função da quantidade de embalagens separada para reciclar, que este ano atingiu um recorde de 506.158 euros.

 

TOP + | Campeões Nacionais

Ao nível nacional, há a destacar o APPACDM da Trofa, em primeiro lugar com 689 toneladas, seguida do Banco Alimentar do Algarve (423 toneladas) e do Banco Alimentar contra a Fome de Setúbal (238 toneladas). Estas foram as instituições vencedoras, reconhecidas pela EGF e pela concessionária da sua região.

 

TOP+ | Campeões Regionais

Cada concessionária distingue ainda as instituições que mais reciclam em cada região, e das quais se divulgam os resultados.

 

 

Campanha Toneladas de Ajuda

A campanha de responsabilidade social Toneladas de Ajuda consiste em valorizar todos os resíduos recicláveis que as instituições sociais inscritas queiram entregar, nomeadamente embalagens plásticas, metálicas, papel, cartão e embalagens de vidro, em troca de uma contrapartida financeira.

Mais informações sobre esta iniciativa neste link: www.egf.pt/pt/sustentabilidade/educacao-ambiental/toneladas-de-ajuda/

Grupo EGF premeia escolas que mais reciclaram em 2021 10 DE MAIO, 2022

Grupo EGF premeia escolas que mais reciclaram em 2021

Participaram 884 escolas de Norte a Sul do país

 

Foram 884 os estabelecimentos de ensino que participaram no Programa Ecovalor em 2021 – o programa de educação ambiental dedicado em exclusivo à comunidade escolar e disponível em cerca de 60% do território nacional. Foram cerca de 274.460 alunos, professores e auxiliares que, apesar da pandemia, implementaram boas práticas de redução e reutilização de resíduos e reciclaram 2.458 toneladas de embalagens.

 

Todas estas escolas encaminharam para reciclar 1.684 toneladas de papel e cartão, 609 toneladas de plástico, metal e pacotes de bebida e 255 toneladas de vidro. O material separado pelos alunos foi encaminhado para reciclar e cada escola recebe o seu prémio em função da quantidade reciclada, num total de 122.896 euros.

 

Ao nível nacional, há a destacar a Escola do Monte - Vila Nova de Gaia, em primeiro lugar com 26 toneladas, seguida do Centro Infantil do Hospital de Faro (23 toneladas) e da Escola EB1/JI da Conceição de Faro (21 toneladas). Estas foram as escolas vencedoras da 19.ª edição do programa, que já se encontra em preparação para o ano letivo de 2022-2023.

 

 

TOP+ | Campeões Regionais

Cada concessionária distingue ainda as escolas que mais reciclam em cada região, e das quais se divulgam os resultados.

 

Programa Ecovalor

O Programa Ecovalor tem como objetivo promover boas práticas ambientais em estabelecimentos de ensino, premiando aquelas que apresentam melhor desempenho na reciclagem das suas embalagens usadas. Para além das ações de sensibilização (também disponíveis online), este programa assegura a recolha seletiva, entrega sacos e suportes e inclui o concurso Separa e Ganha – por cada saco de embalagens destinadas ao ecoponto amarelo, a escola receberá 0,50€. Os valores associados à reciclagem de papel/cartão e vidro é específica de algumas regiões, que já deram o passo na reciclagem de mais materiais.

Mais informações sobre esta iniciativa neste link: www.egf.pt/pt/sustentabilidade/educacao-ambiental/programa-ecovalor/

 

 

A Linha da Reciclagem chega hoje ao Algarve 9 DE MAIO, 2022

A Algar inicia hoje um novo serviço de contacto e apoio aos cidadãos das suas regiões – a Linha da Reciclagem, um serviço de atendimento PÚBLICO, GRATUITO e NACIONAL que foi criado para dar respostas eficazes ao cidadão, nomeadamente para responder a dúvidas, pedidos de informação, sugestões, reclamações, elogios e pedidos de serviço relacionados com a recolha e tratamento de resíduos urbanos.

 

Os pedidos de serviço relacionados com a recolha e tratamento de resíduos urbanos, passam agora a estar disponíveis nas áreas de atuação das concessionárias Algar, Ersuc, Resiestrela, Resulima, Suldouro, Valnor, Valorlis, Valorminho e, num total de 111 municípios, sendo progressivamente ampliados às restantes concessionárias do Grupo muito em breve.

 

Este serviço do Grupo EGF tem disponíveis os seguintes contactos:

 

CONTACTOS LINHA DA RECICLAGEM

Telefone Gratuito: 800 911 400

Website: www.linhadareciclagem.pt

Email: atendimento@linhadareciclagem.pt

 

A linha de atendimento funciona de segunda a sexta-feira, das 9h00 às 20h00, e do outro lado da linha encontrará operadores experientes que o vão ajudar com todas as dúvidas e questões para as quais precise de ajuda e que estejam relacionados com os resíduos e recursos que gerimos todos os dias.

Também poderá utilizar o novo website com informações úteis e de contacto mais fácil e direto, que permitem resolver com eficácia as suas questões.

 

Para mais informações sobre esta iniciativa, consulte o website www.linhadareciclagem.pt

 

EGF presente na Reunião do Conselho ISWA 29 DE ABRIL, 2022

Decorreu no dia 28 de abril, em Guadalajara, México, o Simpósio Internacional Sobre Gestão de Resíduos Sólidos, dedicado à gestão de resíduos e economia circular.

 

A EGF está representada por Ana Loureiro, Diretora de Comunicação e Membro da Administração da ISWA.

 

Durante estes dias, decorre também a reunião do Conselho de Administração da ISWA - International Solid Waste Association.

 

Esta reunião é fechada para os membros do conselho da ISWA.

 

O anfitrião é o Membro Nacional da ISWA no México DS Latinoamericana, em cooperação com o Colegio de Jalisco e o Município de Guadalajara.

 

 

 

Para mais informações sobre clique em:

https://www.iswa.org/event/international-symposium-on-integral-management-of-solid-waste/?v=35357b9c8fe4

www.iswa.org/event/meeting-iswa-board-2/?v=35357b9c8fe4

Menos Lixo, Mais Reciclagem 14 DE ABRIL, 2022

Projeto piloto em Barcelos e Viana do Castelo

Menos Lixo, Mais Reciclagem!

 

A Resulima e a Universidade Autónoma de Lisboa, em colaboração com a Câmara Municipal de Barcelos e de Viana do Castelo, e com as Juntas de Freguesia de Panque, Cossourado, Amonde e Outeiro, estão a concretizar entre abril e julho de 2022, o projeto piloto Menos Lixo, Mais Reciclagem.

 

O objetivo é analisar as motivações extrínsecas não financeiras que levam os cidadãos a ter comportamentos ambientalmente corretos, nomeadamente a efetuar a separação de resíduos nas suas habitações e respetivo encaminhamento para reciclagem.

 

No decorrer deste estudo, os cidadãos serão informados das quantidades de resíduos colocadas nos ecopontos localizados na sua freguesia, receberão informação específica sobre a sua atividade e terão acesso regular aos desempenhos alcançados. Desta forma, valorizam os resíduos e promovem a sua transformação em recursos  - só têm de reciclar tudo, sempre e em todo o lado!

 

 

 

Para apoiar a informação aos cidadãos estará disponível a Linha da Reciclagem, um serviço de atendimento gratuito do Grupo EGF a todos os cidadãos.

 

CONTACTOS LINHA DA RECICLAGEM

 

Telefone Gratuito: 800 911 400

Email: atendimento@linhadareciclagem.pt

Horário de atendimento telefónico: Segunda a Sexta-feira, das 09h00 às 20h00

RECICLAGEM NA VALORSUL REGISTA SUBIDA 13 DE ABRIL 2022

A Valorsul alcançou o melhor ano de sempre na reciclagem, tendo registado uma subida de 9.900 toneladas de materiais recicláveis, comparativamente a 2020.

 

Em 2021 foram valorizadas nos Centros de Triagem da Valorsul, mais de 95 mil toneladas de embalagens de vidro, papel/cartão, assim como de plástico/metal. A separação de plástico e metal apresentou o maior crescimento (14%), em relação ao ano anterior, seguida pelo papel/cartão com 12% e pelo vidro com mais 9%.

 

A Valorsul terminou 2021, com uma capitação anual de 55 kg de resíduos de embalagens separados por habitante, e conjuntamente com os seus 19 Municípios, continua a superar as metas nacionais.

 

 

Meta cumprida. Em 2021, a Valorsul depositou em aterro apenas 2% dos resíduos recebidos.

A meta de deposição aterro situava-se nos 10% dos resíduos recebidos para tratamento e a Valorsul depositou apenas 2% da totalidade dos resíduos que entraram nas suas instalações. Sendo esta uma opção de fim de linha na gestão de resíduos, a Valorsul, integrando a responsabilidade ambiental na sua atividade diária, continua empenhada em minimizar esta deposição. Esta significativa redução de colocação de resíduos em aterro, é de extrema importância para o cumprimento da meta de redução da deposição de resíduos biodegradáveis em aterro.

 

Mais energia, mais valor no tratamento de resíduos indiferenciados.

Em 2021, as exportações para a rede elétrica nacional foram cerca de 350 milhões de KWh, um acréscimo de 19% face a 2020. O maior contributo foi da Central de Valorização Energética que exportou para a rede elétrica nacional cerca de 327 milhões de KWh. Esta icónica instalação da Valorsul, que já completou 27 anos de laboração, tem uma expressão significativa na valorização energética dos resíduos no nosso país.

 

Os resultados obtidos em 2021, revelam que estamos a reciclar mais e melhor.

A performance da Valorsul em 2021, com a aplicação de 6.4 milhões de euros do seu plano de investimentos revela o compromisso assumido com os cidadãos e também na procura de soluções inovadoras, para a prestação dum serviço público de excelência. Destaque para o investimento na construção do novo Ecocentro de Torres Vedras, no valor de 2,8 milhões de euros.

 

Os resultados obtidos são promissores, mas temos pela frente desafios exigentes, que envolvem a recolha seletiva dos Resíduos Urbanos e a sua respetiva valorização e tratamento, que vão implicar uma coordenação otimizada entre a Valorsul e os seus Municípios para, conjuntamente, cumprirem as novas metas comunitárias que se avizinham.

EGF NA GRANDE CONFERÊNCIA 11 DE ABRIL 2022

Nos dias 7 e 8 de abril, no Pestana Cidadela Cascais decorreu a Grande Conferência Negócios Sustentabilidade 2030, promovida pelo Jornal de Negócios, onde foram também anunciados os vencedores das 8 categorias ESG ao «Prémio Nacional de Sustentabilidade».

 

A EGF, representada por Emídio Pinheiro, Presidente da EGF, apresentou no dia 8 de abril os projetos e ambições de transformação digital em Sustentabilidade do Grupo.

 

Num ano particularmente exigente para o futuro da humanidade, o debate e o reconhecimento dos melhores exemplos da Sustentabilidade continua a estar em grande destaque.

 

Veja ou reveja as talks do evento aqui https://sustentabilidade.negocios.pt/talks/

Resinorte lança uma nova campanha 29 DE MARÇO 2022

Resinorte e Sociedade Ponto Verde lançam campanha de sensibilização ambiental

 

“PORQUE TUDO TEM UMA VALIDADE E A DO PLANETA ÉS TU QUEM DECIDE!” 🌍 👉

 

“Sabias que uma garrafa de plástico pode demorar até 400 anos para se decompor?”

 

A campanha “PORQUE TUDO TEM UMA VALIDADE E A DO PLANETA ÉS TU QUEM DECIDE!” 🌍 é uma iniciativa da Resinorte com cofinanciamento da Sociedade Ponto Verde e pretende sensibilizar a população para uma mudança de comportamentos para criar hábitos de reciclagem.

 

Através de comunicação em vários suportes, nomeadamente rádios, jornais, outdoors, mupis, entre os outros meios, pretende-se chamar a atenção da população para a importância da reciclagem das embalagens usadas e também, que caso estas não sejam recicladas, que o seu fim de vida será um aterro sanitário, onde permanecerão por muitos anos a poluir o ambiente.
Nesta campanha serão relembrados alguns tempos de decomposição dos materiais em aterro sanitário, como por exemplo, que uma garrafa de plástico pode demorar até 400 anos, uma lata 500 anos e uma garrafa de vidro mais de 1.000.000 de anos.

 

Com esta iniciativa será relembrada mais uma vez importância da política dos 3R’s, Reduzir, Reutilizar e Reciclar! Este conceito, apesar de já bem presente na mente dos cidadãos, acaba por nem sempre ser colocado em prática, pois pretende-se que os cidadãos separarem os seus resíduos, sempre, tudo e em todo o lado.

 

Esta campanha teve início em março de 2022 e abrange os 35 municípios do norte central onde a Resinorte presta serviço.

A Linha da Reciclagem chega à Suldouro 24 DE MARÇO DE 2022

A Linha da Reciclagem chega hoje à Suldouro

 

A Suldouro inicia hoje um novo serviço de contacto e apoio aos cidadãos das suas regiões – a Linha da Reciclagem, um serviço de atendimento PÚBLICO, GRATUITO e NACIONAL que foi criado para dar respostas eficazes ao cidadão, nomeadamente para responder a dúvidas, pedidos de informação, sugestões, reclamações, elogios e pedidos de serviço relacionados com a recolha e tratamento de resíduos urbanos.

 

Os pedidos de serviço relacionados com a recolha e tratamento de resíduos urbanos, passam agora a estar disponíveis nas áreas de atuação das concessionárias Suldouro, Valorlis, ERSUC, Valorminho, Resulima, Resiestrela e Valnor, num total de 95 municípios, sendo progressivamente ampliados às restantes concessionárias do Grupo muito em breve.

 

Este serviço do Grupo EGF tem disponíveis os seguintes contactos:

 

CONTACTOS LINHA DA RECICLAGEM

Telefone Gratuito: 800 911 400

Website: www.linhadareciclagem.pt

Email: atendimento@linhadareciclagem.pt

 

A linha de atendimento funciona de segunda a sexta-feira, das 9h00 às 20h00, e do outro lado da linha encontrará operadores experientes que o vão ajudar com todas as dúvidas e questões para as quais precise de ajuda e que estejam relacionados com os resíduos e recursos que gerimos todos os dias.

Também poderá utilizar o novo website com informações úteis e de contacto mais fácil e direto, que permitem resolver com eficácia as suas questões.

 

Para mais informações sobre esta iniciativa, consulte o website www.linhadareciclagem.pt

Amarsul aposta na recolha seletiva 21 DE MARÇO DE 2022

Amarsul aposta na recolha seletiva

 

A Amarsul continua a apostar na recolha seletiva e a efetuar investimentos de substituição de viaturas com o objetivo de renovar a sua frota e, desta forma, melhorar e aumentar o serviço de recolha de recicláveis prestado à população da Península de Setúbal.

 

A aquisição de sete novas viaturas para a recolha seletiva representa um investimento de quase 1 milhão de euros, que permitirá melhorar o serviço de recolha no comércio e serviços e na recolha em zonas residenciais.

 

Este investimento está integrado no processo de modernização da frota da recolha seletiva, com vista a obter um melhor desempenho operacional, aumentar a sustentabilidade económica e ambiental, o cumprimento das metas europeias de reciclagem e visando promover também uma melhoria das condições de trabalho das equipas da recolha seletiva.

 

A Amarsul conta assim com uma frota renovada, assegurando a recolha dos resíduos recicláveis nos 9 Municípios da Península de Setúbal e a valorização de resíduos de forma mais sustentável nas suas diversas áreas de atuação, assegurando padrões ambientais cada vez mais exigentes.

 

 

Valorlis no Mercado de Pombal 18 DE MARÇO DE 2022

Reciclagem na Feira Semanal da Cidade de Pombal

Valorlis dinamiza ação “Mercado a Reciclar” em parceria com o Município de Pombal

 

A Valorlis, em colaboração com o Município da Pombal e com o apoio da Sociedade Ponto Verde, está a dinamizar a ação Mercado a Reciclar, na Feira Semanal da Cidade de Pombal.

Durante a manhã de ontem, uma equipa da Valorlis esteve no Mercado a sensibilizar e motivar os comerciantes para a correta separação dos recicláveis e o seu encaminhamento para os ecopontos disponibilizados.

Nesta ação a Valorlis pretende minimizar o impacto resultante do mercado, promovendo o correto encaminhamento dos resíduos recicláveis produzidos, por intermédio de:

 

  1. Sensibilização às entidades envolvidas na gestão do mercado;
  2. Dotação do mercado de equipamentos para deposição seletiva;
  3. Sensibilização aos comerciantes para o correto encaminhamento dos resíduos;
  4. Acompanhamento e monitorização da iniciativa;
  5. Atribuição do Galardão Mercado a Reciclar

 

 

Após monitorização da iniciativa, a Valorlis pretende atribuir o galardão de “Mercado a Reciclar” aos mercados aderentes, que se destaquem pelo compromisso de redução do impacte ambiental resultante do mercado, promovendo a gestão adequada dos resíduos.

 

Marta Loia Guerreiro, Administradora Delegada da Valorlis, explica “Os mercados são locais de produção significativa de resíduos nomeadamente cartão e plástico, que quando não são depositados nos contentores representam um problema”. E acrescenta “Estamos empenhados, em conjunto com o Município, em garantir o encaminhamento e valorização dos resíduos recicláveis produzidos nos mercados”.

 

Esta campanha surge na dinâmica de proximidade da Valorlis com os seus Municípios, na resolução de problemas comuns e contribui para uma cidadania ativa no domínio do desenvolvimento sustentável, estando prevista a implementação da ação em outros mercados da sua área de intervenção.

 

 

EGF NA ISRT CONFERENCE, EM OMÃ 16 DE MARÇO 2022

Está a decorrer esta semana em Omã, a conferência International Sustainability, Resources & Technology, dedicada à gestão de resíduos e de recursos.

 

A EGF está representada por Ana Loureiro, Diretora de Comunicação e Membro da Administração da ISWA em representação dos membros nacionais, como oradora nos painéis Behavior Change and Social Innovation Through Communication e Future of Waste Management, mas também como moderadora no painel Planning for Success - Ambitious Goals in Solid Waste Management.

 

Esta conferência decorre no país onde opera a Ecovision/Suma, do Grupo Mota-Engil, entre 14 a 16 de março.

 

 

 

Para mais informações sobre este evento clique em: https://www.isrtconference.com/

A Linha da Reciclagem chega à Valorlis 21 DE FEVEREIRO DE 2022

A Linha da Reciclagem chega hoje à Valorlis.

 

A Valorlis inicia hoje um novo serviço de contacto e apoio aos cidadãos das suas regiões – a Linha da Reciclagem, um serviço de atendimento PÚBLICO, GRATUITO e NACIONAL que foi criado para dar respostas eficazes ao cidadão, nomeadamente para responder a dúvidas, pedidos de informação, sugestões, reclamações, elogios e pedidos de serviço relacionados com a recolha e tratamento de resíduos urbanos.

 

Os pedidos de serviço relacionados com a recolha e tratamento de resíduos urbanos, passam agora a estar disponíveis nas áreas de atuação das concessionárias Valorlis, ERSUC, Valorminho, Resulima, Resiestrela e Valnor, num total de 93 municípios, sendo progressivamente ampliados às restantes concessionárias do Grupo muito em breve.

 

Este serviço do Grupo EGF tem disponíveis os seguintes contactos:

 

CONTACTOS LINHA DA RECICLAGEM

Telefone Gratuito: 800 911 400

Website: www.linhadareciclagem.pt

Email: atendimento@linhadareciclagem.pt

 

A linha de atendimento funciona de segunda a sexta-feira, das 9h00 às 20h00, e do outro lado da linha encontrará operadores experientes que o vão ajudar com todas as dúvidas e questões para as quais precise de ajuda e que estejam relacionados com os resíduos e recursos que gerimos todos os dias.

Também poderá utilizar o novo website com informações úteis e de contacto mais fácil e direto, que permitem resolver com eficácia as suas questões.

 

Para mais informações sobre esta iniciativa, consulte o website www.linhadareciclagem.pt

Valorlis no Mercado da Batalha 21 DE JANEIRO DE 2022

A Valorlis, em colaboração com o Município da Batalha e com o apoio da Sociedade Ponto Verde, está a dinamizar a ação Mercado a Reciclar, no Mercado Semanal da Vila da Batalha.

 

Durante a manhã de ontem, uma equipa da Valorlis esteve no Mercado a sensibilizar e motivar os comerciantes para a correta separação dos recicláveis e o seu encaminhamento para os ecopontos disponibilizados.

Nesta ação a Valorlis pretende minimizar o impacto resultante do mercado, promovendo o correto encaminhamento dos resíduos recicláveis produzidos, por intermédio de:

 

  1. Sensibilização às entidades envolvidas na gestão do mercado;
  2. Dotação do mercado de equipamentos para deposição seletiva;
  3. Sensibilização aos comerciantes para o correto encaminhamento dos resíduos;
  4. Acompanhamento e monitorização da iniciativa;
  5. Atribuição do Galardão Mercado a Reciclar

 

Após monitorização da iniciativa, a Valorlis pretende atribuir o galardão de “Mercado a Reciclar” aos mercados aderentes, que se destaquem pelo compromisso de redução do impacte ambiental resultante do mercado, promovendo a gestão adequada dos resíduos.

 

Marta Loia Guerreiro, Administradora Delegada da Valorlis, explica “Os mercados são locais de produção significativa de resíduos nomeadamente cartão e plástico, que quando não são depositados nos contentores representam um problema”. E acrescenta “Estamos empenhados, em conjunto com o Município, em garantir o encaminhamento e valorização dos resíduos recicláveis produzidos nos mercados”.

 

Esta campanha surge na dinâmica de proximidade da Valorlis com os seus Municípios, na resolução de problemas comuns e contribui para uma cidadania ativa no domínio do desenvolvimento sustentável, estando prevista a implementação da ação em outros mercados da sua área de intervenção.

 

A Linha da Reciclagem chegou à ERSUC 18 DE JANEIRO DE 2022

A ERSUC inicia hoje um novo serviço de contacto e apoio aos cidadãos das suas regiões – a Linha da Reciclagem, um serviço de atendimento PÚBLICO, GRATUITO e NACIONAL que foi criado para dar respostas eficazes ao cidadão, nomeadamente para responder a dúvidas, pedidos de informação, sugestões, reclamações, elogios e pedidos de serviço relacionados com a recolha e tratamento de resíduos urbanos.

 

Os pedidos de serviço relacionados com a recolha e tratamento de resíduos urbanos, passam agora a estar disponíveis nas áreas de atuação das concessionárias ERSUC, Valorminho, Resulima, Resiestrela e Valnor, num total de 87 municípios, sendo progressivamente ampliados às restantes concessionárias do Grupo muito em breve.

 

Este serviço do Grupo EGF tem disponíveis os seguintes contactos:

 

CONTACTOS LINHA DA RECICLAGEM

Telefone Gratuito: 800 911 400

Website: www.linhadareciclagem.pt

Email: atendimento@linhadareciclagem.pt

 

A linha de atendimento funciona de segunda a sexta-feira, das 9h00 às 20h00, e do outro lado da linha encontrará operadores experientes que o vão ajudar com todas as dúvidas e questões para as quais precise de ajuda e que estejam relacionados com os resíduos e recursos que gerimos todos os dias.

Também poderá utilizar o novo website com informações úteis e de contacto mais fácil e direto, que permitem resolver com eficácia as suas questões.

 

Para mais informações sobre esta iniciativa, consulte o website www.linhadareciclagem.pt

 

 

Árvores de Natal naturais para reciclar 30 DE DEZEMBRO DE 2021

A EGF associou-se pelo segundo ano à campanha de Inverno da Green City Makers, que promove a reciclagem de árvores de Natal naturais para reciclar e, desta forma, dar um presente de Natal à Natureza. Esta campanha vai decorrer entre os dias 10 e 16 de janeiro de 2022 em vários pontos do país, disponíveis para consulta em https://greencitymakers.com/campanha-inverno.

 

A campanha irá decorrer em vários pontos do país e conta com a colaboração de várias entidades, entre as quais a EGF. Os cidadãos que residam nos municípios das áreas de abrangência das concessionarias do Grupo EGF, podem fazer a sua deposição nos locais e horários definidos, consulte a disponibilidade na tabela abaixo.

 

As Árvores de Natal naturais, que devem ser entregues sem enfeites e sem vasos, serão posteriormente processadas e transformadas em corretivos orgânicos, contribuindo assim para a melhoria dos solos do país. Uma parte do composto resultante das árvores entregues será doado a projetos de educação ambiental e à Green City Makers para a plantação de pequenos bosques.

 

Todas as famílias que usam a App Recycle Bingo e que entreguem a sua árvore de Natal natural nos ecocentros ou nos locais identificados das empresas do Grupo EGF, receberão ainda pontos adicionais no jogo que dá prémios a quem recicla e que podem transformar em prémios.

 

A Linha da Reciclagem, um serviço de atendimento do Grupo EGF, estará disponível para dar mais informações sobre esta campanha.

 

CONTACTOS LINHA DA RECICLAGEM

Telefone Gratuito: 800 911 400

Email: atendimento@linhadareciclagem.pt

Website: www.linhadareciclagem.pt

 

Horário de atendimento telefónico: Segunda a Sexta-feira, das 09h00 às 20h00

 

Consulte a tabela e conheça os horários e locais das diferentes concessionárias do Grupo EGF, onde pode deixar a sua árvore de natal natural para reciclar.

 

 

Projeto piloto porta-a-porta na Algar 27 DE DEZEMBRO DE 2021

Projeto piloto de recolha porta-a-porta de resíduos de embalagem recicláveis arranca em Loulé, Lagos e Faro.

 

A Algar está a implementar um projeto piloto nos concelhos de Loulé (Santa Catarina e Goncinha), Lagos (Montinhos da Luz) e Faro (Quinta do Eucalipto e Gambelas), de recolha de resíduos recicláveis porta-a-porta, designado por RECICLA+, estimando-se a distribuição de 4.450 contentores.

 

O projeto RECICLA+, destinado à recolha de resíduos urbanos, fluxo doméstico, de embalagem dos seguintes materiais: papel/cartão, plástico/metal e vidro, arrancou no quarto trimestre deste ano com a divulgação da campanha.

 

Para tal, estão a ser distribuídos três contentores, por habitação, com tampas de cores diferentes, que as famílias deverão colocar à porta da sua casa, para que os resíduos sejam recolhidos em dias específicos para cada fluxo.

 

O projeto iniciou em zonas maioritariamente compostas por moradias unifamiliares. A iniciativa conta com a realização de ações de informação, sensibilização e distribuição dos contentores para a reciclagem junto de cada um dos cerca de 1.500 fogos habitacionais potencialmente abrangidos.

 

Para garantir uma melhor eficácia na qualidade do aproveitamento dos resíduos, estes serão colocados, sem sacos, diretamente nos contentores. Se forem detetados resíduos incorretamente colocados nos baldes, a sua recolha não será realizada e o cidadão será informado do respetivo motivo, através de um autocolante colado no contentor.

 

Cada contentor está associado a um alojamento, através da numeração dos equipamentos, que no futuro permitirá medir a quantidade de resíduos seletivos produzidos e, eventualmente, poderá traduzir-se em poupança na fatura, premiando aqueles que melhor fazem a gestão dos seus resíduos.

 

O projeto contemplou a aquisição de 4 viaturas para a recolha seletiva e de 4.450 contentores para a deposição dos resíduos de embalagem, sendo apoiado por fundos da União Europeia. O investimento total elegível de 384.360 euros é cofinanciado em 85% pelo Programa Operacional de Sustentabilidade e Eficiência no Uso dos Recursos (POSEUR) no âmbito do Portugal 2020, através do Fundo de Coesão.

 

A Algar adianta que o Projeto RECICLA+ será monitorizado, em permanência, nos três concelhos.

 

A campanha RECICLA+ tem ainda o apoio da Sociedade Ponto Verde, no âmbito da sensibilização da população, através do financiamento em 80%, de 45.060 euros, o que perfaz 36.048 euros.

 

O objetivo desta ação é aumentar a percentagem de embalagens recicladas, contribuindo para alcançar as metas de valorização de resíduos de embalagem, determinadas pela União Europeia e diminuir a quantidade de resíduos urbanos depositados em aterro.

 

Nos locais onde estão a ser distribuídos os contentores porta-a-porta, vão deixar de estar disponíveis os ecopontos comunitários, que serão relocalizados, no respetivo concelho, em locais previamente acordados, entre os respetivos Municípios e a Algar.

 

 

Valorlis no Mercado da Marinha Grande 21 DE DEZEMBRO DE 2021

Mercado a Reciclar em parceria com o Municipio da Marinha Grande

 

A Valorlis, em colaboração com o Município da Marinha Grande e com o apoio da Sociedade Ponto Verde, está a dinamizar a ação Mercado a Reciclar, no Mercado Municipal da Marinha Grande.

 

Durante a manhã do passado sábado, uma equipa da Valorlis esteve no Mercado a sensibilizar e motivar os comerciantes para a correta separação dos recicláveis e o seu encaminhamento para os ecopontos disponibilizados.

 

Nesta ação a Valorlis pretende minimizar o impacto resultante do mercado, promovendo o correto encaminhamento dos resíduos recicláveis produzidos:

 

  1. Sensibilização às entidades envolvidas na gestão do mercado;
  2. Dotar os mercados de equipamentos para deposição seletiva;
  3. Sensibilização aos comerciantes para o correto encaminhamento dos resíduos;
  4. Acompanhamento e monitorização da iniciativa;
  5. Atribuição do Galardão Mercado a Reciclar

 

 

Após monitorização da iniciativa, a Valorlis pretende atribuir o galardão de “Mercado a Reciclar” aos mercados aderentes, que se destaquem pelo compromisso de redução do impacte ambiental resultante do mercado, promovendo a gestão adequada dos resíduos.

 

Marta Loia Guerreiro, Administradora Delegada da Valorlis, explica “Os mercados são locais de alguma produção de resíduos nomeadamente cartão e plástico, que quando não são depositados nos contentores representam um problema”. E acrescenta “Estamos empenhados, em conjunto com o município, em garantir o encaminhamento e valorização dos resíduos recicláveis produzidos nos mercados”.

 

Esta campanha surge na dinâmica de proximidade da Valorlis com os seus municípios, na resolução de problemas comuns e contribui para uma cidadania ativa no domínio do desenvolvimento sustentável, estando prevista a implementação da ação em outros mercados da sua área de intervenção.

 

A Linha da Reciclagem já chegou ao Minho 20 DE DEZEMBRO DE 2021

A Valorminho e a Resulima iniciam hoje um novo serviço de contacto e apoio aos cidadãos das suas regiões – a Linha da Reciclagem, um serviço de atendimento PÚBLICO, GRATUITO e NACIONAL que foi criado para dar respostas eficazes ao cidadão, nomeadamente para responder a dúvidas, pedidos de informação, sugestões, reclamações, elogios e pedidos de serviço relacionados com a recolha e tratamento de resíduos urbanos.

 

Os pedidos de serviço relacionados com a recolha e tratamento de resíduos urbanos, passam agora a estar disponíveis nas áreas de atuação das concessionárias Valorminho, Resulima, Resiestrela e Valnor, num total de 51 municípios, sendo progressivamente ampliados a todas as 11 concessionárias do Grupo muito em breve.

 

Este serviço do Grupo EGF tem disponíveis os seguintes contactos:

 

CONTACTOS LINHA DA RECICLAGEM

Telefone Gratuito: 800 911 400

Website: www.linhadareciclagem.pt

Email: atendimento@linhadareciclagem.pt

 

A linha de atendimento funciona de segunda a sexta-feira, das 9h00 às 20h00, e do outro lado da linha encontrará operadores experientes que o vão ajudar com todas as dúvidas e questões para as quais precise de ajuda e que estejam relacionados com os resíduos e recursos que gerimos todos os dias.

Também poderá utilizar o novo website com informações úteis e de contacto mais fácil e direto, que permitem resolver com eficácia as suas questões.

 

Para mais informações sobre esta iniciativa, consulte o website www.linhadareciclagem.pt

 

 

 

O Recycle BinGo ganhou mais um prémio 15 DE DEZEMBRO DE 2021

A app Recycle Bingo ganhou um prémio na 6ª edição do Portugal Digital Awards 2021, na categoria Best Consumer & Professional Services Project.

 

O Portugal Digital Awards é uma iniciativa conjunta da IDC e da Axians que tem como objetivo, reconhecer e premiar a excelência de organizações, as suas equipas e líderes empresariais que, com visão e audácia, conduzem à transformação digital dos seus negócios, processos, produtos ou serviços e, consequentemente, da sociedade tal como a conhecemos.

 

A atribuição deste prémio decorreu no dia 14 de dezembro, à noite, na Cerimónia de Entrega de Prémios - Portugal Digital Awards 2021.

 

O jogo Recycle BinGo foi considerado o melhor projeto de transformação digital no setor dos Serviços.

 

Pode assistir ao momento da entrega a partir de 1h46 minutos e, celebrar com o grupo EGF e a Djomba este reconhecimento. Clique aqui: https://www.youtube.com/watch?v=msXPCdkDLYs

 

Conheça aqui todos os vencedores vencedores da 6ª edição do Portugal Digital Awards.: https://idcportugal.com/portugal-digital-awards-2021/vencedores/ 

 

Veja também a apresentação da app Recycle BinGo no IDC Digital Innovation Connection. https://www.youtube.com/watch?v=Z5iDLlvueow

Antonis Mavropoulos em evento da EGF 9 DE DEZEMBRO DE 2021

Antonis Mavropoulos é orador num evento da EGF.

 

A EGF em parceria com a Fnac vai organizar um evento diferenciador gratuito e aberto ao público em geral, sobre a temática da gestão de resíduos.

 

No dia 15 de dezembro, às 11h00, no Auditório da Fnac do Colombo iremos receber Antonis Mavropoulos, fundador e CEO da D-Waste e ex-Presidente da ISWA, para a apresentação do seu mais recente livro.

 

Defensor do ativismo científico e dos direitos humanos, Antonis Mavropoulos irá apresentar o seu livro mais recente, Industry 4.0 and Circular Economy: Towards a Wasteless Future or a Wasteful Planet?, do qual é co-autor com Anders Waage Nilsen, e que foi lançado em 2020.

 

Venha conhecer como pensa o homem que é um dos mais influentes investigadores na área da gestão de recursos e de resíduos, da economia circular e da sua relação com a indústria 4.0.

 

Os lugares são alocados por ordem de chegada e sujeitos à lotação máxima da sala. É obrigatório o uso de máscara, a apresentação de certificado de vacinação ou teste negativo à Covid19.

 

 

Consulte a agenda para saber em detalhe o programa do evento:

11h00: Boas vindas – Ana Loureiro, Diretora de Comunicação EGF

11h10: Intervenção - Lígia Pinto, Presidente da APESB: Associação Portuguesa de Engenharia Sanitária e Ambiental

11h20: Intervenção – Marta Neves, Administradora Executiva da EGF

11h30: Apresentação do livro “Industry 4.0 and Circular Economy: Towards a Wasteless Future Or a Wasteful Planet?” - Antonis Mavropoulos, Co-Autor

11h45: Perguntas e Respostas

 

Aceda ao link para mais informações sobre o evento https://www.facebook.com/events/950364255883603/

 

Saiba mais sobre o autor:

Antonis Mavropoulos é o fundador e CEO da D-Waste consultants. É também membro do Conselho Consultivo Internacional do Centro Internacional de Tecnologias Ambientais do PNUMA e consultor de estratégia para as fundações Let’s Do It e SEAQUAL.

Durante 4 anos foi Presidente da International Solid Waste Association (ISWA) e durante 8 anos foi Presidente do Comitê Técnico e Científico da ISWA.

Antonis está envolvido em projetos de gestão de resíduos sólidos há cerca de 25 anos em 30 países e tem uma ampla experiência de trabalho com o setor público e privado. Foi ele que inventou o Waste Atlas e projetou vários sistemas de informação e aplicativos móveis para fins de recuperação de recursos.

O seu mais recente livro“Industry 4.0 and Circular Economy” (em coautoria com Anders Waage Nilsen) aborda a dinâmica entre a quarta revolução industrial em curso e o desafio da economia circular.

Muitos dos seus trabalhos foram traduzidos para o árabe, chinês, hindu, italiano, português, romeno e espanhol e alguns deles podem ser encontrados on-line no blog https://wastelessfuture.com.

Por último, é importante refereir que Antonis acredita no ativismo científico, é um defensor dos direitos humanos e um amante do jazz.

 

Sobre o livro: https://wastelessfuture.com/thebook/

Projeto interessante do qual foi fundador: http://www.atlas.d-waste.com/

Suldouro inaugura Central de Triagem 26 DE NOVEMBRO DE 2021

A SULDOURO, concessionária da EGF, inaugurou hoje em Sermonde - município de Vila Nova de Gaia, a nova central de triagem de materiais, cofinanciada em 85% pela União Europeia através do POSEUR (Programa Operacional para a Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos), e que implicou um investimento no valor de 2,7 Milhões de Euros.

 

Este valor dá seguimento ao ciclo de investimentos dos últimos 6 anos no valor de 20M€, sendo que 4,6M€ foram investidos na recolha seletiva porta-a-porta, que abrange um potencial de 40.000 habitações e que permitiu aumentar esta recolha seletiva em mais de 60% neste período.

 

A nova central de triagem permite separar 4,5 toneladas por hora de embalagens para reciclar e garante, nesta fase, o trabalho direto a 39 trabalhadores.

 

A propósito desta iniciativa, Miguel Lisboa, Presidente do Conselho de Administração da empresa, refere que “estes investimentos permitem-nos afirmar que a Suldouro está empenhada no cumprimento das metas exigentes do país e que o novo ciclo de investimentos 2022-2024 permitirá dar continuidade aos objetivos ambiciosos definidos para a gestão de resíduos e de recursos”.

 

O evento contou com a presença do Ministro do Ambiente e da Ação Climática, João Pedro Matos Fernandes; da Secretária de Estado do Ambiente, Inês dos Santos Costa; do Presidente do Conselho de Administração da EGF, Emídio Pinheiro; do Presidente do Conselho de Administração da Suldouro, Miguel Lisboa; e dos Presidentes das Câmaras Municipais de Santa Maria da Feira e de Vila Nova de Gaia, Emídio Sousa e Eduardo Rodrigues, respetivamente.

 

 

_ 30 DE NOVEMBRO DE 2021

Os nossos bichinhos estão cada vez mais famosos!

 

Entre 8 a 12 de novembro, a app Recycle Bingo esteve em destaque nas Manhãs da Comercial.

 

Durante toda a semana o Pedro Ribeiro, o Vasco Palmeirim e a Vera Fernandes estiveram a promover e a falar sobre o jogo Recycle BinGo!

 

Muitos ensinamentos de como navegar no jogo, quem são os sábios, jogos e mais jogos e o melhor tudo, como pode ganhar prémios a reciclar.

 

O último dia foi dedicado ao novo serviço de atendimento da EGF, a Linha da Reciclagem.

 

800 911 400, o número público, nacional e gratuito que o vai ajudar a saber mais sobre a Reciclagem.

 

 

 

Ouça aqui todos os momentos nas Manhãs da Comercial:

 

Semana da Prevenção Resíduos 19 DE NOVEMBRO 2021

A EGF e as suas 11 concessionárias estão a promover atividades de redução, reutilização e reciclagem por todo o país, incluídas na Semana Europeia de Prevenção de Resíduos, que decorre entre 20 e 29 de novembro.

 

Em 2021, a Semana Europeia da Prevenção de Resíduos tem um foco temático muito atual, de forma a captar a atenção para as áreas de alto impacto relacionadas com os nossos hábitos de consumo insustentáveis enquanto sociedade.

 

O tema deste ano "Comunidades Circulares" desafia-nos a agir em conjunto para prevenir a produção de resíduos. Estes tempos difíceis destacaram o papel que as (pequenas) comunidades podem desempenhar na transição para padrões de consumo e produção sustentáveis.

 

Existe uma enorme necessidade dos cidadãos, investirem  e valorizarem localmente, procurando os benefícios de um desperdício zero e atividades circulares. Atualmente, a excessiva produção de resíduos é uma das principais ameaças da sociedade e do planeta. É importante parar e combater este problema entre todos.

 

Todos temos uma palavra, todos podemos participar em comunidade e ajudar a fortalecer a visão dos governos e autoridades locais de que não podem trabalhar isolados e que é necessária a participação de todos para prevenir a produção de resíduos: cidadãos e comunidades locais.

 

Mais informações sobre a Semana Europeia da Prevenção de Resíduos, aceda aqui: https://ewwr.eu/por/

 

A EGF, com as suas campanhas e atividades continua empenhada em promover a redução, reutilização e reciclagem em Portugal.

 

Descubra as atividades, no âmbito desta semana, que estão a ser desenvolvidas pelas empresas do Grupo:

 

EGF presente no Portugal Smart Cities 16 DE NOVEMBRO DE 2021

O Conceito “Smart Cities” é muito mais do que a mobilidade, as plataformas digitais ou a sustentabilidade. O principal objetivo de uma Smart City é a incorporação de todas estas áreas a fim de melhorar a vida dos cidadãos no mundo.

 

O PORTUGAL SMART CITIES SUMMIT é o local de convergência e o marketplace físico de criação de oportunidades para o mercado nacional e internacional.

 

Este ano, o evento irá decorrer entre os dias 16 e 18 de novembro, na FIL – Feira Internacional de Lisboa e conta com exposições, conferências, pitches, empresas, universidades, startups, câmaras municipais e muito mais debates.

 

A EGF marca presença no dia 18 de novembro, numa manhã dedicada aos Resíduos, Ambiente e Sustentabilidade.

 

 

 

 

Consulte o programa e participe neste debate:

 

Sessão de Abertura: Inês dos Santos Costa, Secretária de Estado do Ambiente

11h45 - 12h05: Abertura

Moderador: Emídio Pinheiro, Administrador da Mota-Engil Ambiente e Serviços e Presidente do Conselho de Administração da EGF

12h05 - 12h20:  From green growth to circular economy: waste management as catalyst of change

Antonis Mavropoulos, Former ISWA President and CEO of D-Waste

12h20 - 12h30: RRRCICLO Economia Circular de Guimarães

Dalila Sepúlveda, Chefe da Divisão de Serviços Urbanos na Câmara Municipal de Guimarães

12h30 - 12h40: Recycle BinGo – O jogo que dá prémios a quem recicla

Ana Loureiro, Diretora de Comunicação da EGF

12h40- 13h00: Q&A

 

Para mais informações e pré-registo clique em www.portugalsmartcities.fil.pt

Pode assistir ao evento em streaming em: https://www.youtube.com/user/FILCanal

EGF no 15º Fórum de Resíduos 9 DE NOVEMBRO 2021

A EGF apoia e participa nos dias 10 e 11 de novembro no 15º Fórum de Resíduos, um evento nacional organizado pelo Jornal Água e Ambiente, no SANA Malhoa Hotel, em Lisboa.

 

Este é um evento de referência que conta com o patrocínio da EGF e com a participação de 3 oradores que vão representar a EGF nos painéis de discussão dedicados aos cumprimento das ambiciosas metas de reciclagem, o arranque da recolha seletiva de bio resíduos à escala nacional ou o fim da deposição em aterro a 10% até 2035.

 

As intervenções de Marta Neves, Administradora Executiva, de Marta Correia, Responsável da Área Jurídica e de Filipa Pantaleão, Responsável pela Direção Técnica irão marcar a presença da EGF no evento.

 

Participe e consulte o programa completo do evento aqui http://www.ambienteonline.pt/15-forum-residuos/programa

 

 

EGF MAIS PRÓXIMA DOS CIDADÃOS 27 DE OUTUBRO 2021

A EGF iniciou hoje um novo serviço de contacto e apoio aos cidadãos – a Linha da Reciclagem, um serviço de atendimento PÚBLICO, GRATUITO e NACIONAL que foi criado para dar respostas eficazes ao cidadão, nomeadamente para responder a dúvidas, pedidos de informação, sugestões, reclamações, elogios e pedidos de serviço.

 

Os pedidos de serviço relacionados com a recolha e tratamento de resíduos urbanos, ainda só estão disponíveis nas áreas de atuação das concessionárias Resiestrela e Valnor, num total de 39 municípios, sendo progressivamente ampliados a todas as 11 concessionárias do Grupo muito em breve.

 

 

 

Este novo serviço do Grupo EGF, que inicia hoje, tem disponíveis os seguintes contactos:

 

CONTACTOS LINHA DA RECICLAGEM

 

Telefone Gratuito: 800 911 400

 

Website: www.linhadareciclagem.pt

Email: atendimento@linhadareciclagem.pt

 

A linha de atendimento funciona das 9h00 às 20h00, e do outro lado da linha encontrará operadores experientes que o vão ajudar com todas as dúvidas e questões para as quais precise de ajuda e que estejam relacionados com os resíduos e recursos que gerimos todos os dias. Também poderá utilizar o novo website com informações úteis e de contacto mais fácil e direto, que permitem resolver com eficácia as suas questões.

 

Para mais informações sobre esta iniciativa, consulte o website www.linhadareciclagem.pt

 

 

 

Valorlis oferece compostores domésticos 25 DE OUTUBRO 2021

Valorlis oferece compostores domésticos à população

Inscrições abertas para obter um compostor

 

A Valorlis vai alargar o seu programa de compostagem doméstica através da distribuição de 4.500 compostores, que serão entregues à população da sua área de intervenção em 2022, mediante a presença numa ação de sensibilização.

 

O alargamento do programa surge com o objetivo de contribuir para o desvio de resíduos urbanos biodegradáveis de aterro sanitário assim como responder aos pedidos e manifestação de interesse dos munícipes, e será dinamizado em estreita parceria com os Municípios e Juntas de Freguesia.

 

Poderão participar no programa de Compostagem desenvolvido pela Valorlis todas as famílias que possuam um pequeno espaço exterior na sua habitação (jardim, quintal ou horta) residentes nos concelhos da Batalha, Leiria, Marinha Grande, Pombal, Porto de Mós e Ourém e que tenham um agregado familiar igual ou superior a 2 pessoas.

 

Os munícipes interessados em obter um compostor gratuito devem inscrever-se no formulário disponível em www.valorlis.pt até 30 de novembro de 2021. Posteriormente, os munícipes são convocados para participar numa ação de sensibilização de cariz obrigatório e receber o compostor.

 

«Reconhecemos o potencial da prática de compostagem doméstica, na vertente da valorização da matéria orgânica e na sensibilização da população para práticas saudáveis e amigas do ambiente» refere a Administradora Delegado da Valorlis, Marta Loia Guerreiro. E acrescenta, «Pretendemos com este projeto proporcione condições para os munícipes reciclarem os resíduos que produzem nas suas habitações, com vantagens económicas e ambientais para todos».

 

A Compostagem Doméstica é um processo natural de reciclagem de matéria orgânica, que permite aproveitar os resíduos provenientes da cozinha e jardim e transformá-los num fertilizante rico em nutrientes a que se chama composto. Ao ser utilizado, o composto melhora as características do solo, permite diminuir a quantidade de fertilizantes químicos e diminui a quantidade de água necessária para rega.

 

Se tem um jardim, quintal ou horta, a compostagem doméstica é ideal para si!

 

O Projeto de Compostagem Doméstica lançado em 2007 pela Valorlis, marcou uma nova e significativa etapa no esforço pela redução de resíduos depositados em aterro, tendo possibilitado a valorização de 19.590 toneladas de resíduos, através da utilização de 8.836 compostores, que foram distribuídos gratuitamente nas ações de formação realizadas. Foram realizadas 205 ações de formação em Compostagem Doméstica em 62 freguesias dos seis municípios da área de influência da Valorlis e 3.000 visitas de monitorização, aconselhamento e intervenção junto das famílias detentoras de um compostor.

VALORSUL | ESTÁ A CHEGAR O CONTENTÃO 12 DE OUTUBRO 2021

A Valorsul, em parceria com os SIMAR de Loures e Odivelas, vai lançar um projeto inovador de recolha seletiva. Intitulado de “Contentão, um contentor com um grande coração” tem como objetivo envolver as comunidades locais na reciclagem, garantir a separação dos seus resíduos e através duma dinâmica de conversão em apoio financeiro, ajudar uma associação da sua freguesia.

 

Na prática, o Contentão é um espaço de grandes dimensões onde as famílias e o comércio podem entregar os seus recicláveis, sabendo que todo o material corretamente separado vai reverter a favor duma associação local.

 

A primeira fase do projeto arranca já em outubro nas freguesias de Bucelas e Odivelas. As associações para quem o apoio financeiro será canalizado, durante o primeiro ano, também já foram selecionadas pelo júri do projeto. Na freguesia de Bucelas será parceiro o Grupo Musical e Recreativo da Bemposta, uma coletividade com 70 anos e que, entre outros méritos, mantém viva a cultura e a tradição locais. Em Odivelas, será a Associação de Moradores das Colinas do Cruzeiro, que promete dinamizar a separação de recicláveis no bairro e na freguesia, angariando assim fundos para desenvolver a sua missão.

 

O Contentão vem dar continuidade à estratégia da Valorsul de aliar o crescimento da empresa à sua responsabilidade social, numa altura em que a maioria das associações se depara com dificuldades, devido à pandemia. Este projeto poderá contribuir anualmente com valores de contrapartida até 7.500€. E o montante a atribuir a cada associação, estará diretamente relacionado com a quantidade e a correta separação de recicláveis neste novo equipamento, durante todo o ano.

 

Mediante a adesão da população a este projeto piloto, o Contentão poderá chegar “com o seu grande coração” a todas as freguesias de Loures e Odivelas.

AMARSUL AJUDA QUEM MAIS PRECISA 24 DE SETEMBRO 2021

A Amarsul, continua a promover a campanha de responsabilidade social TONELADAS DE AJUDA, que se encontra em expansão em todas as concessionárias EGF e está direcionada para todas as organizações de apoio social (IPSS) localizadas na área de intervenção das suas concessionárias.

 

Esta campanha tem como objetivo valorizar todos os resíduos recicláveis que as instituições inscritas queiram entregar na Amarsul, nomeadamente embalagens de plástico, metal, papel, cartão e vidro, em troca de uma contrapartida financeira.

 

Para promover a iniciativa, a Amarsul e o Banco Alimentar Contra a Fome de Setúbal assinaram um protocolo em janeiro de 2021.

 

O Banco Alimentar Contra a Fome, de Setúbal no primeiro semestre de adesão à campanha, entregou 97.200 kg de papel/cartão, 3.130 kg de plástico/metal e 140kg de vidro nas instalações da Amarsul. O Banco Alimentar apoia 202 instituições nos 14 concelhos da sua área de intervenção, que vai de Almada a Odemira, 176 das quais localizadas na Península de Setúbal, que também participam e contribuem na separação e entrega de resíduos de embalagens recicláveis. A contrapartida financeira servirá para adquirir alimentos para reforçar cabazes de famílias apoiadas pela instituição.

 

RECICLE E AJUDE QUEM MAIS PRECISA!

 

COMO FUNCIONA A CAMPANHA TONELADAS DE AJUDA?

 

Esta nova Campanha consiste em valorizar todos os resíduos recicláveis que as instituições queiram entregar na Amarsul, nomeadamente, embalagens plásticas e metálicas, papel e cartão e embalagens de vidro.

 

Para participar é necessário inscrever-se na Amarsul através do e-mail comunicacao@amarsul.pt. Após receção dos dados será aberta uma ficha de cliente que funcionará como conta corrente por cada instituição de modo a quantificar o peso do material entregue, sendo depois disponibilizado um talão de pesagem.

 

ONDE?

 

As entregas dos materiais deverão ser efetuadas diretamente nas instalações da Amarsul, nomeadamente: Ecoparque do Seixal – Centro de Triagem, Ecoparque de Setúbal ou  Eco-transferência de Sesimbra (locais e horários disponíveis em https://www.amarsul.pt/pt/contactos/instalacoes/).

 

A iniciativa tem obtido adesão por parte da população e de várias entidades locais, que com o gesto da separação dos resíduos garantem a sua reciclagem e contribuem para a ajuda de quem mais precisa.

PRÉMIO ISWA 06 DE OUTUBRO 2021

A EGF trouxe para Portugal o 3.º prémio de comunicação da ISWA, atribuído durante o Congresso Mundial que está a decorrer em Atenas, Grécia.

 

A campanha tem sido premiada em vários fóruns, e vê agora reconhecida internacionalmente a sua prestação. Para mais informações sobre esta campanha, clique AQUI 

 

O segundo prémio foi atribuído a Oman e o primeiro para a China.

 

Para mais informações sobre os Prémios ISWA, clique AQUI 

PRÉMIO WSA PORTUGAL 01 DE OUTUBRO 2021

O Recycle BinGo ganhou o Prémio WSA Portugal 2021, na categoria Environment & Green Energy, um prémio atribuído pela APDC - Associação Portuguesa para o Desenvolvimento das Comunicações.

 

Esta é uma iniciativa para selecionar e promover o melhor conteúdo digital e aplicações inovadoras. O objetivo é tornar os benefícios da nova Sociedade da Informação acessíveis e significativos para toda a humanidade e, em particular, aumentar a consciência pública e dar o devido reconhecimento público à iniciativa baseada em aplicativos digitais da mais alta qualidade.

 

As inscrições são avaliadas pelo Grande Júri Nacional, que seleciona os 8 vencedores. Ser nomeado para este concurso nacional significa que este é o melhor produto do país em cada uma das 8 categorias. Todos os vencedores deste concurso nacional serão nomeados para o World Summit Award 2021 para participar do concurso global WSA.

 

O World Summit Award é uma iniciativa de premiação global baseada nas Nações Unidas com um foco claro na inovação digital com impacto social e relação com os ODS da ONU. Foi iniciada em 2003 no âmbito da Cimeira Mundial da ONU sobre a Sociedade da Informação (UN WSIS), realizada em Genebra, e coopera com a UNESCO e a UNIDO.

 

O objetivo declarado da conferência era tornar a Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) acessível a todos e eliminar a exclusão digital. O World Summit Awards (WSA) foi estabelecido como um meio para alcançar o objetivo definido e tem trabalhado desde então para colocar os objetivos da UN-WSIS em ação.

 

Mais informações sobre este prémio: WSA Portugal

VALORLIS | ECOVALOR 2021 21 DE SETEMBRO 2021

No dia 21 de setembro, a Administradora Delegada da Valorlis, Marta Guerreiro, visitou o Centro Escolar dos Parceiros, e na presença da Coordenadora do estabelecimento e da Presidente da Associação de Pais entregou o prémio que reconhece o excelente desempenho desta comunidade educativa no Programa Ecovalor.

 

Este prémio foi entregue no âmbito do Programa Ecovalor - concurso “Separa e Ganha no Amarelo e Azul”, onde as escolas foram desafiadas durante o ano letivo 2020/2021, a promover a recolha de resíduos domésticos recicláveis, nomeadamente embalagens de plástico e metal e/ou papel/cartão, que foram recolhidos pela Valorlis e posteriormente enviados para reciclagem.  

 

Foram 41 os estabelecimentos de ensino que participaram no Programa Ecovalor ano letivo 2020/21, mais de 20 mil participantes, entre alunos, famílias, professores e auxiliares que, apesar da pandemia, continuaram a implementar boas práticas de separação e enviaram para reciclagem 60 toneladas de resíduos recicláveis, 47 toneladas de papel/cartão, 13 toneladas de plástico/ metal.

 

Pelo excelente desempenho ambiental, as escolas participantes vão ser premiadas no início deste ano letivo, com mais de 2.500 euros para adquirirem materiais de ação pedagógica, bens materiais ou serviços que permitam melhorar a prática pedagógica.

 

As escolas que mais quilogramas de resíduos separaram por aluno foram: Jardim de Infância e 1º ciclo de Agodim, Colmeias e Centro Escolar dos Parceiros, ambas do concelho de Leiria, respetivamente com 45 kg por aluno e 30 kg por aluno.

 

“Este programa, tinha como objetivo aumentar os hábitos de reciclagem nas escolas e na comunidade evolvente, impulsionando a prática diária da separação dos resíduos recicláveis, explica Marta Guerreiro, Administradora Delegada da Valorlis e acrescenta “Com a suspensão das atividades presenciais nas escolas, as ações agendadas passaram para o formato online, continuando o trabalho fundamental de sensibilização ambiental promovido pela Valorlis, para implementar a  prática da separação nas instituições”.

 

O programa Ecovalor é um programa de educação e sensibilização ambiental dirigido às comunidades escolares e tem como objetivo aumentar as quantidades de material encaminhado para reciclagem, promover boas práticas ambientais, premiando aqueles que apresentarem melhor desempenho na separação das suas embalagens usadas.

 

O Programa Ecovalor, integra a oferta de educação ambiental da Valorlis que inclui ainda visitas, materiais informativos sobre a reciclagem e ações de sensibilização sobre o ciclo dos resíduos, á qual pretendemos dar continuidade.

 

O concurso “Separa e Ganha” vai manter-se no próximo ano letivo e as inscrições das escolas decorrem até 15 de outubro em www.valorlis.pt

 

EGF BOOST | O FUTURO COMEÇA AGORA 22 DE SETEMBRO 2021

A EGF realizou hoje um evento virtual interno no qual participaram cerca de 250 colaboradores e vários convidados, onde apresentou os projetos em curso e as novidades para os tempos mais próximos.

 

Numa lógica de partilha e promoção de sinergias, o evento e as informações transmitidas ficam disponíveis para conhecimento da comunidade e partes interessadas da EGF e das concessionárias, que são desafiadas a interagir connosco nos temas em que é possível construir pontes e mais valias conjuntas.

 

 

 

EGF presente na AGROGLOBAL 7 DE SETEMBRO 2021

A EGF volta a estar presente na maior feira agrícola nacional, que se realizará em Valada do Ribatejo nos dias 7, 8 e 9 de setembro. 

 

 

Neste evento, a EGF apresentará os corretivos orgânicos produzidos nas várias empresas do Grupo, assim como os benefícios da sua utilização.

 

 

Os corretivos orgânicos da EGF podem ser utilizados em vários tipos de culturas agrícolas – venha conhecer!

Para mais informação sobre os corretivos orgânicos EGF, clique aqui

AMARSUL | ECOVALOR 2020/2021 13 DE AGOSTO 2021

A 3ª edição 2020/2021 do Programa Ecovalor, na área da abrangência da Amarsul contou com a participação de 80 estabelecimentos de ensino inscritos, alcançando um universo de participação de 55.000 alunos. Com este programa, garantimos que os resíduos recicláveis recolhidos voltam ao ciclo de produção e transformam-se em matéria prima, sendo simultaneamente, as escolas premiadas pelo bom desempenho ambiental.

 

Nesta edição as escolas valorizaram 139.604 Kg de materiais recicláveis, sendo 48.529 kg de embalagens de plástico e metal, 85.602 kg de papel e cartão e 5.478kg de embalagens de vidro. De notar que sendo este um ano letivo atípico, devido à COVID-19, em que as escolas estiveram parte do ano letivo em ensino não presencial, estas demonstraram um envolvimento e interesses especiais pela reciclagem. Estão todos de parabéns: Municípios, Escolas, Instituições e todos os que se empenharam em separar.

 

Para incrementar a adesão aos programas, a Amarsul disponibilizou equipamentos para a deposição seletiva, nomeadamente, ecobags para as salas de aula, suportes metálicos e sacos para as zonas exteriores do recinto escolar, bem como formação.

 

O programa Ecovalor, distingue os estabelecimentos de ensino e instituições que separam maiores quantidades de resíduos em 3 concursos. Este ano, o primeiro lugar nos Concursos Separa e Ganha no Amarelo e no Azul foram conquistados pela “Santa Casa da Misericórdia de Almada”, já o Separa e Ganha no Verde, foi ganho pela “FCT - Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa”.

 

A Amarsul encontra-se a preparar a 4ª edição dos concursos ‘Separa e Ganha’. Todas as escolas que tenham interesse em antecipar o envio da sua candidatura, convidamos a preencher o formulário de adesão para garantir o seu lugar. Toda a informação encontra-se já disponível em www.amarsul.pt.

 

VALORMINHO | MERCADO A RECICLAR 10 DE AGOSTO 2021

A VALORMINHO, em parceria com o Município de Caminha, vai dinamizar no Mercado de Caminha e Vila Praia de Âncora, a ação de sensibilização ambiental, Mercado a Reciclar, esta quarta-feira dia 11 de agosto e na quinta-feira dia 12 de agosto.

 

Esta campanha inovadora, tem como objetivo incentivar a separação dos recicláveis nos mercados, o que irá permitir o seu encaminhamento para reciclagem, evitando a dispersão e promovendo a valorização dos resíduos recicláveis.

 

Com esta campanha a VALORMINHO pretende atribuir o galardão de “Mercado a Reciclar” aos mercados aderentes, que se destacam pelo compromisso de redução do impacte ambiental resultante do mercado, promovendo a gestão adequada dos resíduos.

 

Durante a manhã de quarta e quinta-feira, uma equipa da Valorminho e do município de Caminha vai estar no Mercado/feira de Caminha e Vila Praia de Âncora a sensibilizar e motivar os comerciantes para a correta separação dos recicláveis.

 

Esta campanha surge na dinâmica de proximidade da VALORMINHO aos seus municípios, na resolução de problemas comuns e contribui para uma cidadania ativa no domínio do desenvolvimento sustentável e para a construção de uma sociedade mais eficiente na utilização dos seus recursos.

 

A Ação no Mercado de Caminha e Vila Praia de Âncora é uma parceria da VALORMINHO com o Município de Caminha e conta também com a colaboração da empresa Luságua.

VALORMINHO | MERCADO A RECICLAR 09 DE AGOSTO 2021

A VALORMINHO, em parceria com o Município de Valença, vai dinamizar no Mercado de Valença, a ação de sensibilização ambiental, Mercado a Reciclar, esta quarta-feira dia 11 de agosto.

 

Esta campanha inovadora, tem como objetivo incentivar a separação dos recicláveis nos mercados, o que irá permitir o seu encaminhamento para reciclagem, evitando a dispersão e promovendo a valorização dos resíduos recicláveis.

 

Com esta campanha a VALORMINHO pretende atribuir o galardão de “Mercado a Reciclar” aos mercados aderentes, que se destacam pelo compromisso de redução do impacte ambiental resultante do mercado, promovendo a gestão adequada dos resíduos.

 

Durante a manhã, uma equipa da Valorminho vai estar no Mercado de Valença a sensibilizar e motivar os comerciantes para a correta separação dos recicláveis.

 

Esta campanha surge na dinâmica de proximidade da VALORMINHO aos seus municípios, na resolução de problemas comuns e contribui para uma cidadania ativa no domínio do desenvolvimento sustentável e para a construção de uma sociedade mais eficiente na utilização dos seus recursos.

 

A Ação no Mercado de Valença é uma parceria da VALORMINHO com o Município de Valença e conta também com a colaboração da empresa ECOAMBIENTE.

 

 

AMARSUL | GOLFINHO 06 DE AGOSTO 2021

O Golfinho que representa o movimento “O Futuro do Planeta não é reciclável”, está a percorrer a Península de Setúbal. Depois do sucesso no Almada Fórum, a partir de 7 de agosto, será possível visitar esta escultura, que foi produzida a partir de lixo marinho, na Casa da Baía em Setúbal, numa iniciativa promovida pela Amarsul e Município de Setúbal.

 

Esta sala de visitas da região de Setúbal, integra uma galeria de exposições e o Centro Interpretativo do Roaz do Estuário do Sado, criado com o objetivo de valorizar e difundir o conhecimento sobre a comunidade de golfinhos sadina.

 

A entrada para a exposição “Golfinho a Saltar Fora de Água” é gratuita e o espaço está disponível ao público todos os dias das 09h30 às 20h00.

 

Promoção Recycle Bingo

 

A Amarsul continua a convidar todos os utilizadores do Recycle BinGo que se encontrem nas praias da sua área de intervenção, a reciclarem à beira-mar durante o verão! E a fazer check-in na Casa da Baía, em Setúbal, junto à famosa escultura do Golfinho do Xico Gaivota. Os utilizadores têm a possibilidade de ganhar 1 badge + 6 Ecomoedas (o dobro do que é dado normalmente) e ainda se podem habilitar a um prémio especial. A app encontra-se disponível na App Store e no Google Play.

 

Ficha Técnica do Golfinho

 

Com aproximadamente 2,5 m de altura e cerca de 150 kg, esta obra foi desenvolvida pelo Xico Gaivota exclusivamente com fragmentos de lixo não manipulados e sem o uso de quaisquer colas ou tintas durante a sua produção. Todos os materiais que o artista utiliza nas suas peças são recolhidos pelo próprio em praias não concessionadas da costa portuguesa. A obra desenvolvida integra a campanha “O Futuro do Planeta não é reciclável”, que mostra o que acontece aos resíduos depois de separados nos ecopontos e tem como objetivo provocar a consciência dos portugueses, levando-os a adotar comportamentos ambientais adequados, no sentido de proteger o planeta. O processo é simples: reduzir, reutilizar e reciclar.

 

Para mais informações sobre o jogo mais amigo do planeta visite: www.recyclebingo.pt

 

Para ver o making of da criação da peça, aceder a https://www.youtube.com/watch?v=3A8_FoebR_A

 

Mais informações sobre o artista em www.xicogaivota.com

 

Mais informações sobre a campanha em www.egf.pt/o-futuro-do-planeta-nao-e-reciclavel/

 

 

VALORLIS | ECOPRAIAS 30 DE JULHO 2021

A Valorlis irá marcar presença nas praias da região, durante o mês de agosto, com a campanha Eco Praias.  A campanha Eco Praias, realizada em parceria com o Municípios da região, contará com ações de sensibilização destinadas aos veraneantes e ao canal HORECA, comércio e serviços.

 

As equipas da Valorlis estarão junto à entrada de cada praia a distribuir sacos de papel e convidar a população a separar corretamente os seus resíduos para que, no final da ida à praia, a mesma permaneça limpa e os resíduos produzidos encaminhados para reciclagem.

 

Esta iniciativa prevê também ações de sensibilização junto dos estabelecimentos comerciais e canal HORECA, onde serão dados a conhecer os ecopontos existentes e esclarecer dúvidas sobre a correta separação dos resíduos.

 

Durante estas ações será promovido o Recycle BinGo, uma aplicação que funciona como um jogo, que pretende premiar o bom desempenho ambiental dos cidadãos. A missão principal é fazer visita ao ecoponto habitual e separar os seus resíduos. Ao fazermos check-in desbloqueamos um conjunto de simpáticos bichinhos, os EcoGifts, com os quais vamos preenchendo os nossos cartões BinGo. As EcoMoedas ganhas podem ser trocadas por prémios, como, vales de desconto no supermercado e muito mais.

 

Além desta missão principal o Recycle BinGo vai lançando missões especiais, e durante o mês de agosto, ao fazer check-in num dos ecopontos das Ecopraias Valorlis, os utilizadores têm a possibilidade de ganhar o dobro das Ecomoedas que ganham habitualmente.

 

Marta Loia Guerreiro, Administradora Delegada da Valorlis, explica “Com esta iniciativa a Valorlis pretende incentivar a população a adotar hábitos de reciclagem em momentos de lazer, recordando a importância de não deixar resíduos no areal e encaminhando-os para reciclagem”. E acrescenta “Estamos empenhados garantir que a valorização de resíduos produzidos nas praias da região continue a ser efetuada da forma mais sustentável e contamos com a ajuda da população”.

 

Calendário das ações:

 

 

Para mais informações sobre o jogo mais amigo do planeta visite www.recyclebingo.pt e acompanhe a iniciativa nas redes sociais Facebook, Instagram e Linkedin.

ALGAR | PROGRAMA ECOVALOR 23 DE JULHO 2021

O Programa Ecovalor tem como objetivo promover boas práticas ambientais em estabelecimentos de ensino, premiando aqueles que apresentam melhor desempenho na reciclagem das suas embalagens usadas.

 

CONCURSO SEPARA E GANHA!

 

O concurso “Separa e ganha”, que integra este projeto, tem como objetivo premiar as escolas que reciclam as suas embalagens usadas.

 

Esta iniciativa beneficia as escolas dando-lhes apoio logístico (suportes para sacos, sacos e a recolha seletiva), acrescido de ações de sensibilização realizadas por monitores de ação ambiental.

 

Com a suspensão das atividades presenciais nas escolas, entre janeiro e março deste ano, muitas das ações agendadas com as escolas passaram para o ONLINE.

 

Foram 94 os estabelecimentos de ensino que participaram no Programa Ecovalor ano letivo 2020/21, mais de 31 mil participantes, entre alunos, professores e auxiliares que, apesar da pandemia, implementaram boas práticas de redução e reutilização de resíduos e, reciclaram 588 toneladas de embalagens.

 

Todas estas escolas encaminharam para reciclar 216 toneladas de papel e cartão, 210 toneladas de vidro e 162 toneladas de plástico, metal e pacotes de bebida. O material separado pelos alunos foi encaminhado para valorização e cada escola receberá o seu prémio em função da quantidade reciclada.

 

A Algar irá atribuir prémios às escolas, por cada tonelada de plástico/metal, papel/cartão e vidro, que os estabelecimentos de ensino conseguiram encaminhar para reciclagem, durante o ano letivo 2020/21.

 

Algumas das escolas que participaram no ECOVALOR, para além das embalagens recicláveis, também se dedicaram à separação dos resíduos de equipamentos elétricos e eletrónicos, fruto de uma parceria entre a Algar e a Eletrão, o que resultou num total de 21.067 kg encaminhados para valorização. Estas escolas receberão uma bonificação extra pelo seu desempenho.

 

QUERO INSCREVER A MINHA ESCOLA NO PROGRAMA ECOVALOR E PARTICIPAR NO CONCURSO “SEPARA E GANHA”. O QUE DEVO FAZER?

 

O concurso “Separa e Ganha” vai manter-se no próximo ano letivo. A Algar já está já a receber inscrições de escolas que pretendem antecipar o envio da sua candidatura preenchendo o formulário de adesão para garantir o seu lugar. Caso a sua escola deseje proceder de igual forma, poderá consultar mais informação no nosso website (www.algar.com.pt) e/ou contactar-nos diretamente através da Linha Verde 800 203 251 | Email gci@algar.com.pt.

 

 

Legenda: Os dados apresentados no gráfico acima são referentes aos concelhos que aderiram ao concurso escolar “Separa e Ganha” 2020/21.

AMARSUL | EXPOSIÇÃO "GOLFINHO" 09 DE JULHO 2021

O artista plástico Xico Gaivota juntou-se ao movimento “O Futuro do Planeta não é Reciclável” e criou a escultura de um golfinho, a partir de lixo marinho, por ser uma das espécies marinhas mais icónicas, despertando assim a atenção de mais portugueses para a reciclagem. A exposição desta obra irá decorrer gratuitamente, no Almada Forum, de 10 de julho a 5 de agosto, no horário de funcionamento do centro comercial, numa iniciativa promovida pela Amarsul e Câmara Municipal de Almada.

 

Após esta data, a peça continuará em digressão por vários espaços em todo o país.

 

Com aproximadamente 2,5 m de altura e cerca de 150 kg, esta obra foi desenvolvida exclusivamente com fragmentos de lixo não manipulados e sem o uso de quaisquer colas ou tintas durante a sua produção. Todos os materiais que o artista usa nas suas peças são recolhidos pelo próprio em praias não concessionadas da costa portuguesa.

 

Xico Gaivota é habitualmente reconhecido pelas suas intervenções para a consciencialização e sensibilização global sobre o lixo existente no mar. Há vários anos que percorre quilómetros pelas praias nacionais, de norte a sul, recolhendo plásticos e outros materiais que se tornam na matéria-prima para as suas criações originais, onde a temática dos animais marinhos é constante.

 

A obra desenvolvida integra assim a campanha “O Futuro do Planeta não é Reciclável”, que mostra o que acontece aos resíduos depois de separados nos ecopontos e tem como objetivo provocar a consciência dos portugueses, levando-os a adotar comportamentos ambientais adequados, no sentido de proteger o planeta. O processo é simples: reduzir, reutilizar e reciclar.

 

Durante o período da exposição no Almada Forum, a Amarsul associou-se ao Recycle BinGo, uma app que terá uma promoção especial Eco Praias, para todos os que façam download da app disponível na App Store e no Google Play e check-in junto ao Golfinho. Os utilizadores têm a possibilidade de ganhar 1 badge + 6 Ecomoedas (o dobro do que é dado normalmente) e ainda se podem habilitar a um prémio especial.

 

Para mais informações sobre o jogo mais amigo do planeta visite: www.recyclebingo.pt

 

Para ver o making of da criação da peça, aceder a https://www.youtube.com/watch?v=3A8_FoebR_A

 

Mais informações sobre o artista em www.xicogaivota.com

 

Mais informações sobre a campanha em www.egf.pt/o-futuro-do-planeta-nao-e-reciclavel/

 

RESINORTE | PROGRAMAS DE TEMPOS LIVRES 08 DE JULHO 2021

No âmbito da sua estratégia de comunicação e sensibilização ambiental, a RESINORTE acaba de lançar ações de sensibilização direcionadas para os programas de Ocupação de Tempos Livres dos municípios da sua área de intervenção.

 

Estas ações de sensibilização têm como objetivo reforçar, junto da comunidade jovem, o papel da reciclagem e alertar para a importância da correta separação dos resíduos urbanos.

 

Com a utilização de jogos didáticos alusivos ao tema, é assim fomentado o espírito participativo e crítico dos participantes, mudando e alertando consciências para os problemas ambientais que afetam o nosso planeta.

 

As temáticas apresentadas nesta iniciativa assentam na Redução, Reutilização e Reciclagem, substituindo o conceito de fim de vida pelo de economia circular.

 

AMARSUL | ECO PRAIAS 07 DE JULHO 2021

Sendo a Amarsul a empresa responsável pelo tratamento e valorização dos resíduos sólidos urbanos, e de referência no setor ambiental na região da península de Setúbal, está de volta com a campanha Amarsul Eco Praias, para garantir que a valorização de resíduos produzidos nas praias da região continue a ser efetuada da forma mais sustentável.

 

Nos meses de julho e agosto, a Amarsul irá marcar presença em 41 praias da Península de Setúbal, com uma campanha que visa sensibilizar a população para a importância de reciclar à beira mar, à beira rio, sempre e em todo o lado.

 

A campanha Amarsul Eco Praias efetuada em parceria com o Municípios da região, contará com ações de sensibilização, junto à entrada de cada praia, em que as equipas da Amarsul vão distribuir sacos de papel e convidar a população a separar corretamente os seus resíduos para que, no final da ida à praia, a mesma permaneça limpa.

 

Todos podem e devem utilizar os ecopontos para colocar em separado as embalagens de plástico/metal, papel/cartão e vidro e contribuírem para um melhor ambiente.

 

Com esta iniciativa a Amarsul pretende sensibilizar, especialmente, os grupos que organizam espontaneamente convívios na praia e que acabam por produzir muitos resíduos. Como estes resíduos não são colocados no contentor correto, nomeadamente as embalagens de vidro, que são depositadas no lixo comum, não podem assim ser valorizadas e recicladas. Pretende recordar as regras da separação, para não se esquecerem de não deixarem resíduos na praia, desviando-os desta forma do aterro e dos oceanos.

 

A Amarsul terá uma promoção especial Eco Praias, uma vez que se associou ao Recycle BinGo, uma app que utiliza a geolocalização para verificar quando um utilizador está junto do seu Ecoponto recompensando-o em cada visita. O utilizador vai juntando EcoMoedas, que depois poderá trocar por prémios (como EcoBags, vales de desconto no supermercado, lojas, conteúdos multimédia, entre outros.).

 

Durante os meses das ações de sensibilização em julho e agosto, ao fazer check-in num dos ecopontos das Ecopraias Amarsul, os utilizadores têm a possibilidade de ganhar 1 badge + 6 Ecomoedas (o dobro do que é dado normalmente) e ainda se podem habilitar a um prémio especial. Basta instalarem o Recycle BinGo que se encontra disponível na App Store e no Google Play. E agora é ajudarem-nos a espalhar o bichinho da reciclagem. Contamos com todos!

 

Para mais informações sobre o jogo mais amigo do planeta e sobre as praias abrangidas visite www.recyclebingo.pt, acompanhe a campanha em www.amarsul.pt e nas redes sociais Facebook, Instagram e Linkedin.

RELATÓRIO DE SUSTENTABILIDADE 2020 07 DE JULHO 2021

Sob o mote “Unidos por todos, refletimos o amanhã“, a Mota Engil publicou o Relatório de Sustentabilidade de 2020, publicação para a qual a EGF e as várias Concessionárias contribuíram com informação específica sobre a sua atividade.

Nesta publicação é possível encontrar informação Ambiental, Social e Económica específica sobre a atividade de tratamento e valorização de resíduos, entre outra informação útil nos vários setores em que o Grupo Mota-Engil atua.


Para mais informações e download: Relatório de Sustentabilidade Monta-Engil 2020

 

 

 

 

RESULIMA | III ENLU 02 DE JULHO 2021

A Resulima, representada por Rui Silva, Administrador Executivo da empresa, participou no dia 1 julho, no III ENCONTRO NACIONAL LIMPEZA URBANA com o tema “ Biorresíduos: Realidade Aumentada “.

 

Organizada pela Associação Limpeza Urbana - Parcerias para Cidades + Inteligentes e Sustentáveis é uma iniciativa dedicada ao tema da limpeza urbana realizada em Portugal e reúne as autarquias de norte a sul do país, empresas municipais, empresas fornecedoras de equipamentos e serviços, entidades do Estado, instituições de ensino e investigação, empresas privadas de gestão de resíduos.

 

Assista aqui ao vídeo da conferência. 


SRS 2021 | CONFERÊNCIA 26 DE JUNHO 2021

A EGF, representada por Ana Loureiro, participou no dia 25 de junho, do PITCH CHALLENGE do Reconhecimento De Práticas Em Responsabilidade Social E Sustentabilidade, organizado pela Associação Portuguesa de Profissionais dos Espetáculos e Eventos.

 

Nesta sessão foi dada a oportunidade às organizações portuguesas candidatas à 7ª Edição do Reconhecimento de Práticas em responsabilidade social e sustentabilidade de apresentarem os seus projetos e resultados alcançados.

 

Assista à apresentação a partir da 1:10:13 aqui.

 

 

VALORSUL | VAMOS LIMPAR A EUROPA 02 DE JULHO 2021

O movimento “Vamos Limpar a Europa” surgiu em 2015 e é acompanhado pela Valorsul desde o primeiro momento. Este movimento tem por objetivo sensibilizar os cidadãos para as questões ambientais, em especial para os resíduos abandonados em espaços naturais e a necessidade de limpeza desses espaços.

 

A edição de 2021 deste projeto decorre de 09 de maio a 28 de novembro de 2021 e a Valorsul é mais uma vez a entidade coordenadora desta iniciativa para os seus 19 municípios. Se quiser fazer a diferença e participar deste movimento pode contar com o apoio da Valorsul.

 

O projeto “Vamos Limpar a Europa”, este ano, tem uma maior duração, para dar oportunidade a todos os interessados de organizarem eventos de limpeza compatíveis com as condições climatéricas, sempre com respeito das restrições impostas pela situação pandémica.

 

Em 2021, pela primeira vez, é possível organizar e inscrever ações de plogging - uma prática desportiva que faz bem à saúde e ao ambiente ao combinar corrida com recolha de lixo: incentiva as pessoas à prática de exercício físico e também à recolha de lixo durante a sua prática, com o objetivo de tornar os espaços mais limpos.

 

Mais informação sobre esta iniciativa, de âmbito europeu, está disponível no site da Valorsul, incluindo sobre a inscrição das ações de limpeza.

 

Todos podem participar e organizar uma ação, desde grupos de vizinhos, individualmente, autarquias, empresas, escolas, associações, etc.

EGF | JORNAL DE NEGÓCIOS 02 DE JULHO 2021

Emídio Pinheiro, Presidente do Conselho de Administração da EGF, esteve à conversa com o Jornal de Negócios sobre Sustentabilidade.

 

«Para Emídio Pinheiro, a sustentabilidade deve fazer parte do nosso ADN, “não faz sentido desenvolvermos atividades novas que não sejam completamente influenciadas pelos sistemas da sustentabilidade, em que temos de poupar nos recursos, ser mais eficientes, inovadores, próximos dos cidadãos, valorizar as pessoas, tudo isto que está incluído nestes Objetivos de Desenvolvimento Sustentável“.»

 

Veja aqui a entrevista completa.

 

 

 

 

 

 

RESIESTRELA | "JOVENS E O AMBIENTE" 23 DE JUNHO 2021

A Resiestrela – Gestão, Valorização e Tratamento dos Resíduos Urbanos nos municípios de Almeida, Belmonte, Celorico da Beira, Covilhã, Figueira de Castelo Rodrigo, Fornos de Algodres, Fundão, Guarda, Manteigas, Meda, Penamacor, Pinhel, Sabugal e Trancoso lança concurso denominado “Jovens e o Ambiente”.

 

Este concurso, tem como objetivo valorizar as aptidões artísticas dos jovens, promover o debate sobre o tema da reciclagem e contribuir para o esclarecimento de dúvidas sobre a separação dos resíduos recicláveis, através da realização de vídeos com a temática do ambiente/reciclagem, que serão publicados e votados no Facebook da Resiestrela.

 

Apesar de todos os constrangimentos provocados pela Pandemia Covid19, a Resiestrela reconhece a importância de se implementarem ações de comunicação que incentivem os jovens a participar em ações promovidas pela Resiestrela, sem colocar a saúde e a segurança dos mesmos em risco.

 

Com a participação das Atividades de Tempos Livres, promovidos pelos Municípios, escolas ou por entidades particulares. Este concurso, vai proporcionar vários momentos divertidos a crianças e jovens, para que se possam abstrair do problema que nos assola neste momento.

 

A dinâmica da ação vai ser desenvolvida da seguinte forma:

 

Destinatários: Atividades de Tempos Livres, promovidos pelos Municípios, escolas ou entidades particulares, dos 14 Municípios da área de abrangência da Resiestrela.

 

Tipologia: Vídeo com a temática Ambiente/Reciclagem.

 

Inscrições: Enviar o Formulário de Inscrição, para comunicacao@resiestrela.pt, até dia 06 de julho de 2021.

 

Receção dos trabalhos: Os vídeos devem ser enviados até o dia 15 de julho de 2021.

 

Seleção dos Trabalhos / Prémios: os vídeos a concurso serão publicados e votados na página do Facebook da Resiestrela (22 a 30 de julho de 2021). O vencedor será anunciado nas redes sociais no dia 04 de agosto de 2021.

 

Prémio: O vídeo vencedor receberá como prémio T-shirts “O FUTURO DO PLANETA NÃO É RECICLAVEL”, Tatuagens “O FUTURO DO PLANETA NÃO É RECICLAVEL” e Folhetos e autocolantes com as regras da separação dos resíduos.

RESINORTE | 1ª CORRIDA DO AMBIENTE 7 DE JUNHO 2021

No dia 05 de junho, o Dia Mundial do Ambiente, a RESINORTE promoveu a 1º Corrida do Ambiente, nas instalações da empresa em Codessoso - Celorico de Basto.

 

Esta iniciativa, organização conjunta entre a Associação de Atletismo de Braga, o Atlético de Codessoso e a RESINORTE, teve provas para todos escalões, incluindo os veteranos e desporto adaptado, e uma prova exclusiva para os colaboradores da EGF, uma “Milha RESINORTE / EGF ”.

 

Agradecemos a participação de todos os atletas e felicitamos os vencedores!

EGF NO EVENTO "PRÁTICAS E ATITUDES" 26 DE MAIO 2021

A EGF participou no evento “Os portugueses e a reciclagem de embalagens: práticas e atitudes”, organizado pela Sociedade Ponto Verde, onde foram apresentados e discutidos os resultados do estudo “Práticas e representações sobre resíduos e reciclagem”, desenvolvido em parceria com o Instituto de Ciências Sociais. Este estudo pode ser conhecido aqui.

 

Emídio Pinheiro, Presidente do Conselho de Administração da EGF, deu destaque ao papel das empresas de gestão de resíduos na comunicação e educação dos cidadãos e à importância de uma atuação sinérgica por parte de todas as entidades para alcançar objetivos comuns. Este evento contou ainda com uma mesa redonda onde foram debatidos temas de elevada importância a quem tem responsabilidades na comunicação com os cidadãos que a EGF aconselha a conhecer.

RESINORTE | CAMPANHA DE SENSIBILIZAÇÃO 17 DE MAIO 2021

No âmbito da comemoração do Dia Internacional da Reciclagem, a RESINORTE, o Hospital da Senhora da Oliveira - Guimarães e Vitória Sport Clube juntam-se uma vez mais, para assinalar esta data de extrema importância para o Ambiente.

 

Esta iniciativa é assinalada com o lançamento de um vídeo institucional, que tem como objetivo sensibilizar a população para a correta separação de resíduos e utilização dos ecopontos existentes.

 

Esta é mais uma iniciativa desta parceria de sensibilização ambiental que iniciou no início do mês de maio.

 

Porque não existe um plano b para o nosso planeta, e só juntos conseguiremos com que este seja mais sustentável no Futuro, pois o futuro do planeta não é reciclável.

 

Veja aqui o vídeo.

 

 

 

 

RESIESTRELA | PROJETO UNITA 11 DE MAIO 2021

A Resiestrela – Gestão, Valorização e Tratamento dos Resíduos Urbanos nos municípios de Almeida, Belmonte, Celorico da Beira, Covilhã, Figueira de Castelo Rodrigo, Fornos de Algodres, Fundão, Guarda, Manteigas, Meda, Penamacor, Pinhel, Sabugal e Trancoso é parceira local da Universidade da Beira Interior, no âmbito do projeto UNITA.

 

A Universitas Montium (UNITA) é uma aliança de universidades europeias, criada oficialmente no dia 6 de novembro de 2020, data do kick off meeting, e é um dos projetos apoiados pela Comissão Europeia com o objetivo de modernizar o Ensino Superior da União Europeia.

 

Esta aliança, que agrega cerca de 165.000 estudantes e 13.000 colaboradores, é composta por seis instituições de ensino superior de cinco países: Università Degli Studi di Torino (UNITO) - Itália, que foi líder da candidatura, Universidade da Beira Interior (UBI) - Portugal, Université de Pau et des Pays de L’Adour (UPPA) - França, Université Savoie Mont-Blanc (USMB) - França, Universitatea de Vest din Timisoara (UVT) – Roménia e Universidade de Zaragoza (UNIZAR) - Espanha.

 

Os objetivos gerais da UNITA, estão assentes em três eixos estratégicos - economia circular, energias renováveis e herança cultural, que podem ser resumidos nos pontos seguintes:

 

  • Construir excelentes alianças transnacionais de universidades, explorando didáticas inovadoras cocriadas por estudantes, colaboradores e atores locais, com uma visão de longo prazo e impacto transformacional nos sistemas de educação;

 

  • Colocar as universidades no centro do desenvolvimento cultural e económico dos seus ecossistemas locais, reduzindo as desigualdades entre as regiões centrais e periféricas por meio da sustentabilidade e do desenvolvimento de áreas rurais e montanhosas;

 

  • Promover a cidadania, a identidade e os valores e europeus;

 

  • Construir uma área europeia de educação para promover uma transição digital e verde;

 

  • Promover políticas de inclusão a todos os níveis;

 

  • Aumentar a atratividade das instituições europeias de ensino;

 

Assim sendo, a Resiestrela contribuirá com a sua experiência local e pelas ações diretas relacionadas com a gestão de resíduos, de uma forma sustentável.

 

Como referência social e ambiental nesta região, a Resiestrela tem como objetivo impulsionar processos inovadores e de criação de valor, através de diversas infraestruturas de apoio, nomeadamente: Aterro Sanitário, centrais de triagem, centrais de recuperação de energia, centrais de tratamento de resíduos mecânicos e biológicos, ecocentros e estações de transferência de resíduos.

 

Através destas infraestruturas. Produz-se energia elétrica a partir de resíduos sólidos, que é canalizada para a Rede Elétrica Nacional; encaminha para reciclagem resíduos de embalagens de plástico/metal, papel/cartão e vidro; e produz fertilizantes orgânicos (produção agrícola) a partir de compostos orgânicos, que podem ser aplicados ao solo.

 

Com este projeto, a Resiestrela vai ter a oportunidade de impulsionar o seu networking de forma a incrementar as suas ações futuras, introduzindo conceitos e tecnologias adequadas ao uso racional da energia.

VALNOR | Novo Investimento 10 DE MAIO 2021

A Valnor vai requalificar e ampliar a instalação de Central de Valorização Orgânica (CVO) localizada no Centro Integrado de Valorização e Tratamento de Resíduos Sólidos, com um investimento de 980 mil euros, financiado em 85%. Este investimento resulta de uma candidatura aprovada pelo POSEUR que contempla a criação de uma zona dedicada à receção de RUB de recolha seletiva e a ampliação da área coberta destinada à maturação dessa fração, no TMB de Avis, nomeadamente:

 

Ação 1 - Zona dedicada à receção de RUB de recolha seletiva - Contempla a criação de uma zona individualizada para receção de RUB, em local contiguo, mas fisicamente separado da zona de receção de RU de recolha indiferenciada, assegurando que as frações não sofrem qualquer mistura.

 

Ação 2 – Ampliação e Otimização da Capacidade de Processamento

 

Esta ação, compreende a ampliação e otimização da capacidade de processamento de RUB contemplando a instalação de um novo tapete de alimentação apto a transportar as quantidades de RUB que a VALNOR receba. O novo tapete de alimentação promoverá o encaminhamento dos RUB para o equipamento de abertura de abre-sacos, sendo alimentado diretamente por pá carregadora.

 

Ação 3 – Ampliação da Cobertura do Parque de Maturação

 

A Ação 3 contempla a ampliação da área coberta do parque de maturação do TMB, gerando condições adequadas para a adequada valorização dos RUB com origem na recolha seletiva, numa área de cerca de 4 050 m2.

 

Ação 4 – Modificação e Ampliação do Sistema de Comando e Controlo Operacional

 

As Alterações que se pretendem executar no TMB irão originar a necessidade de alterações processuais de funcionamento da instalação. A implementação da operação  criará condições para a receção dedicada de RUB de recolha seletiva, incrementando o potencial de valorização desses resíduos e possibilitando à VALNOR garantir o cumprimento das metas estabelecidas na Diretiva Quadro dos Resíduos e preparando a infraestrutura beneficiada para o cumprimento de futuros desafios que venham a ser colocados.

 

Esta operação, em resumo, contempla a criação de uma linha de bio resíduos, a criação de uma zona de receção e a modificação e ampliação do sistema de comando e controlo operacional.

 

São novos desafios em que ganhamos todos – ganha a região, ganha o Ambiente!

AMARSUL | PROJETO TAMPAS 10 DE MAIO 2021

A Amarsul, em parceria com os Municípios, continua empenhada em garantir uma prestação de serviço de excelência, pelo que informam que vão avançar com a substituição das tampas azuis dos contentores que disponibilizaram no Município do Barreiro.

 

A operação de substituição das tampas que tem como objetivo, facilitar a colocação do papel e cartão para reciclar, teve início no Município de Alcochete, passando pelo Município da Moita em fevereiro deste ano e, a partir de hoje, dia 10 de maio, encontra-se a decorrer no Município do Barreiro.

 

Esta intervenção em mais de 3.500 ilhas ecológicas será executada em articulação com os Municípios abrangidos, para juntos, contribuirem para que a população separe tudo sempre e em todo o lado. Este projeto que contou com o apoio e cofinanciamento do POSEUR – Programa Operacional de Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos, visa aumentar e otimizar as quantidades de recicláveis separados na origem.

 

Outro dos locais privilegiados para depositar objetos de grandes dimensões como colchões, móveis, sofás e afins, bem como ramagens de árvores, restos de jardim e resíduos recicláveis, é o Ecocentro do Barreiro, localizado na Rua Mártires da Guerra Colonial, no Lavradio. A receção deste tipo de materiais é gratuita e encontra-se disponível para a população de 2ª a 6ª das 9h às 18h e ao sábado das 9h às 12h30, encerrando aos domingos e feriados.

 

 

VALORLIS | ECOPORTA 4 DE ABRIL 2021

A Valorlis em conjunto com a Sociedade Ponto Verde vai retomar este fim de semana a dinamização da iniciativa Ecoporta, que ficou suspensa em novembro de 2020.

 

Com o mote “Separe as Embalagens. Nós recolhemos. Todos reciclamos.” A iniciativa consiste numa equipa de monitores que irá percorrer as habitações das zonas abrangidas pelo Projeto Ecoporta: Picassinos, Comeira (Marinha Grande), Casal do Ralha, Mouratos (Leiria) de modo a sensibilizar a população para a existência de um serviço gratuito de recolha de resíduos recicláveis porta a porta que, para funcionar em pleno, deverá contar com o envolvimento e participação de todos.

 

Esta iniciativa irá dar continuidade à sensibilização junto da população, à distribuição de sacos e ecobags para separação de resíduos e ainda o levantamento dos hábitos de reciclagem, através da realização de um questionário.

 

Com uma nova abordagem, mais próxima do cidadão, o objetivo da iniciativa Ecoporta é envolver os cidadãos mostrando que podem fazer parte da solução ao reciclar sem sair de casa.

 

“O nosso principal objetivo é que os habitantes das zonas abrangidas adiram ao serviço gratuito que lhes proporcionamos, separando os seus resíduos de papel e plástico corretamente. Cada um separa os seus resíduos, a Valorlis recolhe-os porta a porta e todos juntos fazemos a diferença”, afirma Marta Guerreiro, Administradora Delegada da Valorlis.

 

Para Ana Isabel Trigo Morais, CEO/Administradora Delegada da SPV, “a recolha porta a porta é um serviço essencial para garantir o encaminhamento de embalagens para tratamento e valorização em algumas zonas do nosso país. Iniciativas como a Ecoporta permitem garantir a correta informação e sensibilização dos cidadãos para que estes conheçam o serviço e entendam que só com a sua participação é possível fazê-lo de forma eficaz.”

 

Serviço de Recolha Porta a Porta

 

A Valorlis tem implementado o serviço de Recolha Porta a Porta, desde 2001 junto da população, nas zonas de Picassinos/Comeira, no Concelho da Marinha Grande e Mouratos/Casal do Ralha no Concelho de Leiria. Os habitantes das zonas abrangidas armazenam os seus resíduos de plástico e metal, papel e cartão nos sacos azuis e amarelos fornecidos pela Valorlis e nos dias determinados (3ªf e 6ªf) colocam-nos à porta da sua residência e a Valorlis faz a recolha.

 

O serviço de recolha porta a porta da Valorlis tem como objetivos o aumento da quantidade e qualidade dos materiais recolhidos seletivamente e, consequentemente, a diminuição dos quantitativos dos resíduos indiferenciados, através de um sistema de recolha seletiva na própria residência.

VALORSUL | CAMPANHA DE SENSIBILIZAÇÃO 21 DE ABRIL 2021

No Dia Mundial da Terra, a Valorsul apresenta a campanha de sensibilização 100% digital “A SOLUÇÃO É REDUZIR”. O objetivo é sensibilizar o 1º ciclo para o problema da crescente produção de resíduos.

 

O projeto “A SOLUÇÃO É REDUZIR!” já está disponível online em www.asolucaoereduzir.com para que todas as escolas e famílias possam aceder aos seus conteúdos. O kit de sensibilização inclui o Livro Digital Animado “Qual é a solução?”, que conta a história do Manuel, um motorista que recolhe o lixo, e da sua preocupação com a quantidade cada vez maior de resíduos que as pessoas fazem; a original Música do Manuel com dicas para a redução e reutilização e ainda atividades associadas à Redução, Reutilização e Reciclagem.

 

Durante o 3º período, 300 turmas vão receber uma ação de sensibilização por videoconferência para dinamizar os conteúdos.

 

Numa sessão interativa entre 4 turmas, explorada de forma lúdica e educativa, pretende-se levar os mais novos a refletir sobre a mudança de hábitos diários necessária para reduzir a quantidade de resíduos que fazemos em casa e na escola.

 

A Redução dos resíduos é a medida mais importante na hierarquia da gestão de resíduos: o primeiro dos 3Rs. É por isso que surge este projeto com conteúdos dedicados especificamente a este tema, em que a Valorsul aposta na formação para a prevenção.

 

Concursos “SEPARA E GANHA“

 

Para além das ações de sensibilização, a Valorsul deu continuidade aos concursos interescolas, em que estão a participar 189 escolas no AMARELO - separação de plástico e metal - e 179 escolas no AZUL - separação de papel e cartão. Além disso, cerca de 30 instituições participam também separando os seus recicláveis.

 

RESINORTE | Novo Investimento 22 DE ABRIL 2021

A Resinorte está a requalificar e ampliar a instalação de tratamento mecânico e biológico (TMB) localizada em Riba de Ave, Vila Nova de Famalicão, com um investimento de mais 5 milhões de euros. Este investimento resulta de uma candidatura aprovada pelo POSEUR com cofinanciamento em 85%, e tem como objetivo transformar a atual instalação, aumentando a capacidade de processamento das suas linhas dedicadas à receção e tratamento dos biorresíduos provenientes de recolha seletiva.

 

Esta operação, em resumo, contempla a criação de uma linha de biorresíduos, a criação de uma zona de receção e a modificação e ampliação do sistema de comando e controlo operacional.

 

São novos desafios em que ganhamos todos – ganha a região, ganha o Ambiente!

EGF NO SEMINÁRIO PORTUGAL - ÁFRICA 23 DE ABRIL 2021

Emídio Pinheiro, Presidente do Conselho de Administração da EGF e Administrador da Mota-Engil,  participou no Seminário Empresarial Portugal – África | Exportar Economia Verde, organizado pela AICEP (Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal) em parceria com a CIP (Confederação da Indústria Portuguesa), no âmbito da Presidência Portuguesa da União Europeia.

 

O tema do seminário, “Exportar “Verde” - A internacionalização das empresas na era da sustentabilidade”, foi uma oportunidade para a Mota-Engil e, em sequência, a EGF, demonstrarem a capacidade e know-how na gestão de resíduos, o seu papel na economia circular e a capacidade de contribuir de forma significativa para o desenvolvimento sustentável em Portugal e no Mundo.

EGF | Guia de Compostagem 22 DE ABRIL 2021

A EGF e as 11 concessionárias disponibilizam hoje, em simultâneo, um guia de compostagem doméstica, simples e prático, para facilitar a adesão do cidadão a esta boa prática.

 

Esta iniciativa assinala o Dia Mundial da Terra, originário em 1970, pela ação do senador norte americano Gaylord Nelson, depois de ter testemunhado os efeitos nefastos de um derrame petrolífero, ocorrido em 1969 em Santa Bárbara, na Califórnia.

 

Este dia pretende alertar a população mundial para a proteção e utilização moderada dos recursos naturais.

 

Uma das formas de preservar o ambiente é através da compostagem doméstica. Este é um processo de transformação de resíduos biodegradáveis, resultantes da preparação da comida e materiais de jardim, num corretivo orgânico que atua no solo como fertilizante.

 

Dando sequência a práticas já desenvolvidas há vários anos pelas empresas nesta matéria, o guia foi adaptado a cada concessionária e é disponibilizado nos meios de comunicação digitais.

 

Descarregue o nosso guia AQUI.

ERSUC | Certificação 19 DE ABRIL 2021

A ERSUC recebeu a certificação segundo a norma NP EN ISO 55001:2016, Sistema de Gestão de Ativos, cujo âmbito abrange o Sistema de Gestão Ativos aplicáveis ao Sistema Multimunicipal de Tratamento e Valorização de Resíduos Sólidos Urbanos do Litoral Centro, incluindo os serviços de Recolha, Receção, Transferência, Tratamento, Triagem e Valorização.

 

Esta certificação decorreu da implementação do referencial nos Centros Integrados de Valorização e Tratamento de RSU de Aveiro e Coimbra, nas Estações de Transferência de Ansião, Estarreja, Góis, Figueira da Foz, Ossela, Pampilhosa da Serra e Sever do Vouga, e também nos antigos aterros, nomeadamente o Aterro Antigo de Coimbra (Taveiro), Aterro Antigo de Aveiro (Taboeira) e Aterro Antigo da Figueira da Foz (Lavos).

 

O Sistema de Gestão de Ativos é um processo que envolve o equilíbrio entre diversas variáveis como custos, riscos, oportunidades e benefícios de desempenho, visando a otimização de recursos. O Sistema de Gestão de Ativos implementado na ERSUC expressa a integração de processos, de atividades e de informação de Gestão de Ativos com outras funções organizacionais, como qualidade, ambiente, segurança, contabilidade, risco e recursos humanos.

 

A implementação do Sistema de Gestão de Ativos, vai permitir à ERSUC a melhoria dos serviços disponibilizados como resultado do bom desempenho dos ativos, procurando a melhoria da sustentabilidade organizacional, através de uma gestão mais eficaz dos custos e dos investimentos.

 

“A certificação em Sistema de Gestão de Ativos deixa-nos muito orgulhosos, e representa mais uma etapa no processo de melhoria contínua que a ERSUC está a seguir, focada na qualidade do serviço prestado às diferentes partes interessadas. Esta certificação junta-se às certificações de Qualidade, Ambiente e Segurança implementadas na ERSUC desde 2009”, refere Miguel Ferreira, Administrador Executivo da ERSUC.

 

 

RECYCLE BINGO PREMIADO 15 DE ABRIL 2021

O Grupo EGF sagrou-se vencedor do Prémio Nacional de Sustentabilidade 2021, na categoria “Digital e Inteligência Artificial” com a aplicação Recycle BinGo.

 

Este prémio foi atribuído pelo Jornal de Negócios, numa iniciativa que contou com o Alto Patrocínio do Presidente da República Portuguesa e que distinguiu empresas, municípios e instituições que promovem a sustentabilidade em todo o país.

 

O Recycle BinGo é uma aplicação móvel da EGF que teve a primeira versão financiada pelo Fundo Ambiental do Ministério do Ambiente, cujo objetivo é reconhecer e dar prémios a quem recicla de uma forma inteligente e divertida e que promove a participação do cidadão nos 174 municípios servidos pelas concessionárias EGF.

 

Este foi um verdadeiro trabalho de equipa, sendo de destacar a participação da equipa de Comunicação da EGF e das 11 concessionárias, e da agência criativa Djomba.

 

Conheça o jogo mais amigo do ambiente em: https://www.egf.pt/pt/sustentabilidade/educacao-ambiental/recycle-bingo/ 

 

GRUPO EGF PREMIADO 8 DE ABRIL 2021

A EGF e as 11 concessionárias ganharam 4 prémios bronze, entregues em cerimónia online organizada pelo Jornal Meio & Publicidade, nas categorias Ambiente e Energia; Multimeios Integrada; Relações Públicas; e Sustentabilidade e Responsabilidade Social, com a campanha “O futuro do planeta não é reciclável” . 

 

Nesta VII Edição dos prémios de Marketing, estiveram inscritos 139 casos e passaram à shortlist 69 campanhas. 

 

A campanha, lançada em outubro de 2020 e cofinanciada pelo POSEUR, sensibilizou a população para a prevenção, reutilização e reciclagem de resíduos urbanos, com mensagens, vídeos, visuais e participação nos media. 

 

Este foi um verdadeiro trabalho de equipa, sendo de destacar a participação dos trabalhadores EGF, do POSEUR, das agências Tux&Gill, Tempo Media e M Public Relations. 

 

Conheça a campanha em:  https://www.egf.pt/o-futuro-do-planeta-nao-e-reciclavel/ ou em todas as redes sociais da EGF procurando pela hashtag #ofuturodoplanetanaoereciclavel.  

VALORLIS | Reforça lavagem de ecopontos 12 DE ABRIL 2021

A Valorlis, adquiriu uma nova viatura dedicada à lavagem de ecopontos que permite lavar e higienizar os ecopontos de superfície destinados à separação dos resíduos recicláveis.

 

Este investimento, de mais de 300.000 €, insere-se no âmbito do Plano Operacional de Atividade de Recolha Seletiva e enquadra-se na melhoria contínua da qualidade do serviço prestado à população, dando cumprimento ao indicador “Lavagem de contentores”, inerente à Qualidade dos Serviços de Águas e Resíduos Prestados aos Utilizadores.

 

A aquisição desta viatura automática e a contratação de uma equipa dedicada a este serviço, vai permitir o aumento da frequência de lavagem e higienização dos contentores de deposição seletiva, tornando estes equipamentos mais apelativos à população e reforçando a segurança da sua utilização.

 

Com meios próprios, a Valorlis, propõe-se efetuar uma lavagem dos ecopontos de superfície, por dentro e por fora, reforçar a limpeza das zonas envolventes aos ecopontos, efetuar a manutenção dos equipamentos e substituição da sinalética da reciclagem.

 

Em 2020, a Valorlis efetuou cerca de 33 mil lavagens e desinfeções aos equipamentos de deposição seletiva disponibilizados à população.

 

Marta Guerreiro, Administradora Delegada da Valorlis salienta que «Estas medidas fazem parte da aposta da Valorlis numa melhoria da qualidade do serviço prestado às populações, que estamos empenhamos em promover».

 

A Valorlis tem vindo a reforçar a sua atividade de recolha seletiva, e na sequência da operacionalização em 2019 dos investimentos nesta área, a Valorlis continuou a aumentar a quantidade de resíduos recicláveis separados nos ecopontos tendo tido um crescimento de 10% face a 2019. Em 2020 foram colocados à disposição da população mais 360 contentores, sendo que nos últimos três anos o aumento de contentores instalados é de cerca de 41%, refletindo o maior crescimento da história da Empresa.

 

O Valorlis conta atualmente com uma rede 1.745 ecopontos distribuídos pelos seis municípios da sua área de intervenção, garantindo o rácio de um ecoponto por cada 169 habitantes.

 

A disponibilização de ecopontos é complementada com o serviço de recolha porta-a-porta em comércios e serviços e programas de incentivo à separação e reciclagem junto das escolas e IPSS. 

ERSUC | Recolha Seletiva Porta-a-Porta 6 DE ABRIL 2021

A ERSUC iniciou, de uma forma faseada, o regresso do seu serviço de Recolha Seletiva Porta-a-Porta em comércios e serviços.

 

Com a retoma deste serviço, a ERSUC tem como objetivo dar a melhor resposta aos comerciantes que retomam a sua atividade, procurando ser um aliado neste tempo de constante adaptação.

 

Este regresso será também simbolizado por um novo certificado “Comercio a Reciclar” que será disponibilizado aos comerciantes aderentes ao serviço, que se destacam pelo compromisso de redução do impacto ambiental, ao realizar uma gestão adequada dos seus resíduos.

 

Aos comerciantes será também disponibilizado o magnético “Código da Reciclagem”, com as regras de separação de resíduos, para reforçar conceitos e esclarecer eventuais dúvidas.

 

As equipas de recolha Porta-a-Porta da ERSUC estão equipadas com equipamento de proteção individual e seguirão as metodologias adaptadas a esta época de combate à propagação do COVID-19.

RESIESTRELA | Novo Investimento 12 DE ABRIL 2021

A Resiestrela vai requalificar e ampliar a instalação de tratamento mecânico e biológico (TMB) localizada no Centro de Tratamento e Valorização de Resíduos Urbanos no Fundão, com um investimento de 985 mil euros, financiado em 85%. Este investimento resulta de uma candidatura aprovada pelo POSEUR que tem como objetivo a instalação de uma linha dedicada para o processamento de bioresíduos provenientes de recolha seletiva numa infraestrutura de TMB de resíduos urbanos, com o objetivo de compatibilizar essa instalação com o fluxo crescente de resíduos urbanos recolhidos seletivamente.

 

Esta operação, em resumo, contempla a criação de uma linha de bioresíduos, a criação de uma zona de receção e a modificação e ampliação do sistema de comando e controlo operacional.

 

São novos desafios em que ganhamos todos – ganha a região, ganha o Ambiente!

AMARSUL | Investimento de 150 mil euros 6 DE ABRIL 2021

A Amarsul dispõe de viaturas e equipas exclusivas para a recolha seletiva ao comércio e serviços, sendo o processo de recolha efetuado à medida das necessidades das entidades, através de recolhas regulares em estabelecimentos aderentes ou através de pedidos pontuais.

 

A Amarsul efetuou um investimento de 150 mil euros na aquisição de duas novas viaturas para integrar a frota da recolha seletiva, para garantir a valorização de resíduos da forma mais sustentável nas suas diversas áreas de atuação, assegurando padrões ambientais exigentes.

 

Estas viaturas, estão capacitadas para efetuar a recolha dos resíduos de plástico e de papel/cartão e destinam-se exclusivamente a efetuar a recolha em entidades comerciais, comércio e serviços, produtoras de quantidades de resíduos recicláveis.

 

Estas novas viaturas permitem otimizar o serviço de recolha, pois têm mais 30% de capacidade que as viaturas substituídas, permitindo aumentar o nº de entidades visitadas.
Também possuem um conjunto de características que melhoram substancialmente as condições de trabalho diárias dos motoristas e auxiliares, em termos de conforto e de segurança.

 

A atividade de Recolha Seletiva conta assim com uma frota reforçada com 2 novas viaturas e aguarda a receção de mais 3, para substituir as existentes assegurando a recolha dos cerca de 2300 estabelecimentos comerciais distribuídos pelos 9 Municípios da Península de Setúbal.

ESCOLAS VENCEDORAS 2020 30 DE MARÇO 2021

Foram 1.136 os estabelecimentos de ensino que participaram no Programa Ecovalor em 2020 – o programa de educação ambiental dedicado em exclusivo à comunidade escolar e disponível em cerca de 60% do território nacional. Foram mais de 331.000 alunos, professores e auxiliares que, apesar da pandemia, implementaram boas práticas de redução e reutilização de resíduos e reciclaram 2.560 toneladas de embalagens, superando os valores de 2019.

 

Todas estas escolas encaminharam para reciclar 1.442 toneladas de papel e cartão, 849 toneladas de plástico, metal e pacotes de bebida e 269 toneladas de vidro. O material separado pelos alunos foi encaminhado para reciclar e cada escola recebe o seu prémio em função da quantidade reciclada, num total de 139.250 euros.

 

TOP + | Campeões Nacionais

 

Ao nível nacional, há a destacar a Escola do Ensino Básico de Moledo - Lourinhã, em primeiro lugar com 25 toneladas, seguida do Centro Infantil do Hospital de Faro (23 toneladas) e da Escola EB1/JI da Conceição de Faro (22 toneladas). Estas foram as escolas vencedoras da 19.ª edição do programa, que já se encontra em preparação para o ano letivo de 2021-2022.

 

TOP+ | Campeões Regionais

 

Cada concessionária distingue ainda as escolas que mais reciclam em cada região, e das quais se divulgam os resultados.

 

 

 

TOP 3 | CAMPEÕES REGIONAIS 2020

 

ALGAR

 

Ranking

Estabelecimento de Ensino

Localização

Toneladas

 

Centro Infantil do Hospital de Faro

(creche dos filhos dos trabalhadores)

Faro

23

 

EB1/JI da Conceição de Faro

Faro

22

 

Centro Social Nossa Senhora do Carmo de Faro (Jardim de infância)

Faro

21

 

 

 

AMARSUL

 

Faculdade Ciências e Tecnologia

Almada

18

 

Cooperativa de Ensino Superior Egas Moniz

Almada

10

 

EB 2,3 Quinta Nova da Telha

Barreiro

12

 

 

 

ERSUC

 

Centro de Educação Integral

São João da Madeira

6

 

EB1 DO OUTEIRAL

Ovar

6

 

J.I. das Travessas

São João da Madeira

4

 

 

 

RESIESTRELA

 

Escola Sta. Luzia

Guarda

13

 

Escola das Palmeiras

Covilhã

7

 

Escola das Atalaias

Fundão

3

 

 

 

RESINORTE

 

Agrupamento de Escolas Dr. Júlio Martins

Chaves

14

 

Centro Social de Bairro

Vila Nova de Famalicão

10

 

Centro Social Guardizela

Guimarães

5

 

 

 

RESULIMA

 

Escola António Fogaça

Barcelos

3

 

Escola Básica de Galegos S. Martinho

Barcelos

2

 

Escola Básica de Forjães

Esposende

2

 

 

 

SULDOURO

 

Escola do Monte

Vila Nova de Gaia

19

 

Escola Quinta dos Castelos

Vila Nova de Gaia

10

 

Escola da Asprela

Vila Nova de Gaia

9

 

 

 

VALNOR

 

Centro Escolar de Chainça

Abrantes

9

 

EB1/JI António Torrado

Abrantes

8

 

Jardim de Infância “O Despertar”

Campo Maior

3

 

 

 

VALORLIS

 

Fundação Lar Santa Margarida do Arrabal

Leiria

8

 

Cáritas Diocesana de Leiria

Leiria

8

 

Jardim de Infância de Assanha da Paz

Pombal

0,4

 

 

 

VALORMINHO

 

Escola Básica 1 Âncora Lage

Caminha

3

 

Escola Básica de Friestas

Valença

2

 

Escola Básica de Venade

Caminha

2

 

 

 

VALORSUL

 

Escola EB Moledo

Lourinhã

25

 

Escola EB Salvador Leonardo Ferreira

Lourinhã

16

 

Escola EB Moita dos Ferreiros

Lourinhã

14

 

 

 

 

Programa Ecovalor

 

O Programa Ecovalor tem como objetivo promover boas práticas ambientais em estabelecimentos de ensino, premiando aquelas que apresentam melhor desempenho na reciclagem das suas embalagens usadas. Para além das ações de sensibilização (também disponíveis online), este programa assegura a recolha seletiva, entrega sacos e suportes e inclui o concurso Separa e Ganha – por cada saco de embalagens destinadas ao ecoponto amarelo, a escola receberá 0,50€. Os valores associados à reciclagem de papel/cartão e vidro é específica de algumas regiões, que já deram o passo na reciclagem de mais materiais. Mais informações sobre esta iniciativa neste link: https://www.egf.pt/pt/sustentabilidade/educacao-ambiental/programa-ecovalor/

Instituições Vencedoras 2020 24 MARÇO 2021

Foram 378 as instituições sociais que participaram na campanha Toneladas de Ajuda em 2020 – a campanha dirigida às instituições sociais e disponível em cerca de 60% do território nacional. Foram mais de 450.000 pessoas que, apesar da pandemia, implementaram boas práticas de redução e reutilização de resíduos e reciclaram 2.332 toneladas de embalagens, superando significativamente os valores de 2019.

 

Todas estas instituições encaminharam para reciclar 1.550 toneladas de papel e cartão, 502 toneladas de plástico, metal e pacotes de bebida e 47 toneladas de vidro. O material separado pelas instituições foi encaminhado para reciclar e cada entidade recebe o seu prémio em função da quantidade reciclada, num total de 307.880 euros.

 

TOP + | Campeões Nacionais

Ao nível nacional, há a destacar o Banco Alimentar do Algarve, em primeiro lugar com 318 toneladas, seguido da APPACDM da Trofa (206 toneladas) e da do Projeto Lousã Recicla Mais (184 toneladas). Estas foram as instituições vencedoras, reconhecidas pela EGF e pela concessionária da sua região.

 

TOP+ | Campeões Regionais

Cada concessionária distingue ainda as instituições que mais reciclam em cada região, e das quais se divulgam os resultados.

 

CAMPEÕES REGIONAIS 2020

ALGAR

Ranking

Instituição

Localização

Toneladas

Banco Alimentar do Algarve

Todo o

Algarve

318

 

AMARSUL

Bombeiros Voluntários de Cacilhas

Almada

9

CERCIMA

Montijo

6

Cercizimbra

Sesimbra

3

 

ERSUC

Projeto Lousã Recicla +

Lousã

184

APPACDM de Coimbra - Unidade de Arganil

Arganil

165

Banco Alimentar Contra a Fome de Coimbra

Coimbra

121

 

RESIESTRELA

Banco alimentar Cova da Beira

Covilhã

73

CERCIG

Guarda

6

ASTA - Associação Socio Terapêutica de Almeida

Pinhel

4

 

RESINORTE

APPACDM da Trofa

Trofa

206

Associação do Município de Tarouca

Tarouca

35

Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Nespereira

Cinfães

11

 

RESULIMA

Associação Remelhe Saudável

Barcelos

117

Associação para a partilha alimentar (Banco Alimentar)

Viana

do Castelo

98

Associação Cultural de Chafé

Viana

do Castelo

24

 

SULDOURO

MACUR

Santa Maria

da Feira

19

Associação Escolas Torne e Prado

Vila Nova

de Gaia

14

Centro Social de Lourosa

Santa Maria

da Feira

7

 

VALNOR

Banco Alimentar Abrantes

Abrantes

19

 

 

VALORMINHO

Bombeiros de Paredes de Coura

Paredes

de coura

44

Associação desportiva de Campos

Vila Nova

de Cerveira

30

Associação os TORREENSES

Valença

10

 

VALORSUL

Ass. O Dom Maior

Lisboa

52

Partilha, Ajuda Sol Oeste

Caldas

da Rainha

38

CAS Nadadouro

Caldas

da Rainha

25

 

 

Campanha Toneladas de Ajuda

 

A campanha de responsabilidade social Toneladas de Ajuda consiste em valorizar todos os resíduos recicláveis que as instituições sociais inscritas queiram entregar, nomeadamente embalagens plásticas, metálicas, papel, cartão e embalagens de vidro, em troca de uma contrapartida financeira. Mais informações sobre esta iniciativa neste link: https://www.egf.pt/pt/sustentabilidade/educacao-ambiental/toneladas-de-ajuda/

VALORSUL | Árvores a Compostar 26 FEVEREIRO 2021

Decorrente da implementação da recolha seletiva em ilhas ecológicas nos municípios do Barreiro, Moita, Palmela Sesimbra e na zona nascente do município do Montijo, durante os anos de 2019 e 2020 a Amarsul registou diversos pedidos de munícipes, indicando que a dimensão da abertura das tampas dos contentores era pequena, dificultando a deposição dos resíduos recicláveis.

 

Projeto Piloto bem-sucedido em Alcochete

 

Para dar resposta a esse obstáculo à reciclagem, arrancou em julho de 2020 uma experiência piloto da Amarsul que envolveu a substituição das tampas dos contentores das ilhas ecológicas no Município de Alcochete, por outras com aberturas maiores para facilitar a deposição dos resíduos recicláveis, em ambos os contentores (amarelos e azuis) de 1.100 litros que disponibilizámos aos munícipes.

 

Ao longo dos seis meses desta experiência, a Amarsul verificou que a alteração na abertura das tampas dos contentores azuis conduziu a uma expressiva diminuição de contaminação, bem como a um incremento das quantidades recolhidas, tendo comprovado que esta mudança facilitou o trabalho de quem quer separar as embalagens de papel/cartão para reciclagem. No que diz respeito aos contentores amarelos, verificou-se que o aumento da abertura das tampas se traduziu num aumento da contaminação, sem um correspondente acréscimo das quantidades recolhidas.

 

Concluiu-se assim que os bons resultados alcançados evidenciaram a pertinência de se avançar com a substituição das tampas azuis de todos os contentores de 1.100 litros, em todos os municípios onde a Amarsul tem esta tipologia de contentores.

 

A operação de substituição teve início em fevereiro, no Município da Moita, e decorrerá até ao final de 2021 em todos os municípios, com o objetivo de facilitar o trabalho de quem separa os resíduos para reciclar, sem levar à deposição indevida de resíduos indiferenciados nos contentores destinados apenas aos recicláveis.

 

Esta intervenção em mais de 3.500 ilhas ecológicas será executada em articulação com os Municípios abrangidos, para juntos, contribuirmos para que a população separe tudo sempre e em todo o lado. Este projeto que contou com o apoio e cofinanciamento do POSEUR – Programa Operacional de Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos, visa aumentar e otimizar as quantidades de recicláveis separados na origem.

Reciclagem cresceu 4% em 2020 8 FEVEREIRO 2021

A EGF, empresa do Grupo MOTA-ENGIL responsável pelo tratamento e valorização de resíduos urbanos em 174 municípios de Portugal e de 60% da população Portuguesa, registou em 2020 um aumento na recolha seletiva de 4% face a 2019, um aumento que contrasta com o decréscimo da produção total de resíduos de -5%.

 

Em fevereiro de 2020, antes dos efeitos da pandemia, a Recolha Seletiva crescia 19% face ao período homologo e tudo indicava que seria um ano de crescimentos acentuados, reflexo do investimento feito pela EGF na Recolha Seletiva e em campanhas junto da população. No entanto, com a pandemia e por força das consequências na atividade das empresas e das alterações no comportamento das pessoas, os números registados são inferiores à expectativa inicial, mas são mesmo assim positivos, devido à adesão da população às campanhas de sensibilização da EGF, dando apoio à participação efetiva e crescente dos cidadãos aos hábitos de reciclar.

 

Efeitos da Pandemia

 

Há a destacar os efeitos da pandemia nestes resultados, dos quais se realçam a maior presença das famílias em casa (onde se recicla mais) e, também por isso, a deslocação da produção de resíduos para as áreas periféricas das cidades, o fecho do comércio, a quase ausência de turismo e alteração de hábitos de consumo. Mas também se constata o facto de este ser um ano que em que se regista uma diminuição dos resíduos produzidos, contrariando a tendência crescente dos últimos anos.

 

A Reciclagem nunca parou

 

Há ainda a destacar que as concessionárias EGF, apesar de este ter sido um ano de desafios extremos, nunca pararam os seus serviços à população, nomeadamente na recolha seletiva, mas também nas Centrais de Triagem, pois souberam implementar soluções e adaptaram-se às novas condições, sempre com o máximo cuidado com a segurança e saúde dos seus colaboradores.

 

Destaca-se o excelente desempenho na recolha de recicláveis das empresas Amarsul, Suldouro e Resinorte com crescimentos superiores a 16% em comparação ao período homólogo, e, em sentido inverso, as empresas Valorsul e Algar, muito afetadas pela ausência de turismo e fecho do comércio.

Esta informação representa os dados consolidados de 11 concessionárias, distribuídas de Norte a Sul do país, relativas ao ano de 2020 e que ilustram o comportamento de 60% da população Portuguesa.

Resíduos e Pandemia: Cuidados a Ter 12 JANEIRO 2021

A EGF tem disponível uma plataforma digital sobre o que fazer com os resíduos durante a pandemia. A plataforma contém informação simplificada sobre os cuidados a ter com o lixo, seguindo as normativas da APA, DGS e ERSAR.

 

Pode visitar a plataforma #PREVENIRCOVID19, lançada em março do ano passado, para esclarecer dúvidas através de perguntas e respostas frequentes; consultar materiais pedagógicos para utilização de todas as pessoas e organizações; e visionar reportagens informativas com as regras do lixo a seguir durante a pandemia por COVID-19.

 

Em fase de novo confinamento é importante esclarecer questões sobre a reciclagem e perceber o melhor método para se proteger, e às pessoas que o rodeiam, para evitar o contágio.

 

Siga as regras do lixo de forma a prevenir e mitigar a propagação do vírus, protegendo-se a si e aos trabalhadores da recolha e tratamento de resíduos que diariamente fazem o seu serviço sem possibilidade de paragens. 

VALORSUL | Árvores a Compostar 08 JANEIRO 2021

Até dia 14 de janeiro está a decorrer uma campanha de recolha de árvores de Natal naturais promovida pela Câmara Municipal de Lisboa em parceria com a Valorsul, A Piece of Lemon Cake e o Pinheiro Bombeiro.

As árvores de Natal naturais recolhidas vão ser transformadas em composto na nova Estação de Compostagem de Verdes da Valorsul. O composto resultante será usado na plantação das primeiras Tiny Forest em Portugal, promovidas pela A Piece of Lemon Cake, que começará ainda este ano em Lisboa.

A campanha decorre entre as 9h e as 17h nos Postos de Limpeza da Cidade de Lisboa da Boavista, Monsanto, Filipe de Mata, Vale do Forno e Infante D. Henrique. Estima-se que sejam entregues entre 825 e 2200 pinheiros naturais para compostagem.

 

Até quando e onde pode ser entregue a sua árvore de Natal natural?


A campanha decorre de 7 a 14 de janeiro, entre as 9h e as 17h, nos seguintes Postos de Limpeza da Cidade de Lisboa:
- Boavista: Rua Dom Luís I, 10 (Misericórdia);
- Monsanto: Estrada da Pimenteira, no acesso à Casa dos Animais de Lisboa (Alcântara).
- Filipe de Mata: Rua Filipe da Mata, sob o viaduto (Avenidas Novas).
- Vale do Forno: Estrada Militar, à Quinta do Olival (Lumiar).
- Infante D. Henrique: Avenida Infante D. Henrique, sob o Viaduto de Santa Apolónia (São Vicente).

A entrega pode também ser feita na LX Factory, no ponto de venda da iniciativa O Pinheiro Bombeiro, dias 8, 9 e 10 de janeiro, das 9h à 01h e pode ainda solicitar a recolha da árvore aos serviços da Câmara Municipal de Lisboa

Grupo EGF premiado pela APCE 17 DEZEMBRO 2020

O Grupo EGF sagrou-se vencedor do Grande Prémio APCE 2020: Edição COVID-19, ex aequo com os CTT, na categoria “Campanha Integrada – Serviços (Setor Terciário)” com a campanha #PREVENIRCOVID19.

 

A campanha, lançada em Março deste ano, sensibilizou a população a ficar em casa com o objetivo de prevenir a propagação da pandemia por COVID-19, com mensagens e ilustrações simples que evidenciaram as regras mais importantes a ter em conta quando cuidamos dos nossos resíduos em plena fase de pandemia e com uma persistência que alcançou milhares de pessoas em todo o país.

 

 

Esta campanha já ganhou este ano o 2.º prémio de comunicação da ISWA – International Solid Waste Association e obteve uma menção honrosa na mesma categoria nos prémios da APEE – Associação Portuguesa de Ética Empresarial.


Com o mote “nós estamos a trabalhar por si, fique em casa por nós”, a campanha mostrou trabalhadores das concessionárias da EGF que todos os dias trabalharam incansavelmente para garantir um serviço que não pode parar – a recolha, tratamento e gestão de resíduos.


A campanha contou com a colaboração de toda a equipa de Comunicação da EGF, trabalhadores da EGF, da agência Wiz Interactive, Deslink e World IT. Parabéns a todos os envolvidos e à população que continua a reciclar tudo, sempre e em todo lado!

 

Conheça a campanha pioneira em: https://www.egf.pt/pt/media/covid-19/ ou em todas as redes sociais da EGF procurando pela hashtag #PREVENIRCOVID19. Veja abaixo o momento da vitória do Grupo (15:04 min) e todas as campanhas vencedoras dos prémios de comunicação.

 

ALGAR | Campanha de Natal 14 DEZEMBRO 2020

A Algar e o NUTRIVERDE® desejam as Boas Festas cumprindo uma tradição com que já habituou os algarvios. Nesta quadra festiva, todas as instalações da Algar vão ter plantas hortícolas para oferecer aos seus clientes, juntamente com amostras do seu composto orgânico, o NUTRIVERDE®, ideal para este tipo de culturas.


Plantar hortícolas é uma das propostas da Algar que convida todos os algarvios a criar a sua própria horta, uma tradição da empresa que já completa uma década, e que se cumpre todos os anos por esta altura. Para além de ser um ótimo hobby, ainda traz vantagens económicas ao proporcionar legumes mais baratos e saborosos. Com a ajuda fundamental do NUTRIVERDE®, composto 100% natural, conseguir-se-ão melhores produções agrícolas.

 

Para ter acesso a esta oferta, basta deslocar-se a uma das instalações da empresa, a partir do dia 14 de Dezembro (www.algar.com.pt) e entregar um saco com resíduos de embalagens recicláveis em troca do composto e das hortícolas (limitado ao stock existente).

 

NUTRIVERDE® é obtido exclusivamente a partir da valorização e tratamento de resíduos verdes provenientes de parques, jardins, terrenos de golfe e atividades agrícolas, através de um processo biológico designado por compostagem. A produção deste composto permite à Algar, anualmente, valorizar cerca de 15 mil toneladas destes resíduos, evitando a sua deposição em aterro.

 

Composto Orgânico da ALGAR lado a lado com a Agricultura

A excelente qualidade do NUTRIVERDE® promove maiores produções em culturas agrícolas.

O NUTRIVERDE® é produzido e comercializado pela Algar, ideal para ser usado como fertilizante orgânico e/ou substrato, uma vez que, para além de não ser agressivo ou poluente para a natureza, o NUTRIVERDE® traz inúmeros benefícios ao solo devolvendo-lhe a matéria orgânica absorvida pelas plantas, fechando assim o ciclo natural. Deste modo, consegue-se o combate à erosão dos solos e melhorar as suas propriedades físicas, químicas e biológicas.

 

O NUTRIVERDE® pode ser adquirido nas instalações da Algar, durante o horário de funcionamento das mesmas. A empresa possui 3 Unidades de Compostagem de Verdes em funcionamento, em Portimão, São Brás de Alportel e Tavira. As entregas do NUTRIVERDE® podem ser efetuadas pela Algar, mediante condições a acertar com o cliente.

 

Atualmente a venda do NUTRIVERDE® e do NUTRIVERDE PREMIUM® é efetuada a granel e em big bag (embalagem com cerca de 800 kg). Para saber mais sobre o NUTRIVERDE® consulte o site www.algar.com.pt.

EGF | Separa e Ganha 26 NOVEMBRO 2020

Já arrancou a 19ª edição do Programa Ecovalor, no qual se destaca uma vez mais o concurso anual de reciclagem “Separa e Ganha” - o desafio lançado pelo grupo EGF às instituições de ensino de todo o país, que oferece prémios às escolas que apresentam os melhores desempenhos na separação das suas embalagens usadas de plástico e metal e de papel e cartão.

 

EGF REFORÇA CONCURSO
DE RECICLAGEM PARA ESCOLAS

 

Este concurso é destinado aos entusiastas da reciclagem e está integrado no Programa Ecovalor da EGF, um programa ativo desde 2002 que envolve as escolas de todo o país, com várias iniciativas que promovem as boas práticas ambientais. Este ano, todas as ações de sensibilização foram adaptadas para formato digital para segurança de todos os participantes, dando-se continuidade à missão de sensibilização ambiental.

 

O plano de iniciativas é adaptado à realidade de cada região e é concretizado por cada concessionária da EGF - Algar, Amarsul, Ersuc, Resiestrela, Resinorte, Resulima, Suldouro, Valorlis, Valorminho, Valnor e Valorsul - na sua área de atuação, em parceria com os respetivos municípios. Apesar da fase de pandemia, este programa nunca parou e tem ultrapassado desafios e promovido novas soluções.

 

Em 2019, o Programa Ecovalor recebeu mais de 2,5 mil toneladas de embalagens para reciclar, duplicando o volume do ano anterior. Participaram 1.099 escolas e quase 400 mil pessoas, quase o dobro do impacto que o programa teve em 2018. Além disso, as concessionárias concretizaram, no total, mais 6.500 ações complementares, como visitas presenciais, ações de sensibilização ou campanhas, chegando a mais de 100 mil pessoas.

 

Este programa vem reforçar a missão do grupo EGF, tal como a campanha nacional “O Futuro do Planeta não é Reciclável”, lançada o mês passado, que veio provocar a consciência dos portugueses, levando-os a adotarem comportamentos ambientais adequados, no sentido de proteger o planeta.

EGF | Campanhas Premiadas 20 NOVEMBRO 2020

O grupo EGF, líder no tratamento e valorização de resíduos em Portugal, foi esta quinta-feira consagrado com um Prémio de Reconhecimento de Práticas em Responsabilidade Social na categoria #ODS 11 - Cidades e Comunidades Sustentáveis, atribuído à campanha Toneladas de Ajuda.

 

 

Na semana da responsabilidade social, o grupo foi ainda distinguido com uma Menção Honrosa na categoria de Comunicação atribuída à campanha #PREVENIRCOVID19, numa iniciativa da APEE – Associação Portuguesa de Ética Empresarial – em parceria com a Global Compact Network Portugal.

 

 

 

A cerimónia, dedicada ao tema "2020-2030: A Década da Sustentabilidade", contou com a participação do Secretário de Estado do Tesouro, Dr. Miguel Cruz, e está integrada na 15.ª Edição da Semana da Responsabilidade Social®, que todos os anos congrega representantes governamentais, líderes empresariais, especialistas e organizações da sociedade civil para debater os grandes temas relativos à ética, à responsabilidade social e à sustentabilidade.

 

Os galardões foram recebidos por Emídio Pinheiro, Presidente do Conselho de Administração da EGF. “Os projetos premiados fazem parte de uma estratégia de comunicação ambiental e social articulada com os 174 municípios acionistas e clientes das concessionárias da EGF, onde também se inclui a mais recente campanha, ainda a decorrer, chamada “O FUTURO DO PLANETA NÃO É RECICLÁVEL, mas também o Programa Ecovalor para as escolas, os EcoEventos, o Comércio e Mercados a Reciclar ou a APP Recycle BinGo. Apelo à vossa participação nestas iniciativas, porque todos somos parte e porque, de facto, o futuro do planeta não é reciclável”, afirmou.

A campanha Toneladas de Ajuda mobilizou em 2019 um total de 250 instituições, tendo sido recolhidas mais de 734 toneladas de embalagens para reciclar, o que permitiu distribuir cerca de 70.000€ em apoios sociais. A campanha mantém-se ativa em 2020 e com a mesma lógica de apoiar e promover comportamentos ambientais adequados junto das instituições.

#PREVENIRCOVID19 consistiu numa campanha desenvolvida no início da pandemia num cenário de grande incerteza, criada em tempo record, que conseguiu colocar em prática uma estratégia de comunicação com o cidadão suportada nas redes sociais, dando informações precisas e úteis sobre o que fazer aos resíduos urbanos na primeira vaga de confinamento para assim corrigir comportamentos errados que estavam a colocar em causa a operação no terreno. Acresce que esta iniciativa contou com a participação ativa dos trabalhadores, que se envolveram nas iniciativas e que mostraram ao vivo o trabalho que todos os dias fazemos para manter com qualidade e segurança um serviço público essencial.

 

Semana da Prevenção Resíduos 18 NOVEMBRO 2020

A EGF e as 11 concessionárias – Algar, Amarsul, Ersuc, Resiestrela, Resinorte, Resulima, Suldouro, Valnor, Valorlis, Valorminho e Valorsul - estão a promover atividades de redução, reutilização e reciclagem por todo o país, incluídas na Semana Europeia de Prevenção de Resíduos, que decorre entre 21 e 29 de novembro.


Esta ano o tema em destaque são os resíduos invisíveis - os resíduos gerados durante o processo de fabricação dos produtos. Para alertar a população que, mesmo em tempo de pandemia, a preocupação com o planeta está na ordem do dia, o Grupo EGF tem várias campanhas e iniciativas agendadas, sendo de destacar as iniciativas junto dos media no âmbito da campanha O Futuro do Planeta Não é Reciclável.

 

Em Portugal são produzidos por ano cerca de 513kg de resíduos urbanos por habitante e em 2019 Portugal produziu um total de 5.281 mil toneladas destes resíduos. Este valor está acima da média europeia, e só com a adoção de comportamentos corretos será possível reduzir esta produção.

 

A EGF, com a maior campanha de sensibilização ambiental de sempre, continua empenhada em promover a redução, reutilização e reciclagem em Portugal.

 

VALORLIS | Projeto Ecoporta 12 NOVEMBRO 2020

A Sociedade Ponto Verde e a Valorlis juntaram-se para tornar a reciclagem cada vez mais fácil. A iniciativa Ecoporta chega a Picassinos, Comeira (Marinha Grande), Casal do Ralha, Mouratos (Leiria) numa ação de sensibilização de promoção da adesão ao serviço de recolha porta a porta existente nestas localidades.

 

Com o mote “Separe as Embalagens. Nós recolhemos. Todos reciclamos.” A iniciativa consiste numa equipa de monitores que irá percorrer as habitações da região de modo a sensibilizá-las para a existência de um serviço gratuito de recolha de resíduos recicláveis porta a porta que, para funcionar em pleno, deverá contar com o envolvimento e participação de todos.

 

 

Esta iniciativa prevê a distribuição de sacos e ecobags para separação de resíduos e ainda a participação através da realização de um questionário sobre os hábitos de reciclagem.

 

Com uma nova abordagem, mais próxima do cidadão, o objetivo da iniciativa Ecoporta é envolver os cidadãos mostrando que podem fazer parte da solução ao reciclar sem sair de casa.

 

Para além das ações porta a porta a iniciativa integra ainda a parceria com estabelecimentos comerciais onde estarão disponíveis dispensadores e sacos para separação.

 

“O nosso principal objetivo é que os habitantes das zonas abrangidas adiram ao serviço gratuito que lhes proporcionamos, separando os seus resíduos de papel e plástico corretamente. Cada um separa os seus resíduos, a Valorlis recolhe-os porta a porta e todos juntos fazemos a diferença”, afirma Marta Guerreiro, Administradora Delegada da Valorlis.

 

Para Ana Isabel Trigo Morais, CEO/Administradora Delegada da SPV, “a recolha porta a porta é um serviço essencial para garantir o encaminhamento de embalagens para tratamento e valorização em algumas zonas do nosso país. Iniciativas como a Ecoporta permitem garantir a correta informação e sensibilização dos cidadãos para que estes conheçam o serviço e entendam que só com a sua participação é possível fazê-lo de forma eficaz.”

 

A ação terá início a 6 de novembro e irá percorrer as habitações ao longo dos fins de semana, cumprindo todas as regras estipuladas pela Direção Geral da Saúde.

 

Serviço de Recolha Porta-a-Porta

A Valorlis tem implementado o serviço de Recolha Porta a Porta, desde 2001 junto da população, nas zonas de Picassinos/Comeira, no Concelho da Marinha Grande e Mouratos/Casal do Ralha no Concelho de Leiria. Os habitantes das zonas abrangidas armazenam os seus resíduos de plástico e metal, papel e cartão nos sacos azuis e amarelos fornecidos pela Valorlis e nos dias determinados (3ªf e 6ªf) colocam-nos à porta da sua residência e a Valorlis faz a recolha.

 

O serviço de recolha porta a porta da Valorlis tem como objetivos o aumento da quantidade e qualidade dos materiais recolhidos seletivamente e, consequentemente, a diminuição dos quantitativos dos resíduos indiferenciados, através de um sistema de recolha seletiva na própria residência.

 

Sobre a Sociedade Ponto Verde

A Sociedade Ponto Verde é uma instituição privada sem fins lucrativos que tem por missão organizar e gerir a retoma e valorização de resíduos de embalagens, promovendo a ECONOMIA CIRCULAR através da implementação do Sistema Integrado de Gestão de Resíduos de Embalagens (SIGRE). A sensibilização e a educação para as melhores práticas ambientais são um dos grandes objetivos da Sociedade Ponto Verde junto dos portugueses.

VALORSUL | Triagem Renovada 06 NOVEMBRO 2020

Já está completamente operacional a maior e mais tecnológica linha de triagem de embalagens do nosso país. Fica no Centro de Triagem do Lumiar, em Lisboa, e vem tornar mais rápida e rigorosa a triagem, sobretudo de vários tipos de plásticos e metais que as famílias e comércio separam para reciclar nos contentores e ecopontos amarelos.


Investimento de 5,5 milhões garante aumento de capacidade

O investimento, de cerca 5,5 milhões de euros no novo Centro de Triagem da Valorsul, veio dotar esta infraestrutura de uma capacidade de processamento superior a 7 toneladas por hora de plástico e metal, o que permitirá fazer face ao crescimento das quantidades separadas pelas pessoas nos próximos anos.

 

Foram ainda instalados 7 leitores óticos que separam automaticamente diferentes plásticos e mais de 100 equipamentos e transportadores, que permitem o máximo aproveitamento de todo o material que chega a esta linha de triagem.

 

Diariamente, este Centro de Triagem trata e encaminha para reciclagem as embalagens de plástico e metal que ali chegam (44 toneladas/dia) mas também 105 toneladas de papel e cartão e 88 toneladas de vidro. O novo Centro de Triagem emprega 70 trabalhadores, em dois turnos, que garantem toda a operação e um elevado controlo de qualidade dos materiais.

 

A Valorsul convida a uma visita virtual a esta importante peça de tecnologia na área da separação de resíduos recicláveis, através da visualização de um breve vídeo de 2 minutos:

 

No Centro de Triagem do Cadaval estão também concluídas as obras de atualização e aumento de capacidade, para fazer face aos crescimentos alcançados na recolha seletiva do Oeste.

 

A nova linha de embalagens, em Lisboa, foi financiada pelo PO SEUR.

Campanha Inclusiva 29 OUTUBRO 2020

“Não é só uma campanha, é um movimento coletivo e inclusivo” – este é o mote que levou a EGF e as suas 11 concessionárias - Algar, Amarsul, Ersuc, Resiestrela, Resinorte, Resulima, Suldouro, Valorlis, Valorminho, Valnor e Valorsul - a desenvolver um movimento de mudança de comportamentos ambientais.


Concessionárias EGF reorganizam mais de 78.300 ecopontos por todo o país para promover a inclusão e aumentar a reciclagem

 


Entre as várias ações planeadas está a reorganização dos ecopontos, por forma a promover a reciclagem junto dos cidadãos com limitações. Os mais de 78.300 ecopontos de Norte a Sul do país terão uma nova ordem - Azul, Verde e Amarelo, ajudando assim todos aqueles que tiverem limitações visuais. Esta ação deverá estar concluída em fevereiro de 2021.

 

A solução é simples, basta ordenar os contentores dos ecopontos sempre da mesma forma, da esquerda para a direita – azul, verde e amarelo. Desta forma os cidadãos cegos ou com limitações visuais saberão sempre qual o contentor para cada tipo de material.

 

“Com esta ação, não só queremos ter mais cidadãos a reciclar, como queremos que reciclem melhor e para isso temos de ser cada vez mais inclusivos. A campanha - O Futuro do Planeta Não é Reciclável - é mais do que um filme publicitário, este é o maior movimento de sensibilização que alguma vez foi feito, porque juntos poderemos ser o motor de uma mudança necessária e urgente”, afirmou Emídio Pinheiro, Presidente do Conselho de Administração da EGF.

 

As concessionárias do Grupo EGF já arrancaram com este projeto, nas suas áreas de atuação, prevendo concluir a ação daqui a quatro meses. Em simultâneo, a EGF convidou todos os sistemas de tratamento e valorização de resíduos, câmaras municipais e organizações, a adotar o mesmo procedimento, para que seja possível uniformizar esta prática em todo o país.

 

AUDIODESCRIÇÃO

Para além da ordenação dos ecopontos, também o código da reciclagem presente em vários suportes informativos, passa a estar disponível em audiodescrição. Se por um lado a sinalética já tinha os símbolos colorADD (que apoia a identificação das cores pelos daltónicos), também agora os cidadãos cegos ou com dificuldades de visão podem ouvir estas regras disponíveis no website da EGF ou ouvir o anúncio da campanha neste formato.

 

OUTRAS INICIATIVAS

A estas iniciativas, acresce a legendagem de todos os filmes divulgados, entre os quais o anúncio de TV, o que permite à comunidade surda o seu entendimento, e alguns conteúdos apresentados por colaboradores da empresam cuja limitação física e/ou psicológica não foram limitações de participação.


Lançada este mês pela EGF e pelas 11 concessionárias, grupo líder no tratamento e valorização de resíduos em Portugal, esta é a maior campanha de sensibilização ambiental alguma vez desenvolvida em Portugal com fundos europeus e tem um investimento de cerca de um milhão de euros.


Mais informações sobre a campanha em: www.egf.pt/o-futuro-do-planeta-nao-e-reciclavel/

Mais informações sobre os conteúdos inclusivos: https://www.egf.pt/o-futuro-do-planeta-nao-e-reciclavel/campanha-inclusiva/

Golfinho by Xico Gaivota 21 OUTUBRO 2020

O artista plástico Xico Gaivota juntou-se ao movimento “O Futuro do Planeta não é Reciclável” e criou uma escultura de um golfinho, a partir de lixo marinho, por ser uma das espécies marinhas mais icónicas, despertando assim a atenção de ainda mais portugueses para a reciclagem.

 

 

 

A peça pode ser visitada, de forma gratuita, na Loja Capital Verde Europeia 2020, na Praça do Município, em Lisboa, de 2ª a 6ª feira, entre as 9h e as 18h, até dia 31 de dezembro. Após esta data, a peça entrará em digressão por vários espaços em todo o país.

 

 

“Foi com muito orgulho que aceitei o convite para fazer esta peça no âmbito da campanha "O Futuro do Planeta Não é Reciclável". O objetivo é fazer-nos pensar nos nossos comportamento enquanto habitantes deste planeta”, refere Xico Gaivota.

 

Com aproximadamente 2,5 m de altura e cerca de 150 kg, esta obra foi desenvolvida exclusivamente com fragmentos de lixo não manipulados e sem o uso de quaisquer colas ou tintas durante a sua produção. Todos os materiais que o artista usa nas suas peças são recolhidos pelo próprio em praias não concessionadas da costa portuguesa.

 


Xico Gaivota é habitualmente reconhecido pelas suas intervenções para a consciencialização e sensibilização global sobre o lixo existente no mar. Há vários anos que percorre quilómetros pelas praias nacionais, de norte a sul, recolhendo plásticos e outros materiais que se tornam na matéria-prima para as suas criações originais, onde a temática dos animais marinhos é constante.

 

A obra desenvolvida integra assim a campanha “O Futuro do Planeta não é Reciclável, que mostra o que acontece aos resíduos depois de separados nos ecopontos e tem como objetivo provocar a consciência dos portugueses, levando-os a adotarem comportamentos ambientais adequados, no sentido de proteger o planeta. O processo é simples: reduzir, reutilizar e reciclar.

 

Lançada este mês pelas concessionárias EGF - Algar, Amarsul, Ersuc, Resiestrela, Resinorte, Resulima, Suldouro, Valorlis, Valorminho, Valnor e Valorsul -, grupo líder no tratamento e valorização de resíduos em Portugal, esta é a maior campanha de sensibilização ambiental alguma vez desenvolvida em Portugal com fundos europeus e tem um investimento de cerca de um milhão de euros.

 

Veja aqui o making of de criação da peça:

 

 


Mais informações sobre o artista em: www.xicogaivota.com

Mais informações sobre a campanha em: www.egf.pt/o-futuro-do-planeta-nao-e-reciclavel/

 

Ficha Técnica

Peça: Golfinho a Saltar Fora de Água

Horário: 2ª a 6ª feira, das 09:00 às 18:00h

Local: Praça do Município,
Loja Capital Verde Europeia 2020, Lisboa

Data: Até 31 de dezembro de 2020

Campanha Nacional está ON! 07 OUTUBRO 2020

As concessionárias EGF, grupo líder no tratamento e valorização de resíduos em Portugal, lançam, esta quarta-feira, a maior campanha de sensibilização ambiental alguma vez desenvolvida em Portugal com fundos europeus. Com um investimento de mais de um milhão de euros, o movimento O Futuro do Planeta não é Reciclável, apela à prevenção, reutilização e reciclagem de resíduos urbanos. O filme publicitário conta com a realização de Rúben Alves, autor do aclamado filme “A Gaiola Dourada”.

 

O objetivo desta campanha é de levar o cidadão à ação e a fazer parte de um movimento coletivo, através da adoção de comportamentos ambientais adequados na sua gestão diária e ao assumir o seu papel de gestor de recursos, numa cadeia de valor da qual fazem parte a EGF e as suas concessionárias.

 

“Esta é uma campanha muito importante para o grupo EGF. Contámos com o envolvimento de todas as concessionárias, colaboradores e parceiros, para criarmos, em conjunto, um movimento ambiental coletivo que vai fazer a diferença”, sublinhou Emídio Pinheiro, Presidente do Conselho de Administração da EGF.

 

Esta campanha integra a candidatura Comunicação Ambiental Estratégica, apresentada pelas concessionárias EGF e aprovada pelo POSEUR para o período 2016-2020 com um cofinanciamento de 85%. Para a sua concretização foi realizado um concurso público com publicidade internacional, tendo sido concretizada a adjudicação pelo valor de 1.061.732€.

 

A apresentação da campanha será feita, hoje de manhã, no teatro Thalia, em Lisboa, numa cerimónia pública que conta com a participação da Secretária de Estado do Ambiente e da Ação Climática, Inês dos Santos Costa.

 

UMA CAMPANHA QUE PRETENDE PROVOCAR CONSCIÊNCIAS

O filme publicitário, da autoria do realizador Rúben Alves, que realizou o filme “Gaiola Dourada”, é muito cinematográfico e tem como objetivo provocar consciências e levar à mudança necessária de comportamentos. Este spot mostra o que acontece aos resíduos depois de separados nos ecopontos e dá rosto e voz aos milhares de trabalhadores deste setor de atividade. Além disso, é ainda realçado o papel dos municípios e organizações, que são convidados a promover esta campanha nas suas regiões.

 

Também a atriz Ana Varela, o humorista, António Raminhos, o cantor Toy e artista urbano Xico Gaivota vão ajudar a dar voz a este movimento, através de várias ações nas redes sociais e na criação de uma instalação para celebrar o movimento. Serão também promovidos eventos e participações regionais, bem como ações de educação ambiental no terreno, como o Programa Ecovalor e o Recycle Bingo.

 

A campanha publicitária multimeios, cuja criatividade esteve a cargo da Tux & Gill, vai estar presente em vários suportes nacionais e regionais - imprensa, rádio, outdoors e televisão-, destacando-se as ações integradas nos programas The Voice Portugal, Big Brother e Manhãs da Rádio Comercial.

 

Destacam-se ainda os cuidados especiais de inclusão e diversidade aplicados nesta campanha, entre os quais, a legendagem dos filmes, a implementação de regras na ordenação dos contentores (azul, verde e amarelo) para invisuais e a criação de uma tatuagem com aplicação dos símbolos ColorADD).

Representante ISWA 02 OUTUBRO 2020

Ana Loureiro, Diretora de Comunicação da EGF - Environment Global Facilities, foi eleita como Representante dos Membros Nacionais no Conselho de Administração da ISWA - International Solid Waste Association.

 

Para mudar o mundo, primeiro é preciso mudar-nos a nós próprios, só assim conseguimos fazer a diferença.

 

Parabéns Ana e APESB, representante da ISWA em Portugal!

 

ALGAR | Pesca por Mar sem Lixo 01 OUTUBRO 2020

A Algar apoia a iniciativa "A Pesca por um Mar sem Lixo", um projeto com o objetivo de reduzir o lixo marinho na costa portuguesa que chegou agora ao porto de pesca de Lagos, onde conta, no arranque, com a adesão de 31 embarcações e 67 pescadores.


Lagos é o 17º porto de pesca a aderir a esta iniciativa, numa parceria que envolve a Docapesca, a Algar, Câmara Municipal de Lagos, Associação de Armadores de Pesca Artesanal do Barlavento Algarvio, Cooperativa dos Armadores de Pesca do Barlavento (Barlapesca) e a Associação Portuguesa de Lixo Marinho.

“A Pesca por um Mar Sem Lixo” é um projeto integrado num dos compromissos voluntários de Portugal no âmbito do objetivo do Desenvolvimento Sustentável 14 - Oceanos, promovendo a recolha dos resíduos gerados a bordo e capturados nas artes de pesca e disponibilizando as infraestruturas adequadas para a sua receção em terra e posterior valorização.

A Algar é parceira da iniciativa na região no Algarve, através da disponibilização de ecopontos para a deposição dos resíduos recicláveis recolhidos no mar pelos pescadores (copos e sacos de plástico, pacotes de bebidas, latas e esferovite). Estes resíduos, recolhidos no mar ou produzidos nas embarcações são encaminhados para terra pelos pescadores, que os colocam nos contentores da Algar.

O projeto, coordenado pela Docapesca, une organizações de produtores, armadores e pescadores, bem como entidades públicas e privadas dos portos, visando a melhoria das condições ambientais da zona costeira portuguesa. No âmbito desta iniciativa já estão envolvidas 745 embarcações, que representam 2.814 pescadores, e quase 80 organizações de produtores, associações, municípios, empresas de recolha de resíduos, ONG e administrações portuárias.

“A Pesca por um Mar sem Lixo” já foi também implementado em Peniche (2016), Ilha da Culatra e Aveiro (2017), Figueira da Foz e Sesimbra (2018), Póvoa de Varzim, Setúbal, Matosinhos, Sagres, Portimão, Quarteira, Olhão, Nazaré e Sines (2019), em Cascais e Viana do Castelo (2020).

 

ALGAR | Aquisição de Viaturas 28 SETEMBRO 2020

A Algar adquiriu duas novas viaturas lava-ecopontos automatizadas. O investimento permite lavar e higienizar os ecopontos de superfície afetos à recolha seletiva na região do Algarve, dando cumprimento ao indicador “lavagem de contentores”, inerente à “qualidade dos serviços de águas e resíduos prestados aos utilizadores”.

 

Na sequência desta aquisição, a AW Machinery BV e a SOMA - Environmental Solutions, Lda., fornecedores dos referidos equipamentos, nomearam a Algar para indicar uma instituição local de cariz social com o objetivo de atribuírem um donativo, no âmbito da sua responsabilidade social, para o desenvolvimento de projetos que beneficiem a população da região.

 

O Banco Alimentar Contra a Fome do Algarve (BACF-Algarve) foi a instituição eleita, tendo recebido um donativo no valor de 6.000,00€. Com este gesto, o consórcio acima referido procura dar o “mote” para que outras empresas possam seguir o seu exemplo, ajudando esta ou outras instituições locais, que cada vez mais são procuradas por famílias carenciadas.

 

O BACF-Algarve, é uma instituição que luta contra o desperdício, recuperando excedentes alimentares para os levar a quem tem carências alimentares, mobilizando pessoas e empresas, que a título voluntário, se associam à sua causa.

 

Presentemente a instituição presta apoio a 23.799 pessoas através de 116 instituições da região. Entre 1 de Abril e 31 de Agosto deste ano, foram entregues 1.878.809 unidades de produto, no valor de 1.845.274,40€, comparativamente com 2019, em que foram entregues 1.195.540 unidades no valor de 1.189.804,28€. A pandemia COVID19 causou um impacto no aumento das quantidades distribuídas na ordem dos 57% e um aumento no apoio alimentar prestado com mais 655.470,12€

 

 

EGF | Prémio ISWA 24 SETEMBRO 2020

A EGF venceu o segundo lugar do Prémio de Comunicação da ISWA - International Solid Waste Association 2020 com a campanha de comunicação #PREVENIRCOVID19.

Este prémio internacional reconhece a excelência das campanhas de comunicação de resíduos que aumentam a consciência pública e promovem a gestão sustentável de resíduos e recursos.

A Finlândia classificou-se em primeiro lugar com o projeto HSY Waste Escape Room da Helsinki Region Environmental Services Authority HSY, em terceiro lugar ficou a Escócia com o projeto Trial Period da Zero Waste Scotland.

A ISWA é uma associação internacional, da qual a EGF - Environment Global Facilities faz parte, que visa desenvolver a gestão de resíduos de forma sustentável em todo mundo, promovendo a eficiência de recursos por meio de produção e consumo sustentáveis e apoiando as economias emergentes e em desenvolvimento.

Este é o primeiro ano em que Portugal é classificado no pódio de vencedores.

VALORLIS | Ecovalor dá Prémios 14 SETEMBRO 2020

A Valorlis promoveu no ano letivo 2019/2020, no âmbito do Programa do Grupo EGF, Ecovalor, o concurso “Separa e Ganha no Amarelo e Azul” onde as escolas foram desafiadas a promover a recolha de resíduos domésticos recicláveis, nomeadamente embalagens de plástico e metal e/ou papel/cartão, recolhidos pela Valorlis e posteriormente enviados para reciclagem.  

Pelo excelente desempenho ambiental, 62 escolas da área de intervenção da Valorlis vão ser premiadas no início deste ano letivo, com mais de 3 mil euros para adquirirem materiais de ação pedagógica, bens materiais ou serviços.

Durante o ano letivo 2019/2020, as escolas participantes enviaram para reciclagem 71 toneladas de resíduos recicláveis: 50 toneladas de papel/cartão e 21 toneladas de plástico/metal. As escolas que mais quilogramas de resíduos separaram por aluno foram: o Jardim de Infância de Assanha da Paz em Almagreira, Pombal e a Escola Básica de Outeiro da Fonte em Carvide, Leiria, com 77 kg por aluno e 62 kg por aluno, respetivamente .

“Este programa, tinha como objetivo aumentar os hábitos de reciclagem nas escolas e na comunidade evolvente, impulsionando a prática diária da separação dos resíduos recicláveis", explica Marta Guerreiro, Administradora Delegada da Valorlis e acrescenta: “estamos muito satisfeitos com estes resultados, que têm vindo a melhorar de ano para ano e destacamos o envolvimento dos professores, alunos e das suas famílias em promover boas práticas ambientais nas instituições. Ganha o ambiente e ganham as escolas envolvidas!”.

VALORSUL | Toneladas de Ajuda 11 SETEMBRO 2020

Em 2018 teve início a campanha do Grupo EGF - "Toneladas de Ajuda". A Valorsul abriu as portas dos seus centros de triagem e ecocentros para receber materiais recicláveis das instituições e, como contrapartida, passou a ajudar financeiramente as associações participantes.

DUPLA MISSÃO: AMBIENTAL E SOCIAL

Na Valorsul estão inscritas mais de 60 instituições na campanha Toneladas de Ajuda. Desde o seu arranque, a ajuda financeira da campanha já ultrapassou os 94 mil euros, conseguindo enviar para reciclar cerca de 475 toneladas de materiais entregues pelas instituições.


A Valorsul uniu assim a sua missão ambiental à missão social destas instituições. Todas as instituições sem fins lucrativos interessadas em participar na campanha Toneladas de Ajuda podem contactar a Valorsul, ou a EGF para comunicacao@egf.pt. Qualquer pessoa ou empresa pode contribuir através da entrega de materiais recicláveis para esta causa.

 

QUANTIDADES DO 1º SEMESTRE DE 2020 SUPERAM EXPECTATIVAS

No primeiro semestre de 2020, a campanha "Toneladas de Ajuda" angariou 138 toneladas de material reciclável, um resultado acima do esperado, considerando que as entregas estiveram suspensas durante o estado de emergência, devido à pandemia COVID-19. Foram entregues 2 toneladas de vidro, 87 toneladas de papel e cartão e 49 toneladas de plástico e metal por 53 instituições. Como contrapartida financeira, a Valorsul entregou 25 mil euros em função das quantidades entregues.

 

CASOS DE SUCESSO

Na Valorsul, um dos casos de maior sucesso desta campanha é o caso da Associação O Dom Maior que oferece diversas terapias e fisioterapia para crianças.

“Há que reconhecer este trabalho, destas pessoas que se dedicam a separar os materiais para esta campanha, que, em alguns casos se tratam de famílias que vivem em situações muito complicadas e com acrescidas responsabilidades”, como refere Sofia Terceiro, Presidente da Associação, “em muitas das situações, ausentes de seguros de saúde, este é o único meio que viabiliza os tratamentos necessários.”

Esta associação foi das primeiras a aderir à campanha e tem mobilizado muitas pessoas e até empresas que fazem chegar à Valorsul materiais que revertem em terapias e medicamentos para os seus utentes.

 

Os Bombeiros Voluntários de Bucelas aderiram à campanha Toneladas de Ajuda em 2019 e, há já alguns anos que acrescentaram ao seu trabalho, em prol da comunidade, uma vertente ambiental que traz benefícios para a população que servem e também para a corporação.

ALGAR | Recicla + 05 SETEMBRO 2020

A Algar continua a instalar ecopontos na via pública por todo o Algarve, para a deposição dos resíduos recicláveis, com o objetivo de melhorar a qualidade do serviço prestado à população e visitantes da região.

 

Em simultâneo, a empresa está a promover uma ação de sensibilização RECICLA+ a qual, para além de divulgar a instalação destes equipamentos e esclarecer sobre as regras de utilização dos ecopontos, incentiva à utilização dos mesmos. 

 

A referida ação de sensibilização, que é realizada em todos os concelhos da região através do envio de informação via CTT, alerta que há muito trabalho a fazer na reciclagem. Muitos resíduos de embalagens recicláveis continuam a ser colocados pela população nos contentores dos resíduos indiferenciados (lixo comum). Esses resíduos são recolhidos pelos municípios e têm como destino o aterro, mas apenas os resíduos depositados e recolhidos nos ecopontos podem ser reciclados!

 

De janeiro a junho de 2020 a Algar recolheu cerca de 14 mil toneladas de resíduos recicláveis nos ecopontos, no entanto, a população depositou o dobro de recicláveis nos contentores dos resíduos indiferenciados, nesse mesmo período, inviabilizando a sua reciclagem (ver gráfico abaixo).

 

 

Presentemente a empresa disponibiliza 3990 ecopontos para a deposição seletiva de embalagens de plástico, metal, papel, cartão e vidro em toda a região do Algarve, perfazendo o rácio de um ecoponto por cada 100 habitantes.

 

A empresa está também a oferecer kits de reciclagem (ecobags e sinaléticas) aos primeiros 500 contactos que dirigirem o seu pedido para o email  gci@algar.com.pt.

RESINORTE | Troca de Ecopontos 03 SETEMBRO 2020

Com o objetivo de melhorar a qualidade do serviço prestado, a Resinorte, concessionária da EGF na região do Norte Central, encontra-se a substituir uma grande parte dos seus equipamentos de recolha seletiva.


Com um investimento de mais de 424 mil euros, a Resinorte está a proceder à substituição da sua rede de ecopontos mais antiga e/ou danificada (cerca de 12%).


Esta alteração de equipamento contribuirá para uma melhoria na qualidade do serviço público prestado, assim como facilitará a reciclagem dos resíduos pelos cidadãos, uma vez que estes novos equipamentos possuem “bocas” maiores que facilitam a deposição dos resíduos dentro do ecoponto.


O projeto arrancou no mês de julho de 2020, estando prevista a sua conclusão nos próximos meses, com a substituição de 400 ecopontos.

RESIESTRELA Toneladas de Ajuda 27 AGOSTO 2020

No âmbito da campanha do Grupo EGF, Toneladas de Ajuda, o Banco Alimentar da Cova da Beira entregou 55 toneladas de papel/cartão, à Resiestrela, que serão revertidas em 5.5 toneladas de alimentos que serão posteriormente doados a instituições de apoio social dos municípios de Belmonte, Celorico da Beira, Covilhã, Fundão, Guarda, Manteigas, Seia, Gouveia, Pinhel, Sabugal, Trancoso e Meda.

Sendo a Resiestrela uma empresa com forte sentido de responsabilidade social, continuará a dinamizar a campanha Toneladas de Ajuda, de forma a apoiar financeiramente Instituições de Solidariedade Social que se encontram inscritas atualmente e para as que demonstrem intenção em participar, pois ao entregarem embalagens plásticas, metálicas, papel, cartão e vidro as instituições participantes receberão uma contrapartida financeira.

 

Os materiais a reciclar poderão ser deixados diretamente nas instalações da empresa, no Centro de Triagem do Fundão, e nas sete estações de transferência e ecocentros dos municípios de Almeida, Celorico da Beira, Guarda, Penamacor, Pinhel, Sabugal e Trancoso.

 

 

As IPSS que queiram participar devem inscrever-se através do email marta.alcada@resiestrela.pt ou em comunicacao@egf.pt. Após a receção dos dados, é aberta uma ficha de cliente, que funciona como conta corrente por cada instituição de modo a quantificar o peso do material entregue. Em qualquer entrega será disponibilizado um talão de pesagem. Também são aceites entregas feitas por outras entidades, desde que feitas em nome de uma IPSS já inscrita na campanha.

 

Para o administrador delegado da Resiestrela, Nuno Heitor: “Estes resultados só foram possíveis devido à participação ativa da comunidade e do Banco Alimentar nesta campanha, envolvendo as empresas da região a entregar materiais recicláveis em nome da entidade de apoio social inscrita na “Toneladas de Ajuda”.

AMARSUL | Modernização da CTA 26 AGOSTO 2020

Os investimentos realizados pela Amarsul, nos últimos dois anos, em viaturas e contentorização, resultaram num aumento significativo de recicláveis recolhidos seletivamente no primeiro semestre de 2020.

 

 

Entendeu-se assim, a necessidade de assegurar o consequente aumento de capacidade de processamento da Central de Triagem Automática (CTA) do Ecoparque do Seixal, unidade que se destina à separação de embalagens de plástico e metal (contentor amarelo), que os cidadãos  depositam nos ecopontos.

 

 

A 1ª fase da Modernização e Ampliação da Central de Triagem Automática da Amarsul teve início em julho, estando prevista a sua conclusão para este mês, considerando um investimento de cerca de 1 milhão de euros integrado na estratégia da Amarsul relativamente à promoção da reciclagem multimaterial.

 

A Central de Triagem Automática terá uma nova linha com equipamentos que permitirão passar o processamento de 4 ton/h para 6 ton/h de material. Para tal, encontra-se a decorrer a substituição de alguns equipamentos críticos que vão permitir o incremento dos materiais recicláveis retomados e o cumprimento das metas de retoma com origem na recolha seletiva, bem como a meta de preparação para a reutilização e reciclagem fixadas para a Amarsul. 

 


Com este projeto, pretende-se dotar esta unidade de processamento de resíduos de embalagem, de uma capacidade de processamento passível de encaixar o incremento de recolha seletiva perspetivado para o horizonte do Plano Estratégico para os Resíduos Urbanos (PERSU 2020) que estabelece as metas nacionais para a recolha seletiva de resíduos. A meta da Amarsul é de 45kg/habitante/ano, sendo que, até junho de 2020, já foram recolhidos pela empresa, resíduos recicláveis equivalentes a 52kg/habitante/ano.

 

A Amarsul encontra-se em linha com os seus valores incontornáveis de atuação, na vanguarda tecnológica e de gestão, prestando um serviço de qualidade para os munícipes da região.

ERSUC | Mercados a Reciclar 24 AGOSTO 2020

A ERSUC lançou a campanha “Mercados a Reciclar” dedicada aos mercados da sua área de intervenção. Esta campanha inovadora, tem como objetivo incentivar a separação dos recicláveis nos mercados, o que irá permitir o seu encaminhamento para reciclagem, evitando a dispersão dos resíduos pelos espaços adjacentes.

 

 

Com esta campanha a ERSUC pretende atribuir o galardão de “Mercado a Reciclar” aos mercados aderentes, que se destacam pelo compromisso de redução do impacte ambiental resultante do mercado, promovendo a gestão adequada dos resíduos.

 

 

Um “Mercado a Reciclar” representa um mercado com caráter de responsabilidade e preocupação com a sustentabilidade, o que será um elemento diferenciador.

 

“Os municípios solicitam a nossa colaboração nos mercados, locais de grande produção de resíduos, que muitas vezes causam problemas ao serem levados pelo vento, esta campanha surge na dinâmica de proximidade da ERSUC aos seus municípios, na resolução de problemas comuns”, referiu Miguel Ferreira, administrador da ERSUC.

 

Uma equipa da Ersuc vai estar nos mercados a sensibilizar os feirantes para a correta separação dos recicláveis, disponibilizando meios que permitam essa separação.

 

A campanha iniciou em parceria com o Município de Estarreja, no Mercado Municipal de Estarreja e será em breve ampliada para outros municípios.

AMARSUL | Ecovalor dá Prémios 18 AGOSTO 2020

A Amarsul dinamizou no ano letivo de 2019/2020  - a 2ª edição do programa do Grupo EGF, ECOVALOR, que conta com os  concursos “Separa e Ganha no Azul e no Amarelo” e que tem como objetivo a promoção da correta separação de resíduos recicláveis nos estabelecimentos de ensino, bem como criar hábitos de reciclagem junto da comunidade escolar.

Este projeto, cofinanciado pelo POSEUR – Programa Operacional de Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos, visa aumentar e otimizar as quantidades de recicláveis separados na origem.

 

Em todo o processo estiveram envolvidos 86 estabelecimentos de ensino inscritos, alcançando um universo de 61.500 alunos participantes. Com este programa, os resíduos recicláveis recolhidos voltam ao ciclo de produção e transformam-se em matéria prima e, simultaneamente, as escolas são premiadas pelo seu bom desempenho ambiental.

 

O concurso decorreu entre outubro de 2019 e junho de 2020. Durante esse período, as escolas participantes separaram e encaminharam para reciclagem 46.566 kg de embalagens de plástico e metal e 106.806 kg de papel e cartão, ainda que esta edição tenha durado menos 2 meses que o habitual, devido ao encerramento antecipado das escolas resultante da pandemia do COVID-19. Contudo o empenho demonstrado pelos estabelecimentos de ensino, permitiu aumentar as quantidades separadas em 153.372 Kg, pelo que toda a comunidade escolar está de Parabéns!

 

Pelo excelente desempenho, a Amarsul irá atribuir 60 prémios aos estabelecimentos de ensino que conseguiram atingir o mínimo de 70 sacos de embalagens de plástico/metal e/ou 1 tonelada de papel/cartão durante o ano letivo 2019/2020.

 

Este tipo de concurso integra a oferta de educação ambiental da Amarsul que inclui ainda visitas às instalações, disponibilização de materiais informativos sobre a reciclagem e ações de sensibilização internas e externas, que chegaram a mais de 4.700 participantes.

 

Dado o sucesso da 2ª edição do concurso ‘Separa e Ganha’, a iniciativa vai manter-se no próximo ano letivo. Saiba como pode inscrever a sua escola AQUI.

AMARSUL | Projeto Tampas 07 AGOSTO 2020

A Amarsul tem a decorrer um projeto piloto, no Município de Alcochete, que consiste na substituição das tampas dos contentores amarelos e azuis de 1.100 litros disponibilizados aos munícipes, por outras, com aberturas maiores para facilitar a deposição dos resíduos recicláveis.

 

 

A empresa esteve, no fim do mês passado, no Largo Barão de Samora Correia, juntamente com o Município de Alcochete, a acompanhar os trabalhos de substituição das tampas dos contentores que compõem as ilhas ecológicas existentes neste concelho. Todas as famílias do concelho foram informadas da mudança por correio.

 

 

Esta alteração permitirá avaliar se é possível facilitar o trabalho de quem separa os resíduos para reciclar, sem levar à deposição indevida de resíduos indiferenciados nos contentores destinados apenas aos recicláveis. Os resultados deste projeto piloto permitirão tomar decisões que serão extensíveis a todos os municípios onde a Amarsul colocou esta nova tipologia de contentores, ou seja, Barreiro, Moita, Palmela, Sesimbra e na zona nascente do município do Montijo.

 

Quanto à deposição de objetos de grandes dimensões como colchões, móveis, sofás e afins, bem como ramagens de árvores, restos de jardim e resíduos recicláveis, esta deverá ser efetuada nos Ecocentros que a Amarsul tem à disposição da população. Em Alcochete, o Ecocentro encontra-se localizado no Caminho Municipal 1004, na proximidade da Zona Industrial do Batel. A receção deste tipo de materiais é gratuita e encontra-se disponível para a população visitar de 2ª a 6ª das 9h às 18h e sábado das 9h às 12h30, encerrando aos domingos e feriados.

 

O projeto contou com o apoio e cofinanciamento do POSEUR – Programa Operacional de Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos e visa aumentar e otimizar as quantidades de recicláveis separados na origem.

EGF | Top EcoEventos 2019 04 AGOSTO 2020

Em ano de pandemia não há EcoEventos, mas reconhecem-se as organizações que em 2019 mais reciclaram e que já se preparam para um 2021 ainda mais sustentável. Em 2019 realizaram-se 377 EcoEventos, onde participaram 11.8 milhões de participantes.

 

Nesses eventos, foram recolhidas 517 toneladas de embalagens: 210 toneladas de plástico, metal e pacotes de bebida; 172 toneladas de vidro e 135 toneladas de papel e cartão.

 

Entre os 377 eventos realizados no ano passado na área da EGF, distinguiram-se 3 EcoEventos com valores mais elevados:

 

 

 

A Valorminho foi a empresa que recolheu mais vidro (39 t), a ERSUC mais plástico e metal (63 t) e a Algar mais papel e cartão (29 t).


Os EcoEventos são uma iniciativa do Grupo EGF, apoiada do POSEUR (Programa Operacional para a Sustentabilidade e Eficiência no Uso dos Recursos), para a recolha e valorização de material reciclável e adoção de medidas ambientais que promovam comportamentos ambientais adequados.

 

Em todo o país as concessionárias da EGF registaram eventos com quantidades mais elevadas, apresentados abaixo através do Top 3 de Ecoeventos Regional 2019:

 

 

Os tops regionais, e top EGF, podem ser visionados nas redes sociais de todas as concessionárias no Facebook, Linkedin e Instagram.

 

 

 

EcoPraias à Beira-Rio 03 AGOSTO 2020

A Península de Setúbal é conhecida pela qualidade e beleza natural das suas praias, sendo rica em praias marítimas e fluviais. Pelo que a campanha EcoPraias chega em agosto a quatro praias fluviais: Alburrica, Gaio-Rosário, Moinhos e Samouco.

 

Este programa de sensibilização, decorre no âmbito de uma parceria entre as Câmaras Municipais de Alcochete, Barreiro e Moita e a Amarsul e é dirigida à população em geral. A iniciativa será dinamizada pela Amarsul e realizar-se-á na entrada de cada praia visada, com particular incidência junto aos contentores dos recicláveis, para promover a sua utilização.

 

A importância de reciclar à beira-mar, também se aplica à beira-rio, sendo estas quatro praias servidas por equipamentos que permitem à população entregar as suas embalagens, desviando resíduos de aterro e dos rios.

Serão realizadas ações de sensibilização na entrada de cada praia - respeitando as regras de distanciamento social - das 9h às 13h nos seguintes dias:

  • Município do Barreiro: 2 e 22  de agosto, na Praia de Alburrica.
  • Município da Moita: 9 e 23  de agosto, na Praia do Gaio Rosário.
  • Município de Alcochete: 16  de agosto – Praia dos Moinhos  e 29  de agosto - Praia do Samouco

A campanha marcará presença num total de 41 praias da região, em que os monitores vão continuar a distribuir sacos para colocação de resíduos, alertar os banhistas para a importância da reciclagem e indicar os locais onde estão instalados os ecopontos para que possam depositar os resíduos corretamente à saída de cada praia.

 

A Amarsul disponibiliza na sua página, as medidas de segurança que devem ser tidas em consideração quando nos deslocamos à praia. Ao seguir estas medidas, a população estará a promover uma ida à praia, em segurança e de forma sustentável. Mantenha o distanciamento social em primeiro lugar e não se esqueça de reciclar sempre e em todo o lado, seja à beira-mar, seja à beira-rio.

VALORLIS | Entrega Prémios 02 AGOSTO 2020

A Valorlis entregou na passada sexta feira, os prémios aos alunos do curso de Licenciatura em Design do ISDOM - Instituto Superior Dom Dinis, no âmbito do projeto “Reciclagem e design juntos pelo ambiente”, iniciado no ano letivo anterior.

  

Esta parceria resultou do desafio lançado pela Valorlis aos alunos do curso de design gráfico e industrial do ISDOM e consistiu em fazer uma intervenção artística nos contentores de grandes dimensões utilizados nos EcoEventos nos seis concelhos da área de intervenção da Valorlis, sob o tema sustentabilidade ambiental e reciclagem.

 

Os contentores intervencionados estiveram expostos no ISDOM permitindo aos alunos observar o resultado do seu trabalho, desde a conceção gráfica à aplicação nos contentores. Os contentores intervencionados serão utilizados nos EcoEventos promovidos nos seis concelhos da área de intervenção da Valorlis, para a deposição de embalagens recicláveis.

 

Depois da entrega de prémios os alunos apresentaram as propostas desenvolvidas no âmbito do projeto "Reciclar + Vidro" e campanha "Reduzir o plástico descartável", dando continuidade à parceria estabelecida entre as duas instituições.

 

A parceria estabelecida entre a Valorlis e o ISDOM “permitiu promover o trabalho criativo dos alunos e dar-lhes a oportunidade de intervir em contextos reais”, explicou Cristina Simões, Diretora do ISDOM. Marta Loia Guerreiro, Administradora Delegada da Valorlis, acrescentou que “É cada vez mais pertinente envolver os alunos das universidades na realidade das empresas e estabelecer sinergias no desenvolvimento de projetos que contribuam para a preservação do meio ambiente”.

EGF | Reciclagem cresce 7% 29 JULHO 2020

A EGF, empresa do Grupo MOTA-ENGIL responsável pelo tratamento e valorização de resíduos urbanos em 174 municípios de Portugal, registou no primeiro semestre de 2020 um aumento na recolha seletiva de 7% face ao período homólogo de 2019.

 

Os números do 1.º semestre são marcados pela pandemia – nos dois primeiros meses do ano, as empresas registavam aumentos muito significativos de recolha seletiva, na ordem dos 19%.

 

Com a pandemia e confinamento, os números do primeiro semestre mostram que a receção de resíduos indiferenciados diminuiu 3%, mas que, ainda assim, a recolha seletiva aumentou 7%.

 

Este crescimento da recolha seletiva, que se antecipava maior antes da pandemia, resulta de um programa de elevado investimento realizado, integrado em candidaturas das concessionárias, cofinanciadas pelo Programa Operacional de Sustentabilidade e Eficiência no Uso dos Recursos (POSEUR), e à prioridade dada à atividade de recolha seletiva de resíduos de embalagens, remodelação e modernização de infraestruturas e em campanhas de sensibilização junto da população, que se traduziram numa participação efetiva e crescente dos cidadãos aos hábitos de reciclar. As empresas EGF que registaram os maiores crescimentos, foram a Amarsul (33%), a Suldouro (25%) e a Resinorte (23%).

 

Quanto ao lixo comum/doméstico, regista-se uma diminuição de 3%, mas com diferenças significativas entre empresas que cresceram e outras que decresceram face ao período homólogo de 2019. Estas diferenças são explicáveis pela diminuição drástica do turismo, pouca atividade comercial, deslocação das populações para concelhos próximos em teletrabalho e pela diminuição de recolha de monos.

 

Analisados os números do primeiro semestre da EGF, pode-se afirmar que no início de 2020 se antecipava um ano de maior crescimento da reciclagem em Portugal, mas essa evolução está a ser condicionada pela pandemia por COVID19.

ERSUC | Ecocentro de Estarreja 27 JULHO 2020

Após algumas melhorias para tornar mais apelativa a deposição seletiva dos resíduos, o Ecocentro de Estarreja abre as suas portas à população. A abertura do ecocentro está integrada na estratégia da ERSUC de estar cada vez mais próxima da população e, em colaboração com os municípios, procurar dar uma resposta às suas necessidades.

 

O Ecocentro de Estarreja está integrado na Estação de Transferência de Estarreja e está disponível para todos os cidadãos depositarem vários tipos de resíduos como papel e cartão, plástico, vidro, monstros, metais, resíduos verdes e resíduos de equipamentos elétricos e eletrónicos.

 

 

Esta é uma forma de continuar a espalhar uma consciência ambiental junto de toda a população, dando mais oportunidades e meios para que isso aconteça”, refere Miguel Ferreira, administrador da ERSUC.

O Ecocentro de Estarreja está em funcionamento de segunda a sábado entre as 06h30 e as 13h00 e entre as 15h30 e as 22h00.

 

 

Relatório de Sustentabilidade 22 JULHO 2020

O Grupo Mota-Engil disponibilizou o Relatório de Sustentabilidade de 2019, intitulado "Múltiplos Olhares, A Mesma Direção".

 

Nesta edição poderá ler informação sobre o alinhamento do Grupo com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU; toda a parte de Ética, Parceiros e Integridade Empresarial; o compromisso com a Sustentabilidade e consultar todos os indicadores de performance ambiental que tornam o Grupo uma marca de excelência a nível mundial.

O relatório, produzido de acordo com as normas da Global Reporting Initiative (GRI), encontra-se disponível para consulta AQUI e em formato de vídeo no player abaixo. 

 

 

Estratégia para Biorresíduos 20 JULHO 2020

A Secretaria-Geral do Ministério do Ambiente e da Ação Climática apresentou, no passado dia 07 de julho, as Orientações Estratégicas para os Biorresíduos.

 

As diretrizes do ministério apontam soluções de recolha e tratamento e prevêem a articulação das várias entidades municipais com os SGRUs, com partes interessadas e com o cidadão, para devolver à terra o que é da terra, numa vertente de economia circular, cumprindo, pelo menos, 5 dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável 20/30 da ONU: #2 – Erradicar a Fome, #7 – Energias Renováveis e Acessíveis, #12 – Produção e Consumo Sustentáveis, #13 – Ação Climática e #15 – Proteger a Vida Terrestre.

 

 

A EGF aconselha os interessados a conhecer a iniciativa através do VÍDEO da sessão plenária que foi transmitida em direto.

ALGAR | Ecovalor dá Prémios 17 JULHO 2020

660 toneladas de embalagens recicláveis é o número recolhido pela Algar nas escolas do Algarve, através do concurso “Separa e Ganha”. A iniciativa foi promovida ao abrigo do projeto do Grupo EGF, Ecovalor, no qual participaram 117 escolas representando uma população escolar de 42.593 alunos.

 

O concurso “Separa e Ganha”, consiste numa competição entre instituições de qualquer nível de ensino e dimensão do mesmo município, que visa aumentar as quantidades de resíduos recicláveis recolhidos e sensibilizar a comunidade escolar para a correta utilização dos ecopontos.

 

O concurso decorreu de outubro de 2019 até maio de 2020. Durante esse período, as escolas participantes separaram e depositaram nos ecopontos: 230.574 kg de embalagens de vidro, 246.315 kg de embalagens de papel/cartão, e 183.045 Kg de embalagens de plástico/metal.

 

A Algar irá agora atribuir prémios aos estabelecimentos de ensino que conseguiram atingir o mínimo de uma tonelada de plástico/metal e/ou uma tonelada de papel/cartão e/ou uma tonelada de vidro, durante o ano letivo 2019/20.


Algumas escolas também separaram resíduos de equipamentos elétricos e eletrónicos, tendo-se recolhido um total de 6.863 kg, pelo que receberão uma bonificação extra.

Devido ao enorme sucesso desta 2ª edição do concurso “Separa e Ganha”, a iniciativa vai manter-se no próximo ano letivo. A Algar já começou a receber inscrições de escolas que manifestaram interesse em antecipar o envio da sua candidatura, preenchendo o formulário de adesão para garantir o seu lugar. Caso a sua escola deseje proceder de igual forma, poderá consultar toda a informação disponível no site da Algar ou, em alternativa, utilizar os seguintes contactos: Linha Verde 800 203 251 | email: gci@algar.com.pt.

 

Se quiser inscrever a sua escola e esta não fizer parte da área de concessão da Algar, poderá contactar o email - ecovalor@egf.pt - para verificar a sua elegibilidade para outra localização pertencente à EGF.

VALORLIS | Ilhas Ecológicas 16 JULHO 2020

A Valorlis encontra-se a reforçar a colocação de ilhas ecológicas na Marinha Grande, tendo em conta a boa recetividade do projeto co-financiado pelo POSEUR – Programa Operacional de Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos, iniciado em julho de 2019. O projeto contempla a colocação de 15 novas ilhas para separação de resíduos recicláveis nas localidades de Forno da Telha, Gaeiras e Outeirinhos, concelho da Marinha Grande. 

 

O projeto Ilhas Ecológicas - Recolha Seletiva de Proximidade - é um projeto piloto, que tem como objetivo aproximar os ecopontos da população, disponibilizar meios para separação em locais onde há dificuldade na colocação de ecopontos e aumentar as quantidades de resíduos enviados para reciclagem.

 

Este projeto foi alargado faseadamente a várias localidades do concelho da Marinha Grande, tendo sido colocados um total de 684 ecopontos de menor capacidade (228 ilhas ecológicas) para separação dos resíduos recicláveis pela população nas localidades: Amieira, Albergaria, Marinha Pequena, Pero Neto e Trutas, Comeira, Guarda Nova, Ordem e Portela, Embra, Forno da Telha, Gaeiras e Outeirinhos.

 

 

A Valorlis tem vindo a reforçar a rede de ecopontos aproximando os contentores de recicláveis da população, de modo a tornar mais cómoda a separação destes resíduos. Em algumas zonas da Marinha Grande este reforço está a ser feito através da substituição dos ecopontos tradicionais por contentores com menor capacidade, colocados mais perto de cada habitação e em maior número.

Esta alteração foi acompanhada no terreno por equipas da Valorlis que sensibilizaram os moradores e esclareceram todas as dúvidas relativas à separação de resíduos recicláveis, ajudando os cidadãos a depositar nos contentores os resíduos corretamente separados.

 

Marta Guerreiro, Administradora Delegada da Valorlis, indica que “os resultados deste projeto, relativamente à qualidade e quantidade dos resíduos recolhidos, têm sido muito satisfatórios, o que nos leva a considerar, para o próximo plano de investimentos, o alargamento deste projeto a outros concelhos da área de intervenção da Valorlis”.

ALGAR | Mais Recolha Seletiva 09 JULHO 2020

A Algar está a reforçar a atividade de recolha seletiva, estimando o aumento na produção de resíduos na região durante o verão, motivado pela afluência de turistas.

 

Para responder de forma eficaz ao crescimento da produção de embalagens depositadas nos ecopontos, a empresa está a mobilizar meios humanos e equipamentos para a atividade de Recolha Seletiva, nomeadamente:

 

  • Contratação de mão-de-obra temporária para reforço da Atividade de Recolha Seletiva (motoristas e auxiliares). Com este reforço pretende-se atingir 63 equipas;
  • 6 novas viaturas que integram o parque de frota de Recolha Seletiva de ecopontos, totalizando 31 veículos;
  • Reforço na recolha de ecopontos, recorrendo a prestadores de serviços externos;

Para que todos possam colaborar, a Algar disponibiliza os seguintes meios para a separação e deposição seletiva de resíduos de embalagens recicláveis:

 

  • 3800 ecopontos distribuídos pelos 16 Municípios Algarvios;
  • 13 ecocentros para a receção de grandes quantidades de resíduos de embalagens recicláveis e/ou de maior dimensão (três em Loulé, dois em Albufeira, um em Alcoutim, Aljezur, Castro Marim, Lagos, Tavira e Vila do Bispo).
  • Serviço “Algarlinha” (informações 800 203 251), constituído por equipas e viaturas que asseguram a recolha gratuita de embalagens recicláveis nos estabelecimentos comerciais aderentes e a recolha de envolventes nos ecopontos.

 

 

A Algar trabalha em parceria com os municípios para um Algarve mais sustentável.

 

Esta parceria tem como principal objetivo melhorar a articulação entre as entidades da região e a Algar na resolução de alguns constrangimentos operacionais que surgem, principalmente, nos períodos de maior concentração populacional no Algarve. Neste capítulo, destacam-se as seguintes medidas:

 

  • Sensibilizar a população no cumprimento de boas práticas, nomeadamente, alertar e impedir o estacionamento junto dos ecopontos, situação que inviabiliza a sua recolha;
  • Controlo e fiscalização da deposição incorreta dos resíduos nos ecopontos.

Desta forma consegue-se a definição de metodologias comuns tanto na limpeza urbana como na recolha de resíduos, através da concertação de esforços, otimização de recursos e integração de contributos.

 

Sabe o que acontece aos seus recicláveis depois de depositados no ecoponto?

 

Os diferentes materiais, após serem recolhidos pela Algar nos ecopontos, são encaminhadas por fluxo para as Unidades de Triagem (Loulé e Portimão), onde sofrem uma separação mais detalhada.

 

O fluxo do contentor amarelo (plástico e metal) é separado e enfardado nas diferentes tipologias: PET, PEAD, Filme, EPS (esferovite), Plásticos Mistos, ECAL (embalagens de cartão para alimentos líquidos), Metais Ferrosos e Não Ferrosos.

 

O material recolhido no contentor azul (papel e cartão) é separado de contaminantes como papéis sujos com gordura e outros, sendo depois enfardado.

 

Quanto ao material proveniente do contentor verde (vidro), a sua triagem é efetuada numa linha independente, onde se retiram os sacos de plástico e outros resíduos indiferenciados incorretamente misturados com essas embalagens e no final é encaminhado separadamente para reciclagem.

 

Agora que já sabe o que acontece aos seus recicláveis, não se esqueça de separar tudo, sempre e em todo o lado. Coloque os resíduos recicláveis dentro do ecoponto mais próximo. Separar é fundamental, o ambiente agradece!

AMARSUL | EcoPraias 2020 06 JULHO 2020

A campanha EcoPraias está de volta para mais uma edição a "reciclar à beira-mar" na Península de Setúbal. Promovida pela Amarsul, a campanha regressa para encorajar os cidadãos que visitam as praias, bem como os concessionários que exploram a praias, a serem mais sustentáveis, adotando boas práticas de separação de resíduos e potenciando a utilização de equipamentos já existentes.

 

O aumento de população na época balnear (nos meses compreendidos entre junho e setembro), nas praias da área de abrangência da Amarsul, tem um impacto relevante na produção de resíduos e, por isso, uma importante responsabilidade no cumprimento dos objetivos nacionais em matéria de promoção da economia circular e de valorização do território.

 

A Campanha “Amarsul Eco Praias” em parceria com os Municípios de Almada, Sesimbra e Setúbal disponibilizam uma rede de ecopontos e de ações de sensibilização que alertam a população que visita a região, a manter o distanciamento social e a reciclar à beira-mar, encaminhando os seus resíduos para os contentores certos e desviando-os dos oceanos e de aterros. A campanha de sensibilização ambiental será implementada em 37 praias e durante a época balnear serão disponibilizados serviços, equipamentos e sacos.

 

 

 

As ações de sensibilização serão realizadas na entrada de cada praia - respeitando as regras de distanciamento social - entre 4 de julho e 30 de agosto, das 10h às 12h e das 15h às 17h (sábados e domingos), distribuídas da seguinte forma:

 

ALMADA - 32 PRAIAS: Albatroz | Lorosae | Leblon | Bicho d’Agua | Sunset | Kontiki | Pé Nu Golfinho | Praia do CDS/Dr. Bernard | Praia do Tarquínio – Paraíso | Praia do Dragão Vermelho | Praia Nova/Espaço 20 | Mata | Grão de Areia + Riviera | Casa do Sol + Rainha | Castelo (Manduca + Yamba) | Cabana do Pescador (Delmare + Meio Metro) | Princesa | Rei (Hula Hula) | Morena (Borda d’Agua) | Sereia (Waikiki) | Infante (Tartaruga) | Bela Vista (casa da Praia) | Terminus | Americano (Move On) | Aroeira (Beach Bar) | Cabana Beach | Rampa | Kailua | Oh, Ti João – 1 | Areias da Telha | Bambu

 

SESIMBRA - 2 PRAIAS: Califórnia | Ouro


SETÚBAL - 3 PRAIAS: Albarquel | Figueirinha | Creiro


Com este projeto, a Amarsul pretende continuar a aumentar a quantidade de embalagens enviadas para reciclagem, assim como a oferta de pontos de recolha seletiva nas praias, alavancando o ato cívico de separação de resíduos de embalagem por parte da população em geral e reforçando assim a adoção de práticas mais sustentáveis, sob o lema vamos reciclar à beira-mar”.

 

ISWA assinala 50º aniversário 05 JULHO 2020

A ISWA - International Solid Waste Association assinala este ano 50 anos de existência!

 

A ISWA é uma associação internacional, da qual a EGF - Environment Global Facilities faz parte, que visa desenvolver a gestão de resíduos de forma sustentável em todo mundo, promovendo a eficiência de recursos por meio de produção e consumo sustentáveis e apoiando as economias emergentes e em desenvolvimento.

 

Este ano foi publicado um relatório anual especial que demarca os acontecimentos mais importantes da associação e que perspetiva desenvolvimentos futuros sobre o setor de tratamento e gestão de resíduos.

 

Ana Loureiro, Diretora de Comunicação da EGF, deixou um testemunho que pode ser consultado AQUI

VALORSUL | Ecovalor dá Prémios 02 JULHO 2020

"Separa e Ganha no Azul e Amarelo" foi o desafio lançado às escolas e instituições. Durante o ano, a Valorsul pediu que separassem as embalagens de plástico e metal e de papel e cartão. Ao mesmo tempo em que a comunidade escolar adquiria hábitos de reciclagem, todas as escolas podiam ser premiadas pela Valorsul.

 

A edição 2019/2020, que já terminou, mobilizou 295 escolas do jardim de infância ao ensino secundário e 26 instituições de âmbito social. Esta foi a edição com mais participações de sempre, abrangendo 86.000 participantes nos concursos, que se revelaram apologistas e entusiastas da reciclagem.

 

No total, foram recolhidas 780 toneladas de material reciclável, ainda que esta edição tenha durado menos dois meses que o habitual, devido ao encerramento antecipado das escolas e de outros estabelecimentos participantes. Este desempenho é digno de destaque. Todos os envolvidos, desde alunos, auxiliares, professores, técnicos, utentes a operacionais de recolha merecem ser reconhecidos. Estão todos de parabéns!

 

Pelo seu excelente desempenho, foram atribuídos 450 prémios monetários no valor de 45.000€. Com estes prémios, algumas escolas têm agora a possibilidade de adquirir novos equipamentos e recursos, por exemplo, para a ginástica, para os recreios, biblioteca, sala de aulas, etc.

 

Os materiais recolhidos pelos alunos seguem assim para reciclagem onde são valorizados. Com uma parte do plástico recolhido será possível, por exemplo, produzir 226 mil novas t-shirts. E o alumínio será suficiente para fabricar cerca de 808 bicicletas.

 

Estes concursos integram a oferta de educação ambiental da Valorsul - o Programa Ecovalor - que inclui ainda visitas, materiais informativos sobre a reciclagem e ações de sensibilização sobre o ciclo dos resíduos. O programa já chegou a mais de 9.700 alunos. 

 

AMARSUL | Crescimento de 36% 01 JULHO 2020

A Amarsul, concessionária da EGF em 9 municípios da Península de Setúbal, manifestou um crescimento de 36% no encaminhamento de resíduos para reciclagem no primeiro semestre de 2020. Mesmo em período de pandemia a Amarsul garantiu os serviços mínimos da sua atividade, tendo cumprido a sua missão de valorização de resíduos nos municípios de Alcochete, Almada, Barreiro, Moita, Montijo, Palmela, Seixal, Sesimbra e Setúbal.

 

O Plano Estratégico para os Resíduos Urbanos (PERSU 2020) estabelece metas nacionais para a recolha seletiva de resíduos, sendo a da Amarsul de 45kg/habitante/ano. É esta a quantidade de resíduos que cada cidadão deverá separar e encaminhar para o contentor correto, sejam embalagens de plástico/metal, de papel/cartão ou vidro. São metas desafiantes, mas até maio de 2020, já tinham sido recolhidos pela Amarsul resíduos recicláveis equivalentes a 52kg/habitante/ano.

 

Este aumento significativo da Recolha Seletiva em todos os Municípios da área da abrangência da Amarsul, é o resultado do investimento que a Amarsul desenvolveu na recolha seletiva multimaterial de resíduos de embalagens nestes últimos anos em viaturas, ecopontos, contentores e em campanhas de sensibilização ambiental, aproximando os equipamentos da população, para incentivar a reciclagem na região.

 

Servindo mais de 780 mil habitantes, a Amarsul contribuiu positivamente para a valorização de resíduos, com um aumento de 4 mil toneladas de resíduos recicláveis recolhidos: 47% de plástico e metal, 43% de papel e cartão e 17% de vidro. O aumento da recolha seletiva foi transversal a todos os municípios, tendo apresentado melhores resultados na recolha de embalagens de plástico e metal, assim como nas embalagens de papel e cartão.

 

Estes indicadores revelam uma maior consciencialização ambiental para a importância da reciclagem das famílias, mas também nos locais de trabalho, o que se manifesta numa correta deposição de resíduos e utilização de ecopontos, que darão origem à triagem e encaminhamento para reciclagem, ganhando um novo ciclo de vida.

 

Com o regresso à normalidade, as equipas da Amarsul continuam a desenvolver ações de limpeza e higienização de contentores com recurso a um produto desinfetante apropriado e a ver reforçada a sua formação em higiene e segurança no trabalho.

 

A Amarsul terminou 2019 com uma capitação anual de 39 kg de resíduos de embalagens separados por habitante e com o dobro dos pontos de recolha de resíduos recicláveis. Em 2020, com o reforço da cobertura de pontos de recolha efetuada, e mesmo em período de pandemia, a empresa espera continuar a crescer em todos os municípios da região.

Mota-Engil celebra 74 anos 29 JUNHO 2020

O Grupo Mota-Engil celebra hoje 74 anos vida e de uma história repleta de sucessos!

 

 

Fundado em 1946, o Grupo Mota-Engil é hoje uma organização polivalente, com atuação em várias áreas operacionais, desde construção e gestão de infraestruturas a gestão de resíduos, concessão de transportes e mineração.

 

 

Com áreas de atuação em segmentos tão distintos, a empresa assinala hoje o seu crescimento contínuo com uma visão integradora de inovação, ambição e espírito de grupo. 

 

A Mota-Engil é acionista maioritária da EGF, que, por sua vez, faz parte da sua estratégia de intervenção na área do Ambiente através da recolha e tratamento de resíduos.

 

Parabéns Mota-Engil!

 

 

EGF | Webinar APEMETA 25 JUNHO 2020

A EGF participou hoje, 25 de junho, no ciclo de webinars "Waste 2 Business" promovidos pela APEMETA - Associação Portuguesa De Empresas De Tecnologias Ambientais. 

 

 

A empresa foi representada por Filipa Pantaleão, Diretora Técnica da EGF, que, juntamente com outros oradores, debateu o tema  “Perspetivas sobre as Áreas dos Biorresíduos e Digitalização”. 

 

 

O seminário online teve início às 9h30, terminando às 12h30, e contou com intervenções de empresas como a LIPOR, RESITEJO, ARQUICONSULT,  Cascais Ambiente e Universidade do Minho. 

 

 

 

 

VALORLIS | Pesagem de Viaturas 23 JUNHO 2020

A Valorlis, concessionária da EGF para a região de Leiria, está a implementar um novo sistema de pesagem de viaturas recorrendo à tecnologia RFID - identificação por radiofrequência em todas as básculas existentes nas Unidades de Produção de Leiria, estando a ser estudada possibilidade de adoção de auto-serviços nas restantes básculas existentes nas estações de transferência da empresa.

 

As viaturas são pesadas em auto-serviço nas básculas da Valorlis recorrendo a um cartão de identificação que faz uma gestão avançada dos dados e das impressões.

 

Este sistema de pesagem além de permitir uma maior rapidez e fiabilidade dos dados, ainda possibilita reduzir o impacto ambiental associado á pesagem das viaturas, uma vez que o talão de pesagem em papel foi substituído por um pequeno ticket.

 

Marta Guerreiro, Administradora Delegada da Valorlis salienta que: «Esta medida faz parte da aposta da Valorlis numa melhoria contínua dos processos internos e vai permitir uma poupança ao nível do consumo de combustível e de papel, contribuindo para uma maior sustentabilidade, a par de outras medidas implementadas como a substituição da iluminação por iluminação LED e a otimização dos circuitos de recolha seletiva».

 

ALGAR | Webinar APCE 17 JUNHO 2020

A Algar participa hoje às 15h no webinar "Excelência em Comunicação Externa", organizado pela APCE - Associação Portuguesa de Comunicação de Empresa, juntamente com outros vencedores do Grande Prémio APCE 2020 na área de Campanhas de Comunicação Externas.

 

 

A categoria de Comunicação Externa elegeu vencedores para o setor da Indústria (Primário e Secundário) e para o setor de Serviços (Terciário). A Algar venceu no setor dos Serviços com a campanha "No Algarve seja Algarvio: separe!".

 

 

 

Relembre aqui a vitória da concessionária algarvia:

 

 

Neste seminário online, junta-se a Maria João Carolino (Responsável de Comunicação da Algar), Frederico Roberto (Executive Creative Director da Interweave Agency) e Teresa Alvarez (Chefe de Divisão de Comunicação e Sustentabilidade dos SIMAS Oeiras e Amadora). A conversa é moderada por Paula Portugal Mendes (Diretora Geral da APCE)

 

O webinar poderá ser visionado na plataforma ZOOM ou no Facebook.    

 

ALGAR | Novas Viaturas 15 JUNHO 2020

A Algar adquiriu 6 novas viaturas para recolha seletiva de resíduos de embalagens de plástico/metal e de papel/cartão, num investimento de 1 milhão de euros.

 

Os equipamentos têm recolha traseira, o que permite fácil acesso para a deposição dos materiais que são recolhidos nas zonas envolvente dos ecopontos.

 

Estas viaturas reúnem um conjunto de características que melhoram substancialmente as condições de trabalho diárias dos motoristas, em termos de conforto e de segurança:

 

 

Mais segurança para o motorista

  • Destaca-se o facto de a viatura ter piso rebaixado para aceder à cabina (dois degraus), o que facilita a entrada e saída do motorista, reduzindo significativamente o esforço despendido num dia intenso de trabalho.
  • Todo o manuseamento da grua que recolhe o ecoponto é efetuado a partir do chão, pelo que o motorista não necessita ascender a plataformas superiores, reduzindo o risco de acidentes de trabalho, nomeadamente, quedas em altura e entorses nos membros inferiores e superiores.
  • A suspensão totalmente pneumática com uma função de elevação e rebaixamento em todos os eixos é também benéfica para a coluna e as articulações do condutor. 

Mais segurança no trânsito rodoviário

  • O banco do condutor posicionado a baixa altura, o para-brisas panorâmico, a porta articulada existente no lado do auxiliar, totalmente em vidro e o sistema de espelhos permitem observar toda a zona circundante ao veículo.
  • A porta articulada para o lado interior do veículo não requer qualquer espaço exterior adicional e protege os membros da tripulação assim como os utentes da via.

Estas viaturas vêm ainda permitir mais economia e baixo impacto ambiental. A combinação de um motor potente e particularmente silencioso, com a confortável caixa de 6 velocidades automática Allison (tecnologia FuelSense®), fornece o desempenho adequado em qualquer situação de condução e de trabalho, mesmo a baixa velocidade e cria as melhores condições para uma condução tranquila e confiante.

 

A atividade de Recolha Seletiva conta assim com uma frota de 31 viaturas que asseguram a recolha dos cerca de 3.800 ecopontos distribuídos pelos 16 concelhos da região.

EGF | Dia Mundial dos Oceanos 08 JUNHO 2020

Celebra-se hoje o Dia Mundial dos Oceanos, originário na Conferência da ONU sobre Ambiente e Desenvolvimento, realizada no Rio de Janeiro em 1992.

 

 

Para assinalar este dia o CCOceanos - Centro de Comunicação dos Oceanos organizou uma série de palestras sob a chancela "CCOceanos: Década do Oceano" reunindo oradores de língua portuguesa que irão abordar informação atualizada e conhecimento relacionado com a iniciativa da ONU: A Década da Ciência Oceânica para o Desenvolvimento Sustentável (2021-2030).

 

 

As palestras serão emitidas a partir do Museu Nacional de História Natural e da Ciência de Lisboa e podem ser assistidas em LiveStream AQUI a partir das 18h. 

 

 

Chegou o Recycle BinGo 2! 05 JUNHO 2020

Este Dia Mundial do Ambiente promete ser muito divertido com o retorno do teu jogo favorito. 

Chegou o Recycle BinGo 2!

 

Depois do sucesso da primeira versão do jogo mais amigo do planeta, eis que surge a versão 2.0, melhorada e com mais funcionalidades.

 

Nesta nova versão, vais poder aprender na Ecopédia, uma enciclopédia ecológica que te vai ensinar tudo sobre a reciclagem; conhecer a família Recycle BinGo, cheia de novos bichinhos que se vão tornar teus amigos, jogar mini-jogos para te entreteres e maravilhar-te com as novas funcionalidades da app em realidade aumentada.

 

O Recycle BinGo funciona como um jogo, o que torna a experiência de reciclagem muito mais divertida e compensadora! A missão principal é fazer visita ao nosso ecoponto habitual. Através da geolocalização o nosso smartphone sabe que nos encontramos perto dele.

 

Ao fazermos check-in desbloqueamos um conjunto de simpáticos bichinhos, os EcoGifts, com os quais vamos preenchendo os nossos cartões BinGo. Cada vez que completamos um cartão ganhamos EcoMoedas - que podemos trocar por prémios fantásticos, como bilhetes de cinema, vales de desconto, e muito mais.

 

               

O que é?

        

Recycle BinGo é uma aplicação móvel da EGF que teve a primeira versão financiada pelo Fundo Ambiental do Ministério do Ambiente, cujo objetivo é divertir e educar as famílias portuguesas em torno da temática da Reciclagem, oferecendo prémios a quem mais recicla.

 

O Recycle BinGo 2 está acessível em todas as áreas concessionadas do Grupo EGF e está disponível na AppStore e GooglePlay.

     
Não vais querer perder esta aventura.

 

Contamos contigo, salta para BinGo e ajuda-nos a espalhar o bichinho da reciclagem!

               

Sabe tudo sobre o este jogo super sustentável em Recycle BinGo e no Facebook.

 

 

 

 

 

ALGAR | Webinar sobre Resíduos 03 JUNHO 2020

A Algar vai participar, no dia 5 de junho, “Dia Mundial do Ambiente”, no Webinar “Gestão de Resíduos em tempos de COVID-19”, que irá decorrer das 14h30 às 16h00. A empresa vai estar representada pelo Engº Miguel Nunes, responsável pela área técnica, de investigação e desenvolvimento.

 

O evento conta ainda com as seguintes participações: Dr. Paulo Costa da Fagar, Renata Fleck da Sciaena e Carla Martins da LinkedGreen.

 

A Sciaena, ONG portuguesa de conservação marinha, juntamente com Linked.Green promovem este evento no âmbito do #ODS14 das Nações Unidas, relativo à proteção dos nossos oceanos e, mais concretamente, o sub-objetivo 14.1: Até 2025, prevenir e reduzir significativamente a poluição marítima de todos os tipos, especialmente a que advém de atividades terrestres, incluindo detritos marinhos e a poluição por nutrientes. Visa partilhar informação, conhecimento científico e soluções sobre a problemática da poluição por plásticos.

 

O programa completo do evento poderá ser consultado AQUI

 

A participação é gratuita, mas está sujeita a inscrição prévia através do email - sciaena@sciaena.org para receber o link de acesso um dia antes do evento.

 

VALORLIS | Lançamento de Livro 03 JUNHO 2020

A Valorlis, concessionária da EGF para a região de Leiria, vai assinalar o Dia Mundial do Ambiente com a apresentação nas redes sociais do livro “Eu Conto com a Reciclagem”, publicado recentemente.

 

O livro reúne as narrativas vencedoras do concurso de contos “Conta Reciclar” inspirados no tema da Reciclagem e que envolveu alunos e professores desde o 1º ciclo ao ensino secundário e também a população adulta.

 

A ilustração do livro foi desenvolvida por ilustradores da região: Ana Barateiro, Leonel Brites, Rui Lobo, Rui Pedro Lourenço e Tânia Bailão Lopes, que ilustraram os três primeiros classificados de cada escalão.

 

No dia 5 de junho, os contos vencedores serão representados online, por artistas da região que darão vida aos contos escritos: Márcia Vieira, Nídia Nair, Paulo Costa, Tânia Bailão Lopes e Vânia Silva prometem um dia bastante animado para todos os que seguem a Valorlis nas redes sociais. 

 

Marta Lóia Guerreiro, Administradora Delegada da Valorlis, salienta que “para assinalar o sucesso desta iniciativa, e para que os contos vencedores possam ensinar a mensagem da reciclagem a outras crianças, jovens e adultos, avançamos recentemente com a publicação dos contos em livro, e resolvemos fazer a sua apresentação online no Dia Mundial do Ambiente.” E acrescenta “Estão todos convidados para acederem à página de facebook da Valorlis no dia 5 de junho e acompanharem o programa que preparamos para a população”.

 

EGF | Dia Nacional da Energia 29 MAIO 2020

Celebra-se hoje, em Portugal, o Dia Nacional da Energia. A comemoração desta data visa alertar a população para a necessidade de desenvolver estratégias de eficiência energética sustentáveis.


De acordo com o Plano Nacional de Ação para Eficiência Energética (PNAEE): "os Estados Membros da União Europeia comprometeram-se até 2020 a reduzir as emissões de gases com efeitos de estufa em 20%, aumentar em igual percentagem a proporção de fontes de energia renováveis no cabaz energético da União Europeia (UE) e alcançar a meta de 20% estabelecida para a eficiência energética".


Para contribuir para essas metas, em 2019 a EGF exportou 501 GWh de energia a partir dos resíduos domésticos, 63% provenientes de valorização energética, 29% de biogás de aterro e 8% de unidades valorização orgânica, o que corresponde a uma exportação superior a 2018 em mais de 4,8%.

Juntos conseguimos preservar os recursos naturais e valorizar o ambiente, faça a sua parte e adote medidas de energia renovável!

 

RESIESTRELA | Campanha Digital 22 MAIO 2020

No âmbito da sua estratégia de comunicação, a Resiestrela, concessionária da EGF na zona da Cova da Beira, acaba de lançar uma campanha digital de sensibilização que privilegia as redes sociais Instagram e Facebook.

Até ao dia 27 de junho, com o objetivo de reforçar o papel dos cidadãos na reciclagem, e alertar para a importância da correta gestão dos resíduos domésticos, serão lançados vários desafios semanais, dicas, factos, curiosidades e passatempos.

 

Numa altura em que o mundo se debate com a pandemia da COVID-19 é fundamental impulsionar uma mudança de mentalidades em prol do ambiente e continuar a passar a mensagem da importância do papel de cada cidadão na reciclagem.

 

Juntamente com várias entidades, a Resiestrela pretende premiar os cidadãos ambientalmente mais responsáveis através da oferta de ecobags, produtos regionais, equipamentos eletrónicos e ainda um fim de semana em alojamento próximo da natureza.

 

Participe desta iniciativa!

 

ALGAR celebra 25 anos 20 MAIO 2020

A Algar faz 25 anos. Um quarto de século repleto de resultados positivos que colocam o Algarve acima da média nacional no que toca ao tratamento e valorização dos seus resíduos. Este sucesso é dos que trabalham diariamente na Algar mas também é dos seus parceiros. Este trabalho conjunto faz a diferença, e é isso que celebramos e sublinhamos neste 25º aniversário.

 
O aniversário é da Algar, mas todos os algarvios estão de parabéns: as famílias; os municípios; o comércio e claro, os trabalhadores da Algar. Estão de parabéns porque, em conjunto com a Algar, ajudaram a tornar o Algarve numa das regiões com melhores resultados na reciclagem e gestão de resíduos.

 

Por isso, a Algar decidiu promover uma campanha online com o tema ”Algar: 25 anos a transformar o Algarve”, com o objetivo de transmitir a importância do trabalho da empresa na transformação do Algarve desde 1995 e a importância dos algarvios nessa mesma transformação, dando os Parabéns:

 

Às famílias Algarvias

Obrigado por contribuírem e transformarem embalagens em orgulho.

A Algar celebra 25 anos e 507 milhões de kg de recicláveis valorizados.

 

Aos Municípios Algarvios

Obrigado por juntamente com a Algar transformarem resíduos em qualidade de vida.

A Algar celebra 25 anos e 8,8 mil milhões de kg de resíduos tratados.

 

Ao Comércio Algarvio

Obrigado por colaborarem e transformarem resíduos em valor acrescentado.

A Algar celebra 25 anos e 73 milhões de kg de embalagens separadas para reciclagem.

 

Aos seus Trabalhadores

Obrigado por, mesmo em situações adversas, manterem a responsabilidade de prestação de um serviço público, tratando e valorizando os resíduos, para os transformarem em produtos: MATERIAIS PARA RECICLAR, COMPOSTO ORGÂNICO E ENERGIA ELÉTRICA.

 

Nestes 25 anos a empresa empenhou-se com grande responsabilidade na melhoria das condições ambientais da região do Algarve no domínio dos resíduos urbanos.

A empresa encerrou as 22 lixeiras existentes na região, iniciou a sua atividade de recolha seletiva, valorização e tratamento dos resíduos urbanos, dinamizou a criação de emprego (diretos e indiretos), a economia local, conseguiu estabelecer laços de confiança e de colaboração com a população e consolidou um novo paradigma na gestão operacional desta atividade, com evidentes benefícios para a população residente e para o turismo em particular, concretizando o grande objetivo assente na melhoria das condições ambientais da maior região turística nacional.

 

 

Alguns indicadores de produção destes últimos 25 anos de atividade:

  • 8,8 milhões de toneladas de resíduos tratados;
  • 507 mil toneladas de resíduos de embalagens valorizados;
  • 140 mil MWh de Energia Produzida (através do aproveitamento energético do biogás gerado nos dois aterros), o correspondente ao abastecimento de eletricidade de cerca de 28.000 casas, considerando o consumo de uma família média de 4 pessoas – 5.000 kwh/ano;
  • 45 mil toneladas de composto “NUTRIVERDE®” provenientes do processo de compostagem dos resíduos verdes resultantes dos cortes de árvores e da manutenção dos campos de golf e de jardins.

 A Algar S.A. dispõe de mais de 3500 ecopontos distribuídos de forma estratégica em toda a região Algarvia para a deposição voluntária de resíduos recicláveis urbanos e, ainda, de uma frota de 64 viaturas operacionais afetas à recolha seletiva, transferência de resíduos e outros serviços de apoio à população.

Para o desenvolvimento da sua atividade, a Algar conta atualmente com 428 colaboradores que asseguram o funcionamento das instalações e o tratamento e a valorização anual de 400 mil toneladas de resíduos rececionados nas suas instalações.

 

A Gestão dos resíduos no Algarve, antes da ALGAR, ou seja até 1995:

  • Os resíduos eram depositados de forma anárquica em 22 lixeiras, em terrenos a céu aberto espalhadas pela região, sem qualquer controlo ou medidas de proteção para o Ambiente;
  • As águas lixiviantes provenientes da decomposição dos resíduos escorriam pelos terrenos sem tratamento, contaminando as águas subterraneas, os poços de captação de água bem como os solos agrícolas. As lixeiras, em regra, estavam sempre em auto-combustão, com emanação de fumos e toxinas promovendo graves problemas ambientais e elevados riscos para a saúde pública, causando enumeras doenças à população;
  • O gás metano e o gás sulfídrico, resultantes da decomposição dos resíduos, eram libertados para a atmosfera poluindo o ar, aumentando o efeito de estufa e provocando maus cheiros e riscos para a saúde pública, inclusive graves doenças respiratórias;
  • Os resíduos urbanos não eram reciclados nem valorizados;
  • Os resíduos perigosos eram depositados nas lixeiras sem controlo.

 A Gestão dos resíduos no Algarve, depois da ALGAR:

  • A ALGAR, durante dois anos, encerrou, reabilitou e requalificou ambientalmente todas as 22 lixeiras a céu aberto existentes na região;
  • Dinamizou e implementou o Sistema Multimunicipal de Valorização e Tratamento de Resíduos Sólidos Urbanos, integrando todo o universo geográfico dos 16 Municipios do Algarve;
  • Para o desenvolvimento da sua atividade, a ALGAR definiu um Modelo Técnico e Económico para a gestão adequada dos resíduos urbanos no Algarve, construindo as infraestruturas necessárias para a Recolha Selectiva, Triagem de embalagens recicláveis, Valorização multimaterial (ex:, os equipamentos elétricos e eletrónicos, pneus, entre outros), as infraestruturas de transferência e instalações ambientalmente adequadas para o Tratamento, Valorização Energética e Orgânica, Compostagem de verdes e Destino Final adequado dos resíduos urbanos, a saber:

Instalações e Infraestruturas de apoio:

  • 2 Centrais de Triagem de Resíduos de Embalagens;
  • 8 Estações de Transferência de Resíduos;
  • 13 Ecocentros;
  • 2 Aterro Sanitários;
  • 2 Estações de Tratamento de Águas Lixiviantes;
  • 3 Centros Electroprodutores de Energia Eletrica;
  • 3 Unidades de Compostagem de Verdes;
  • 1 Central de Valorização Orgânica;
  • 1 Central de Tratamento Mecânico,
  • 1 Centro de Educação Ambiental e Veículo de Educação Ambiental.

Ao longo deste quarto de século, a empresa tem dinamizado e implantado soluções ambientalmente mais sustentáveis dentro da responsabilidade que detém na sua atividade de recolha, valorização e tratamento dos resíduos urbanos produzidos no Algarve. No que respeita aos resíduos de natureza diferente, estes são alvo de valorização e tratamento distintos, de acordo com as suas características.

A ALGAR vai continuar a apostar na concretização de novas soluções que incorporem mais-valias sociais e ambientais, contribuindo de forma sustentável para a cadeia de valor da sua responsabilidade. Procuraremos continuar a ser uma empresa socialmente ativa e empenhada em melhorar a qualidade de vida dos cidadãos.

 

Ecovalor está Online! 14 MAIO 2020

Com a suspensão das atividades presenciais nas escolas devido à pandemia por Covid-19, a EGF lançou o Programa Ecovalor online, em substituição das iniciativas presenciais nas escolas. Para disponibilizar mais apoio aos professores e educadores, o programa está a promover ações de sensibilização ambiental por videoconferência e dedicadas ao tema dos resíduos urbanos, reciclagem e aos impactos da gestão de resíduos nas nossas vidas.

Asseguradas por monitores de educação ambiental, as ações de sensibilização Ecovalor estão adaptadas aos vários níveis de ensino básico e ensino secundário e a toda a comunidade escolar, e implicam a participação nas plataformas digitais de cada escola ou instituição.

O Programa Ecovalor tem como objetivo promover boas práticas ambientais em estabelecimentos de ensino e instituições em todo o país, premiando aquelas que apresentam melhor desempenho na reciclagem das suas embalagens usadas. Em 2019, este programa chegou a mais de 392.000 alunos, que enviaram 2.535 toneladas de embalagens para reciclar.

Para participar no Ecovalor, só necessita de contactar a concessionária EGF responsável no seu município ou enviar um email para: ecovalor@egf.pt.

Para mais informação sobre o Programa Ecovalor, consultar: https://bit.ly/2Z3IYXY         

ALGAR | Separar para Alimentar 11 MAIO 2020

A Algar, empresa responsável na região do Algarve pela valorização e tratamento dos resíduos sólidos urbanos, representada pelo Administrador Executivo Engº José Barreto, fez a entrega de 263 kg de farinhas lácteas, num valor superior a 1000€, ao Banco Alimentar Contra a Fome do Algarve (BACF), representado pelo Dr. Nuno Alves, Presidente da instituição de solidariedade social na região.

 

Este gesto resulta de uma parceria entre a Algar e a ENTRAJUDA (Algarve), através da campanha “Separar para Alimentar”. A iniciativa, que em 2019 celebrou 6 anos de existência, foi criada com o propósito de sensibilizar a população para a importância da reciclagem e, simultaneamente auxiliar as famílias que diariamente são apoiadas pelo BACF - Algarve, através da entrega de alimentos nutricionais para crianças até aos 3 anos de idade.

 

Este tipo de alimentos, motivado pela sua especificidade e valores de aquisição mais elevados, são menos frequentes entre os donativos habitualmente recebidos pela instituição.

 

Foram as famílias que geralmente recebem o apoio do BACF, que em 2019 entregaram as suas embalagens de plástico, metal e ECAL (embalagens de cartão para alimentos líquidos) vazias ao BACF-Algarve para que fossem recicladas e como contrapartida serão elas que vão receber esta ajuda.

 

Balanço da campanha nos últimos 6 anos


Esta campanha, que vigorou desde 2013 a 2019, garantiu o encaminhamento para reciclagem de 49.240Kg de resíduos de embalagens e permitiu a entrega de 6.000€ em bens alimentares.

A campanha terminou em 2019 dando lugar a uma nova causa: “Toneladas de Ajuda”, um projeto do Grupo EGF que está a decorrer atualmente e que o BACF – Algarve também já fez questão de abraçar.

Esta campanha tem como objetivo valorizar todos os resíduos recicláveis que as instituições inscritas queiram entregar na Algar, nomeadamente, as embalagens de plástico, metal, papel, cartão e vidro, em troca de uma contrapartida financeira.

Todos os que desejarem colaborar com a “Toneladas de Ajuda”, a favor do BACF- Algarve, poderão entregar, separadamente,  as embalagens usadas acima referidas, nas instalações da Algar, que se encontram distribuídas por toda a região do Algarve (www.algar.com.pt). Deverão informar que o fazem a favor da referida instituição.

ALGAR | Grande Prémio APCE 08 MAIO 2020

A Algar, concessionária da EGF na zona do Algarve, foi uma das vencedoras do Grande Prémio APCE 2020.

O Grande Prémio da Associação Portuguesa de Comunicação de Empresa (APCE) visa premiar anualmente o que de melhor se faz na comunicação em Portugal, através de um júri independente.

A EGF foi finalista em duas categorias: Campanha Externa - Serviços do Setor Terciário, com a campanha da Algar, "No Algarve seja Algarvio: separe!" e na categoria Evento Interno até 500 Colaboradores, com o evento do Grupo EGF, "Desafios do Triénio". Vencemos na categoria de Campanha Externa com a Algar.

Devido à pandemia, o evento realizou-se em formato live através do Facebook e pode ser assistido AQUI. Veja em baixo o momento em que a ALGAR se sagrou vencedora.

 

 

 

ERSUC | Recolha Porta-a-Porta 07 MAIO 2020

A ERSUC iniciou, de forma faseada, o regresso do seu serviço de Recolha Seletiva Porta-a-Porta ao comércio e serviços, que se encontrava suspenso temporariamente devido à pandemia.

 

Com a retoma deste serviço, a ERSUC tem como objetivo dar melhor retorno aos comerciantes que retomam a sua atividade, procurando ser um aliado neste tempo de constante adaptação. Esforçando-se cada vez mais por disponibilizar um serviço profissional, todas as equipas reforçaram a sua formação em higiene e segurança e em boas práticas de relação com o cliente.

 

Este regresso é também simbolizado por um novo fardamento, específico para a atividade, que irá também ser um elemento diferenciador.

 

Simultaneamente, a ERSUC continua o seu plano de higienização dos ecopontos, em todos os seus 36 municípios, uma operação essencial no combate à propagação do coronavírus.

Reciclagem cresceu na EGF 27 ABRIL 2020

A EGF, empresa do Grupo MOTA-ENGIL responsável pelo tratamento e valorização de resíduos urbanos em 174 municípios de Portugal, registou em 2019 um aumento na recolha seletiva de 13% face a 2018, acima da média nacional de 10%.

 

Destaca-se o excelente desempenho das empresas Amarsul, Ersuc, Suldouro, Resinorte e Valorlis com crescimentos superiores a 16% em comparação ao período homólogo. Salienta-se ainda, pela performance positiva, que quase todas as empresas EGF cresceram mais de 10%.

 

Estes crescimentos extraordinários resultam de um programa de elevado investimento realizado, integrado numa candidatura cofinanciada pelo Programa Operacional de Sustentabilidade e Eficiência no Uso dos Recursos (POSEUR), e à prioridade dada à atividade de recolha seletiva de resíduos de embalagens, remodelação e modernização de infraestruturas e em campanhas de sensibilização junto da população, que se traduziram numa participação efetiva e crescente dos cidadãos aos hábitos de reciclar.

EGF | Ecopontos 23 ABRIL 2020

A EGF lançou uma nova área no seu site que permite ao cidadão conhecer, através de geolocalização, onde estão os ecopontos das áreas concessionadas pela EGF.

Se o seu ecoponto habitual estiver cheio, ou se se encontrar num local que desconhece, já não tem desculpa para não colocar os resíduos no ecoponto mais próximo e assim continuar a reciclar.

"Econtre o seu Ecoponto" vem colmatar uma necessidade da população em conhecer a localização dos ecopontos, através de coordenadas precisas e atualizadas.

 


Ajude-nos a manter Portugal limpo, respeite os trabalhadores da recolha e gestão de resíduos e nunca deixe lixo no chão!

 

 


ALGAR | Selos Renovados 20 ABRIL 2020

A Algar, concessionária da EGF na região do Algarve, renovou a certificação do Sistema de Gestão de Segurança e Saúde no Trabalho implementado na organização, tendo também reunido todas as condições para lhe ser concedida a manutenção das certificações integradas dos Sistemas de Gestão da Qualidade e Ambiental, contribuindo assim para o desenvolvimento sustentável da região do Algarve.

 

A confirmação da manutenção da certificação vem reconhecer que a gestão do sistema multimunicipal de recolha seletiva, transferência de resíduos, triagem e tratamento de resíduos sólidos da Algar, é efetuada com respeito por elevados padrões de qualidade dos serviços prestados, sobretudo quando se fala no tratamento de cerca de 400.000 toneladas de resíduos urbanos/ano.

 

Segundo a Presidente da Comissão Executiva da Algar, Telma Robim, "a empresa foi auditada entre os dias 16 e 19 de dezembro de 2019, tendo sido considerado pela entidade certificadora, APCER, que se encontravam reunidas as condições necessárias implementado em todas as unidades administrativas, de suporte e operacionais, nomeadamente: a atividade de Recolha Seletiva; 2 Aterros Sanitários; 8 Estações de Transferência; 13 Ecocentros; 2 Estações de Triagem; 3 Unidades de Valorização Energética do Biogás; 3 Unidades de Compostagem de Resíduos Verdes; 3 Unidades de Tratamento de Lixiviados e  1 Central de Valorização Orgânica. Todas as instalações e atividades da empresa mantêm-se certificadas, deixando-nos muito satisfeitos".

 

De entre as inúmeras vantagens internas e externas, inerentes ao Sistema Integrado de Gestão da Algar, salienta-se: a adoção dos princípios de prevenção da poluição, bem como do reforço da formação e a satisfação dos colaboradores, clientes, partes interessadas e sociedade de uma forma geral. No âmbito da Segurança, a Algar previne o risco de acidentes, de doenças profissionais e garante um ambiente de trabalho seguro e saudável, em todos os setores da empresa.

RESINORTE | Seminário Online 16 ABRIL 2020

O Administrador Executivo da Resinorte, Javier SanJosé Sancho, participou no primeiro Seminário Internacional de Integração de Questões Ambientais nas Políticas de Recuperação após o COVID-19.

 

A sua colaboração realizou-se hoje, às 18 horas, com o tema “Desafios da Gestão de Resíduos durante a Pandemia COVID-19”. A conferência foi transmitida através da plataforma ZOOM.

 

O seminário, 100% online, tem estado a decorrer desde o dia de ontem e vai estender-se até ao final do mês com intervenientes falantes da língua Espanhola, de vários países. Todas as intervenções são moderadas pela Dra. Tania García López, doutorada em Direito Ambiental pela Universidade de Alcalá de Henares em Espanha.

EGF | Cooperação Internacional 15 ABRIL 2020

A EGF, em cooperação com a ISWA – International Solid Waste Association, lançou um conjunto de orientações sobre a "Comunicação de Crise" em tempos de pandemia, para o setor de gestão de resíduos.

No vídeo produzido, Ana Loureiro, Diretora de Comunicação da EGF, refere a importância da comunicação responsável e adaptada ao contexto de cada país; ilustra o exemplo português com as regras que têm sido emitidas pelos órgãos oficiais, e da EGF, com a génese de um projeto online composto por material pedagógico e respostas-tipo a perguntas frequentes e incita o cidadão a seguir as regras do lixo para evitar o contágio e proteger-se a si, e aos trabalhadores de gestão de resíduos.

A ISWA – International Solid Waste Association é uma associação não governamental que tem como missão a promoção e desenvolvimento da gestão profissional de resíduos em todo o mundo como contribuição ao desenvolvimento sustentável. A organização dispõe de uma área no seu site dedicada ao COVID-19 que demonstra como é feito o tratamento de resíduos durante a pandemia pelo mundo.

 

O vídeo está também a ser divulgado no Brasil, através da ABRELPE - Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais - associação que tem como missão promover o desenvolvimento técnico-operacional da gestão de resíduos sólidos no Brasil.

 

 

Em cooperação, através de vídeos informativos em várias línguas, conseguimos disseminar a mensagem com mais facilidade e informar mais pessoas de diferentes países. Contra a pandemia, juntos somos mais fortes!

Monos: Agora Não 14 ABRIL 2020

A EGF tem disponível novo material pedagógico de tratamento de resíduos em tempos de pandemia para partilha e sensibilização, no separador COVID-19.

É importante agradecer a quem diariamente trata dos nossos resíduos. Para isso, para além de uma campanha que consciencializa a população a seguir as regras e ficar em casa para se proteger a si e aos trabalhadores de recolha tratamento de resíduos, foram disponibilizados cartazes, folhetos e posts para as redes sociais que facilitam a transmissão de regras simples a ter com os resíduos que produzimos todos os dias.

Para ajudar todos os profissionais da EGF e dos municípios, é importante não descurar as 5 regras de tratamento do lixo. Nomeadamente, relembrar que a colocação de monos/monstros para recolha não é prioritária durante a pandemia. Mesmo que faça arrumações em casa, deve aguardar pelo fim desta fase e apenas colocar estes materiais (colchões, sofás e outros materiais que não cabem nos contentores) quando o serviço estiver disponível.

EGF | Portugal em Direto 09 ABRIL 2020

A EGF esteve ontem presente no programa Portugal em Direto da RTP1, apresentado por Dina Aguiar.
 

Ana Loureiro, Diretora de Comunicação da EGF, respondeu às perguntas mais frequentes dos cidadãos relacionadas com a reciclagem, recolha e tratamento de lixo durante a pandemia COVID-19 e esclareceu eventuais dúvidas persistentes sobre a gestão de resíduos durante a fase de pandemia.
     

A participação da empresa no programa estendeu-se também às suas concessionárias. Marta Alçada, responsável de comunicação da Resiestrela, foi entrevistada na reportagem gravada apresentada no programa, sobre o acréscimo de resíduos domésticos provocado pelo confinamento das famílias durante a pandemia na Cova da Beira, sendo que a Resiestrela contabilizou mais 20% de resíduos recicláveis que no período homólogo.
         

Durante a participação do grupo no programa, foi ainda realçada a importância das pessoas permanecerem em casa para salvaguardar a segurança dos trabalhadores da recolha e tratamento de resíduos.

 

 

 

 

 

SINERGIA ESTÁ ONLINE 08 ABRIL 2020

A Mota-Engil lançou a última edição da revista SINERGIA. A publicação periódica tem como objetivo demonstrar o que de melhor se faz no Grupo Mota-Engil pelo mundo, através da partilha de notícias das várias empresas que constituem o grupo nos vários continentes.


Esta edição, a 56ª, tem a sustentabilidade como tema de destaque e incide nas prioridades que o Grupo definiu para o triénio de 2018-2020 que passam por investir na comunidade, em segurança, ambiente, ética e compliance, bem como na diversidade e inclusão. Na EGF, destacam-se os resultados significativos da reciclagem e recolha seletiva em 2019; os 25 anos da Valorsul; o sucesso de projetos de educação ambiental como o Ecovalor e o EcoPraias; novas infraestruturas; constantes sinergias entre a EGF e as suas concessionárias e a crescente articulação intragrupo.


Esta edição será distribuída apenas em suporte digital e pode ser lida AQUI.

COVID-19 E RESÍDUOS URBANOS 03 ABRIL 2020

A EGF acaba de disponibilizar, através da plataforma digital www.egf.pt, informação simplificada sobre os novos cuidados a ter com os resíduos urbanos e a disposição do lixo doméstico no combate à propagação da pandemia da COVID-19, reunindo também respostas a perguntas frequentes e materiais pedagógicos para utilização por todas as pessoas e organizações.

 

Nesta página, que dá indicações claras e simples com base nas orientações da Agência Portuguesa do Ambiente, juntamente com a Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos (APA e ERSAR), e a Direção-Geral da Saúde (DGS1/DGS2), estão disponíveis cartazes e folhetos em várias línguas, comunicados e pequenos filmes com informação útil, sendo ainda possível esclarecer questões sobre a reciclagem ou perceber melhor como se proteger e às pessoas que o rodeiam para evitar o contágio. 

Também poderá aceder à campanha digital “nós estamos a trabalhar por si, fique em casa por nós”, lançada no mês passado, que sensibiliza e aconselha a população a permanecer em casa, com o objetivo de prevenir e mitigar a propagação do vírus, protegendo-se a si e aos trabalhadores da recolha e tratamento de resíduos que diariamente fazem o seu serviço sem possibilidade de paragens. 

Esta iniciativa online também pode ser acompanhada nas redes sociais – Facebook, Linkedin e Instagram – através da hashtag #PREVENIRCOVID19.  

COVID-19 | Regras do Lixo 27 MARÇO 2020

Face à evolução da infeção por COVID-19 em Portugal, a EGF alerta para cinco regras do lixo essenciais a ter com o lixo doméstico que se faz em casa e que precisa de uma atenção especial em fase de pandemia.

 

 

Para evitar a contaminação de mais pessoas, é importante que se corrijam erros que têm vindo a ocorrer com alguma frequência no espaço público, nomeadamente a deposição de resíduos fora do contentor ou a colocação de máscaras e luvas nos ecopontos. É urgente corrigir estes comportamentos, para proteção dos trabalhadores e da comunidade, conforme definido nas Regras do Lixo.

 

 

Este alerta decorre da necessidade urgente de melhoria de comportamentos individuais que influenciam o serviço de recolha e tratamento de resíduos urbanos, assegurado todos os dias por empresas e municípios.


5 REGRAS DO LIXO

 

  1. Máscaras, luvas e lenços não são recicláveis, devem ser SEMPRE colocados no lixo comum

Estes materiais estão a aparecer, em grandes quantidades, nos ecopontos, indo parar às linhas de triagem. Para além de não serem recicláveis, podem estar contaminados.

 

  1. Lixo contaminado não é reciclável, deverá ser SEMPRE colocado no lixo comum

Esta regra aplica-se a todas as pessoas infetadas com COVID-19 ou que se encontrem em quarentena pela mesma suspeita. Qualquer pessoa nestas condições, deverá ter o seu lixo colocado em dois sacos, um dentro do outro, bem fechados. Estes sacos não devem estar cheios nem compactados – apenas têm de estar bem fechados e ser depositados dentro do contentor de lixo comum.

 

  1. NUNCA deixar sacos de lixo no chão, colocar dentro do contentor

Se o contentor estiver cheio, deve ser utilizado quando estiver disponível ou utilizar-se o contentor mais próximo. Se a recolha habitual for feita com sacos, devem ser seguidas as instruções do município ou freguesia.

 

  1. Não colocar monos/monstros para recolha em fase de pandemia

Em fase de pandemia este serviço não é prioritário, as empresas e os municípios estão a fazer um esforço considerável para manter o serviço público essencial à população. Mesmo que faça arrumações em casa, deve se aguardar pelo fim desta fase e apenas colocar estes materiais (colchões, sofás e outros materiais que não cabem nos contentores) quando o serviço estiver disponível.

 

  1. Ficar em casa e manter a higiene

Ficar em casa, manter a higienização dos caixotes/zonas do lixo, proteger sempre as mãos e lavá-las após estas operações durante, pelo menos, 20 segundos. Com estas atitudes consegue-se prevenir a infeção, protegendo inclusive os trabalhadores que asseguram o serviço de recolha e tratamento de resíduos todos os dias.

 

Os trabalhadores do setor da recolha e tratamento de resíduos continuam todos os dias a contribuir para a limpeza das nossas ruas, através da recolha seletiva, e a garantir o tratamento dos nossos resíduos. A melhor forma de lhes agradecer é partilhar e cumprir estas regras e ser compreensivo para com as adaptações à recolha que o seu município e as concessionárias EGF poderão ter de fazer.

EGF | Campanha Digital 25 MARÇO 2020

A EGF lançou uma campanha digital de sensibilização e alerta à população para permanecer em casa com o objetivo de prevenir e mitigar a propagação da pandemia COVID-19. A campanha mostra trabalhadores das concessionárias EGF com cartazes a alertar a população para ficar em casa, para proteção própria e proteção dos trabalhadores.

 

Com o mote “nós estamos a trabalhar por si, fique em casa por nós”, esta campanha, promovida no site e nas redes sociais de todas as concessionárias EGF, pretende relembrar o cidadão das regras da Direção-Geral da Saúde que acautelam para a prevenção e para o afastamento social durante esta pandemia. 

 

Em paralelo e ao longo da semana, estão também a ser divulgadas instruções concretas sobre a forma como devemos tratar os nossos resíduos, com instruções específicas em caso de infeção ou quarentena.

 

A campanha está a decorrer no Facebook, Linkedin, Instagram e pode ser visualizada nas redes sociais através da hashtag #PREVENIRCOVID19.

Na semana passada, a EGF emitiu um comunicado com os cuidados a ter para a deposição de resíduos de uma pessoa infetada com COVID-19. Todos os resíduos infetados devem ser colocados no contentor de lixo comum e ser devidamente selados em dois sacos. Também máscaras, luvas e lenços de papel devem ser colocados no contentor do lixo comum.

 

Os trabalhadores do setor da recolha e tratamento de resíduos continuam todos os dias a contribuir para a limpeza das nossas ruas, através da recolha seletiva, e a garantir o tratamento dos nossos resíduos. A melhor forma de lhes agradecer é partilhar e cumprir estas regras e ser compreensivo para com as adaptações à recolha que o seu município e as concessionárias EGF poderão ter de fazer.

EGF | #PREVENIRCOVID19 23 MARÇO 2020

A EGF lançou uma campanha nas redes sociais que sensibiliza a população a ficar em casa com o objetivo de prevenir a propagação da pandemia COVID-19. A campanha mostra trabalhadores das concessionárias EGF com cartazes a alertar a população para ficar em casa, para proteção própria e proteção dos trabalhadores.

 

Com o mote “nós estamos a trabalhar por si, fique em casa por nós”, esta campanha, promovida nas redes sociais de todas as concessionárias EGF, pretende relembrar o cidadão das regras da Direção Geral de Saúde que acautelam para a prevenção e para o afastamento social durante esta pandemia.

 

 

A campanha está a decorrer no Facebook, Linkedin e Instagram e pode ser visualizada nas redes sociais através da hashtag #PREVENIRCOVID19.

 

Na semana passada, a EGF emitiu um comunicado com os cuidados a ter para a deposição de resíduos de uma pessoa infetada com COVID-19. Todos os resíduos infetados devem ser colocados no contentor de lixo comum e ser devidamente selados em dois sacos. Também as máscaras, luvas e lenços de papel devem ser colocados no contentor de lixo comum.

COVID-19 | Gestão de Resíduos 18 MARÇO 2020

A Direção Geral da Saúde (DGS) e o Ministério do Ambiente e da Ação Climática definiram novos cuidados para a deposição de resíduos para prevenção de contaminação por COVID-19.

 

Durante o combate à pandemia, a EGF solicita à população que todos cumpram as novas regras no manuseamento do lixo doméstico:

 

  1. Se tiver, na sua família pessoas infetadas (ou com essa suspeita) lembre-se que os seus resíduos também podem estar infetados. Nesse caso deverá:

  • Colocar os resíduos em sacos de lixo resistentes e descartáveis, com enchimento até 2/3 (dois terços) da sua capacidade – não encher totalmente os sacos;
  • Os sacos devidamente fechados devem ser colocados dentro de um segundo saco, devidamente fechado, e este deve ser depositado no contentor de lixo comum (resíduos indiferenciados).
  • Os sacos devem ser sempre colocados dentro do contentor – não deixe o saco no chão. Se estiver cheio, coloque no contentor mais próximo ou utilize quando estiver disponível.
  1. Para além disso, as máscaras, luvas e lenços devem ser sempre colocados no contentor do lixo comum.

 

Os trabalhadores do setor da recolha e tratamento de resíduos continuam todos os dias a contribuir para a limpeza das nossas ruas, através da recolha seletiva, e a garantir o tratamento dos nossos resíduos. A melhor forma de lhes agradecer é partilhar e cumprir estas regras e ser compreensivo para com as adaptações à recolha que o seu município e a Valorsul poderão ter de fazer.

Recomendações COVID-19 13 MARÇO 2020

A EGF acompanha, atentamente, a crise do COVID-19, e já tem ativos os Planos de Contingência de todas as Concessionárias, de forma a prevenir ou mitigar os efeitos que a propagação generalizada do vírus poderá ter na prestação do serviço público, observando todas as recomendações da Direção Geral da Saúde.

 

Estas são informações e cuidados essenciais que todos deveremos ter para proteção própria e da comunidade (versões Portuguesa, Inglesa, Francesa e Espanhola disponíveis).

 

 

 

 

 

 

 

 

 

                

Lisboa | Capital Verde 2020 12 MARÇO 2020

Lisboa foi galardoada em 2020 com o título "Capital Verde Europeia" porque aposta na mobilidade, na criação de mais espaços verdes, na redução do ruído, da poluição, dos gastos de água, entre outras medidas.

 

Este título representa um projeto da Comissão Europeia que reconhece as cidades progressivamente mais eco-friendly, que se esforçam para tornar a vida dos seus cidadãos mais saudáveis e sustentáveis e que promovem a consciencialização ambiental.

 

Juntamente com outras empresas, a Valorsul assinou o pacto ambiental Lisboa Capital Verde 2020, comprometendo-se a implementar, até 2030, medidas e ações que mitiguem a pegada ambiental e promovam boas práticas sustentáveis.

 

Entre essas ações, contabilizam-se projetos direcionados ao combate das alterações climáticas, nomeadamente à promoção da reciclagem e da economia circular:

 

  • Campanhas de comunicação dedicadas à reciclagem em públicos alvo específicos;
  • Aquisição de suportes e sacos para promover a recolha seletiva em eventos, feiras e públicos específicos;
  • Ações de sensibilização para ajudar a melhorar a qualidade dos materiais entregues nos Centros de Triagem e na Valorização Orgânica;
  • Oferta de compostores a famílias, visando incentivar o hábito da compostagem, associados a campanhas de comunicação dedicadas;
  • Apoio ao Município de Lisboa na expansão da Recolha Seletiva de Biorresíduos.

 

 

EGF | Manhãs da APEMETA 06 MARÇO 2020

A EGF esteve ontem, dia 5 de março, presente nas Manhãs da APEMETA - Associação Portuguesa de Empresas de Tecnologias Ambientais, através da Engª. Filipa Pantaleão, Diretora Técnica da EGF, que participou no Debate: "Desafios e Constrangimentos dos Têxteis na Gestão e Tratamento de RSU".

 

Neste ciclo de conversas dirigido ao sector têxtil, participaram também speakers da Quercus, APA - Agência Portuguesa do Ambiente, Resiaçores, Suma, Lipor, entre outras empresas do setor ambiental.

 

Abordaram-se temáticas sobre a produção têxtil e os seus custos, a problemática dos têxteis no fluxo dos resíduos indiferenciados e os produtos que podem ser feitos com resíduos têxteis bem como a criação de uma entidade gestora do sector. 
O evento teve lugar na Fundação Cidade Lisboa, no Campo Grande.

AMARSUL | Ações de Segurança 04 MARÇO 2020

No âmbito das medidas de Saúde e Segurança no Trabalho (SST) adotadas pela Amarsul, a empresa encontra-se a promover a realização de ações de sensibilização, que têm lugar nas instalações dos Ecoparques de Palmela e Seixal, em contexto real.

 

 

Recentemente, foi dinamizada uma sessão de formação dedicada ao tema “Movimentação Manual de Cargas” direcionada a todos os colaboradores com atividade na Recolha Seletiva, que visa minimizar os riscos de Lesões Músculo-Esqueléticas dos colaboradores desta área e criar um espírito de atuação preventiva em relação ao risco. 

 

 

 

 

 

VALORMINHO Reciclagem sobe 13% 03 MARÇO 2020

A Valorminho, empresa concessionária da EGF na região do Alto Minho, responsável pelo tratamento e valorização de resíduos urbanos nos municípios de Melgaço, Monção, Valença, Vila Nova de Cerveira, Paredes de Coura e Caminha, aumentou a recolha seletiva em 13% face ao período homólogo de 2018.

 

Em 2019 foram recolhidos seletivamente 3928 toneladas de resíduos provenientes da área de intervenção da Valorminho: 1824 toneladas de vidro, 1430 toneladas de papel/cartão e 674 toneladas de plástico e metal.

 

Uma maior consciência ambiental da população, aliada ao investimento que a Valorminho fez na recolha seletiva multimaterial de resíduos de embalagens nestes últimos anos; nomeadamente em viaturas, ecopontos e contentores para a recolha seletiva e uma forte aposta nas campanhas de sensibilização para a correta separação de resíduos, permitiram o crescimento em todos os materiais: 15% no vidro, 8,7% no papel/cartão e 17,5% no plástico e metal.

 

Este investimento está integrado numa candidatura financiada pelo Programa Operacional de Sustentabilidade e Eficiência no Uso dos Recursos (POSEUR) e, concretiza, uma opção estratégica delineada no Plano de Ação do Plano Estratégico de Resíduos de Sólidos Urbanos em resposta aos desafios introduzidos pelo PERSU 2020 no que respeita ao incremento da reciclagem multimaterial, contribuindo desta forma para a melhoria do serviço prestado aos municípios da área de intervenção.

RESIESTRELA | Planetários 02 MARÇO 2020

A Resiestrela, concessionária da EGF da Cova da Beira, volta a trazer às escolas o projeto “A Nossa Casa é um Planeta”. As ações de sensibilização constituintes do projeto são integradas no Programa ECOVALOR, no âmbito de uma candidatura conjunta das 11 concessionárias pertencentes à EGF ao POSEUR (Programa Operacional para a Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos).

 

Esta ação de educação ambiental contempla a produção de 3 filmes especialmente concebidos com conteúdos adequados para 3 públicos-alvo diferentes: Jardim de Infância; 1º, 2º e 3º Ciclo; Secundário/Adulto.

 

Com uma abordagem inovadora, e projetado em planetários itinerantes, as ações de sensibilização englobam, além da apresentação dos filmes, jogos sobre a temática ambiental e entrega de materiais pedagógicos que permitem consolidar o conhecimento obtido.

 

De momento, as localidades consideradas por esta ação são as escolas dos municípios de Almeida, Belmonte, Covilhã, Fundão, Manteigas, Penamacor e Vilar Formoso.

 

Datas e locais de apresentação da atividade:

 

  • Escola do Rodrigo (Covilhã) - 19 de fevereiro;
  • Escola Pedro Álvares Cabral (Belmonte) - 20 de fevereiro;
  • Escola Sede Agrupamento Escolas do Fundão - 27 de fevereiro;
  • Escola Básica e Secundária de Manteigas- 28 de fevereiro;
  • Escola EB 2/3 Ribeiro Sanches (Penamacor) - 17 de Março
  • Escola EBS Dr. José Casimiro Matias (Almeida) e Escola EBS Vilar Formoso a 17 Março.

As temáticas apresentadas nesta iniciativa assentam na Redução, Reutilização, Recuperação e Reciclagem de materiais e energia, substituindo o conceito de fim-de-vida da economia linear, por conceitos de Reutilização, Restauração e Renovação. De tal maneira, a ação contribui para uma cidadania ativa no domínio do desenvolvimento sustentável e para construção de uma sociedade de baixo carbono, racional e eficiente na utilização dos seus recursos.

 

AMARSUL Reciclagem sobe 19% 28 FEVEREIRO 2020

A Amarsul, empresa responsável pela valorização dos resíduos urbanos de 9 municípios da Península de Setúbal, apresentou em 2019 um crescimento notável de 19% no encaminhamento de resíduos para reciclagem, resultante do investimento realizado nos municípios de Alcochete, Almada, Barreiro, Moita, Montijo, Palmela, Seixal, Sesimbra e Setúbal.

 

A população da região, com mais de 780 mil habitantes, contribuiu positivamente para o aumento da recolha de 33 mil toneladas de resíduos recicláveis, 45% foram de papel e cartão, 30% de vidro e 25% de plástico e metal. O aumento da recolha seletiva foi transversal a todos os materiais, embora tenha apresentado melhores resultados nas embalagens de papel e cartão, que registaram um crescimento superior (mais 25% que no ano anterior).

 

Estes indicadores são resultado do investimento de 10 milhões de euros que a Amarsul desenvolveu na recolha seletiva multimaterial de resíduos de embalagens nestes últimos anos em viaturas, ecopontos e contentores para a recolha seletiva porta-a-porta, assim como em campanhas de sensibilização ambiental de incentivo à reciclagem, desenvolvidos em parceria com os Municípios. Este valor, parte do plano de investimentos da Amarsul, é cofinanciado pelo programa POSEUR – Programa Operacional de Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos e visa aumentar e otimizar as quantidades de recicláveis separados na origem.

 

A Amarsul terminou  2019  com  uma capitação anual de 39 kg de resíduos de embalagens separados por habitante e com o dobro dos pontos de recolha de resíduos recicláveis. Em 2020 almeja-se alcançar a meta de 45kg por habitante.

VALORLIS | Reforço de Vidrões 27 FEVEREIRO 2020

A Valorlis vai reforçar a rede de ecopontos verdes com a disponibilização de 250 vidrões ao serviço da população nos concelhos da Batalha, Leiria, Marinha Grande, Ourém, Pombal e Porto de Mós, no primeiro semestre de 2020.

 

A colocação de ecopontos verdes para separação de vidro tem como objetivo aumentar a quantidade de vidro enviado para reciclagem e vem complementar o investimento no reforço da rede de ecopontos que a Valorlis tem vindo a encetar na sua área de intervenção.   

 

Este investimento será concluído com a aquisição de duas viaturas pesadas dedicadas à recolha de vidro que têm uma caixa de recolha inovadora que permitirá um melhor acondicionamento dos resíduos recolhidos.

 

A disponibilização destes meios, pertencentes ao plano de investimentos da Valorlis no valor 1,8 milhões de euros cofinanciados pelo POSEUR - Programa Operacional de Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos, visa aumentar as quantidades de resíduos recolhidos seletivamente. 

 

Em 2019, a Valorlis instalou nas suas áreas de intervenção 213 ecopontos de 1.000l, 247 ecopontos de 2,5m 3 e 120 vidrões colocados junto ao Canal HORECA -  hotéis, restaurantes, cafés e associações, onde existe uma maior produção de embalagens de vidro.


Marta Guerreiro, Administradora Delegada da Valorlis, explica que “a deposição de embalagens de vidro, como garrafas, frascos e boiões nos ecopontos, está ainda longe de atingir os índices desejáveis, o que justifica um investimento por parte da empresa em equipamentos para deposição de vidro.” Acrescenta ainda que “a colocação será reforçada com a disponibilização de contentores de 240l para separação de vidro no Canal HORECA e com ações de sensibilização para a correta utilização dos ecopontos, aumentando os hábitos de reciclagem da população”.

 

ALGAR | Carnaval é EcoEvento 26 FEVEREIRO 2020

O Carnaval de Loulé recebeu uma vez mais o certificado de EcoEvento pela ALGAR; concessionária da EGF na região do Algarve.


Os resíduos recicláveis recolhidos ao longo de todo o evento foram entregues à ALGAR, pesados e «mensurados», resultando numa contrapartida financeira que foi entregue pelo Município de Loulé à “Existir”, associação para a intervenção e reabilitação de populações deficientes e desfavorecidas.

 

Neste sentido, apelou-se a todos os participantes do evento para que fizessem a separação dos resíduos de embalagem de papel/cartão; plástico/metal e vidro, colocando-os nos ecopontos espalhados no recinto.

 

O tema escolhido para a edição do Carnaval de Loulé deste ano foi o cinema. O cortejo de Loulé, que conta já com mais de 100 anos, um dos mais antigos do país, saiu à rua este domingo, segunda e terça-feira, com um total de 600 figurantes, que desfilaram nas ruas e no topo dos 14 carros alegóricos.

VALORSUL | Metas Cumpridas 20 FEVEREIRO 2020

A Valorsul, concessionária da EGF na zona da Grande Lisboa e Oeste, cumpriu, em 2019, todas as metas ambientais com um incremento da reciclagem em todos os materiais enviados.

 

Mais 8,5 mil toneladas de material que em 2018, foi o número registado nos Centros de Triagem da empresa que totalizaram, em 2019, mais de 93 mil toneladas recebidas.

 

A separação nos ecopontos de plástico e metal foi a que registou um crescimento superior (mais 13% que no ano anterior). Seguiu-se uma evolução muito positiva na separação de vidro para reciclagem (mais 10%). A reciclagem de papel e cartão cresceu 9%.

 

Em 2019, cada habitante enviou, em média, 55 kg de materiais para reciclar. Este valor significa que, em apenas dois anos, cada pessoa separou em média mais 10 kg. Lisboa é o município da região com maior reciclagem per capita, com 102 kg de separação de embalagens por habitante.

 

A Valorsul também não podia ultrapassar os 16% de resíduos biodegradáveis depositados em aterro e cumpriu. No global, a Valorsul enviou para reciclagem 40% dos seus resíduos urbanos (embalagens, orgânicos e outros), cumprindo também esta importante meta.

 

Região Oeste regista os maiores crescimentos

 

Nos 14 municípios do Oeste concessionados à Valorsul esta evolução na reciclagem foi ainda mais positiva, com crescimentos de mais 20% no vidro, mais 21% no papel/cartão e mais 25% de entrega de embalagens de plástico e metal.

 

Este crescimento acentuado deveu-se a um forte investimento na recolha seletiva realizado pela empresa com mais 1500 ecopontos, mais 28 viaturas de recolha e campanhas de sensibilização.

SULDOURO | Reciclagem sobe 16% 18 FEVEREIRO 2020

A Suldouro, empresa concessionária da EGF, responsável pelo tratamento e valorização de resíduos urbanos nos municípios de Santa Maria da Feira e de Vila Nova de Gaia, aumentou a recolha seletiva em 16% relativamente ao ano de 2018.

 

Este aumento, registado em todos os materiais recicláveis recolhidos, deveu-se ao investimento que a Suldouro fez na recolha seletiva multimaterial de resíduos de embalagens nestes últimos anos; nomeadamente em viaturas, ecopontos e contentores para a recolha seletiva porta-a-porta.

 

Este investimento está integrado numa candidatura financiada pelo Programa Operacional de Sustentabilidade e Eficiência no Uso dos Recursos (POSEUR) e, concretiza, uma opção estratégica delineada no Plano de Ação do Plano Estratégico de Resíduos de Sólidos Urbanos em resposta aos desafios introduzidos pelo PERSU 2020 no que respeita ao incremento da reciclagem multimaterial, contribuindo desta forma para a melhoria do serviço prestado aos dois municípios.

 

 

ALGAR | Toneladas de Ajuda 17 FEVEREIRO 2020

A Algar, concessionária da EGF na zona do Algarve, está a promover a campanha de responsabilidade social TONELADAS DE AJUDA, uma campanha EGF sobre reciclagem de embalagens com fim solidário, que está direcionada a todas as IPSS localizadas na região do Algarve.

 

Esta campanha tem como objetivo valorizar todos os resíduos recicláveis que as instituições inscritas queiram entregar na Algar, nomeadamente embalagens de plástico, metal, papel, cartão e vidro, em troca de uma contrapartida financeira.

 

Para promover a iniciativa a Algar, representada pelos Administradores Executivos Engª Telma Robim e Engº José Barreto, e o Banco Alimentar Algarve, representado pelo Presidente da Direção Dr. Nuno Alves e o Tesoureiro de Direção José Pinto, assinaram um protocolo de cooperação no passado dia 22 de janeiro no Centro de Educação Ambiental da Algar que funciona no Ecocentro de Albufeira.

 

O Banco Alimentar do Algarve torna-se na primeira instituição da região a aderir à campanha, tendo, no mesmo dia, entregue 1700 kg de papel/cartão e 360 kg de plástico/metal nas instalações da Algar. A instituição algarvia presta apoio a 106 IPSS que também irão contribuir para a separação e entrega de resíduos de embalagens recicláveis. A contrapartida financeira servirá para adquirir alimentos para reforçar cabazes de famílias apoiadas pela instituição.

 

RECICLE E AJUDE QUEM MAIS PRECISA! 

 

COMO FUNCIONA?

Para participar é necessário inscrever-se na Algar através do e-mail geral@algar.com.pt. Após receção dos dados será aberta uma ficha de cliente que funcionará como conta corrente por cada instituição de modo a quantificar o peso do material entregue, sendo depois disponibilizado um talão de pesagem.

 

ONDE?

As entregas dos materiais deverão ser efetuadas diretamente nas instalações da Algar, nomeadamente, nas Unidades de Triagem, nas Estações de Transferência e nos Ecocentros, localizados nos Municípios de: Albufeira, Alcoutim, Aljezur, Castro Marim, Lagos, Loulé, Tavira, Vila do Bispo, Quarteira e Portimão (locais e horários em www.algar.com.pt).

 

Também serão aceites entregas feitas por outras entidades desde que sejam realizadas em nome de uma IPSS já inscrita na campanha.

VALORSUL Aniversário Central 14 FEVEREIRO 2020

A Central de Valorização Energética da Valorsul celebra hoje 20 anos de existência. Em duas décadas, foram transformadas em energia 14 milhões de toneladas de resíduos.

 

Esta central, pioneira em Portugal, destina-se a tratar resíduos provenientes da recolha indiferenciada. Por dia recebe perto de 2.000 toneladas de resíduos urbanos e produz energia suficiente para abastecer uma cidade de 150 mil habitantes.  

 

Passados 20 anos desde a sua construção foi possível desviar de deposição em aterro 14 milhões de toneladas de resíduos, transformando-as em energia. Esta energia é enviada para a rede elétrica poupando o recurso a outras fontes, evitando, assim, importações.

 

 

 

 

VALORLIS| Reciclagem sobe 17% 12 FEVEREIRO 2020

A Valorlis, concessionária da EGF na Alta Estremadura, terminou 2019 com o valor mais elevado de sempre na recolha seletiva de resíduos urbanos. A separação nos ecopontos aumentou 17% face ao período homólogo de 2018. O envolvimento da população foi essencial para alcançar estes resultados.

 

Este ano foram enviados para reciclagem um total de 12.460 toneladas de resíduos na área de intervenção da Valorlis; 4.865 toneladas de vidro, 5.377 toneladas de papel/cartão e 2.218 toneladas de embalagens de plástico e metal. Foi notório o aumento de todos os materiais, sendo que a separação nos ecopontos de plástico e metal foi a que registou um crescimento superior (mais 19% que no ano anterior). Seguiu-se uma evolução muito positiva na separação de vidro para reciclagem (mais 16%). A reciclagem de papel/cartão cresceu 15%.

 

O esforço de recolha seletiva nos municípios da área de influência da Valorlis (Batalha, Leiria, Marinha Grande, Ourém, Pombal e Porto de Mós) resultou na poupança de 80 mil árvores, metal que permite fabricar mais de 11,4 milhões de latas de 0,33 litros, plástico suficiente para produzir mais de 1,8 milhões de t-shirts XL e uma quantidade de vidro que permite produzir cerca de 13,9 milhões de garrafas de 0,75 litros.

 

Marta Guerreiro, Administradora Delegada da Valorlis, salienta: “Esta melhoria deve-se a uma maior consciência ambiental da população, aliada a um forte investimento em novos ecopontos, diferentes tipologias de contentores, viaturas e a campanhas de sensibilização para a correta separação que a Valorlis têm vindo a desenvolver em conjunto com os municípios.” E acrescenta: “Apesar dos excelentes resultados alcançados, temos consciência que o nosso esforço em prestar um serviço cada vez melhor à população deverá manter-se, para em conjunto construirmos um ambiente melhor para todos”.

 

Para mais informações: Cidália Martins |cidalia.martins@valorlis.pt| 244575540

Reunião de Comunicação 2020 10 FEVEREIRO 2020

A reunião anual da área de Comunicação do grupo EGF realizou-se no passado dia 5 e 6 de Fevereiro na Resinorte, na unidade de Boticas, na região de Trás-os-Montes. Para além da avaliação do trabalho realizado, definiram-se estratégias para o futuro, com o objetivo de angariar cada vez mais pessoas para reduzir, reutilizar e reciclar os resíduos que produzem.

 

O encontro, que todos os anos se realiza em locais diferentes, contou ainda com a participação de todos os trabalhadores da unidade de Boticas, demonstrando que é possível concretizar iniciativas corporativas fora dos locais habituais, valorizando espaços e recursos existentes no Grupo.

 

 

 

ALGAR | Planetários 28 JANEIRO 2020

A ALGAR, empresa responsável pela gestão de resíduos sólidos urbanos no Algarve, vai trazer novamente o projeto “A Nossa Casa é um Planeta” às escolas da região. As ações de sensibilização são integradas no Programa ECOVALOR, no âmbito de uma candidatura conjunta das 11 concessionárias pertencentes à EGF, ao POSEUR (Programa Operacional para a Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos).

 

A iniciativa contempla a projeção em planetários itinerantes 360º de 3 filmes concebidos com conteúdos para públicos-alvo distintos (Jardim de Infância; 1º, 2º, 3º Ciclo e Secundário/Adulto), sobre as temáticas Redução, Reutilização, Recuperação e Reciclagem de materiais e energia.

 

Estas ações contribuem para uma cidadania ativa no domínio do desenvolvimento sustentável e para a construção de uma sociedade de baixo carbono, racional e eficiente na utilização dos seus recursos.

 

Datas e locais de apresentação da atividade:

  • 27 Janeiro/ Concelho Lagos/Escolas EB nº1 de Lagos e JI/EB1 da Ameijeira;
  • 28 Janeiro/ Concelho Portimão/ Escolas EB 2.3 Judice Fialho; EB Bemposta e EB 2.3 D. Martinho Branco;
  • 29 Janeiro/ Concelho Tavira/ Escolas JI/Horta do Carmo e na EB1/ 2.3 D. Manuel I;
  • 30 Janeiro/ Concelho Tavira/ Escolas EB 2.3 D. Paio Peres Correia;
  • 30 Janeiro/ Concelho Monchique/ Escolas EB 1 N.º 1 e EB 2,3;
  • 5 e 6 de Março/ Concelho Albufeira - Centro de Educação Ambiental da Algar/Escolas JI/EB1 Vale Pedras; EB 2.3 Dr. Francisco Cabrita; EB das Ferreiras e EB 2.3 Diamantina Negrão.
VALORSUL | Candidatura EEA 24 JANEIRO 2020

A Valorsul, concessionária da EGF nas regiões de Lisboa e Oeste, integra uma candidatura a financiamento no âmbito do Programa EEA Grants com o projeto InRoads – Innovative and Green Residue-Based Noise Barriers for Roadways, juntamente com a Mota-Engil Engenharia e Construção, a Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto e a Universidade de Coimbra.

 

EEA Grants é um mecanismo financeiro plurianual estabelecido entre os membros do Acordo do Espaço Económico Europeu (Islândia, Liechtenstein e Noruega) e os Estados membros da União Europeia com maiores desvios da média europeia do PIB per capita, onde se inclui Portugal. Esta relação visa promover um contínuo e equilibrado reforço das relações económicas e comerciais através de apoio financeiro.

 

O projeto propõe o desenvolvimento de uma solução inovadora para construção de barreiras acústicas pré-fabricadas apostando na reutilização de agregados artificiais produzidos a partir de escórias de incineração de resíduos urbanos (AEIRU).

 

Integrado no âmbito do concurso Projetos para a Promoção da Economia Circular no Setor da Construção – do Programa "Ambiente, Alterações Climáticas e Economia de Baixo Carbono", o projeto permitirá mitigar o ruído induzido por tráfego rodoviário, o que contribuirá significativamente para uma melhoria da qualidade de vida das populações vizinhas aos locais onde se implementará esta solução e para abrandar a pegada ecológica do sector da construção civil.

 

 

 

 

Amarsul em programa da RTP1 10 Janeiro 2020

Hoje na RTP1, às 23h, José Pedro Vasconcelos e Fátima Lopes vão transformar-se em operadores de triagem de embalagens da Amarsul.

 

 

O programa de entretenimento de José Pedro Vasconcelos, "Depois, Vai-se a Ver e Nada" filmou um episódio na Central de Triagem do Ecoparque do Seixal da Amarsul onde, apresentador e convidada, encarnaram as tarefas diárias de um operador de triagem e mostram a realidade dos resíduos destacando a importância da reciclagem.

 

 


 

 

O episódio será transmitido hoje no canal público às 23h.

EDIT: O episódio já se encontra disponível no nosso Facebook e Linkedin.

 

ALGAR | Limpeza de Ecopontos 13 JANEIRO 2020

A Algar, responsável pela valorização e tratamento dos resíduos urbanos no Algarve, reforçou a  lavagem dos ecopontos, incluindo a higienização dos locais de deposição seletiva das embalagens e zonas envolventes e a realização de manutenção dos equipamentos e substituição das sinaléticas.

 

São mais de 7500 os contentores intervencionados, distribuídos pelos 16 municípios algarvios. Os trabalhos são executados por equipas especializadas, de segunda a sábado, excluindo feriados, em horário diurno.

 

Esta ação é realizada no âmbito do Plano Operacional da Atividade de Recolha Seletiva e enquadra-se na melhoria contínua da qualidade do serviço prestado à população e visitantes da região, para reforço dos cuidados relativos à saúde pública e para garantir uma valorização eficaz dos resíduos recolhidos.

 

A Algar tem vindo a reforçar a Atividade de Recolha Seletiva tendo adquirido 7 novas viaturas em 2019, o que lhe permitiu reforçar em 32% a capacidade da frota. Tem, também, vindo a aumentar o número de ecopontos, com a colocação de 781 novos equipamentos na via pública em 2018 e de mais de 376 ecopontos em 2019. O Algarve conta atualmente com mais de 12.800 contentores para a deposição das embalagens recicláveis, garantindo o rácio de 1 ecoponto/126 habitantes.

Desmontagem de Árvore de Natal 9 JANEIRO 2020

O programa Portugal em Direto da RTP1 acompanhou a desmontagem da árvore de Natal reciclável da Freguesia de Santo Amaro em Sousel, região pertencente à Valnor, concessionária da EGF no norte alentejano.

 

Juntos, a Valnor, a Junta de Freguesia e crianças das escolas da freguesia desmontaram a árvore de Natal e colocaram mais de 5000 garrafas de plástico, constituintes da árvore, nos sacos fornecidos pela Valnor.

 

Seguidamente, os sacos foram recolhidos por uma viatura da Valnor que prensou todas as embalagens para as transportar para o centro de triagem.

 

Todas as garrafas foram encaminhadas para as indústrias recicladoras para serem transformadas em novas canetas, baldes, vasos ou em novas embalagens.   

 

 

VALORLIS | Compostores 30 DEZEMBRO 2019

A Valorlis vai distribuir mais 4500 compostores domésticos pelos concelhos da Batalha, Leiria, Marinha Grande, Ourém, Porto de Mós e Pombal.

 

A compostagem trata-se de um processo biológico sustentável de aproveitamento de matéria orgânica resultante da preparação de refeições, como cascas de alimentos, restos de pão, borras de café ou restos de hortaliça. Os microrganismos do solo transformam essa matéria em composto que pode, posteriormente, ser utilizado na agricultura, em hortas ou jardins.

 

O programa de compostagem doméstica permite, assim, reduzir a quantidade de resíduos orgânicos depositados em aterro e serve de alternativa aos fertilizantes químicos prejudiciais ao solo.

 

Este programa, iniciado em 2007, conta atualmente com mais de 8800 compostores distribuídos e já permitiu desviar de aterro quase 19 mil toneladas de resíduos.

ALGAR | Campanha Natalícia 23 DEZEMBRO 2019

A Algar lançou a campanha natalícia “Primeiro celebramos, depois reciclamos!”, para alertar para a importância da separação de embalagens no ecoponto adequado durante o período festivo.

 

Apesar do bom desempenho do Algarve relativamente às quantidades de resíduos de embalagens recicláveis, a Algar alerta que há ainda muito trabalho a fazer na região. Apenas 40% das embalagens de vidro e igualmente das embalagens de papel/cartão produzidas no Algarve são colocadas nos ecopontos e, apenas 20% das embalagens de plástico/metal recebem esse mesmo destino para serem recicladas.

 

Nesta campanha, a Algar apela para que se coloquem todas as embalagens recicláveis no ecoponto e não apenas algumas, uma vez que a restante fração dos resíduos de embalagens recicláveis que não é depositada no ecoponto, está a ser colocada pela população diretamente no contentor dos resíduos de indiferenciados (lixo comum). Esses resíduos são recolhidos pelos municípios e têm como destino o aterro sanitário.

 

Esta campanha de Natal é dirigida a todos os residentes e visitantes da região.

 

Mais informações: www.algar.com.pt

 

Campanha TONELADAS DE AJUDA 19 DEZEMBRO 2019

A Resiestrela lançou a campanha de responsabilidade social TONELADAS DE AJUDA, uma campanha EGF em expansão por todo o seu território que é dirigida a todas as IPSS localizadas na área de intervenção das empresas e que consiste em valorizar todos os resíduos recicláveis que as instituições inscritas queiram entregar, nomeadamente embalagens plásticas, metálicas, papel, cartão e embalagens de vidro, em troca de uma contrapartida financeira.

 

Para participar na área de intervenção da Resiestrela, é necessário fazer uma inscrição através do email comunicacao@resiestrela.pt e, após receção dos dados, será aberta uma ficha de cliente, que funcionará como conta corrente por cada instituição de modo a quantificar o peso do material entregue, sendo depois disponibilizado um talão de pesagem.

 

As entregas dos materiais deverão ser efetuadas diretamente nas instalações da Resiestrela, designadamente no Centro de Triagem do Fundão e nas 7 estações de transferência e ecocentros dos municípios de Almeida, Celorico da Beira, Guarda, Penamacor, Pinhel, Sabugal e Trancoso.

 

Também serão aceites entregas feitas por outras entidades desde que sejam feitas em nome de uma IPSS já inscrita na campanha.

 

Para mais informações contactar:

Marta Alçada

Telefone: 275 779 330   / Telemóvel: 939 598 010 / E-mail: marta.alcada@resiestrela.pt

www.resiestrela.pt

ALGAR | Aterro de Portimão 18 DEZEMBRO 2019

A Algar iniciou a exploração da célula D do Aterro Sanitário de Portimão no passado dia 12 de dezembro, uma célula já prevista no projeto inicial do aterro, e que permite garantir a capacidade de deposição dos resíduos indiferenciados recolhidos nos concelhos do Barlavento Algarvio.

 

A construção do aterro sanitário traduz-se num investimento de 3,6 milhões de euros e conta com um volume de encaixe de 1 milhão de m3 para a deposição de resíduos, equivalente a 90.000 toneladas de resíduos por ano, prevendo-se um tempo de vida útil em exploração de 10 anos.

 

Para assistir à primeira utilização foram convidados a Presidente da Câmara Municipal de Portimão Isilda Gomes, o Vice-Presidente Filipe Vital, o chefe de Gabinete José Cardoso e ainda do Diretor Geral da EMARP João Rosa.

 

O aterro sanitário de Portimão faz parte de um sistema de gestão integrada, sendo que a deposição em Aterro é a última opção utilizada na gestão de resíduos e que resulta de um plano de proteção ambiental cuidado. A nova célula conta com as melhores técnicas de proteção e preservação ambiental de modo a permitir a impermeabilização dos solos e a proteção dos aquíferos, incluindo a monitorização da drenagem adequada de lixiviados; captação do biogás, o qual é encaminhado para valorização energética ou queima, e o controlo das águas subterrâneas/superficiais e das alterações topográficas.

VALNOR | ECOVALOR dá prémios 17 DEZEMBRO 2019

126 toneladas de resíduos recicláveis é o número conseguido pela Valnor no programa ECOVALOR, o programa dedicado à comunidade escolar implementado em toda a área de intervenção da EGF.

 

A Valnor, concessionária da EGF, premiou os estabelecimentos de ensino que apresentaram o melhor desempenho na reciclagem das suas embalagens usadas durante o ano letivo 2018/19.

 

No âmbito do concurso “Separa e Ganha”, e em troca pelos resíduos, as escolas, IPSS e associações irão receber mais de 25.000€.

 

 

 

Do total de 126 toneladas, foram enviadas para reciclagem 93 toneladas de papel/cartão e 33 toneladas de embalagens de plástico e metal.

               

Segundo Nuno Heitor, Administrador Delegado da Valnor, “A Valnor é uma empresa que tem como missão promover a reciclagem na sua região, e para tal, a sua aposta tem vindo a ser refletida na educação ambiental e em campanhas de responsabilidade social, de forma a envolver a comunidade na nossa missão ambiental e social”.

 

 

 

EGF | Pinheiro bombeiro 16 DEZEMBRO 2019

À semelhança do ano passado, a EGF voltou a aderir ao Pinheiro Bombeiro.

 

O Pinheiro Bombeiro é uma iniciativa de cariz social da startup portuguesa Rnters que permite, durante o período de Natal, alugar pinheiros de Natal verdadeiros.

 

Os pinheiros utilizados são pinheiros de desbaste, resultado da limpeza de um terreno da zona de Coruche.

 

Cada pinheiro tem o custo de 20€, sendo que 5€ revertem para a compra de material profissional de bombeiros (máscaras, luvas, fatos, entre outros) para o combate a incêndios. Só em 2018, foram angariados mais de 18 mil euros para os bombeiros de Viana do Castelo.

 

No final do aluguer, o pinheiro é devolvido e transformado em biomassa, finalizando o aluguer e a sua utilização de forma sustentável.

 

Esta iniciativa tem o apoio da Associação Portuguesa de Bombeiros Voluntários - APBV.

 

ALGAR | Oferta de NUTRIVERDE 13 DEZEMBRO 2019

A partir de hoje, 13 de dezembro, a Algar vai oferecer o composto NUTRIVERDE com planta hortícola, numa embalagem sustentável feita de papel, a todos os clientes que se deslocarem às suas instalações para entregarem resíduos de embalagens recicláveis.

 

O NUTRIVERDE é um corretivo agrícola orgânico 100% vegetal, produzido e comercializado pela ALGAR, obtido exclusivamente a partir de resíduos verdes provenientes de parques, jardins, terrenos de golfe e atividades agrícolas, através do processo de compostagem.

 

É ideal para ser usado como fertilizante orgânico e/ou substrato, pois para além de não ser agressivo ou poluente para a natureza, traz inúmeros benefícios ao solo devolvendo-lhe a matéria orgânica absorvida pelas plantas, fechando assim o ciclo natural. Deste modo, consegue-se o combate à erosão dos solos e melhorar as suas propriedades físicas, químicas e biológicas. A ALGAR convida assim os algarvios a criarem a sua própria horta.

 

O NUTRIVERDE pode ser adquirido nas instalações da ALGAR, durante o horário de funcionamento das mesmas. A empresa possui 3 Unidades de Compostagem de Verdes em funcionamento, em Portimão, São Brás de Alportel e Tavira.

 

Sobre a ALGAR

A Algar - Valorização e Tratamento de Resíduos Sólidos, S.A. é a entidade responsável, no Algarve, pelo sistema integrado de recolha seletiva, transferência, triagem dos materiais destinados à reciclagem, aproveitamento energético do biogás produzido em aterro sanitário, compostagem de resíduos verdes e o tratamento dos resíduos sólidos urbanos depositados em aterro sanitário, produzidos nos Municípios de Albufeira, Alcoutim, Aljezur, Castro Marim, Faro, Lagoa, Lagos, Loulé, Monchique, Olhão, Portimão, São Brás de Alportel, Silves, Tavira, Vila do Bispo e Vila Real de Santo António.

 

Para mais informações contactar: Maria João Carolino | 967758321 | gci@algar.com.pt | Barros de São João da Venda, 8135-026 Almancil-Loulé

RESULIMA | Papel de embrulho 12 DEZEMBRO 2019

A Resulima, concessionária da EGF do Norte do país, juntamente com a Câmara Municipal, os Serviços Municipalizados de Saneamento Básico de Viana do Castelo (SMSBVC) e o Centro de Monitorização e Interpretação Ambiental (CMIA) impulsionam, pelo segundo ano consecutivo, a campanha de reciclagem de papel de embrulho, “No Natal, a separação é o melhor presente”, entre 24 de dezembro e 06 de janeiro.  

 

A iniciativa vianense visa incentivar a correta separação dos resíduos, nomeadamente do papel que é utilizado para embrulho de presentes, evitando o seu depósito em equipamentos de lixo doméstico (resíduos indiferenciados).

 

Este ano estarão disponíveis 56 contentores identificados para fomentar a correta separação de resíduos que ficarão disponíveis em zonas residenciais onde exista uma maior distância aos ecopontos comuns.

 

A campanha de 2018 recolheu 1.880 quilos de papel e cartão, evitando o abate de aproximadamente 40 árvores. Os contentores, colocados no final da primeira quinzena de dezembro, estarão disponíveis até ao dia de Reis, a 6 janeiro de 2020.      

 

 

 

Recycle Bingo chegou à Suldouro 28 NOVEMBRO 2019

O Recycle Bingo chegou à área de intervenção da Suldouro! A Concessionária da EGF responsável pelo tratamento e recolha seletiva dos resíduos urbanos nos municípios de Vila Nova de Gaia e Santa Maria da Feira já fazem parte da comunidade Recycle BinGo.

 

Apesar de ser uma app, funciona sobretudo como um jogo que torna a experiência da reciclagem muito mais divertida e compensadora.

 

Como? Simples.

 

A missão principal do jogo é fazer visitas ao nosso Ecoponto Habitual.

 

Através da geolocalização o nosso Smartphone sabe que nos encontramos perto dele. Ao fazermos check-in desbloqueamos um conjunto de simpáticos bichinhos, os EcoGifts, com os quais vamos preenchendo os nossos cartões BinGo. Cada vez que completamos um cartão ganhamos EcoMoedas – que podemos trocar por ótimos prémios, como bilhetes de cinema, vales de desconto, e muito mais.

 

Além desta missão principal, a aplicação vai lançando missões especiais surpresa com o intuito de melhorar os conhecimentos dos portugueses sobre a reciclagem, manter o envolvimento com o Recycle BinGo. E claro, recompensar os mais amigos do planeta.

 

O Recycle BinGo está disponível na App Store e no Google Play.

 

A Suldouro é uma empresa de referência no setor ambiental, sendo responsável por reciclar e tratar mais os resíduos urbanos de mais de 440.000 mil habitantes.

 

Estamos certos de que esta associação da Suldouro ao Recycle BinGo nos vai ajudar a todos a cumprir as importantes metas de reciclagem com que Portugal se depara a curto prazo. Para que isso aconteça, é preciso que esta notícia se espalhe.

 

Ajude-nos a espalhar o bichinho da reciclagem.

 

Contamos consigo.

EGF modera debate em Loures 29 NOVEMBRO 2019

A EGF marcou presença, dia 28 de novembro, na 11ª Convenção Anual da Rede Portuguesa de Responsabilidade Social das Organizações, que ocorreu no Palácio Marqueses da Praia e Monforte, em Loures.

 

A edição deste ano teve como temática a “Transição Energética e Sustentabilidade: desafios e verdades (in)convenientes", centrando-se em dois temas significativos em matéria de sustentabilidade: as alterações climáticas e oceanos e a transição energética; cuja importância está bem refletida nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Organização (ODS) da ONU.

 

A convenção contou com a abertura de Bernardino Soares, Presidente da C. M. Loures, e com oradores conceituados, nas temáticas da sustentabilidade e responsabilidade social, associados aos temas do mar e da energia.  

 

Ana Loureiro, Diretora de Comunicação da EGF, representou a EGF tendo moderado o painel sobre "Transição Energética e Ambiente: o novo mix energético para a sustentabilidade".

 

 

 

EGF | 6º Meeting Resíduos Alentejo 25 NOVEMBRO 2019

A EGF participou no 6.º Meeting de Resíduos do Alentejo, um evento realizado em Beja a 21 de novembro, organizado pelo Instituto Politécnico de Beja, em parceria com os Sistemas de Gestão de Resíduos AMCAL, RESIALENTEJO e VALNOR e que contou com a participação das organizações de maior relevância do setor.

 

Em representação da EGF esteve Filipa Pantaleão, responsável técnica do Grupo, que no painel dedicado à evolução da gestão de resíduos urbanos em Portugal, apresentou as atividades desenvolvidas pela EGF na promoção da recolha seletiva em articulação com os municípios.

 

Este encontro permitiu reunir um painel de oradores com diferentes opiniões e responsabilidades no sector dos resíduos, o que permitiu um debate alargado e a discussão de temas relevantes que interessaram a todos os participantes.  Em destaque esteve a Evolução da Gestão de Resíduos Urbanos em Portugal, incidindo sobre diferentes temas estratégicos para o sector, bem como a partilha de Boas Práticas de Gestão de Resíduos e o Papel da CAGER no funcionamento do SIGRE. 

 

 

 

 

 

 

PREVENÇÃO DE RESÍDUOS 2019 21 NOVEMBRO 2019

Está a decorrer a Semana Europeia da Prevenção de Resíduos 2019. Este projeto, já na sua 7ª edição, existe pela necessidade de diminuirmos a quantidade de lixo que produzimos.

 

O foco este ano é a educação e informação para uma mudança de atitude face aos resíduos: “Mude os seus hábitos, reduza os seus resíduos.”

 

Desde o início dos anos 70 e até 2016, que o lixo doméstico duplicou na União Europeia, per capita e em peso. Em 2016, a produção anual de lixo doméstico de cada europeu chegou aos 482 kg! *

 

 

 

Na Semana Europeia de Prevenção de Resíduos (SEPR) pretende-se chamar a atenção para este problema. E esse é o objetivo principal das ações que vão decorrer este ano. São 16.570 ações por toda a Europa! Também em Portugal este movimento é promovido pela EGF e pelas suas concessionárias, dos quais salientamos alguns exemplos.

 

ALGAR 

A Algar associa-se sempre a esta iniciativa e são várias as ações a decorrer:

 

  • O veículo de educação ambiental da Algar, que está equipado com jogos multimédia e filmes 3D sobre os principais aspetos da recolha, triagem e valorização dos resíduos urbanos, vai estar de 18 a 20 de novembro junto ao hotel Tivoli Marina, em Vilamoura, para receber público de todas as idades, numa parceria com a empresa municipal Inframoura, organizadora do seminário “Mude os seus hábitos, reduza os seus resíduos”, que se realizará no dia 18 de novembro, no mesmo local.
  • Em associação com a ENTRAJUDA a Algar vai promover uma campanha de angariação de brinquedos usados (bonecos, bolas, livros, jogos, cds, entre outros), que decorrerá em todas as instalações da empresa, distribuídas pela região do Algarve (algar.com.pt), para entregar às famílias carenciadas apoiadas pela Instituição de Solidariedade Social.
  • As escolas também são convidadas a participar. Durante a SEPR, a Algar lança o desafio para que promovam a “Feira na Escola - Hora da Troca”. A iniciativa nada mais é do que alunos, professores e auxiliares selecionarem objetos seus que já não utilizam tais como: jogos, CD’s, livros, roupa e/ou brinquedos e na escola organizarem uma feira de troca direta por outros objetos que lhes façam falta. Dessa forma, prolongam a vida útil desses objetos e evitam o excesso de consumo, contribuindo para que cada vez mais se reduza a deposição de resíduos em aterro.

ERSUC

Durante esta semana a ERSUC, em parceria com os Municípios e com os Agrupamentos de Escolas, vai dinamizar a ação de educação ambiental “A Nossa Casa é Um Planeta”, uma ação de sensibilização que utiliza uma abordagem inovadora de educação e sensibilização, que assenta na projeção de filmes em 360º, em planetários itinerantes, especialmente concebidos com conteúdos adequados a 3 públicos-alvo diferentes: Jardim de Infância e 1º Ciclo, 2º e 3º Ciclo e Ensino Secundário.

 

As ações promovem comportamentos ambientalmente adequados na temática dos resíduos urbanos e englobam, além da apresentação dos filmes, a entrega de materiais pedagógicos que permitem consolidar o conhecimento obtido.

 

A ERSUC está com os Planetários dia 18 de novembro no Município de Estarreja, dia 19 de novembro no Município de Arouca, Dia 20 de novembro no Município de Ovar, dia 21 de novembro no Município da Figueira da Foz e dia 22 de novembro no Municípios de Pedrogão Grande e no Município de Penacova.

 

Miguel Ferreira, Administrador Executivo da ERSUC, deixa ainda o apelo «para que as preocupações desta semana se possam desenvolver ao longo de todo o ano, e traduzir-se na mudança de alguns hábitos, que farão toda a diferença na redução de resíduos e no seu correto encaminhamento para reciclagem”.

 

VALORLIS

a Valorlis convidou a população a conhecer o percurso dos resíduos que produzem em sua casa, no passado sábado, dia 16 de novembro, na iniciativa “Dia Aberto Valorlis”.

 

A adesão por parte da população superou as expectativas, tendo as inscrições esgotado em poucas horas, o que levou a Valorlis a abrir um segundo horário.  No “Dia Aberto Valorlis”, a empresa recebeu 70 pessoas, acompanhadas das suas famílias. 

 

Os participantes começaram a visita por colocar os resíduos que traziam de casa nos ecopontos da Valorlis, seguindo se uma visita guiada à Unidade de Triagem e ao Aterro Sanitário de Leiria, onde foi explicado o que acontece aos resíduos depois de serem colocados nos respetivos contentores .  Durante a visita foram ainda esclarecidos os mitos da reciclagem e clarificadas as regras da separação dos resíduos.  

 

a Valorlis dinamiza ainda, bo dia 23 de novembro às 15h00, no auditório da Valorlis o workshop sobre a temática do desperdício alimentar “Da Horta à Mesa, com sabor, criatividade, sem desperdício”, numa parceria com a Refood Leiria.

 

Neste workshop os participantes vão aprender técnicas para evitar o desperdício na horta e na cozinha e aprender a conservar e transformar as sobras em pratos deliciosos.

 

Do programa consta: Refood e a eliminação do desperdício alimentar; Pequenos truques para reduzir a quantidade de alimentos encaminhados para o lixo; Apresentação e elaboração de vários formas de conservar alimentos; Partilha de receitas.

 

Os participantes devem trazer embalagens de vidro para levar as receitas elaboradas para casa, promovendo assim a reutilização.

 

O workshop é gratuito, mas requer inscrição em www.valorlis.pt

 

VALORSUL

A Valorsul tem a decorrer 20 ações registadas, abaixo identificadas, na sua área de intervenção e apoia a divulgação da iniciativa.

 

 

Semana Europeia da Prevenção de Resíduos

A Semana Europeia de Prevenção de Resíduos/European Week for Waste Reduction (EWWR) decorre entre 16 e 24 de novembro de 2019. “Mude os seus hábitos, reduza os seus resíduos!” é o mote deste ano. O tema este ano pretende alertar para a necessidade de reduzir o consumo e prolongar a vida dos objetos. O objetivo é aumentar a consciência da população sobre a necessidade de redução de resíduos e esta iniciativa constitui um incentivo para a diminuição da quantidade de lixo produzida na Europa.

FILME NOVO | Verão com Valor 20 NOVEMBRO 2019

A Resulima, Valorminho e Suldouro, concessionárias da EGF do Norte do país, implementaram a campanha Verão com Valor, em todas as praias abrangidas na sua concessão. O resultado foi tão positivo, que o transformaram em filme!

 

Para além das 77 toneladas de resíduos valorizáveis recolhidos, as boas práticas estendem-se a temas ambientais mais vastos, e todos temos a ganhar.

 

Para ver o filme e conhecer este projeto, CLICAR AQUI

EGF apoia Jornadas de Resíduos 19 NOVEMBRO 2019

LISBOA foi a cidade que recebeu as 11 as Jornadas Técnicas Internacionais de Resíduos, entre 14 a 18 de novembro 2019 - um encontro de referência promovido pela APESB, no Museu dos Coches, que juntou a comunidade científica e técnica da área dos resíduos, à qual a EGF se associou.

 

Este evento, organizado pela APESB há mais de duas décadas, tem demonstrado ser um importante ponto de encontro para os profissionais do setor.

 

A edição deste ano contou com o apoio da Câmara Municipal de Lisboa e esteve focada na alteração de paradigma de uma economia linear para uma economia circular e quais as soluções concretas que podem ser implementadas.

 

Oradores que motivaram a audiência

Antonis Mavropoulos (Presidente da International Solid Waste Association), Patrick Dorvil (Banco Europeu de Investimento), Martin Brocklehurst (Chartered Institution of Wastes Management), Jesper Stage (Lulea University of Technology), Filomena Lobo (Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos), Fernanda Ferreira Dias (Direção Geral das Atividades Económicas), Ana Isabel Trigo Morais (Sociedade Ponto Verde), Pedro Vaz (Câmara Municipal de Lisboa), Carlos Mendes (Maiambiente), Cristina Costa (Associação Portuguesa dos Industriais de Águas Minerais Naturais e de Nascente) e Paulo Praça (ESGRA)  foram oradores de referência nas sessões plenárias que discutiram temas da maior relevância para o setor dos resíduos em Portugal.

 

Temas que interessam ao setor e ao cidadão

Para além do tema especial, as Jornadas abordaram o Licenciamento de Operadores de Gestão de Resíduos, a Recolha seletiva de bioresíduos e a Avaliação de modelos para a tara retornável.

 

No dia 18, um dia especialmente dedicado à cidade de Lisboa, foi possível discutir com as juntas de freguesia e com as organizações da cidade, modelos e boas práticas a implementar para melhorar a gestão da cidade. Ana Loureiro, Diretora de Comunicação da EGF, apresentou as mais recentes campanhas de comunicação e estratégias de motivação ao cidadão, de modo a que este assuma o seu papel como gestor de recursos.

 

O evento contou ainda com formações MasterClass, dedicadas aos temas Indicadores de Desempenho, Incentivos e Lamas de ETAR, para além de dois painéis sobre limpeza urbana que deram detalhe às questões de inovação, desenvolvimento e campanhas de comunicação.

 

Mais informação em: www.jornadas-residuos.apesb.org

EcoEvento da ALGAR dá apoio social 08 NOVEMBRO 2019

Cerca de 14 toneladas de resíduos recicláveis, das quais 7 toneladas de vidro, 5,7 toneladas de cartão e 700 quilos de plástico foram recolhidos durante o Campeonato do Mundo de vela, na classe 420, que decorreu em Vilamoura, em julho deste ano.

 

Os recicláveis recolhidos durante os 9 dias do evento pela empresa ALGAR, concessionária da EGF na região do Algarve, depois de pesados e ‘mensurados’, deram origem à verba de mil euros, que o Vilamoura Sailing, empresa organizadora da competição em parceria com a Inframoura, fizeram questão de entregar ao Centro de Apoio à Criança de Quarteira.

 

 

 

1.º Campeonato de Vela distinguido como EcoEvento

Foi a primeira vez que um campeonato de vela obteve a distinção de ‘Eco-Evento’ atribuído pela Algar e que se traduziu, entre outras ações, na produção de 250 sacos em tecido reciclado, proveniente de telas, lonas, outdoors e mupis, que funcionaram como eco-pontos (separação de lixo) e que foram colocados nas embarcações dos treinadores. Nestes eco-pontos, todos os velejadores em prova depositaram, diariamente, não só as embalagens recicláveis que iam produzindo como também os recicláveis que fizeram questão de recolher do mar.

 

Segundo Nuno Reis, Diretor do Vilamoura Sailing, «o objectivo, desde o início, foi reforçar a consciência ecológica dos velejadores e este será um desafio para continuar. O Mundial de 420 foi um evento-teste nesta matéria e ficou provado o seu sucesso. A parceria com a Algar vai-se repetir em todos os nossos eventos e irá também estender-se à atividade do centro de estágios».

 

A coordenação logística do programa durante o Campeonato do Mundo de 420 esteve a cargo da Inframoura e envolveu também os serviços da Marina de Vilamoura, local onde diariamente a Algar procedeu à recolha dos contentores com os resíduos recicláveis.

 

Nesta prova as habituais garrafas de plástico também foram substituídas por garrafas de alumínio e os prémios atribuídos foram todos produzidos em cortiça proveniente de sobreiros da região.

 

A Inframoura continuará a intermediar e a incentivar os eventos que se realizam em Vilamoura a aderirem a estas ações, no sentido de estimular e sensibilizar cada vez mais para a problemática dos resíduos e ao mesmo tempo com os valores angariados poder contribuir com donativos para a melhoria  da qualidade dos serviços prestados pelas IPSS desta freguesia.

VALORSUL: Reciclagem aumenta 21% 25 OUTUBRO 2019

A Valorsul, Concessionária da EGF nas regiões de Lisboa e Oeste, prevê que sejam recolhidas, até ao final deste ano, cerca de 91.000 toneladas de materiais recicláveis nos seus municípios.

 

Face à quantidade de material recolhida em 2017, verifica-se um expressivo crescimento de cerca de 21% na separação para reciclagem de papel, cartão, plástico, metal e vidro.

 

Esta melhoria no desempenho ambiental da região deve-se a uma maior consciência ambiental, a um forte investimento em novos ecopontos, viaturas e centros de triagem e a campanhas de incentivo à reciclagem que a Valorsul e os municípios têm vindo a desenvolver em conjunto.

 

 

Entre 2016 e 2021 o plano de investimentos da Valorsul ascende a 45 milhões de euros com o objetivo de melhorar o serviço público de gestão de resíduos prestado pela empresa, dos quais 16 milhões são investimentos na recolha seletiva e triagem de recicláveis.

 

Além dos benefícios ambientais, o aumento das recolhas seletivas também representa uma poupança efetiva para os 19 municípios. Assim, vão ser desviadas dos caixotes do lixo indiferenciado mais cerca de 16.000 toneladas de recicláveis (trifluxo) que em 2017, o equivalente a uma poupança anual de cerca de 1,1 milhões euros em custos municipais de recolha e deposição em aterro ou valorização energética.

 

SEIS MUNICÍPIOS CRESCEM ACIMA DOS 50%

A separação para reciclagem cresceu acima dos 50%, nos últimos 2 anos, em 6 municípios: Alcobaça, Arruda dos Vinhos, Nazaré, Rio Maior, Sobral de Monta Agraço e Torres Vedras. O crescimento maior verificou-se em Arruda dos Vinhos que se estima vir a terminar 2019 com mais 77% de recicláveis recolhidos que em 2017.

 

Na região de Lisboa, destacam-se os Serviços Municipalizados de Loures e Odivelas com um crescimento de 20% e o município de Lisboa que, além de ser o município com maiores quantidades recolhidas per capita, cresceu nos últimos dois anos mais 16%.

 

A estratégia seguida pela Valorsul e pelos municípios foi de aproximar, o mais possível, o número de ecopontos ao número de contentores de lixo indiferenciado. Os resultados demostram que a opção de recolha com ecopontos continua a ser uma boa solução e permite às famílias a liberdade de deposição, todos os dias, 24 horas por dia.

 

VALORSUL PREPARA-SE PARA AS NOVAS METAS COMUNITÁRIAS

A recolha seletiva de bioresíduos - os restos alimentares e de jardim – é feita em colaboração com os municípios há 12 anos. Este material é transformado pela Valorsul em composto para agricultura. 

 

Para cumprir as exigentes metas nacionais e comunitárias, nos próximos anos, a Valorsul e os municípios pretendem incrementar esta recolha seletiva - que atualmente está focada sobretudo em restaurantes e mercados - e abranger também as famílias nesta separação. Face ao aumento esperado na quantidade de bioresíduos separados, a Valorsul vai candidatar um investimento de 9,6 milhões de euros para aumentar também a capacidade da sua Estação de Valorização Orgânica.

Passeio bicicleta VALORLIS 20 OUTUBRO 2019

A Valorlis, Concessionária da EGF na região de Leiria, no âmbito do programa Ecovalor e da sensibilização para a importância da reciclagem, desafiou toda a população a participar no 9º Passeio de Bicicleta “Na Rota das Embalagens”.

 

O passeio de bicicleta aconteceu no dia 20 de outubro com concentração na Valorlis às 9 horas. O passeio foi dirigido a toda a população, para todas as idades, contando com dois percursos fáceis e acessíveis - um mais curto de apenas 10 km e um percurso de 30 km.

 

O passeio terminou na Valorlis, seguindo-se um almoço convívio e animação para as crianças.

 

 

“Este passeio insere-se na política de proximidade e de “portas abertas” que a Valorlis mantém desde o primeiro dia. Pretendemos juntar famílias inteiras numa atividade diferente, mas com o nosso objetivo de sempre, alertar para a importância da reciclagem”, explica Marta Guerreiro, Administradora Delegada da Valorlis.

 

As inscrições foram gratuitas, mas obrigatórias. Cada participante trouxe no dia do passeio seis embalagens de plástico, metal, vidro, cartão ou embalagens de cartão para alimentos líquidos e depositou no ecoponto que esteve no local de partida.

 

O 9º Passeio de Bicicleta da Valorlis teve a organização do percurso pela AIRBIKE – ASSOCIAÇÃO DE CICLISMO, contando com o apoio da Gopaper.

 

 

Recycle BinGo na RESULIMA 16 outubro 2019

O Recycle Bingo chegou à área de intervenção da Resulima! A Concessionária da EGF responsável pelo tratamento e recolha seletiva dos resíduos urbanos nos municípios de Arcos de Valdevez, Barcelos, Esposende, Ponte da Barca, Ponte de Lima e Viana do Castelo, já fazem parte da comunidade Recycle BinGo.

 

Apesar de ser uma app, funciona sobretudo como um jogo que torna a experiência da reciclagem muito mais divertida e compensadora.

 

Como? Simples.

 

A missão principal do jogo é fazer visitas ao nosso Ecoponto Habitual.

 

 

Através da geolocalização o nosso Smartphone sabe que nos encontramos perto dele. Ao fazermos check-in desbloqueamos um conjunto de simpáticos bichinhos, os EcoGifts, com os quais vamos preenchendo os nossos cartões BinGo. Cada vez que completamos um cartão ganhamos EcoMoedas – que podemos trocar por ótimos prémios, como bilhetes de cinema, vales de desconto, e muito mais.

 

Além desta missão principal, a aplicação vai lançando missões especiais surpresa com o intuito de melhorar os conhecimentos dos portugueses sobre a reciclagem, manter o envolvimento com o Recycle BinGo. E claro, recompensar os mais amigos do planeta.

 

O Recycle BinGo está disponível na App Store e no Google Play.

 

A Resulima é uma empresa de referência no setor ambiental, sendo responsável por reciclar e tratar mais os resíduos urbanos de mais de 321.000 mil habitantes.

 

Estamos certos de que esta associação da Resulima ao Recycle BinGo nos vai ajudar a todos a cumprir as importantes metas de reciclagem com que Portugal se depara a curto prazo. Para que isso aconteça, é preciso que esta notícia se espalhe.

 

Ajude-nos a espalhar o bichinho da reciclagem.

 

Contamos consigo.

EGF no Congresso Mundial ISWA 10 OUTUBRO 2019

A EGF está presente e em forte representação no Congresso Mundial da ISWA - International Solid Waste Association, o maior evento do setor a nível mundial e que este ano se realizou em Bilbao, Espanha, entre 7 e 10 de outubro.

 

A participação deste ano ficou marcada pela apresentação internacional do projeto A NOSSA CASA É UM PLANETA, o projeto de educação ambiental dedicado à comunidade escolar que apresenta filmes didáticos para os vários níveis de ensino através de planetários itinerantes. Em Bilbao foram apresentadas, pela primeira vez, as versões inglesas dos 3 filmes que são projetados em 360º em cúpulas insufláveis, apresentando uma novidade no evento e para os participantes do congresso.

 

 

Para além do planetário no espaço de exposição, disponível a todos os participantes, Ana Loureiro, Diretora de Comunicação, apresentou no dia 8 de outubro as campanhas de comunicação ambiental mais recentes, com a apresentação The role of citizens. Strategies and communication campaigns, no painel How to Raise Public Acceptance for Waste Management Projects; e moderou a sessão dedicada à temática Citizen Awareness, key for a sustainable and effective waste management.

 

Mais informações sobre o Congresso Mundial ISWA: CLICAR AQUI

Mais informações sobre o projeto A NOSSA CASA É UM PLANETA: CLICAR AQUI

EGF recebe Grupo ISWA 01 OUTUBRO 2019

A EGF recebeu na sua sede o Grupo de Trabalho de Comunicação e Assuntos Sociais da ISWA - International Solid Waste Association, numa das suas reuniões bianuais, que se realizou entre 26 e 27 de setembro.

 

A reunião foi marcada pela apresentação e partilha de campanhas de comunicação dedicadas à temática dos resíduos, mas também pela discussão da estratégia de comunicação da própria ISWA, que se encontra numa fase de transição e mudança este ano.

 

O grupo participou ainda do evento EcoSunset organizado pela EGF, pela Amarsul e pela Câmara Municipal de Almada, que decorreu em S. João da Caparica e teve e oprtunidade de visitar a Central de Valorização Energética da Valorsul, em S. João da Talha.

 

Nesta reunião participaram representantes nacionais e de países como a Inglaterra, Bélgica, Holanda, Suécia, Hungria e Omã.

 

Para mais informações sobre o Grupo de Trabalho de Comunicação e Assuntos Sociais da ISWA

Recycle BinGo na VALORMINHO 30 setembro 2019

O Recycle BinGo chega finalmente à região norte do país, pela mão da Valorminho. O Recycle BinGo é uma aplicação móvel que promete deixar as famílias residentes nos municípios de Melgaço, Monção, Valença, Paredes de Coura, Vila Nova de Cerveira e Caminha, com o bichinho da reciclagem.

 

Apesar de ser uma app, funciona sobretudo como um jogo que torna a experiência da reciclagem muito mais divertida e compensadora. Como?

 

Simples.

 

A missão principal do jogo é fazer visitas ao nosso Ecoponto Habitual.

 

 

Através da geolocalização o nosso Smartphone sabe que nos encontramos perto dele. Ao fazermos check-in desbloqueamos um conjunto de simpáticos bichinhos, os EcoGifts, com os quais vamos preenchendo os nossos cartões BinGo. Cada vez que completamos um cartão ganhamos EcoMoedas – que podemos trocar por ótimos prémios, como bilhetes de cinema, vales de desconto, e muito mais.

 

Além desta missão principal, a aplicação vai lançando missões especiais surpresa com o intuito de melhorar os conhecimentos dos portugueses sobre a reciclagem, manter o envolvimento com o Recycle BinGo. E claro, recompensar os mais amigos do planeta.

 

O Recycle BinGo está disponível na App Store e no Google Play.

 

A Valorminho é uma empresa de referência no setor ambiental, sendo responsável por reciclar e tratar mais de 33 mil toneladas de resíduos, servindo 6 municípios e mais de 73 mil habitantes.

 

Estamos certos de que esta associação da Valorminho ao Recycle BinGo nos vai ajudar a todos a cumprir as importantes metas de reciclagem com que Portugal se depara a curto prazo. Para que isso aconteça, é preciso que esta notícia se espalhe.

 

Ajude-nos a espalhar o bichinho da reciclagem.

 

Contamos consigo.

EcoSunset em Almada 27 SETEMBRO 2019

A EGF, a Amarsul e a Câmara Municipal de Almada apresentaram no dia 26 de setembro os resultados da campanha EcoPraias e lançaram o Programa Ecovalor 2019-2020, destinado à comunidade escolar.

 

A campanha ECOPRAIAS - ”Vamos Reciclar à Beira-Mar”, promovida pela Amarsul, concessionária da EGF, recolheu durante este verão um total de 165 toneladas de resíduos para reciclagem.

 

Esta campanha inédita, promoveu pela primeira vez a recolha e reciclagem de resíduos em 33 praias das regiões de Almada, Sesimbra e Setúbal de 22 de junho e 15 de setembro.

 

 

Destinada à população em geral, mas com um foco especial nas crianças que vão à praia com as colónias de férias, a iniciativa sensibilizou para as boas práticas ambientais e consciencializou para a importância da separação adequada dos resíduos de embalagem, num total de mais de 400 entidades que organizam colónias de férias, 22.700 crianças e 91.400 pessoas no total.

 

A recolha das embalagens foi assegurada com uma rede de ecopontos, juntamente com os “mochileiros” da Amarsul que percorreram as praias – o que permitiu recolher 50 toneladas de plástico e metal, 35 toneladas de papel e cartão e 80 toneladas de vidro.

 

ACABOU A PRAIA E COMEÇOU A ESCOLA

 

No seguimento desta estratégia de contribuir continuamente para a educação ambiental da população, a EGF tem já em campo a nova edição do programa ECOVALOR. A decorrer durante o presente ano letivo, esta iniciativa dedica-se a dar a conhecer as boas práticas ambientais junto da comunidade escolar, distinguindo, com um prémio monetário, os bons comportamentos ambientais. Por cada saco de embalagens de plástico, metal e pacotes de bebida bem separados e entregues, a escola que aderir a este programa de sensibilização receberá 0,50€. As escolas de cada município que mais reciclarem, serão recompensadas com um valor maior.

 

Este programa contempla ainda uma digressão com planetários itinerantes de educação ambiental “A nossa Casa é um Planeta”, onde se pode assistir a filmes 360º dedicados às temáticas da prevenção, reutilização e reciclagem.

 

De âmbito nacional, o Programa ECOVALOR realizou em 2018 quase oito mil ações de sensibilização e envolveu 203.732 participantes em todo o país, contribuindo para a recolha de 1.160 toneladas de resíduos, dos quais 619 toneladas foram de plástico e metal, 111 toneladas de vidro e 430 toneladas de papel e cartão.

 

Os dados da campanha ECOPRAIAS 2019 e o lançamento da nova edição do programa ECOVALOR foram apresentados num evento promovido pela Amarsul, EGF e Câmara Municipal de Almada, em São João da Caparica, no qual participam especialistas em comunicação ambiental da ISWA – International Solid Waste Association. 

EcoPraias reciclou 165 toneladas 26 SETEMBRO 2019

A campanha ECOPRAIAS - ”Vamos Reciclar à Beira-Mar”, promovida pela Amarsul, concessionária da EGF, recolheu durante este verão um total de 165 toneladas de resíduos para reciclagem.

 

Esta campanha inédita, promoveu pela primeira vez a recolha e reciclagem de resíduos em 33 praias das regiões de Almada, Sesimbra e Setúbal de 22 de junho e 15 de setembro.

 

Destinada à população em geral, mas com um foco especial nas crianças que vão à praia com as colónias de férias, a iniciativa sensibilizou para as boas práticas ambientais e consciencializou para a importância da separação adequada dos resíduos de embalagem, num total de mais de 400 entidades que organizam colónias de férias, 22.700 crianças e 91.400 pessoas no total.

 

A recolha das embalagens foi assegurada com uma rede de ecopontos, juntamente com os “mochileiros” da Amarsul que percorreram as praias – o que permitiu recolher 50 toneladas de plástico e metal, 35 toneladas de papel e cartão e 80 toneladas de vidro.

 

ACABOU A PRAIA E COMEÇOU A ESCOLA

 

No seguimento desta estratégia de contribuir continuamente para a educação ambiental da população, a EGF tem já em campo a nova edição do programa ECOVALOR. A decorrer durante o presente ano letivo, esta iniciativa dedica-se a dar a conhecer as boas práticas ambientais junto da comunidade escolar, distinguindo, com um prémio monetário, os bons comportamentos ambientais. Por cada saco de embalagens de plástico, metal e pacotes de bebida bem separados e entregues, a escola que aderir a este programa de sensibilização receberá 0,50€. As escolas de cada município que mais reciclarem, serão recompensadas com um valor maior.

 

Este programa contempla ainda uma digressão com planetários itinerantes de educação ambiental “A nossa Casa é um Planeta”, onde se pode assistir a filmes 360º dedicados às temáticas da prevenção, reutilização e reciclagem.

 

De âmbito nacional, o Programa ECOVALOR realizou em 2018 quase oito mil ações de sensibilização e envolveu 203.732 participantes em todo o país, contribuindo para a recolha de 1.160 toneladas de resíduos, dos quais 619 toneladas foram de plástico e metal, 111 toneladas de vidro e 430 toneladas de papel e cartão.

 

Os dados da campanha ECOPRAIAS 2019 e o lançamento da nova edição do programa ECOVALOR são hoje apresentados num encontro promovido pela Amarsul, EGF e Câmara Municipal de Almada, em São João da Caparica, no qual participam especialistas em comunicação ambiental da ISWA – International Solid Waste Association.

Festas d'Agonia: EcoEvento exemplar 25 SETEMBRO 2019

A RESULIMA, em conjunto com os Serviços Municipalizados, o município de Viana do Castelo e a Vianafestas, desenvolveram uma campanha de sensibilização ambiental durante a Romaria em Honra de Nossa Senhora da Agonia, fazendo deste um Ecoevento.

 

Nesta Romaria estiveram presentes monitores de sensibilização ambiental que, em conjunto com os 30 voluntários do Banco Local do Voluntariado, abordaram os comerciantes e os participantes nas festas no sentido de promover a melhoria da separação de resíduos, fomentando o uso dos ecopontos e das 19 estruturas colocadas especificamente para a deposição dos resíduos valorizáveis.

 

 

Foram distribuídos diferentes equipamentos e materiais de sensibilização ambiental junto dos comerciantes e do público em geral, sensibilizando-os para a importância do seu comportamento. Fruto destas ações de sensibilização foi possível recolher mais de oito toneladas de resíduos valorizáveis neste EcoEvento.

 

Estas campanhas de sensibilização ambiental têm o apoio do Fundo de Coesão da União Europeia através do PO SEUR - Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos.

RESIESTRELA | Recolha porta a porta 23 SETEMBRO 2019

O novo serviço de recolha Porta a Porta da Resiestrela, implementado em 4 municípios, recolheu 77 toneladas nos primeiros 6 meses.

 

Este serviço, implementado nos municípios de Almeida, Figueira de Castelo Rodrigo, Fornos de Algodres e Meda, recolheu cerca de 40 toneladas de papel e cartão, 9 toneladas de embalagens de plástico e metal e 28 toneladas de vidro e já conta com mais de 200 estabelecimentos aderentes.

 

Segundo o Administrador da Resiestrela, Nuno Heitor, “Pretendemos crescer em mais quantidades e mais pontos de recolha nestes municípios e nos restantes municípios onde já este serviço já se encontra implementado, de forma a que juntos, possamos atingir as metas da reciclagem e ir ao encontro do cumprimento dos objetivos e metas definidas no Plano de Ação para o Cumprimento da Meta de Retoma da Recolha Seletiva-PERSU 2020 da Resiestrela”

 

O serviço de recolha porta a porta tem como objetivo promover o aumento da recolha de materiais recicláveis, vidro, papel/cartão e llástico, pelo facto de se verificar que os contentores dos resíduos, em algumas zonas contêm grandes quantidades de materiais passíveis de reciclagem, que estavam a ser levados para tratamento indiferenciado. Com este serviço, estes materiais poderão ser valorizados, com benefício para o ambiente e a consequente diminuição dos seus custos de tratamento suportados pelo Município.

 

Este serviço é realizado sem encargos para as entidades utilizadoras, por uma viatura devidamente identificada e funcionários da Resiestrela e será prestado semanalmente nos estabelecimentos comerciais e serviços que pretendam aderir à recolha porta a porta de materiais recicláveis.

 

A Resiestrela acredita que através da promoção da consciencialização ambiental dos empresários e comerciantes, permitirá, com um esforço coletivo, um aumento de reciclagem de materiais, melhorando a Qualidade de Vida de cada um de nós.

VALORMINHO em Vilar de Mouros 19 SETEMBRO 2019

A Valorminho, concessionária da EGF no Alto Minho, recolheu 4,5 toneladas de recicláveis no Festival Vilar de Mouros, que se realizou nos dias 22, 23 e 24 de agosto, um Ecoevento  que fica assinalado pelas boas práticas ambientais.

 

A sustentabilidade teve um peso fundamental em toda a organização do evento, sendo exemplar no que respeita à gestão de resíduos produzidos no recinto - desde a sua prevenção, reutilização e reciclagem à sensibilização ambiental de todos os participantes e envolvidos.

 

A Valorminho, desenvolveu uma campanha de sensibilização ambiental durante o decorrer do festival, onde estiveram presentes monitores de sensibilização ambiental que abordaram todos os festivaleiros no sentido de promover a melhoria da separação de resíduos durante o evento, bem como fomentar a implementação destas práticas no dia-a-dia de cada um dos cidadãos.

 

Fruto destas ações de sensibilização foi possível recolher 4,5 toneladas de resíduos valorizáveis nos 3 dias do Ecoevento. Foram 3180 kg de vidro 1200 kg de papel /cartão e 120 kg de embalagens de plástico e metal.

 

Estas campanhas de sensibilização ambiental têm o apoio do Fundo de Coesão da União Europeia através do PO SEUR - Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos.

VALORLIS reforça recolha seletiva 18 SETEMBRO

A Valorlis, concessionária da EGF na região de Leiria, avançou para a segunda fase de colocação das ilhas ecológicas na Marinha Grande esta semana.

 

O projeto Ilhas Ecológicas - recolha seletiva de proximidade é um projeto piloto que tem como objetivo aproximar os ecopontos à população, disponibilizar meios para separação em locais onde há dificuldade na colocação de ecopontos e aumentar as quantidades de resíduos enviados para reciclagem. 

 

Este projeto de recolha de proximidade teve inicio em julho onde foram colocadas 53 ilhas ecológicas (159 contentores).

 

 

 

A 2ª fase de colocação de contentores iniciou esta semana com a colocação de mais 96 ilhas ecológicas (288 contentores) nas localidades de Amieirinha, Guarda Nova, Camarnal, Comeira, Fonte Santa, Ordem, Pedra de Cima, Pedra de Baixo e Portela, seguindo se ainda este mês de setembro, a colocação das 57 ilhas restantes (171 contentores) na localidade de Embra.

VALORSUL celebra 25 anos 16 SETEMBRO 2019

A VALORSUL celebra 25 anos. A 16 de setembro de 1994 nasce a VALORSUL, concessionária da EGF na região de Lisboa (Norte) com o objetivo ambicioso de encontrar uma solução e destino para os milhares de toneladas de resíduos urbanos produzidos na Grande Lisboa e mais tarde, em 2010, na Região Oeste.

 

O sistema de tratamento de resíduos domésticos da VALORSUL é um marco na história da valorização de resíduos urbanos no nosso país.

 

Ao longo de 25 anos, a VALORSUL investiu no potencial dos resíduos como verdadeiros recursos. Foi na Valorsul que Portugal viu nascer a sua primeira central de valorização energética e, anos mais tarde, a primeira estação para tratar bioresíduos recolhidos seletivamente.

 

O resultado do trabalho desenvolvido no último quarto de século é notável: por ano, uma produção de energia elétrica equivalente a 2% dos consumos domésticos nacionais usando como matéria prima exclusivamente os resíduos; uma produção de mais de 600 toneladas de composto para a agricultura, 74 mil toneladas de materiais encaminhados para reciclar e o cumprimento de todas as metas ambientais com menos custos para os cidadãos.

 

A prioridade da VALORSUL é melhorar o serviço público de gestão de resíduos prestado pela empresa aos municípios e aos cidadãos, tendo sido a primeira empresa a obter o reconhecimento da entidade reguladora com a atribuição do “Prémio Excelência ERSAR” pela qualidade dos serviços de gestão de resíduos urbanos, em 2018.

 

O futuro da VALORSUL continuará a passar por um forte investimento na inovação e o compromisso com os mais elevados padrões de qualidade e que passa por estratégias inovadoras de sensibilização, pelo aumento da capacidade de recolha seletiva, pelo crescimento da recolha seletiva de matéria orgânica e pela otimização das infraestruturas de tratamento.

 

O território servido pela VALORSUL abrange uma área geográfica muito diversa com 19 municípios e onde residem 1.6 milhões de habitantes. Por ano, recebe e trata quase 1 milhão de toneladas de resíduos, valorizando 20% de todo o lixo doméstico produzido em Portugal.

Mais ecopontos na AMARSUL 12 SETEMBRO 2019

A Amarsul, concessionária da EGF na penísula de Setúbal, disponibilizou 57 novos ecopontos metálicos, contentores específicos de 3m3 estão a ser colocados em todos os municípios da sua área de atuação, nomeadamente em locais onde existe um histórico elevado de atos de vandalismo, nomeadamente incêndios em ecopontos.

 

Desde o final de 2018, que a Amarsul tendo vindo a reforçar a sua rede de ecopontos, aproximando os contentores para recicláveis da população, de modo a tornar mais cómoda a reciclagem destes resíduos. Este projeto abrange todos os municípios da Península de Setúbal e é cofinanciado pelo POSEUR – Programa Operacional de Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos.

 

 

A Amarsul encontra—se empenhada em prestar cada vez mais, um melhor serviço à população disponibilizando mais contentores para deposição de resíduos recicláveis e melhorando o qualidade de serviço, reduzindo assim, os resíduos que são encaminhados para aterro.

20 Toneladas de Recicláveis 30 AGOSTO 2019

A Valorminho recolheu 20 toneladas de resíduos recicláveis no Festival Vodafone Paredes de Coura, que decorreu entre 14 e 17 de agosto.

 

A 27ª edição do Festival “Couraíso” fez história, e foi a melhor edição de sempre, também na reciclagem.


Este é um ECOEVENTO com historial, onde a sustentabilidade tem um peso fundamental em toda a organização do evento, sendo exemplar no que respeita à gestão de resíduos produzidos no recinto - desde a sua prevenção, reutilização e reciclagem à sensibilização ambiental de todos os participantes e envolvidos.

 


A 27ª edição do Festival Vodafone Paredes de Coura, fica marcada pela recolha histórica da Valorminho - 20 toneladas de resíduos recicláveis!


Foram 14.160 kg de vidro, 2.040 Kg de papel/cartão e 3.840 Kg de embalagens de plástico e metal, que serão transformados em euros que reverterão para uma Instituição Particular de Solidariedade Social (I.P.S.S.) do Município de Paredes de Coura.

Recycle BinGo chegou à Resinorte 28 AGOSTO 2019

O Recycle BinGo chegou à região norte central do país, pela mão da Resinorte.

 

Lançado em Fevereiro pela Valorsul, Amarsul e Valorlis, com o apoio do Fundo Ambiental do Ministério do Ambiente, o Recycle BinGo é uma aplicação móvel que promete deixar as famílias residentes nos municípios de Alijó, Amarante, Armamar, Baião, Boticas, Cabeceiras de Basto, Celorico de Basto, Chaves, Cinfães, Fafe, Guimarães, Lamego, Marco de Canaveses, Mesão Frio, Moimenta da Beira, Mondim de Basto, Montalegre, Murça, Penedono, Peso da Régua, Resende, Ribeira de Pena, Sabrosa, Santa Marta de Penaguião, Santo Tirso, São João da Pesqueira, Sernancelhe, Tabuaço, Tarouca, Trofa, Valpaços, Vila Nova de Famalicão, Vila Pouca de Aguiar, Vila Real, Vizela, com o bichinho da reciclagem.

 

 

Apesar de ser uma app, funciona sobretudo como um jogo que torna a experiência da reciclagem muito mais divertida e compensadora. Como?

 

Simples.

 

A missão principal do jogo é fazer visitas ao nosso Ecoponto Habitual.

Através da geolocalização o nosso Smartphone sabe que nos encontramos perto dele. Ao fazermos check-in desbloqueamos um conjunto de simpáticos bichinhos, os EcoGifts, com os quais vamos preenchendo os nossos cartões BinGo. Cada vez que completamos um cartão ganhamos EcoMoedas – que podemos trocar por ótimos prémios, como bilhetes de cinema, vales de desconto, e muito mais.

 

Além desta missão principal, a aplicação vai lançando missões especiais surpresa com o intuito de melhorar os conhecimentos dos portugueses sobre a reciclagem, manter o envolvimento com o Recycle BinGo.

E claro, recompensar os mais amigos do planeta.

 

O Recycle BinGo já está disponível na App Store e no Google Play.

 

A Resinorte, uma empresa de referência no setor ambiental, sendo responsável por reciclar e tratar mais de 350 mil toneladas de resíduos, servindo 35 municípios e aproximadamente 1 milhão de habitantes.

 

Estamos certos de que esta associação da Resinorte ao Recycle BinGo nos vai ajudar a todos a cumprir as importantes metas de reciclagem com que Portugal se depara a curto prazo. Para que isso aconteça, é preciso que esta notícia se espalhe.

 

Ajude-nos a espalhar o bichinho da reciclagem.

AMARSUL com forte investimento 27 AGOSTO 2019

A Amarsul, concessionária da EGF na Península de Setúbal,  está a investir cerca de 10 M€ em novos projetos de recolha seletiva, com destaque para o projeto “Reciclar Doce Reciclar”, que visa a implementação de recolha seletiva porta a porta de resíduos recicláveis nas áreas já servidas pela recolha porta a porta de resíduos indiferenciados, efetuada pelos municípios, nomeadamente em Almada, Seixal e Sesimbra.

 

Para facilitar a separação de resíduos nos lares abrangidos, a Amarsul disponibiliza gratuitamente dois contentores: um para deposição de papel e outro para embalagens metálicas e plástico, de modo a que o processo de separação de resíduos seja mais simples e confortável para os cidadãos.

 

 

Serão disponibilizados cerca de 51.300 contentores. Este projeto será alargado aos restantes Municípios da Península de Setúbal, nas zonas onde a recolha de resíduos indiferenciados também seja feita em regime porta a porta.

 

Desde o final de 2018, que a Amarsul tendo vindo a reforçar a sua rede de ecopontos, aproximando os contentores para recicláveis da população, de modo a tornar mais cómoda a separação e deposição destes resíduos. Este reforço tem sido feito com contentores com capacidade para 1.100l onde foram construídas 1.800 gares, de ecopontos e de vidrões. Até ao final de 2019, serão colocados num total de 8.320 contentores de 1 .100l, 1.560 ecopontos e 1.582 vidrões. Para efetuarmos a recolha destes novos equipamentos foi necessário também aumentar a frota pelo que foram